História War Of Hearts - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Carla Tsukinami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Diabolik Lovers, Drama, Sakamakis, Tortura
Visualizações 412
Palavras 2.393
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Harem, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


na capinha de hoje é o ayato porque sim
Acho que eu to muito sedenta nos últimos capitulos já ta bom né? vamos voltar a progamação normal
preciso começar a dar atenção pros outros três agora rs tá faltando a emmy passar o rodo no reiji e no kanato pegar o laito mais um pouco tbm ¬u¬ mas o kanato ta dificil pra poha criar conteudo = / poha kanato colabora comigo

https://youtu.be/Q1oNpoEhW1Y musica romantica caso vocês quiserem por no final desse capítulo pra ficar mais emocionante ahsahsahsa

Capítulo 20 - Punição ao estilo shuu


Fanfic / Fanfiction War Of Hearts - Capítulo 20 - Punição ao estilo shuu


continuei comendo meu bolo em silêncio shuu encostou a cabeça no meu pescoço provavelmente incomodado com a mordida do reiji...
-Você não quer comer?.- ofereço um pedacinho de bolo pra ele e ele dá aquele sorriso travesso de novo
-não...a minha comida já está no meu colo.-
-a..está com sede..? - inclinei o pescoço pra ele
-Eu queria comer outra coisa mais o sangue serve também...- ele diz e volta a olhar para o meu pescoço 
-..oque foi?.-
-você...tá cheia de mordidas..praticamente não tem mais lugares sem marcas...eu quero um lugar só meu...- 
ele infiltra as mãos por baixo da minha camiseta me fazendo arrepiar com o seu toque e vai subindo as mãos..
-hm..Aqui em cima...não há mordidas ainda.- ele sorri apalpando meus seios 
sinto minhas bochechas queimarem de vergonha -s-shuu...não faça essas coisas em público é constrangedor..e se alguém ver?.-
-deixe que vejam...eu quero que eles vejam a quem você pertence.- ele sussurra mordendo o lóbulo da minha orelha 
-me..me deixa terminar de comer.- minha voz começou a ficar trêmula por causa da vergonha
-Tudo bem...termine de comer vamos continuar a conversa no quarto...-
terminei de comer e coloquei o pratinho em cima da pia e fui atrás do shuu ele parecia estar com pressa
no meio do caminho senti um frio na barriga imaginando o meu castigo
-shuu oque você vai fazer comigo?.- 
- você já vai ver...- quando ele  dá esse sorriso travesso...coisa boa não é...
ele abriu a porta fazendo um sinal para que eu entrasse primeiro dei passos lentos para dentro do quarto quase que travando os pés no chão
enquanto shuu trancava a porta atrás de mim.
ele passou por mim se sentando na cama 
-Venha aqui.- ele diz dando tapinhas ao seu lado no colchão fui até ele..e sentei ao seu lado já sentindo minhas mãos trêmulas de medo

-Porque não começamos com você me dizendo oque o subaru e você fizeram no quarto?.- digo me inclinando atrás dela
-e-eu..ele..- ela começou a gaguejar de medo
-Ele tocou em você?.- mordo a pontinha da sua orelha encostando em sua cintura
-n..não..foi só um beijo...-
-Como eu vou saber que não está mentindo pra mim?.- 
-não é mentira, foi só um beijo eu juro.- ela começou a chorar
-não precisa chorar...você sabe que eu não machuco você emmy...- ela suspira se acalmando - mas eu ainda vou lhe punir.- completo
coloquei minhas mãos por dentro da sua blusa e com cuidado alisei sua barriga, emmy suspirou e eu sorri com o resultado, fui levantando sua blusa e ela ergueu os braços para facilitar. a deixei sem blusa apenas de sutiã ela arqueou as costas quando toquei sua pele 
-s-shuu oque você está fazendo?.- 
-shh...é a sua punição...- comecei a distribuir beijos em seu pescoço enquanto minhas mãos desciam lentamente por suas costas a deixando arrepiada
parei minha mão no feixo do sutiã o desabotoando sem parar os beijos me afastei dela minimamente para tirar minha camisa enquanto emmy tampava sua nudes com os braços.
tirei minha camisa e joguei em um canto qualquer do quarto voltando a ficar atrás dela.
-vire-se pra mim.- peço
ela faz oque pedi 
-Eu nem comecei ainda e você já está vermelha?.- ri da expressão envergonhada dela é fofo
-nã..não ri de mim, se não eu vou embora.- 
toquei em seus ombros e a deitei na cama sentando sobre suas coxas 
-Não precisa se assustar tudo bem?.- ela balança a cabeça positivamente 
volto a distribuir beijos delicados em seu pescoço para não pressionar as feridas, enquanto minhas mãos vão subindo por sua fina cintura até chegar aos seios novamente os apalpando..
me levanto encarando ela..
-o-oque foi? porque está me encarando assim?.- ela pergunta desconfortável com o peso do meu olhar sobre ela
-os seus seios...-

-oque tem eles...?- será que ele percebeu que o reiji tocou em mim? se ele descobrir eu to ferrada.
-eles estão maiores do que quando você chegou...- ele diz depois de segundos em suspense suspiro alíviada
-c-como que você consegue prestar atenção nessas coisas?.-
-eles estão crescendo...isso é bom...- ele dá aquele sorriso maldoso e volta a beijar meu pescoço.


novamente desci os beijos para o pescoço da emmy dessa vez descendo os beijos até os seus seios 
olhei para ela  - quero que fique quietinha agora emmy, vamos tentar algo novo ok?.-
-..hun..- ela respondeu colocando as mãozinhas na boca 
emmy respirou fundo e soltou um gemido baixinho fazendo meu membro pulsar dentro da calça, calma, alto controle, alto controle tem que ir com calma!. repito pra mim mesmo
coloquei a boca no seu seio direito enquanto massageava o outro chupei o biquinho e apalpei com força os dois.
Emmy tapa a boca com as mãos para abafar os gemidos deixei marcas de chupões em toda aquela região pra deixar claro que ali era apenas meu, e logo em seguida mordi um pouquinho acima do biquinho de um dos seios ela foi pega de surpresa e começou a chorar.
fiquei ali apenas por alguns minutos não quero que ela desmaie...sai de cima dela e ela se encolheu contra a cabeceira da cama..
-Oque está acontecendo comigo..?- ela murmura com uma voz manhosa suas bochechas e lábios estavam vermelhos e a respiração entrecortada.
ela esfregava suas coxas de forma relaxada olhando pra mim com os olhinhos cheios e lágrimas estava excitada.
me aproximei novamente, bem devagar e a puxei para os meus braços 
-Ei..pequena.- a abracei e afastei seu cabelo - não chore..-
-me desculpa tá bom?, vamos devagar.- digo mesmo que ela não entenda, ela ainda não está pronta pra isso...
ela enxuga as lágrimas e esconde o rosto no meu peito.
-Posso ir? eu quero brincar no jardim...- 
-pode..- digo e dou um beijo em sua testa soltando ela do abraço.

Visto o sutiã e a camiseta shuu me da outro selinho de despedida e vou embora do quarto.
será que o subaru ainda está lá me esperando...meu peito está um pouco dolorido mas eu sempre fico no jardim de manhã com ele...
vou até o jardim procura-lo o dia estava bem quente hoje, vi subaru ao longe perto de uma arvore corri até ele


-Subaru.!- escuto a voz doce atrás de mim emm corre em minha direção e me da um abraço ainda ofegante
toco o rosto dela com a ponta dos dedos
-Ele machucou você..? estava chorando...- ela segura a minha mão a abraçando enquanto me encara
é claro que eu estava com dor mas ele não precisava de uma preocupação a mais então eu vou apenas sorrir...
-não fique preocupado...ele não machucou..olha eu to bem.-...ela abriu um sorriso pra me mostrar que estava bem
-oque é isso? é pra mim...?- seus olhinhos curiosos param sobre o pedaço de madeira ao meu lado..
-..sim..eu fiz esse balanço pra você passar o tempo você gostou?.- pergunto ela sorri se sentando no balanço
-eu achei que você gostaria de algo pra passar o tempo já que não há muito oque fazer na mansão...-
-acho que ficou um pouco alto, eu vou arrumar depois...- ver ela esticando os pesinhos no chão pra empurrar o balanço me fez rir
-Quer que eu balance você..?-
-..quero..- ela murmurou apertando as cordas do balanço 
fiquei atrás dela e empurrei devagar com medo dela cair
-..vai mais rápido!.- ela balançou os pés em protesto 
empurrei um pouco mas rápido
depois de empurrar mais umas três vezes ela fez uma cara emburrada pra mim seu rosto estava vermelho e raiva
-Se eu for mais rápido eu vou acabar te machucando...-
-Eu não tenho medo, quanto mais rápido, melhor..- 
-depois não diga que eu não avisei...- digo e empurro com mais força 
ela começou a rir uma gargalhada gostosa, me contagiando com a alegria dela 
comecei a empurrar mais forte até que em uma dessas ela caiu...
-AHH!.- ela grita antes de cair no chão 
-emm!.- corri até ela para ajudar me abaixei ao seu lado ela ralou o joelho...
-Olha ai eu te avisei!.- ela estava tentando segurar o choro tampando o joelho com as mãos 
-N-Não está doendo!.- ela diz orgulhosa virando o rosto pro lado enquanto tenta segurar as lágrimas
-Des de quando você é orgulhosa assim?.- sorri brincando com a tentativa dela de parecer forte - Deixa eu ver.- peço e ela tira as mãos do joelho 
Quando vi o sangue sem eu entender o porque minhas mãos começaram a tremer...me aproximei segurando a perna dela com cuidado
-..su..subaru..oque você..- ela diz corando
encostei os lábios na ferida dando um beijo terno e lambi o sangue que escorria do machucado

O subaru ficou estranho de novo...ele deu um beijo na minha ferida eu achei muito fofo por sinal, mas ai ele começou a lamber o sangue que escorria, eu percebi que estava ficando estranho mas eu quero ver até onde ele vai...
ele continuou lambendo o meu joelho até parar de sangrar, ele então levantou a cabeça olhando para mim em uma fração de segundos ele subiu por cima de mim me deitando na grama.
-..subaru?.- tento chamá-lo suas mãos estavam tremendo
ele toca o meu pescoço com a ponta dos dedos e vai os descendo até a manga da minha blusa puxando ela para baixo para expor o meu ombro e afunda as presas ali, mordi os lábios tentando ao máximo conter um grito de dor..ele sempre cuida tão bem de mim...eu quero poder retribuir de alguma forma...ele parecia estar com tanta sede...
eu sei que ele tem alto-controle  mas todo mundo tem um limite. passei as mãos no cabelo dele fazendo carinho enquanto ele sugava o meu sangue para acalmá-lo ele começou a chorar 
-..não chora...- peço ele solta o meu ombro depois de um tempo, estava escorrendo um pouquinho de sangue no canto da boca dele.
ele deitou em cima de mim encostando a cabeça no meu peito bem onde o shuu tinha mordido... tive que me segurar outra vez pra não demonstrar que estava com dor
-...desculpa emm...- ele pede abraçando a minha cintura -e-eu perdi o controle...eu não sei oque está acontecendo eu sempre controlei isso melhor do que os outros.-
-t-tá tudo bem..não precisa me pedir desculpas, eu fico feliz em retribuir o quanto você cuida de mim..- falo com dificuldade 
eu não consigo respirar direito ele é muito pesado...Ficamos algum tempo daquele jeito conversando até o subaru se levantar, eu inventei uma desculpa pra ele de que precisava trocar de roupa...

o meu peito tá doendo muito...o meu corpo todo tá dolorido na verdade...voltei para dentro da mansão subaru ficou me olhando entrar quando fechei a porta atrás de mim finalmente respirei fundo, parando de esconder a dor e continuei o resto do caminho para o meu quarto me escorando nas paredes...entrei e tranquei a porta peguei uma muda de roupas e fui para o banheiro, encho a banheira e tiro as roupas decidi demorar por lá e não voltar para o quarto eu preciso de um tempo só pra mim...o dia mal começou e eu já estou me sentindo acabada.
só sai quando a água da banheira começou a esfriar, vesti a roupinha que tinha pegado era uma blusinha amarela e um moletom rosa grande para esconder as marcas e uma legg beje.
depois de me vestir me joguei na cama abraçando o travesseiro o ursinho que o laito me deu estava em cima da cama...eu não lembro de ter trazido isso para o quarto...preciso me lembrar de trancar a porta quando sair.
fiquei olhando para a parede até me lembrar que a gaveta com a revista estava do meu lado...
abri a gaveta e a peguei, sentei na cama  e coloquei o travesseiro no meu colo e a revista em cima dele. 
fui até a primeira página outra vez. tinha algumas coisas escritas em baixo daqueles dois se beijando
-di..dicas..- tento ler a primeira palavra e assim eu começo a minha leitura...

~ Depois de ler a primeira página ~

Agora eu estou me sentindo mal...será que eu devia ir lá pedir desculpas pra ele..
então é por isso que o ayato fica emburrado comigo me xingando...
-eu não sabia disso...não é minha culpa... mas s-será que isso funciona mesmo? eu estou com medo e se eu tentar e ele me bater...
-Aaah!!! - grito sacudindo meu cabelo com as mãos - o meu coração está acelerando de nervoso é sempre eles que começam essas coisas...-
respiro fundo me acalmando  - Tudo bem...eu vou tentar - digo me levantando da cama 
-o pior que pode acontecer é eu acabar com mais uma mordida.- sai do quarto procurando por ele
olho por todos os lados nos corredores e nada...até que passei em frente ao quarto dele.
senti um frio na barriga quando vi ele ali parado de costas andei devagar até ele enquanto o nervosismo me corroia por dentro.
-..a-ayato..- chamei baixinho ele me olhou de cara feia...
-Oque você quer?.- perguntou seco 
ainda deve estar bravo...acho melhor desistir disso e voltar para o quarto antes que eu apanhe...
Não! eu já estou aqui! agora eu preciso terminar isso.

emmy apareceu do nada querendo falar comigo. espero que seja breve eu estou de mal humor hoje, e a causa do meu mal humor está bem aqui na minha frente
eu não sei oque é mas ela esta nervosa. ela esta mordendo os lábios ela sempre faz isso quando está nervosa. ela começou a cochichar me deixando mais irritado do que já estava

abaixei a cabeça quando senti o meu rosto queimando de vergonha 
-se...se abaixa um pouquinho.- sussurrei quase que tropeçando nas palavras mordi os lábios de nervoso
-Oque você disse? Fala mais alto droga, eu não estou ouvindo nada.- ele se abaixa irritado por eu estar cochichando 
é a minha chance! lembre-se emmy igual na revista, é só fazer igual a revista explicou.
sem pensar duas vezes antes que ayato voltasse a se erguer, eu o puxei pela gola da camisa para um beijo intenso, quase fazendo ele cair de susto.
ele arregalou os olhos estava tão surpreso que não correspondeu o beijo...depois de alguns minutos larguei a boca dele o empurrando na parede, ayato abaixou a cabeça em silêncio o rosto dele estava completamente vermelho provavelmente não estava pior do que o meu...
ele colocou a mão no rosto pra esconder o vermelho em suas bochechas.
-..D-Desculpa, T-Tchau..- falei quase que aos berros e sai correndo.
 


Notas Finais


Ayato é um tapado mesmo nem pra corresponder o beijo esse fudido.

a se o subaru descobre essas safadezas...

deve ficar um pouco confuso a diferença de tamanho da emmy pros meninos então..:
https://i.pinimg.com/564x/da/8b/f8/da8bf8639749cdf232920fdb359cf64b.jpg a diferença de altura dela pros meninos é igual a desses dois


Eu tava querendo fazer outra história mas é só uma ideia ainda...no caso essa protagonista seria irmã deles e o nome dela seria charlotte e a personalidade dela seria ''muleca'' ela seria doida igual os irmãos e com o moleca eu quero dizer que ela gosta de se vestir como menino então ia ter muita briga com o reiji eh isto. eu tava com tempo ai eu fiz até uma capa de teste e ficou assim
https://i.pinimg.com/564x/ed/42/40/ed424031e036ccf66344d41cfc5d598d.jpg


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...