1. Spirit Fanfics >
  2. WangXian - Em Família >
  3. Convite

História WangXian - Em Família - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Oiiii meus amados leitores! Eu deveria ter escrito esse capítulo ontem à noite, mas cai no sono no sofá 🤦🏼‍♀️

Então aqui está! Me inspirei em uma cena linda que aconteceu na primeira vida de Wei WuXian e espero conseguir passar toda a intensidade do momento para vocês!

Será que eu vou surpreendê-lós?

Vamos lá então!

Capítulo 10 - Convite


Fanfic / Fanfiction WangXian - Em Família - Capítulo 10 - Convite

“Lan Zhan...” Wei WuXian chamou com a voz manhosa. “Eu já estou 100% recuperado! Eu não aguento mais ficar de cama como um moribundo! Já fazem dois dias que eu acordei e você nem me beijar direito, não beijou!” Reclamava, olhando para o marido e fazendo bico, deitado de barriga para baixo e com as pernas balançando no ar, parecendo uma criança reclamando do castigo.

 

“...” Lan WangJi estava todo esse tempo cuidando do marido e escutando suas reclamações, mas dessa vez queria estar certo de que ele havia mesmo se recuperado.

 

“Lan Zhan, eu sei que estou bem!” Reclamou novamente, sentando-se na cama. “Venha aqui, que eu te mostro!” Sorriu sapeca.

 

“Sem vergonha!” Lan WangJi o acusou, mas teve que se conter, afinal já faziam quatro dias que mal trocavam carícias devido à exaustão de ‘Reminiscência’ e a recuperação.

 

“Não me ignore assim, Lan Zhan!” Wei WuXian não se conteve e se levantou apenas com seus trajes de baixo e foi até o marido, que estava sentado em sua mesa corrigindo uns relatórios dos juniores. O patriarca sorriu ao ver que o marido parou o pincel em meio a anotação por causa de sua aproximação. “Lan Er-gege... você não está cumprindo seu papel de marido!” Retirou o pincel da mão da Jade de Lan e se sentou no colo do seu amado, circulando seu pescoço entre os seus braços, mas sem conseguir nenhuma reação. “Acho que vou ter que fazer uma reclamação para o Grande Mestre, Lan QiRen, afinal ele não ensinou seu sobrinho mais novo a como ser um bom marido e tratar bem...”

 

Wei WuXian foi interrompido pelos lábios sedentos de Lan WangJi, que também não se aguentava mais e desejava insanamente ter o marido em seus braços. Em meio ao beijo, Wei WuXian desatou a fita da testa da Jade de Lan e sentiu sua boca ser revirada mais profundamente pela língua macia e molhada de seu amado. As suas mãos fortes e delgadas passavam pelas costas do patriarca,  por baixo de suas poucas vestes.

 

“Er-Gege...” Wei WuXian gemeu quando o fôlego faltou e o beijo se separou, fazendo Lan WangJi descer o lábios e se afundar no suave sabor da pele do pescoço de seu marido. “Eu tenho uma dívida a pagar... como o Segundo Mestre de Lan gostaria de receber seu pagamento?” Falou manhoso e derretido entre as carícias urgentes que recebia.

 

Lan WangJi já havia planejado muito bem como receber o seu pagamento, mas não estava certo se essa era a hora apropriada.

 

“Lan Er-Gege, fale! Não sou mal pagador!” Continuava a pedir, implorar pelo que o marido iria querer.

 

“Venha!” Lan WangJi se deu por vencido, levantando com o patriarca em seu colo e o pondo no chão em seguida. Segurando a mão de seu marido, saíram para fora do Jingshi e se dirigiram aos fundos, onde havia um bosque gigantesco, rodeado de bambu, mas quanto mais profundamente entravam no bosque, maiores e mais grandiosas as árvores pareciam. Wei WuXian não continha a curiosidade e tagarelava o caminho todo.

 

“Lan Zhan, o que você está aprontando?” “O que você quer de mim?” “Er-gege, você quer que alguém nos veja? Eu nem coloquei minhas vestes!” Falava sem parar, mas Lan WangJi sabia que aquele lugar era isolado e ninguém circulava por ali, apenas alguns poucos animais selvagens de pequeno porte e que certamente não iriam incomodar seus planos.

 

Andaram por alguns minutos até que chegaram a uma pequena clareira rodeada pelas gigantescas árvores.

 

“Vire-se!” Ordenou e o patriarca obedeceu de imediato, então, Lan WangJi retirou a fita que prendia o cabelo do seu marido e a fez de venda para fechar os olhos de Wei WuXian.

 

“Lan Zhan, Lan Zhan... isso me lembra algo!” Um sorriso se formou nos lábios do patriarca ao recordar-se daquela caçada em que ele teve o seu primeiro beijo roubado por alguém que ele achava que era uma donzela e na verdade tinha sido o próprio Lan WangJi que o fez.

 

“Calado!” A Jade de Lan ordenou, terminando de fazer o nó e soltando seu marido. “Ande!” Mandou e foi obedecido.

 

Wei WuXian sentia um frio na barriga. Algo como o desconhecido. Ele sempre foi muito destemido e jamais se assustaria ao andar por entre as árvores e arbustos de olhos vendados, mas a excitação do momento era diferente. Ele sabia que mais cedo ou mais tarde, seu companheiro de cultivo iria encontrá-lo e tomá-lo em seus braços, mas a sensação da expectativa era muito boa.

 

Wei WuXian andou em silêncio por alguns metros, apenas assoviando a sua canção entre os lábios, quando finalmente sentiu a aproximação. Frio na barriga novamente ao receber um toque gentil, suave, mas forte tomando seu punho... imediatamente fez um movimento com a mão esquerda para poder retirar a venda, mas foi detido, tendo seus dois pulsos segurados e sendo impelido a encostar-se em um tronco de árvore que estava a diante. Não sabia o que falar, mas sabia o que esperar. Quando finalmente ficou encurralado entre a árvore e o corpo forte do cultivador que o segurava, sentiu seus lábios sendo pressionados por outra boca macia e gentil. Não quis fugir... não quis resistir...

 

Suavemente, suas cabeças penderam em direções opostas, sem afastar seus lábios e então, sua boca foi invadida pela língua que tanto amava encontrar com a sua e o beijo, até então delicado, se tornou mais agressivo, mais intenso.

 

Wei WuXian não consiga mais esconder sua excitação, mas mesmo assim, se deixou levar pelo beijo, que ele desejava não ter mais fim. Quando seus braços já estavam ficando dormentes, segurados com força sobre a sua cabeça, finalmente seus lábios se separaram, mas as sensações boas que esse beijo trouxe não pararam por aí.

 

Os lábios macios que acabaram de o beijar, foram descendo pelo seu pescoço, chegando ao seu ombro, sorvendo o sabor delicado de sua pele. Seus pulsos continuaram a ser segurados, mas dessa vez somente por uma mão, já que a outra desceu até o cinto que pendia a parte de cima de sua roupa e o soltou, deixando seu peitoral a mostra. Aqueles lábios então puseram-se a descer sem pressa, beijando e mordendo cada centímetro daquela pele, passando pelos seus mamilos, que já estavam duros e arrepiados.

 

Pela primeira vez em muito tempo, as palavras faltaram a garganta de Wei WuXian e somente gemidos abafados saíam entre seus lábios. O caminho percorrido trazia um misto de sensações. Prazer, desejo, luxúria, carinho. Tudo era igualmente caloroso e delicado, até que aquela boca chegou ao cós de sua calça. Com a mão livre, puxou a peça de roupa para baixo, deixando à mostra seu falo duro e latejante. De uma única vez, ele foi envolvido totalmente por aquela boca quente e úmida, tão excitante e enlouquecedor.

 

Os movimentos que se repetiam em seu membro foram se tornando mais intensos e de repente, paravam, levando o patriarca a se contorcer, bem próximo ao seu ápice. Quando já estava relaxando novamente, mais uma vez os movimentos aceleravam! Essa tortura durou um bom tempo, até que os movimentos não pararam mais e o líquido branco e viscoso se derramou naquela boca que estava o envolvendo. O peito do patriarca subia e descia rapidamente, com sua respiração sendo exigida ao máximo até que sentiu dois dedos úmidos percorrerem seu quadril e entrando lentamente em seu íntimo. Soltou um gemido que misturava prazer e dor ao ser preenchido em um ponto tão sensível e que a dias não era forçado.

 

“Mais...” sussurrou, totalmente entregue as sensações. Os dedos se aprofundaram, tocando em um ponto que levou o patriarca a se contorcer, jogando a cabeça para trás e arqueando seu tronco. “Mais...”

 

Como resistir a esse pedido? Os dedos se retiraram e a mão que ainda segurava os pulsos desceu, ajudando a outra mão a baixar de vez a calça, deixando tudo abaixo do quadril do patriarca a mostra. As mãos do patriarca se apoiaram no tronco daquela árvore, enquanto uma das suas pernas foi sendo levantada até a cintura do outro. Sentiu um falo úmido tocar sua intimidade e a pressionar. Se entregou aquele momento e forçou a sua entrada.

 

“Ahhhh...” soltou um pequeno grito enquanto sentia toda a extensão daquele membro o invadindo. O prazer do momento o fazia perder a razão, fazendo-o soltar mais e mais gemidos, enquanto seu quadril se movia descontroladamente,  mas estes sons foram abafados entre os lábios daquele que o estava tomando.

 

Contudo, só a penetração não foi suficiente para conter os instintos selvagens que os envolveram e o patriarca ficou ainda mais descontrolado quando o outro começou a se movimentar, dando estocadas fortes e profundas em seu interior.

 

Wei WuXian, num impulso, envolveu suas pernas aos redor da cintura do outro e levou suas mãos ao peitoral forte e definido à sua frente enquanto os beijos intensos não cessavam.

 

A sessão de luxúria em meio ao bosque durou um tempo incontável e quando finalmente o seu dominador se derramou dentro de si, soltando um gemido abafado, o patriarca já estava exausto e certamente não conseguiria se sustentar sobre suas pernas quando eles se soltassem, então, ele usou todas as suas forças para se segurar ainda mãos forte no corpo daquele cultivador.

 

Quando finalmente o membro se desconectou de seu interior, as costas de Wei WuXian se afastaram do tronco da árvore e em um movimento calmo, seu corpo foi depositado sobre a vegetação que encobria o chão. Então ele finalmente puxou a fita que vendava seus olhos e os abriu.

 

“Lan Zhan...” sussurrou apaixonado, encarando toda a intensidade daqueles olhos tão próximos aos seus, na imensidão da noite que já havia invadido o Recanto das Nuvens. “Era isso que você queria ter feito comigo no dia daquela caçada?” Perguntou, provocante.

 

“Hmmm” Lan WangJi respondeu, seguindo mais uma vez até os lábios do patriarca e o envolvendo em mais um beijo.

 

“Lan Zhan, você teria coragem de abusar de uma pobre donzela inocente e virgem, que estava vagando solitária em meio a floresta?” Perguntou, fazendo bico.

 

“...” Lan WangJi não respondeu com palavras, mas o seu corpo respondeu, pressionando novamente seu membro ereto na entrada do patriarca.

 

“Lan Zhan... você está insaciável hoje...!” O sorriso provocante de Wei WuXian atiçou ainda mais o furor de seu companheiro de cultivo e seu interior foi invadido sem nenhuma sutileza, arrancando um grito do patriarca, que imediatamente se arrependeu de ter provocado o seu marido.

 

Já era tarde da noite quando o patriarca, todo sonolento e exausto chegou ao Jingshi, carregado nos braços de seu marido. Devido a hora avançada, não foi possível preparar o banho do casal de cultivadores, então, Lan WangJi pegou uma bacia com água quente e molhou um lenço, com o qual se limpou. Depois, com outro lenço, fez o mesmo no corpo de seu amado. Aquela noite, dormiram como o patriarca amava, fazendo o peito de seu marido por travesseiro.

 

Na manhã seguinte, o patriarca demorou a acordar, mas mesmo assim, Lan WangJi o esperou sem pressa e quando finalmente viu o patriarca começar a se mover, espreguiçando-se na cama, foi até ele.

 

“Bom dia, meu Lan-Er-gege!” Deu um sorriso inocente, sentando-se na cama. Lan WangJi depositou um beijo na testa de seu amado e começou a despi-lo para o levar ao banho. “Lan Zhan, Lan Zhan, se você fizer assim, vou achar que você quer abusar desta pobre donzela novamente” começou com seu repertório de provocações diárias.

 

“...” Lan WangJi o pegou no colo, como uma donzela e o levou até a tina d’água, mas dessa vez, o patriarca não iria banhar-se sozinho... a Jade de Lan também se despiu e entrou na água morna. Um sorriso enorme iluminou o rosto do patriarca, que mal podia acreditar que seu marido estava o acompanhando no banho. Rapidamente, o patriarca se acomodou no colo do marido nu, admirando toda a perfeição daquele corpo forte e robusto que o tomou novamente, invadindo seu interior.

 

O banho foi muito mais demorado do que de costume, mas repleto de amor, de carinho e de luxúria e ambos só saíram depois que a água já estava fria.

 

“Lan Zhan, nada como um banho matinal relaxante!” Wei WuXian brincou, ainda sentado no colo do marido, de costas para ele e sendo envolvido pela cintura por aqueles braços fortes.

 

“Vamos!” Lan WangJi sentenciou, dando um último beijo no pescoço do marido, mas Wei WuXian não deixava de fazer manha e aproveitou para fazer seu marido seca-lo e vesti-lo, algo que a Jade de Lan fez com todo o cuidado e dedicação.  

 

Após se arrumarem, foram em direção à residência do líder da seita Lan, que queria ver o patriarca assim que estivesse recuperado. Após tomarem chá juntos, Lan XiChen achou que era apropriado comunicá-los sobre o que estava planejando.

 

“WangJi, irmão Wei, hoje à noite teremos um banquete com os mestres seniores da seita e eu ficaria imensamente honrado com a presença de vocês, já que trataremos de um assunto muito importante para a nossa seita e que será muito pertinente a vocês!” Lan XiChen falava com seu sorriso plácido e a voz suave.

 

Um arrepio percorreu o corpo do patriarca, que ficou tenso com as palavras de seu cunhado. De fato, ele ainda não se sentia confortável em participar dos jantares e reuniões da seita Lan, pois alguns seniores o olhavam de forma condenatória, não aceitando a relação que ele mantinha com a Segunda Jade de Lan, porém, sempre participava quando preciso a fim de manter seu posto ao lado de seu marido.

 

“Irmão Wei, não se preocupe! Serão apenas assuntos positivos!” Lan XiChen percebeu a preocupação de seu cunhado. “Além do mais, tomei a liberdade de pedir para um cozinheiro da seita para preparar alguns pratos típicos de YunmengJiang, então você não precisará ir para o banquete de estômago cheio e WangJi não precisará comer por dois!” Comentou.

 

Essa fala surpreendeu o patriarca, que jamais imaginaria que seu cunhado havia percebido as artimanhas que o casal usava nos banquetes de GusuLan.

 

“Irmão XiChen, obrigado!” Respondeu por fim, retribuindo o sorriso plácido para o líder da seita Lan.

 

Lan XiChen estava esforçando-se ao máximo para que o companheiro de seu irmão se sentisse bem recebido na seita que no passado era a que Wei WuXian mais detestava devido a enorme quantidade de regras, punições e rigidez, mas que agora fazia o patriarca se sentir como se ali fosse onde sempre deveria estar.

 

Ao saírem da residência do líder da seita, passearam pelo Recando das Nuvens, esbarrando com alguns juniores, que não esconderam sua alegria em ver que o ‘Mestre Wei’ que eles tanto admiravam já estava recuperado.

 

Quando a noite caiu, o casal de cultivadores, já devidamente arrumados para o banquete, seguiram até o Salão principal da seita, onde os seniores se encontravam reunidos. Apesar de ser um banquete, os anciãos da seita Lan falavam calmamente e não faziam muito alvoroço, aguardando a chegada do líder da seita para iniciar a refeição. Quando o casal de cultivadores chegou, os olhos logo voltaram-se para ambos, andando lado a lado, como iguais.

 

Wei WuXian ainda não havia se acostumado com esses olhares e baixou a face, fitando o chão, mas Lan WangJi em nenhum momento deixou sua postura imponente que fazia até os anciãos mais velhos sentirem um arrepio gelado ao observar a segunda Jade de Lan.

 

O casal de cultivadores se dirigiu até a mesa vaga ao lado direito da mesa do líder da seita, que ficava na frente, ao centro do grande salão. No lado oposto, a esquerda estava o Grande Mestre, Lan QiRen, ao qual os dois cultivadores cumprimentaram cortesmente e depois tomaram seus lugares.

 

Em poucos minutos, Lan XiChen chegou, sendo recebido e cumprimentando  todos os presentes. Depois de tomar o seu lugar, os serviçais começaram a servir o banquete. Conforme o prometido, para o patriarca foram servidos os pratos típicos de YunmengJiang, enquanto para todos os demais presentes foram servidos pratos típicos de GusuLan. Após a refeição, a reunião começou e Lan XiChen se pronunciou.

 

“O banquete de hoje tem um motivo muito especial!” Começou, se dirigindo a todos os anciãos e sendo observado atentamente. “Depois de muito ser discutido entre todos os mestres seniores de GusuLan e de acordo com a relevância dessa decisão, eu venho aqui anunciar um desejo que a muito venho demonstrando e que, com a autorização do conselho de seniores e por sugestão de meu tio, o Grande Mestre Lan QiRen, poderá se tornar realidade!” Deixou de falar a todos e voltou-se diretamente para a mesa onde Lan WangJi e Wei WuXian estavam acomodados lado a lado. “Irmão Wei, é mais um convite e um desejo pessoal meu, mas a decisão não é minha, é toda sua!” Falava carinhosamente com o cunhado. “Eu, como líder da seita Lan e o conselho de Seniores gostaríamos de te oferecer o cargo de mestre sênior da seita Lan, tornando-o assim um dos nossos professores e tutores dos juniores!” Concluiu.

 

Wei WuXian não podia acreditar no que ouvira. Até pouco tempo atrás, os juniores eram proibidos de se aproximar ou de trocar qualquer palavra que fosse com ele sob ordem expressa de Lan QiRen e agora ele estava sendo convidado a pertencer ao grupo de mestres seniores de GusuLan? Sua boca se abriu em espanto e sua face virou levemente para o lado, encontrando a face inexpressiva de Lan WangJi. Ele estava sem ação, tanto quanto o seu marido. Ele estava oficialmente sendo aceito como mestre em GusuLan?

 

“Irmão Wei, entendo a sua surpresa, mas muito foi ponderado e discutido antes dessa decisão ser tomada e eu particularmente deposito em você toda a nossa gratidão e respeito ao seu cultivo e a sua evolução enquanto mestre no Recanto das Nuvens!” Lan XiChen entendia a surpresa, já que Wei WuXian, apesar de se esforçar muito para manter-se dentro das regras de GusuLan, jamais iria imaginar que seria elevado ao nível dos grandes mestres seniores desta seita.

 

“Wei WuXian!” Uma voz rígida o chamou. “Nós reconhecemos todos os seus esforços e seus estudos desenvolvendo novos talismãs e armas espirituais, bem como reconhecemos sua lógica e astúcia na resolução dos problemas que perturbaram o mundo da cultivação e acreditamos que nossos juniores poderão aprender muito com os seus conhecimentos!” Lan QiRen se pronunciou, levando o patriarca a ficar ainda mais incrédulo.

 

“Irmão Wei, não se sinta pressionado a aceitar esse convite, afinal, sabemos que você cresceu em uma seita muito diferente e tem enorme respeito por YunmengJiang, então pense com cuidado na nossa proposta e sei que terá muito a discutir com WangJi sobre essa decisão, então você tem todo o tempo para refletir sobre isso e se sinta à vontade para recusar se assim quiser...” Lan XiChen falava tranquilo, mas com o coração esperançoso de que seu cunhado aceitasse o convite para pertencer oficialmente à seita do Recanto das Nuvens.

 

Quando o patriarca caiu em si e percebeu que o convite era sincero e de comum acordo com o conselho de anciãos, finalmente se pronunciou, levantando-se e fazendo a reverência cordial a todos os presentes.

 

“Eu fico muito honrado com esse convite e agradeço imensamente a confiança depositada em mim. Eu realmente não imaginava receber esse convite e fico grato por ele...” o rosto espantado de Wei WuXian ainda mostrava o quanto estava surpreso. “Eu vou pensar com muito cuidado sobre isso e prometo dar uma resposta a todos os mestres seniores de GusuLan o mais breve possível!” Fez a reverência novamente e sentou-se em seu assento.

 

“Nós iremos aguardar a sua resposta!” Lançou um olhar cúmplice para o seu irmão e por fim, se dirigiu novamente aos seniores. “Amanhã vamos receber visitantes muito honrosos aqui no Recanto das Nuvens! O líder de YunmengJiang, junto com alguns de seus seniores e o líder da Seita LanlingJin virão para discutir a preparação da próxima Conferência de Cultivo, portando, conto com a presença de todos no nosso almoço de recepção!” Comunicou e encerrou o banquete, dispensando todos os presentes para se retirarem.

 

Wei WuXian ainda estava em choque pelo convite que recebeu e se surpreendeu mais ainda em saber que seu irmão de cultivo e seu sobrinho viriam ao Recanto das Nuvens no dia seguinte. Sua expressão era pensativa  e nem percebeu quando quase todos os anciãos já haviam se retirado.

 

“Wei Ying...!” Lan WangJi chamou, preocupado com a expressão de seu marido.

 

“Lan Zhan... você sabia?” O questionou, voltando- se para o marido, ainda incrédulo.

 

“Sabia que estavam discutindo essa possibilidade!” Confessou, pegando carinhosamente a mão de seu marido, que estava gelada, demonstrando todo o seu carinho.

 

“É o seu desejo?” Perguntou direto, encarando a face impecável da Segunda Jade de Lan.

 

“Eu fico feliz se você estiver feliz!” Respondeu, curvando levemente os cantos dos lábios, não contendo o leve sorriso que se formou. Wei WuXian percebeu o quanto esse convite havia alegrado o marido, mas também jogava sobre ele enormes responsabilidades. E se ele não cumprisse com as expectativas? E se ele envergonhasse ao Recanto das Nuvens e especialmente seu marido? E se ele fosse um desastre como professor?

 

“Wei WuXian!” Lan QiRen o chamou, surpreendendo ao patriarca, que rapidamente puxou sua mão de volta, fazendo-o voltar para a realidade e deixar seus devaneios de lado. “Saiba que se algum mestre sênior cometer um deslize se quer, sua punição será mais severa que a dos demais membros da seita!” Falou, deixando claro a ameaça. “Embora eu acredite que você vai seguir as regras à risca, já que é a face de WangJi que está em jogo!” Foi mais severo ainda com essas palavras.

 

“Tio, confio no irmão Wei e sei que ele não irá violar as regras de GusuLan!” Lan XiChen colocou a mão sobre o ombro do tio, que suspirou profundamente.

 

“Sei que o tempo e as suas experiências passadas o deram a maturidade suficiente para este cargo!” Sentenciou Lan QiRen por fim, encarando com toda a sua severidade ao patriarca.

 

Wei WuXian se levantou e o reverenciou. “Fico imensamente grato por depositar em mim tanta confiança, Grande Mestre!”

 

“Wei WuXian, você cometeu incontáveis erros, mas creio que já foi punido o suficiente por isso e aprendeu muito em toda a sua existência, mas mais do que confiar em você, confio em WangJi e reconheço que ele é sempre justo e correto e sei que ele não permitirá qualquer desvio seu, porém, eu ainda continuarei acompanhando de perto seus estudos e experimentos!” Concluiu.

 

“E eu conto com seus ensinamentos e observações para aperfeiçoar ainda mais os meus trabalhos!” Wei WuXian sorriu minimamente em agradecimento e então o Grande Mestre se retirou.

 

“Irmão Wei, WangJi, vou me retirar! Espero que reflitam carinhosamente sobre esse convite!” O Líder da seita Lan falou, se despedindo em seguida, deixando o casal sozinho no grande salão.

 

Wei WuXian sentiu seu corpo inteiro doer por causa da tensão provocada por esse convite inesperado e por toda a expectativa depositada sobre ele.

 

“Wei Ying!” Lan WangJi chamou novamente, fazendo os olhos de seu marido se encontrar com os dele. “Não se sinta obrigado a aceitar!” Tentou tirar a pressão de cima dos ombros do marido.

 

“Lan Zhan... eu... eu estou muito feliz de ser aceito como parte da sua seita...” sorriu para o marido, se aproximando e se aconchegando no peito do seu amado.  


Notas Finais


E aí, gostaram?

Será que o nosso querido patriarca vai aceitar o convite? 🙈🙈🙈🙈


Espero muitos favoritos e comentários, viu! ❣️💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...