História War Of Hearts - Capítulo 62


Escrita por:

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Carla Tsukinami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Diabolik Lovers, Drama, Sakamakis, Tortura
Visualizações 205
Palavras 2.749
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Harem, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 62 - Enrolados em uma teia de aranha


Fanfic / Fanfiction War Of Hearts - Capítulo 62 - Enrolados em uma teia de aranha


UM DIA ATRÁS ~

eu estava ali parado com a correntinha entre os meus dedos naquele momento minha mente ficou em branco não conseguia raciocinar direito..
laito não disse nenhuma palavra só saiu andando com a cabeça abaixada

— q-quem foi que...— 

— ....— 

— porque está com essa cara...?.— 

a voz cansada e lenta do shuu me tirou do choque...ele estava no hall de entrada uma expressão mais cansada que o habitual

— a-a..correntinha..— a apertei entre os meus dedos quando o nó na garganta veio

— porque você está com a correntinha da emmy...?.— ayato perguntou aparecendo ali todo acabado ele tinha olheiras profundas iguais as do kanato agora

— por onde você andou...?.— perguntei ao shuu — pensei que karl tivesse feito alguma coisa..— 

de primeira shuu não se deu ao trabalho de responder encostou a cabeça na parede e fechou os olhos suspirando 

— eu não consigo mais..—

ele apontou para a gargantilha e o fone que eu tinha largado em cima do sofá deixando os olhos entreabertos

— ouvir musica...eu tinha me acostumado a dividir com ela..— 

— Que irritante...isso fede a cachorro..— kanato também apareceu ali do nada reclamando da correntinha enquanto shuu falava

acho que eles resolveram aparecer agora por causa do cheiro da emm..

ouvi shuu soltar uma risadinha abafada 
— eu dividia o fone com emmy a noite porque musica ajudava a tirar os pesadelos dela...
agora as musicas me dão pesadelos...sempre que eu coloco isso ela aparece na minha mente...— 

ele completou e se fez silêncio na sala de novo..ayato abaixou a cabeça estava encostado em outro canto da parede

— você disse que sabia...disse que sabia onde ela estava...— ele a ergueu olhando diretamente para kanato

— eu não vou dizer...— 

— então você sabe mesmo?.— ayato mudou o tom da voz indicando que estava prestes a se alterar

— mesmo se ele resolvesse falar...oque vocês fariam?...— shuu começou

— estamos todos acabados...karl está aqui..emmy não deve nem querer chegar perto..é inútil ficarem se iludindo..— 

— n-nós damos um jeito...o importante agora é trazer ela de volta...
e se ela estiver em algum lugar com pessoas ruins?.—

pensar nisso me fez ter uma breve falta de ar

— eu também quero a emmy-chan de volta..— kanato choraminga

— minha garganta dói..— ele fungou baixinho apertando o urso

— teddy disse que emmy-chan está em perigo...mas não podemos trazer ela para cá por causa do karl...
disse que precisamos esperar mais...— 

— é claro..eu vou esperar muito agora que o seu urso te contou que ela está em perigo..— ayato diz com ironia revirando os olhos

— como assim ela está em perigo?? então precisamos ir atrás dela agora! kanato desembucha logo! diga onde ela está!.—

— a..— 

— oque ?.— ayato desencostou da parede pensando que kanato iria falar

— eu esqueci...— kanato murmurou

— esqueceu oque?.— 

— onde a emmy-chan está...— 

— está brincando comigo?? eu vou pegar esse seu urso e deixar em pedacinhos!.— ayato deu alguns passos na direção dele mas parou quando shuu voltou a falar

— deixe ele...eu tive uma ideia...pra salvar ela..— 

ayato e eu olhamos pra ele quase que no mesmo instante 

— acho que podemos buscar ajuda...tem alguém..que podemos chamar, mas não tem como fazermos nada se karl estiver aqui, se ele souber onde emmy está..vamos perde-lá...precisamos tirar ele dessa mansão antes de tudo...— 

— em quem você está pensando..?.— perguntei me apegando aquilo com todas as minhas forças eu farei oque for preciso pra ver ela de novo!
mesmo se for de longe..eu só preciso saber se ela está bem e feliz...

— a loira adora se meter em tudo...vai ser um problema a mais..— ayato também parecia ter se apegado aquela ideia 

— acho que precisamos do cérebro da família...— shuu diz com raiva na voz ele estava engolindo o orgulho dele mais uma vez por causa da emm..

— deixem o reiji comigo...eu dou um jeito de convencer ele.— 

kanato estava resmungando baixinho no outro canto da sala

— se quiserem eu posso falar com o laito...— 

— tudo bem! eu vou lá convencer ele!.— 
espere só mais um pouco emm...eu vou encontrar você..


Mansão tsukiname 

shin /

carla e eu tivemos uma noite longa aqueles caçadores estavam vindo todos a noite que era quando nossos lobos saem..
acho que era por volta das 3h da madrugada quando acabamos...as roupas estavam cobertas de sangue

— Esse foi o último..— carla diz ofegante quebrando o pescoço do humano

— ótimo...quero voltar para casa logo...— minha respiração também estava ofegante

— ainda vai ir dormir com a garota..?.— 

— olha se você ficar mau com isso...eu fico só no sofá...— 

— não tudo bem...eu estou tranquilo com isso...só perguntei por curiosidade..—

quando ele falou isso o clima pareceu ficar meio..muito desconfortável...

— tem razão..melhor voltarmos logo...— ele falou depois de um tempo de silêncio apenas olhando para a pilha de corpos no chão
depois de um bom tempo de caminhada. decidimos ir a pé pra casa ainda tinha chance de ter alguma armadilha por ali...
chegamos em casa...as luzes estavam todas apagadas eu fui o primeiro a entrar relei o dedo na parede onde estava o receptor de luz da sala
assim que a acendi levei um susto vendo a emmy  no outro lado da sala...

— ah! meu coração..sua! emmy oque você está fazendo ai?? quase me matou de susto era pra você estar na cama.— 

olhei para mim mesmo e depois ao redor tentando procurar algo para esconder o sangue
ela estava sentada no sofá abraçando os joelhos o sofá ficava de lado para a porta emmy estava vidrada na tv acho que nem  piscava...

— oque ? ela está acordada??.— carla passou por mim 

droga! o carla! ele vai ficar bravo...

— você não deveria estar dormindo mocinha?.— 

percebi que ela estava tremendo..também era de madrugada e ela usando um vestido fininho
na tv passava um noticiário sem importância

— porque você está assistindo isso..?.— 

ela virou a cabeça para o lado devagarzinho os olhos estavam arregalados ela abraçou os joelhos com mais força
parecia ter visto um monstro e por um momento me esqueci das roupas sujas de sangue...

— a-a isso é...não precisa ficar com medo isso é..— 

— ela nem está lúcida direito fica tranquilo...''amanhã'' falamos que foi só um sonho.—

carla foi até ela descendo e subindo a mão na frente do seu rosto pra ver se ela piscava

— você vai acabar ficando resfriada...não podia pelo menos ter pego uma blusa de frio..?—

peguei um casaco do cabide que ficava perto da porta e corri para cobri-lá
emmy não estava olhando diretamente pra mim estava olhando um ponto mais a baixo mostrando ainda mais medo

— oque você está olhando..?.—

abaixei a cabeça me analisando ela já tinha visto o sangue e não parecia ser aquilo deixando ela com medo...
quando fui jogar a blusa por cima dela emmy soltou um grunhido de medo e se arrastou correndo para a outra ponta do sofá 

— que foi..?.— perguntei triste — porque está correndo de mim..?.— 

eu sabia que devia ter ficado aqui com ela...não acredito que voltamos a estaca zero...

— depois disso eu acho que vou precisar pedir ao soushi que arrume chaves para os quartos...— 

— não precisa disso...ela não vai fazer de novo..— 

— ela tem que voltar pro quarto...— carla pegou o controle e desligou a tv

— vem emmy..— tentei convencer ela a se aproximar mas não teve acordo ela só recuou mais espantada

ela não está olhando pra mim eu to ficando preocupado ela está apavorada

— shin...— 

— Está tudo bem! eu dou conta...ela é assim mesmo.—

emmy pelo amor de deus vem logo...
carla concordou em ser mais compreensivo mas quando ele perde a paciência nada mais importa...

— já chega...achei que fosse capaz de lidar com isso.—

ele suspirou indo até ela e segurou o seu braço a força, ela deitou no sofá toda encolhida escondendo o rosto entre os braços
carla foi a puxando  até conseguir fazer emmy se erguer eu deixei porque percebi que ele não estava usando força...
carla não estava machucando ela mesmo estando irritado...
ele pegou ela no colo estilo noiva e ela chorava alto como se carla estivesse batendo nela..
acho que vai ficar tudo bem...se ele não usou força pra pegar ela então não acho que ele vai fazer alguma outra coisa afinal o pior já passou...

—..eu assumo daqui.—

carla estava me transmitindo um olhar calmo para assegurar que não ia fazer nada
assenti e ele começou a subir as escadas com emmy ali em desespero no colo dele
eu não sei como que os empregados ainda estão dormindo com isso...
soushi teria vindo aqui correndo com aquele jeito dele dramático..

carla /

subi as escadas aguentando aquela choradeira eu disse ao shin que ia tentar...mas ela não está facilitando as coisas..

— quando shin disse que você tinha medo de ficar sozinha não pensei que fosse algo tão sério assim...— 

— n-não..— a voz soava arrastada entre os soluços  — não m-me rasgaa..— 

— Rasgar você..? já vi que ficar sem dormir lhe deixa mal da cabeça..vou me lembrar disso.— 

nos corredores ela já parecia estar mais calma...mas quando chegamos perto do quarto e eu abri a porta 
ela arregalou os olhos e se desesperou de novo tentando sair do meu colo

— NÃO! EU NÃO QUERO! E-EU VOU FICAR QUIETINHA EU PROMETO!.— 

— Calmaa..olha aqui eu estou sendo paciente até demais você tem sorte que eu estou de bom humor..
nossa...como os empregados não acordaram ainda com os seus escandá-los?— 

entrei no quarto segurando os braços dela pra não levar um soco
encostei a porta e soltei ela emmy saiu correndo pra se esconder atrás do sofá
já vi que ser bonzinho não vai funcionar...um pouco de dureza as vezes é bom
respirei fundo retomando a minha postura fria mas tentando ser mais razoável

— Nada disso..Para a cama, já, eu não vou ir tomar o meu café da manhã aguentando os seus surtos.— 

— un un..— ela balançou a cabeça negando quando cheguei perto do sofá

— precisa dormir para por a cabeça no lugar.— 

segurei o braço dela a fazendo ficar em pé ela olhou para a cama..depois pra algum ponto em mim 
não olhava diretamente nos olhos ela fez o mesmo com o shin agora pouco..e então voltou correndo para o canto do sofá
não entendo oque isso tem a ver com o medo dela de ficar sozinha...

— tudo bem, quer ficar ai fique, mas é bom não ter esses surtos quando eu acordar 
não vai ter a mesma sorte de me pegar com bom humor como hoje...—

ameacei indo até a porta..parei a mão na maçaneta ouvindo o choro baixinho dela..

''medo de ficar sozinha''

suspirei por fim abaixando a mão e me encostei na parede cruzando os braços...fiquei ali quieto enquanto ela chorava por uma meia hora até que shin entrou no quarto o cabelo estava armado e pingando algumas gotas de água ele carregava um travesseiro e uma coberta em baixo do braço

— ainda está chorando...?.— ele murmurou se referindo a emmy

— parece que vai ser o sofá..— sorriu fraco pra mim erguendo os ombros para mostrar o cobertor e o travesseiro

— porque demorou tanto..? eu estava exausto aqui.—

passei por ele relando no seu ombro sem querer shin provavelmente teve a impressão de que eu estava muito bravo..

— desculpe..— ele me pediu baixinho com uma expressão um pouco triste 

—foi tão ruim assim ficar aqui com ela...?.— 
eu pensei em responder que não mas eu já estava distante quando o ouvi falar então só deixei quieto..

shin /

carla saiu do quarto mau humorado..olhei ao redor do quarto

— emmy..?.— chamei e ela não respondeu

— vem dormir...— fui até o outro sofá e ajeitei o travesseiro

— o carla já saiu e eu vou ficar aqui então as luzes vão ficar acesas...você pode dormir tranquila hoje..— 

ela continuava chorando..
eu deitei no sofá com os braços dobrados atrás da cabeça eu estava tão ansioso pra chegar em casa e ficar aqui com ela e agora...
tinha um reloginho na parede que ficava fazendo tic tac sem parar e aquele foi o único som por algum tempo..o choro da em foi sumindo...
quando sobrou só o som do relógio me inclinei no sofá esticando o pescoço pra ver se estava tudo bem 
ela estava dormindo encolhida ali no cantinho...
levantei do meu sofá arrastando a coberta meus braços estavam arrepiados estava muito frio...
abaixei na frente dela e aproximei a coberta devagarzinho emmy se remexeu resmungando quando afofei a coberta ao redor dela

— então..''boa noite''..— 



Mansão Sakamaki No Outro Dia

— p-por favor..— yui deixou uma lágrima escorrer pelo rosto dela

karl juntou seus fios loiros em uma mão puxando com força para trás o cabelo dela prensando ainda mais seu corpo na parede

— Shh...eu estou lhe adestrando querida..— 

— a-adestrando..?.— 

— Você sem sombra de dúvidas vai ser o bichinho de estimação mais bonito que eu já tive...— 

karl tentou por as mãos dentro da blusa dela mas yui fincou as unhas no braço dele arrancando um sorrisinho perverso dele
ele poderia facilmente forçar ela mas não o fez afastou as mãos dela

— hm..dessa vez vai ser diferente...— 

yui tremia recuando pra longe dele

— dessa vez...—

ele se aproximou segurando o rosto dela em uma mão e apertou 
estalou a língua no céu da boca deixando as presas a mostra só para assustá-la mais

— é você quem vai vir atrás de mim e implorar...—
...

subaru /

eu preciso ir falar com reiji ainda hoje...estou pensando em todas as possibilidades possíveis
pra encontrar a emmy e nas falhas e brechas que podem estragar tudo e me fazer perder ela de uma vez...
yui estava sentada no outro sofá chorando ela estava com marcas roxas nos braços iguais as da menina que veio da outra vez com karl
depois que eu perdi a emm é como se um feitiço tivesse sido quebrado...eu não entendo oque foi que eu vi na yui..
de repente o susto...
as batidas na porta do hall de entrada...por um momento só me veio na cabeça..''emmy''
karl apareceu ali e yui já se encolheu no sofá
ele abriu a porta cantarolando

— está de bom humor é..?.— perguntei de uma forma retórica 

ele murmurou alguma coisa lá fora e então alguns homens foram entrando pedindo licença

— que isso? resolveu fazer uma reforma na mansão..?.— 

— Bom...eu destruí a mesa..e para concluir um dos meus..''objetivos'' eu vou precisar de uma mesa nfu.— 

eu não entendi nada do que ele quis dizer com aquilo mas sei que não era boa coisa porque ele estava com um sorriso diabólico
um dos homens parou no meio do caminho olhando para a yui

— é por aqui...—

karl acenou pra eles do fundo da sala incomodado com o homem estar olhando pra ela

''nossa...os últimos dias tem sido muito estranhos, você não acha?'' 

ouvi um deles perguntar ao outro enquanto eu estava distraído pensando nos planos possíveis pra encontrar a emmy

''sim...aquela garota de ontem parecia pior do que essa..coitadinha tão magrinha..''

alguns minutos passaram até karl aparecer ali de novo cantarolando

— vai sair..?.— 

— é...vou ficar fora o resto do dia, sabe assuntos de rei para resolver.— 

— hm...— 

ótimo! é a chance perfeita pra irmos até a casa deles e bolar um plano! mas ainda tem a yui...
a tudo bem não é como se ela fosse notar a nossa ausência..
preciso contar ao shuu e os outros e depois falar com o reiji...
...
enquanto eu contava ao ayato e o shuu kanato apareceu ali e logo atrás dele laito tentando parar em pé

— como ele vai ser útil nesse estado...?.— shuu perguntou em frustração

ayato revirou os olhos indo até ele e empurrou laito no sofá 

— fique quieto ai...você só vai atrapalhar...— 

laito estava mau o suficiente para não conseguir discutir com ayato

— se o reiji está assim também então é inútil...— disse ao shuu e ele soltou uma risadinha sarcástica

— quem é o ''bastardo'' agora...?— 

— Parece que o kanato vai precisar ficar de baba.— ayato riu fraco

— não me provoque...eu já estou de mau humor..— kanato o ameaçou em um resmungo sombrio

ayato já estava com uma roupa limpa pra ficar mais apresentável mas o rosto ainda entregava o estado deplorável dele

— então melhor nos apressarmos...karl está planejando alguma coisa..ele estava com aquela expressão..— disse e

ayato se alarmou — acha que tem a ver com emmy estar em perigo ?.—

— eu não sei...só sei que ele não está planejando algo bom...— 

dito isso ayato eu e shuu saímos da mansão rumo a casa daqueles caras...
...
eles com certeza estavam diferentes da última vez que nos vimos...

— e então...a que se deve a honra da visita?.— ruki perguntou sério os braços cruzados e o ombro apoiado na divisa da parede

 


Notas Finais


fiquem espertos com os mukamis...tem mukami escondendo coisa ai...

os sakamaki não aprende kkkkkk como eles não conhece a carinha do karl de quem já sabe de tudo e tá todo mundo na teia dele?

ps teia de aranha é só uma metáfora pra quem não tiver capitado a mensagem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...