1. Spirit Fanfics >
  2. Votos de Amor - (Kim Namjoon) >
  3. O início.

História Votos de Amor - (Kim Namjoon) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem, me desculpem pelos erros ortográficos.

Capítulo 1 - O início.


Fanfic / Fanfiction Votos de Amor - (Kim Namjoon) - Capítulo 1 - O início.

 *A bela herdeira da família Jung, acabava de acordar e ainda sonolenta caminhava para o banheiro, fazendo suas necessidades e tomando um banho rápido, logo vestindo um belo vestido musseline longo, verde escuro, com belos detalhes de renda e pouco decotado. Seus pés ainda descalços, sentiam o carpete aveludado os fazendo cócegas, a mesma caminha até a janela abrindo-a, os raios do sol refletiam em sua pele e isso a fazia com que sua beleza se tornasse ainda maior. Ela finalmente resolve vestir os seus pés e arrumar o longo e belo cabelo, para finalmente descer e tomar um café com sua mãe. Antes que possa terminar sua aia bate na porta, abrindo uma pequena brecha.*

Aia: – Senhorita Jung?

*A aia abria a porta devagar, enquanto chamava a filha única da família.*  

S/N: – Sim, Jiee?

Eu a respondo, terminando de por o último grampo de meu coque.

Aia: – Sua mãe deseja vê-la.

S/N: – Certo, Avise-a que já estou descendo.

Vejo minha aia fechar a porta e se retirar. Levanto-me, dando uma volta ao me olhar no espelho e finalmente saindo do quarto, desço e logo adentro a sala de jantar, onde vejo minha mãe e meu pai sentados e conversando.

S/N: – Bom dia.

*A garota fala com os pais, que a comprimentam de volta, convidando-a para sentar-se junto a eles, então ela assim faz.*

Mamãe: – Minha filha, não acha que está na hora de achar um companheiro?

*A mãe olhava para a filha, esperando uma resposta possitiva.*

S/N: – Não me sinto atraída por ninguém.

Papai: – Atração? Um casamento deve apenas ter uma boa reputação.

S/N: – Temos pontos de vistas diferentes meu pai.

*Ele a olhava severamente, enquanto ela apenas se servia, sem mostrar nenhuma reação ao olhar de seu pai.*

Papai: – Que seja, mas você querendo ou não vai ter que casar, pois eu e sua mãe já prometemos sua mão a um homem.

S/N: – O QUÊ???

Falo me engasgando com a comida.

Mamãe: – Querido não deveria falar assim de uma vez, achei que iríamos apresentá-lo primeiro.

Papai: – Ora cale-se mulher! Sim minha filha, você irá casar com o senhor Kim. Ele está disposto a nos ajudar a recuperar nossa reputação.

*Finalmente S/N estava entendendo, mas o que a perturbava era que nunca havia visto o homem.*

S/N: – Mas meu pai, eu pensei que já estávamos nos virando quanto a reputação da nossa família.

Mamãe: – S/N, por favor nos entenda...

S/N: – Eu jamais conseguirei entender, vocês literalmente me venderam.

Mamãe: – Não pense assim querida.

Papai: – Pense o que quiser, mas ao final do mês estará casada.

S/N: – Se me derem licença, eu perdi o apetite.

Me retiro do cômodo segurando minhas lágrimas, em pouco tempo me encontrava chorando em meus aposentos.

S/N: – Jiee?

Aia: – Sim, senhorita Jung?

S/N: – Avise ao cocheiro, que arrume o coche, iremos sair em instantes.

Aia: – Sim, senhorita.

*A aia se retirava, enquanto a moça limpava as lágrimas e saía do quarto, vestindo suas mãos com suas luvas, pegando sua sombrinha e colocando seu chapéu.*

Aia: – Senhorita.

*O mordomo abria a porta, enquanto a aia dava passagem para que eu pudesse passar.*

S/N: – Para a residência da senhorita Kim Jennie.

Eu dizia enquanto subia no coche com a ajuda de Jiee, que sobe, sentando junto do cocheiro. Logo o coche estava andando em direção a casa de minha amiga.

Cocheiro: – Chegamos.

*O cocheiro para o coche em frente a residência Kim, logo a aia desce, abrindo a porta e oferecendo a mão para que a moça pudesse descer, logo que desce a belíssima mulher caminha até a entrada, junto da aia, a dama de companhia bate na porta, que é aberta imediatamente pelo mordomo.*

S/N: – Bom dia, a senhorita Kim está?

Mordomo: – Minha senhorita disse que não está disposta a falar com ninguém hoje.

S/N: – Avise-a que a senhorita Jung quer vê-la.

Mordomo: – Por favor entre senhorita, eu a avisarei de sua chegada e lhe tratei a resposta.

S/N: – Certo.

Eu e minha aia entrámos na casa, esperando a resposta da minha amiga.

Mordomo: – Por favor suba senhorita Jung.

Eu subo as escadas, enquanto a aia ficava na sala aguardando minha volta, bato na porta dos aposentos de Jennie esperando uma resposta da mesma.

Jennie: – Entre.

S/N: – Olá, minha amiga!

Jennie: – S/N, por favor entre, me diga o que faz aqui?

S/N: – É terrível!

*A moça conta tudo a sua amigas, sobre seu futuro casamento, a cada palavra um lágrima descia, abraçando a amiga, Jennie tentava acalmar a moça. Algum tempo depois, elas resolvem passear no jardim da residência Kim, relembrando a infância e momentos vividos por elas.*

   ~ Tia Moranguinho


Notas Finais


Continua?🌕✨


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...