História War of Hormone - Jungkook - Capítulo 26


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Drama, Imagine, Jungkook, Romance
Visualizações 473
Palavras 2.618
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oeee
Gente primeiramente vcs são incríveis, sério, obrigada pelos comentários e os favoritos, isso me deixa megaaaa feliz, segundo: bem vinda leitoras novas❤
Esse é um cap mais básico, é o que chamo de "capítulo necessário" espero que vcs gostem ❤
Boa leitura 😘

Capítulo 26 - Social entre amigos.


  - Aigoo, Clary! Pelo amor, pare de pisar no freio tão bruscamente! Minha cabeça já está doendo de tanto bater no banco do carro -Jungkook reclama aparentemente nervoso.

- Aish! Não brigue comigo! - rebato e logo me afundo no banco do carro frustrada.

Há duas semanas atrás eu tinha iniciado minhas aulas de direção com o Jungkook, ele ensinava bem, o problema todo era eu. Eu tinha muita dificuldade para compreender algumas coisas super básicas, e isso me deixava mega frustrada!

Ele inspirou profundamente e umideceu os lábios antes de falar, percebi ao longo dos dias que isso era um hábito constante dele.

- Vamos lá- ele me encara com seus olhos grandes- Dirigir é como tocar piano, se você aperta bruscamente uma nota, som será ruim, certo?

- Eu não sei tocar piano Jungkook!

- Céus! É uma metáfora Clarissa, metáfora! As vezes eu acho que você é irmã do Taehyung..

- Porque?

- Aish! Esquece- revira os olhos- o que quero dizer é que você está dirigindo bem, só precisa aprender a pisar mais leve no freio, aos poucos, entende? - Assinto- Ótimo, temos mais 30 minutos, vamos praticar isso.

Dou partida no carro voltando a treinar, meu teste para tirar a habilitação seria no final de semana, e eu precisava passar, tinha medo de não conseguir e todo meu esforço  ter sido em vão. O sinal começava a ficar vermelho, e esse era o momento, tirei o pé lentamente do acelerador enquanto ia pressionando o freio ao mesmo tempo, tudo com extrema calma e facilidade. O carro foi parando aos poucos, e dessa vez eu havia conseguido, não tinha freiado bruscamente, olhei para o lado onde Jungkook me encarava com um sorriso orgulhoso.

- Finalmente! - damos um high five comemorando.

-Vamos comer algo, estou com fome.

O sinal abre e vou até uma lanchonete que era muito frequentada por jovens, era um espaço tranquilo, perfeito para quem queria se divertir com amigos. Mais uma vez consegui estacionar tranquilamente, o que havia me deixado completamente feliz, descemos do carro e eu o travei, indo até a entrada da pequena lanchonete.

Nos acomodamos em uma mesa próxima as janelas e logo uma atendente veio nos atender, ela usava um uniforme composto por uma saia laranja, que julguei ser muito pequena para um local de trabalho, e uma blusa branca em gola V que deixava seus seios um pouco expostos. Quem era o dono desse lugar?

- O que vai pedir? - Ela pergunta com um sorriso malicioso para o Jungkook. Que...piranha!

- Hm... Um x-bacon, batatas e uma coca- cola - Ele diz com um sorriso. Eles estavam mesmo flertando? É isso mesmo? Aish Clary! O que você tem haver com isso? Exato! NADA!

- E você?- ela se vira para mim sem um pingo de ânimo

- O mesmo que o dele, mas ao invés de coca cola quero um suco de laranja- ela anota tudo e sai, mas não sem antes jogar um olhar repleto de segundas intenções para cima dele- Que biscate!- sussurro

-Disse algo? - Jungkook me olha confuso, apenas nego e pego meu celular que estava vibrando, indicando uma nova mensagem.

" Onde você está? Passei na sua casa para te chamar pra sair e não tinha ninguém...."

- Sehun

" Estou com Jungkook, estávamos treinando."

"Hm..ok então, não vou incomodar mais."

- Sehun

Bufei irritada e guardei o celular no bolso da jaqueta.

- Algum problema? - Jungkook me fita com curiosidade.

- Sehun- é apenas o que digo e ele abre a boca num sonoro "Ah”. Quando ele ia falar algo somos interrompidos pela garçonete piranha que trazia nossos pedidos.

Comíamos em silêncio enquanto eu pensava no Sehun, nossa relação andava meio... Balançada digamos assim, havíamos brigado no dia em que contei que praticaria com o Jungkook, e desde que havia iniciado essa amizade com Jeon as coisas haviam ficado tensas entre nós, acho que Cally realmente tinha razão quanto a birra dele, mas eu realmente não me importava com isso, sei que ele é meu namorado e eu deveria ficar ao lado dele, mas era ridículo, e eu realmente estava gostando da minha nova amizade.

Nesses dias de treinamento tivemos uma grande oportunidade de nos conhecermos melhor e percebemos que tinha muitos gostos em comum, também tinha notado alguns pequenos hábitos dele, assim como acho que ele notou alguns meus, eu realmente me arrependo de não ter dado uma oportunidade para essa amizade mais cedo.

- 10 mil won por seus pensamentos- Jungkook diz atraindo minha atenção.

- Acho que meus pensamentos vale mais que isso- rimos- Não é nada demais, só algumas bobeiras..

- Essa bobeiras teria o nome de Oh Sehun?- arqueio uma sobrancelha- O que foi? Eu sou observador, notei que vocês andam um pouco afastados.. Vocês eram tão... chicletes- ele faz cara de nojo e eu jogo uma batata nele.

- Não somos chiclete, apenas gostamos de ficar juntos... Você só diz isso porque não gosta de ninguém..

- Claro que gosto!- rebate e dou um sorriso debochado.

- Mas é claro, você gosta da Sook..

- Aish! Eu não gosto dela, a Sook é só uma... pessoa que eu gosto de pegar as vezes- Ele diz dando de ombros e dando um longo gole no seu refrigerante- Entretanto, eu gosto sim de uma pessoa..

Dou uma mordida no meu lanche e o fito - Quem é? Eu conheço?

Ele me olha e se inclina um pouco sobre a mesa enquanto leva sua mão até o canto da minha boca, e com o polegar limpa um pouco do molho do lanche, logo em seguida levando o dedo a própria boca e se sentando corretamente, tudo sem desviar seus olhos dos meus.

- Não posso dizer quem é, e sim, você a conhece- é tudo o que ele diz antes do seu celular tocar.

Então ele gostava de alguém, e eu a conhecia...seria alguma colega de sala? Alguma amiga mais próxima? Meu Deus! Poderia ser a Cally! Eles conversavam constantemente e talvez seja por isso que ele não quer me contar, porque somos amigas..

Até que fazia sentido, a única coisa que não fazia sentido aqui era o fato de me sentir incomodada com isso.

AISH!

Desde que havíamos nos beijado eu me sentia levemente estranha, era uma sensação incômoda na qual eu não sabia explicar, e é claro que nossa proximidade não ajudava em nada, só me deixava confusa, mas no fundo eu gostava de toda essa confusão...

Sou bipolar? Sim ou claro?

- Sim Hyung, ela está comigo..- arqueio a sobrancelha- Estamos voltando para casa..15 a 20 minutos, Ok, até- ele desliga e guarda o celular- Era o Namjoon, ele quer que a gente encontre ele em casa, ele quer conversar com nos.

Vamos ate o balcão onde pagamos por nossos lanches, quando estávamos preste a sair do estabelecimento, escutamos a garçonete piranha gritar.

- EI! Você esqueceu seu troco!

Jungkook arqueia a sobrancelha e se aproxima dela- Serio? Achei que tinha dado a conta certa.

- Acho que não- ela pega a mão dele e coloca um papel lá sorrindo descaradamente para ele. Aish!

-Atrasados, lembra?- pego ele pela mão e sorrio debochadamente para ela que fecha a cara- Tchau flor! – levo ele ate o carro, entramos e ele ri.

-O que foi isso? Ciumes?

- De você? Me poupe ne Jungkook – rio nervosamente, porque eu estava nervosa? – So estou com pressa, fiquei curiosa com o que o Namjoon disse.

- Se você diz, agora vamos logo porque também estou curioso.

Como a lanchonete era perto acabou que chegamos bem rápido em casa, estacionei o carro e quase cai ao sair do mesmo, entramos em casa rindo e meu sorriso logo se desfez ao ver Sook, sentada no sofá.

- Amor! – alguém já disse que essa menina tinha uma voz chata pra caralho?

Ela se jogou no Jungkook e tentou agarra-lo , ele apenas a segurou pelos ombros a deixando confusa- Aqui não Sook, percebeu que não estamos sozinhos?

- Você nunca se importou com isso, Oppa!

- Aish! Pare de me chamar assim, sabe que eu não gosto!- ele sussurra para que apenas ela possa ouvir , mas eu acabo escutando e dou uma risadinha.

- Então galera, o que é tão importante que precisou reunir todos aqui?- Pergunto me jogando no meio de Jimin e Taehyung, esse ultimo passa o braço pelos meus ombros me dando um abraço lateral.

- Então gente- Namjoon começa e Hobi e Yoongi ficam ao seu lado- Nós acabamos de sair de uma produtora musical...

-Eles ouviram nossas demos e hoje fomos fazer uma audição – Hobi diz com um sorriso enorme.

-Nós somos oficialmente trainees – Suga conclui a assim como Hobi, ele está com um sorriso enorme em seus lábios.

Em questão de segundos todos nos já estávamos em cima deles os parabenizando e celebrando por essa conquista, era o sonho deles e eu estava mais do que feliz por meus amigos.

-Eu sabia que você ia conseguir meu alface!- Eu praticamente berrava no ouvido de Yoongi, enquanto abraçava ele fortemente.

- Eu sei, eu sou foda- Ele diz convencido e rimos- A primeira coisa que vou fazer e mudar meu cabelo para você parar com essa porra de alface- ele diz rindo.

- Então agora podemos, finalmente ouvir as musicas?- Cally diz e eles concordam.

Eles haviam dito que so nós mostraria a musica, caso eles conseguissem um contrato, o único que tinha conhecimento das musicas deles era o Jungkook, esse não abria a boca nem para dizer o nome de uma.

-Gente, deveríamos comemorar, não acha?- Jimin diz com os olhinhos brilhando.

- Tava demorando..- meu irmão diz rindo- Vou topar so porque é um momento especial, e as bebidas será por minha conta!

Os meninos comemoraram e logo Cally ligou o som, enquanto Jin saia com Jimin e Yoongi para comprar algumas bebidas, me afastei um pouco e fui ate meu quarto, liguei para Sehun, chamou algumas vezes ate que ele atendeu, com a voz um pouco ofegante.

-Oi- ele diz.

- Quer vir aqui em casa? Estamos fazendo uma pequena comemoração entre amigos, os meninos conseguiram um contrato com uma gravadora..

-Achei que ainda estava ocupada com o Jungkook- ele diz e mesmo através do celular posso notar o tom de ironia na sua voz.

- Sehun pelo amor né, já está ficando chato essa sua implicância com o Jeon, ele apenas se ofereceu para me ensinar a dirigir e eu aceitei pelo fato de morarmos juntos e ser melhor, achei que você confiasse mais em mim!

- Eu confio! Não confio nele....

- Ele não tentaria nada comigo, ele tem namorada, ou acho que são, sei lá, e eu tenho também, portanto pare com isso!

- Okay, irei tentar- ele se dá por vencido

- Você vem?

- Sim, em 20 minutos estou aí- ele desliga e eu respiro fundo antes de descer até a sala.

Como eu imaginava, estava uma bagunça dos infernos, meu irmão já havia retornado com as bebidas e todos já estavam bebendo, e dançando ao som de Fantastic Baby, me sentei ao lado de Namjoon que logo me estendeu uma taça repleta de vinho, ele sabia que essa era minha bebida favorita. Pisquei para ele em agradecimento e provei do vinho, que era de fato, uma delícia e me pus a observar Hobi, Cally, Jimin, Sunhee e Taehyung dançarem animadamente.

- Ah, venha até aqui, Clary- Jimin vem até mim dançando e me puxa nos deixando próximo iniciado uma dança, começo a me mexer no ritmo da música e logo estou os acompanhando em uma dança animada.

Já havia ingerido alguma boas doses de vinho e tinha bebido um pouco do Soju que Jimin tinha em mãos, eu não estava bêbada, apenas feliz, já Jimin....

A campainha tocou e eu fui saltitando até a porta abrir dando de cara com Sehun, o puxei para dentro e dei um beijo nele, a princípio ele ficou um pouco surpreso com minha atitude, porém acredito que assim que sentiu o gosto de álcool em minha boca entendeu que eu não estava 100 porcento bem.

Fechei a porta e de relance pude ver que Jungkook tinha uma expressão emburrada, dei de ombros e fui até o sofá com Sehun, ele se sentou e eu me sentei nas pernas dele.

- Não mesmo, nem pensar!- meu irmão me puxa me colocando sentada ao lado de Sehun- Agora sim! - ele sorri e eu dou língua para ele.

- Gente vamos ouvir os meninos cantarem! - Cally diz e se senta ao meu lado enquanto Hobi, Namjoon e Yoongi se organizam para cantar.

Hobi tira um pequeno pendrive do bolso e coloca no som, acredito ser o instrumental, uma batida bem contagiante soou e logo Namjoon inicia acompanhado por Hobi e por último Suga e UAU! As vozes deles eram incríveis e extremamente harmoniosas entre si, a música era boa e a letra também, os raps deles eram realmente bons, e a única coisa que sentia por eles era orgulho.

Eles finalizaram e batemos palmas, tinha sido realmente incrível.

- Caralho eu vou ser amiga de famosos, quero convite para o primeiro show hein!- Cally diz empolgada, dava pra ver que ela realmente havia gostado, afinal ela era uma amante do Rap.

- Concordo plenamente com Cally- Sunhee dizia e eu tratei de concordar também.

Voltamos ao clima festivo e eu fui até a cozinha pegar algumas porcarias para comermos, tomei um puta susto quando me virei e vi Jungkook na cozinha, escorado na parede.

- Que susto Jeon! O que faz aqui?

- Vim ver se precisava de ajuda- ele diz e umidece os lábios. Se ele soubesse como isso é tentador... Sai pensamentos pervertidos, sai da minha cabeça! Aish!

- Na realidade não, mas já que está aqui de tão bom grado, você poderia me ajudar a levar esses pacotes de doces e salgadinhos para a sala?

- Claro- ele vem até mim e pega alguns pacotes da minha mão, sem tirar os olhos dos meus.

Ele estava bem próximo de mim, e eu não sei porque, mas sentia meu coração acelerar. Ele pega quase tudo que estava em minhas mãos, e continua a me olhar fixamente, ele morde o lábio inferior lentamente e desvia o olhar para minha boca, mas logo se afasta indo em direção a sala.

Que merda foi essa?

Volto para a sala e apenas Sehun pareceu perceber meu sumiço, me sentei ao seu lado com um pacote de bala e abri, dando uma na boca dele.

Olhei na direção de Jungkook e o mesmo me fitava, parecendo nem ligar para a garota ao seu lado, olho para Sook e a mesma me dá um olhar ameaçador e em seguida olha na direção do Sehun e da um sorriso malicioso logo retornando seu olhar para o meu.

Ela estava me ameaçando? É isso mesmo?

Percebendo sua atitude ridícula, puxo Sehun para um beijo rápido. Olho novamente para Sook e a mesma parece nem ligar para meu ato, porém o que me surpreendeu foi o fato de ver um Jungkook emburrado novamente. Ele pegou uma garrafa de cerveja e a bebeu em quase um gole, sua expressão era de raiva e desconforto enquanto me olhava. Porque ele me encarava tanto?

Sehun entrelaçou nossas mãos e me deu um selinho, pelo canto dos olhos vi Jungkook bufar e segurar a mão de Sook e a puxar em direção às escadas, e  antes que ele pudesse desaparecer por completo ele me dá mais um olhar intenso e repleto de significados, significados esses que eu não pude compreender nem um pouco, mas sei que iriam me infernizar o resto do dia, e provavelmente dominaria até os meus sonhos.


Notas Finais


Até sexta amores 😘❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...