História Vrykambi Tensei - Capítulo 8


Escrita por: e ParkerDisc

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Isekai
Visualizações 13
Palavras 792
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Luta, Magia, Romance e Novela, Shounen, Violência
Avisos: Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 8 - Capítulo 5 - Meu nome é Sakamoto!


A aeronave não estava mais funcionando, ela estava caindo aos poucos, eu estava com medo de cair com a aeronave no oceano.. mesmo eu fazendo um escudo, talvez seria forte de mais o impacto e eu ainda seria atacado pelos monstros marinhos do oceano de Tera.. mas mesmo assim, eu fiz um escudo de ar pois eu estava com muito medo então a aeronave caiu.. eu havia quebrado o meu braço e eu estava boiando no oceano no meio dos destroços.. o mesmo monstro que havia atingido a aeronave estava vindo em minha direção.. ele era surpreendentemente enorme.. e era muito longo.. tanto que ele conseguiu pular do mar e atingiu a aeronave.. parecia uma serpente roxa com 8 olhos e uma enorme língua e dentes e ela parecia expelir líquido verde ácido.. aquilo poderia corroer meus ossos.. ela era surpreendentemente veloz, então eu fiz o vento me ajudar a voar com intuito de eu desviar daquele ataque eu consegui desviar, eu estava sobrevoando em cima do oceano e tentava me afastar da serpente.. então ela pulou e veio em minha direção com seus dentes enormes quase me atingindo no ar, eu senti o ar vindo em minha direção por conta do ataque poderoso da serpente.. então eu tentava voar com o intuito de me afastar mais dela e ela continuava me atacando, eu conseguia desviar de todos os ataques no ar então ela cuspiu um líquido verde em minha direção o que me deixou assustado pois era um líquido ácido então eu fiz um enorme vento empurrar o ácido fazendo ele voltar na direção da serpente que foi atingida mas não ocorreu nenhum efeito.. ela parecia ser imune á ácido e tem escamas resistentes, por íncrivel que pareça, eu consegui analisar tudo isso naquele momento.. então por um descuido o monstro conseguiu me atingir, mesmo eu tendo feito um escudo de ar, ele conseguiu quebrar o escudo.. porém ele não me mordeu.. apenas foi uma batida que foi o suficiente para quebrar meu outro braço.. eu estava sentindo uma dor imensa e com muito mais medo.. eu estava me afastando cada vez mais dela.. então ela atingiu minhas costas no último ataque dela porém o escudo conseguiu bloquear o suficiente pra ela não ter causado um dano enorme então ela desistiu de me atacar por algum motivo.. naquele momento eu já estava exausto e eu parecia estar quase saindo do Oceano de Tera de acordo com os relatos, porquê diziam que o mar fora de Tera seria um mar mais claro.. incrivelmente os raios não me atingiam, porquê além de eu ter que desviar dos ataques da serpente, tive de desviar dos raios.. mas o escudo ajudou muito.. que eu nem percebi que os raios me atingiam.. então eu avistei um local com árvores e então.. meu medo já acabava mais eu estava com ansiedade pra chegar lá, então eu continuava voando e mais rápido que antes e o escudo sumiu.. eu olhei para baixo e vi que o mar estava mais claro do que no Oceano de Tera.. o que significava que eu já tinha saído.. porquê o mar do Oceano de Tera é mais escuro.. então, eu finalmente havia chegado em terra firme.. eu estava na entrada da floresta e não sabia onde eu estava.. minhas costas doíam e eu não sentia meus braços.. eu só conseguia andar e a minha armadura estava se despedaçando e só sobrou a espada de Vrykanbitite, se eu tivesse sem a armadura mesmo com o escudo de ar aquela criatura poderia ter arrancado meu braço, eu simplesmente andava na floresta, ela não parecia ter nenhuma fera perigosa.. eu só via macacos bebês dormindo com seus pais.. aquilo me deixou triste.. porquê eu perdi meus pais aqui e no outro mundo quando eu morri, mas mesmo assim, eu tenho sorte de estar em um mundo assim.. MUITA SORTE!!
Então, andando pela floresta eu avistei um local aberto com um vilarejo com lobos humanoides, eles pareciam canids, só que humanóides e eu conseguia compreender o que eles falavam, mesmo não sendo a língua Vrykambi.. ELES FALAVAM JAPONÊS!! Eles usavam uma armadura de ferro e armas feitas de ferro, então um deles viu minha presença facilmente.. mesmo eu não tendo fazendo muito barulho e chamou quatro deles ali e eles vieram em minha direção.
???: ATAQUEM ELE!! ELE PARECE SER MUITO SUSPEITO, ANDOU NOS OBSERVANDO!!
Ele falava enquanto cuspia em mim, e eu conseguia entender perfeitamente o que ele dizia.. pois era similar á japonês, então eu tive a ideia de abandonar o nome Salza e voltar a ser o Sakamoto!!
Sakamoto: Meu nome é Sakamoto e eu vim em paz.
???: O QUE?!! COMO VOCÊ FALA NOSSA LÍNGUA?!! NÃO IMPORTA, VOCÊ IRÁ MORRER AQUI!!

Continua.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...