1. Spirit Fanfics >
  2. War Of Hearts >
  3. Desconhecido familiar

História War Of Hearts - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Desconhecido familiar


Fanfic / Fanfiction War Of Hearts - Capítulo 3 - Desconhecido familiar

Não aguentava mais aquela rotina, carregar coisas para Hyojin, os treinamentos com Hyein e ensinar aos pequenos coisas como ler e escrever.

Vantagens que poucos além do príncipe tinham no reino.

Nunca se imaginou daquela forma, vivendo em comunidade, ajudando os mais humildes de forma tão próxima, gostava daquilo.

Mesmo que seu pai nunca aprovasse.

Durante um devaneio, trigo foi soprado em seu rosto enquanto fazia uma visita a cozinha, e apenas riu ao ver Hyein e Hyojin se divertindo enquanto faziam massa.

Até ouvirem barulhos de tiros e cavalos se aproximando, fazendo os três se abaixarem.

- O que foi isso? - Perguntou Hyein, olhando para os lados, a guarda parecia nervosa, não só pela segurança do príncipe.

- Devem ser os nossos guardas, eles são ordenados para matar todo e qualquer membro da família real e do exército que se aproxime do vilarejo, temos que tomar cuidado - Hyojin parecia nervosa, olhando o tempo todo ao redor, parecia amedrontada, o que deixava Hwang nervoso.

- Mas Hyunjin... eles sabem?

As irmãs trocaram olhares e Hyojin nega, fazendo Hyein soltar um palavrão.

- Vem, tenho que te esconder antes que algo dê errado - Hyein se levantou e puxou Hyunjin pela casa.

A cabeça do príncipe girava, não sabia o que estava acontecendo e a paciência... bem, não era muito longa.

- Não acha que já tá na hora de me dizer as coisas? - Soltou a mão da Yeum irritado e cruzou os braços.

- Eu estou aqui para te defender Hyun, você é o nosso futuro rei e minha única função e te defender e eliminar quem quer te fazer mal - Suspirou e tirou chaves do bolso abrindo uma porta e pedindo para que ele entrasse.

Hyunjin confiava na sua amiga acima de tudo, então seguiu a ordem e entrou, encontrando um escritório com as janelas fechadas, o lugar escuro e meio empoeirado.

- Eu não tenho autorização para te contar meu príncipe, mas já irá saber e eu te prometo, mas minha obrigação e prioridade no momento, é cuidar de você, te manter vivo e você sabe disso - Se aproximou da porta devagar, tais movimentos esses que chamaram a atenção do príncipe.

E este não ficou por menos, levantou e caminhou em direção a amiga.

Mas parou ao ouvir barulho de espadas e gritos de dor, sabendo que havia alguma coisa ruim acontecendo do lado de fora.

- Yeum Hyein... Se você sair por essa porta, sabe que pode não voltar e não vai conseguir cumprir sua missão, e eu preciso de você - Hyunjin era um príncipe silencioso e pouco demonstrava sentimentos, somente aqueles que viviam próximos de si sabiam como era.

E Hyein sabia que aquele olhar doce estava longe de ser considerado mentira, muito menos algum truque, era apenas mais um símbolo daquela amizade silenciosa de anos, era apenas cuidado.

E era por isso mesmo que Hyein não podia deixar que ele se machucasse.

- Eu vou cuidar de você Hyun, eu prometo, não importa aonde estejamos, vamos ficar juntos - Abraçou Hwang e o fez se afastar um pouco, fazendo a garota suspirar - É por isso que eu vou lutar todos os dias pela nossa sobrevivência.

A garota correu e fechou a porta na cara do príncipe, trancando-a em seguida.

- Hye, por favor, vamos conversar sobre isso - Hyunjin batia na porta com força, sem se importar se mais alguém ouviria.

- Se te machucarem, eu não vou me perdoar, então faz isso tudo valer a pena por favor, eu volto pra te soltar - Disse baixinho antes de se afastar correndo da porta.

[...]

As horas passavam devagar e os pensamentos do príncipe alternavam de acordo com o barulho lá fora, que estava diminuindo e havia parado a alguns minutos, aquilo aguçava sua curiosidade e o deixava preocupado com Hyein.

Hwang Hyunjin era normalmente uma pessoa calma, gentil e educada, mas os acontecimentos além de bagunçarem sua cabeça ainda o tirava tempo para pensar nas suas ações.

- Olha que legal... ninguém me avisou que tínhamos visitas - A voz tirou o jovem Hwang de seu transe, pegando a espada que estava ao seu lado e apontando para aquele que acabara de abrir aquela porta, o mesmo riu e empunhou a sua.

- Engraçado, os amigos de minha irmã sempre foram bons guerreiros de um modo geral, eu juro que nunca a vi sair em uma batalha para defender alguém - A espada do jovem príncipe foi derrubada com apenas um golpe, mostrando ali sua falta de habilidades.

- Você é irmão de Hyojin? - Hyunjin mordeu o lábio forte ao ver o garoto até o momento desconhecido assentir, pegando a carta de seu pai e estendendo para o outro - Estou aqui em nome do rei Hwang para lhe entregar esta carta.

Yang jeongin sorria, deixando sua espada de lado e trancando a porta e sentando em uma amofada próxima a que o ainda não conhecido repousava.

Os minutos seguintes foram de puro silêncio e curiosidade da parte de Hwang, que estava acostumado a ter tudo o que desejava em mãos, odiava aquela lacuna que existia em sua vida e que ninguém fazia questão de conta-lo.

Yang sorriu, poderia de longe ser considerado um sorriso maluco, mas era um jovem de coração puro, apesar de todas as descrenças e tudo que sua imagem passava.

- Tenho muita história para lhe contar... vossa alteza, e eu recomendo que preste bastante atenção agora, não terei paciência para explicar mais de uma vez - O jovem suspirou e por fim deixou suas armas no chão, sentindo-se mais confortável e abrindo um sorrisinho para o príncipe - O que precisa saber e que a partir de agora, eu vou cuidar de você.

- Me recuso a concordar com isso - Hyunjin se levantou bravo, caminhando em direção a porta.

- Se sair por esta porta agora, não irei abrir a boca em nenhum momento para lhe contar a verdade que você sabe que lhe esconderam a vida inteira - Sorriu ao ver a mão do príncipe parar na maçaneta - Que bom que sabe o que é melhor.

- Quem você acha que é para falar assim comigo?

- Alguém que talvez mereça mais respeito que você na linha de sucessão meu querido príncipe.

Apenas pelo sorrisinho de Yang Jeongin, Hwang Hyunjin sabia que estava completamente vermelho.

Mas era de raiva.


Notas Finais


desculpem a demora e eu prometo me redimir mais a frente aaaaaa
usem alcool em gel, lavem as mãos e fiquem em casa.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...