História War of Hormone - Jungkook - Capítulo 48


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Amizade, Bangtan, Comedia, Drama, Família, Jeon, Jeongguk, Jungkook, Kookie, Romance, Suspense
Visualizações 56
Palavras 4.148
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OEEEEEE
Gente que saudade de vocês ❤
Esse é o último capítulo da fic, obrigada por todos que acompanharam até aqui, todos os comentários, favoritos, paciência... Amo vcs e vdd ❤
Esse capítulo dedico a @nojamsbaby
Boa leitura a todos e nos vemos nas notas finais 😘

Capítulo 48 - O casamento.


~3 anos depois~

- RAFAELA, SE CONTROLA!- Cally grita e eu tento controlar meu riso- Ótimo! Pode terminar a maquiagem dela.

Estávamos reunidos no sitio que meu irmão havia escolhido para o casamento, depois de três anos de noivado, eles finalmente haviam decido casar. Devo dizer que muita coisa aconteceu nesse período de tempo, o Bangtan havia conquistado o mundo inteiro e feito parcerias incríveis com outros artistas americanos, o Sr. Bang era só orgulho, e também pudera, eles haviam sido o primeiro grupo de kpop a alcançar esse patamar e nós continuávamos como fotógrafos oficiais deles, mas ainda tínhamos nossos trabalhos por fora e cada vez mais, tínhamos reconhecimento nesse ramo, o que nos deixava imensamente feliz.

Após o nascimento de Bae, filha da Cally e Yoongi, os dois resolveram morar juntos, e meses depois casaram, não houve cerimônia, ambos disseram que era perda de tempo e dinheiro, portanto foi uma pequena festa para os mais próximos, onde ambos trocaram alianças na presença de um juiz e seguiam casados. Simples, porém era a cara deles, e como o próprio Min dizia, não era necessário uma festa para provar que ama alguém. Quanto a filha deles, Bae era uma garotinha linda, e com apenas três anos, fazia o pobre Min de gato e sapato, e o mesmo era um pai extremamente babão, bem como imaginávamos, mas era compreensível. A garotinha era adorável e era a cara do Yoongi, o que deixava o mesmo completamente bobo.

Outra coisa que tinha acontecido nesse meio tempo é que eu, juntamente com Cally, havíamos aberto uma pequena confecção de roupas e estava sendo um sucesso, tanto que as roupas do casamento eram de nossa autoria e o vestido de noiva da Rafaela, modelo Guiper, havia sido uma das nossas primeiras criações, e era um modelo único e totalmente exclusivo, perfeito para a ocasião.

Quando a Taylor e Leandro... A Taylor permanecia presa no hospital psiquiátrico e Leandro...bem não havia tido notícias dele a muito tempo.

- Pronto- a maquiadora se afasta e vira Rafaela em direção ao espelho, para que a mesma possa ver o resultado- Gostou?

- Ai meu Deus!- ela diz com os olhos cheios de lagrimas- Eu.. amei- a voz dela e embargada e sei que a qualquer momento iria chorar

- Ah, mais você pode ir deixando essas lágrimas nos seus olhos, nem ouse derrubar uma ou faço ela voltar- Cally diz seria com as mãos na cintura arrancando risadas de todos presentes- Você está linda!

- Realmente- digo- A noiva mais linda!

- Meninaaaas, assim fica difícil de controlar as emoções- ela diz abanando o rosto- Muito obrigada por tudo, por todo o apoio de vocês durante todos esses anos, vocês são as melhores amigas que alguém poderia ter- ela nos abraçava e é claro, retribuímos.

Nesses três anos havíamos ficando realmente próximas e éramos um trio e tanto, uma amizade sem igual e eu não me imaginava sem uma delas, foi um pouco difícil para nós assumirmos o nosso respectivos relacionamento com os meninos, no começo foi uma euforia enorme, tinham aceitado e tudo mais, porém pensaram ser apenas uma jogada de marketing, e quando perceberam que não era, começaram com os hates. Felizmente haviam superado isso e hoje nos aceitavam muito bem, claro que sempre teria uma ou outra que discordasse, mas isso apenas deixávamos de lado.

- Agora só vamos colocar sua tiara e está tudo pronto- ela assente e eu vou até a cômoda pegar a tiara que havia dado de presente para a mesma logo retornado e ajeitando a pequena tiara em formato de coroa com alguns brilhantes em sua cabeça- Está perfeita!

(...)

A decoração tinha ficado perfeita, algumas fileiras de cadeiras na cor branca com detalhes em dourado, um longo tapete vermelho que levava até o altar, este que era pequeno com diversas flores ao redor. Também tinha uma pequena banda clássica ao lado esquerdo, e muitos fotógrafos, todos registrando aquele momento incrível da vida do meu irmão. Faltava poucos minutos para a cerimônia começar, os convidados estavam todos em seus devidos lugares e eu seguia em direção ao meu irmão, que estava impaciente e claramente nervoso e eu tentaria acalmar o mesmo, sei o quanto ele devia estar ansioso, afinal isso é algo que temos em comum. Me aproximei lentamente do altar e cumprimentei os meninos e logo fui até Jin e toquei seu ombro calmamente, atraindo sua atenção.

- Ah Clary, eu estou tão nervoso!- ele me abraça fortemente e eu faço uma carícia leve em suas costas- E se ela desistir? E se eu falar alguma coisa errada? E se....

- Ei! Calma! - afasto ele segurando em seus ombros - Vai dar tudo certo, só respira fundo e mantenha a calma, logo a cerimônia acontece e você vai ver que não é necessário tanta preocupação- fico na ponta dos pés e me inclino, deixando um selar em sua bochecha- Vou estar aqui do seu lado, não se preocupe- pisco e vou para o meu lugar, onde ficaria até o fim da cerimônia.

Sinto mãos ao redor da minha cintura e um perfume amadeirado bem conhecido por mim, invadir minhas narinas. Sorrio involuntariamente e me viro e ergo meu olhar, encontrando aquele sorriso de coelho que tanto amava.

- Você está linda- ele diz baixo e se aproxima, deixando um selinho casto sobre meus lábios.

- Você também está- sussurro e levo minha destra até a sua, entrelaçando nossas mãos.

Devo dizer que nesses três anos, meu namoro com Jungkook se mantinha incrível. Claro que tínhamos nossos altos e baixos como qualquer casal, brigávamos por motivos bobos, ficávamos sem nos falar por alguns dias mas logo estávamos juntos novamente, pedindo desculpas e procurando mudar essas coisas, procurando sempre o melhor para nosso relacionamento. Se alguém, a quase quatro anos atrás, falasse que hoje eu estaria namorando com Jungkook, eu provavelmente iria rir e dizer que a pessoa estava, no mínimo, enlouquecendo, nunca que eu me imaginária em um relacionamento com o mesmo.

Mas aqui estamos, não é mesmo?

E sabe, meus sentimentos por ele não mudaram, apenas cresce cada dia mais, e sei que com ele não é diferente, isso tudo é tão clichê e bobo aos olhos de muitos, mas o que posso fazer se ainda me sinto como uma adolescente apaixonada toda vez que nos beijamos ? Só quem ama pode entender tudo que sinto quando estou ao lado dele.

O instrumental de Butterfly ecoa e todos se levantam a espera de Rafaela. A pequena Bae surgiu com seu vestido branco de daminha e uma cesta de flores, deixando o caminho completamente florido para quando Rafaela passasse e logo a mesma surge, com um sorriso enorme em seus rostos, que ela não fazia questão de esconder, e seus olhos fixos em meu irmão, este que já deixava algumas finas e discretas lágrimas escorrerem de seus olhos.

Em passos calmos ela se aproximou, e logo está diante do meu irmão, ele entrelaçaram as mãos e ela me entregou o buquê o padre deu início a cerimônia.

-Estamos hoje reunidos na presença de Deus para testemunharmos a união de Kim SeokJin e Rafaela Rosa. Em várias tradições o casamento é um sinal da intenção do Nosso Deus para a plenitude da sua criação. A união de duas pessoas é única, íntima e criativa. A união do casamento é uma demonstração de amor e do bom funcionamento da sociedade. O casamento é uma celebração da criação de Deus.

- A união de duas pessoas de famílias e passados diferentes com vista a estabelecerem uma nova família é um acontecimento importante e memorável. Para aqueles de nós que estamos ligados ao SeokJin e a Rafaela por laços especiais de amizade, amor ou afeto a sua união de corpo alma e coração é motivo para todos nós celebrarmos!

A está altura do campeonato, alguns amigos já se encontravam chorando de felicidade, Hoseok era um desses que chorava discretamente com um enorme sorriso nos lábios, Jimin apenas dava alguns lencinhos para o mesmos e leves tapinhas nas costas como forma de confortar o amigo.

- Por favor, declarem a vossa intenção nesta união expressando os votos um ao outro- o Padre diz e Namjoon se aproxima deixando uma das alianças com Jin.

- Eu, Kim SeokJin, prometo diante de Deus e da minha família e amigos presentes; que irei amar-te, respeitar-te e estar sempre contigo através das mudanças em tua vida. Irei cuidar de ti e alimentar o nosso amor enquanto eu viver- ele profere em alto e bom som e coloca a aliança no anelar de Rafaela, levando suas mãos até o lábios e deixando um beijo sútil. Taehyung se aproxima e entrega a outra aliança restante para que Rafaela faça o mesmo.

- Eu, Rafaela Rosa, prometo diante de Deus e da minha família e amigos presentes; que irei amar-te, respeitar-te e estar sempre contigo através das mudanças em tua vida. Irei cuidar de ti e alimentar o nosso amor enquanto eu viver- ela repete o ato do meu irmão, deixando beijo sobre a mão do mesmo e sorrindo adorável.

- Pelo poder investido em mim como ministro do evangelho. Eu vos declaro marido e mulher. Pode beijar a noiva! - meu irmão se inclina e deixa um selar casto e demorado sobre os lábios de Rafaela, se afastando da mesma logo em seguida com os olhos brilhando de felicidade.

- Senhoras e Senhores, é a minha honra e o meu privilégio apresentar-vos, pela primeira vez: O Senhor e a Senhora Kim! - o padre finaliza a cerimônia e todos nós aplaudimos, comemorando e todas as lágrimas que eu segurei, deixei que caíssem ao ver a expressão de felicidade no rosto do meu irmão. Eu estava mais que feliz por ele.

(....)

A festa ocorreria em uma outra área do Sítio, onde um grande Buffet com as melhores e mais variadas comidas estavam sendo disponibilizados para os convidados, assim como um bar, uma pista de dança e um palco, onde seriam feitos as homenagens ao noivos.

Tirei foto com meu irmão, com Rafaela, ambos os noivos, sozinha, acompanhada por Jungkook , e uma foto com todos os nossos amigos, tudo isso para o álbum de fotos que eles estavam fazendo e depois de inúmeras fotos, deram um pequeno intervalo para que os noivos pudessem dança a valsa.

Jungkook vai até o microfone e Yoongi o acompanha indo até o piano, eles se posicionam e assim que Rafaela e Jin entram na pista, Yoongi começa a dedilhar o piano, deixando que a melodia calma envolva a todos e logo Jungkook entoa a canção.

No limit in the sky that I won't fly for ya

(Não há limite no céu que eu não ultrapassaria por você)

No amount of tears in my eyes that I won't cry for ya

(Não há quantidade de lágrimas que eu não choraria por você)

Ooh no

(Ooh não)

With every breath that I take

(Com cada respiração que eu levo)

I want you to share that air with me

(Eu quero que você compartilhe esse ar comigo)

There's no promise that I won't keep

(Não há nenhuma promessa de que não vou manter)

I'll climb a mountain, there's none too steep

(Eu escalarei uma montanha, não há nenhuma muito íngreme)

Todos estavam observando o casal dançar e demonstrar todo seu amor, sem ao menos dizer uma palavra, alguns casais presente se abraçavam e se deixavam envolver pela música e o ambiente romântico do momento.

When it comes to you, there's no crime

(Quando se trata de você, não há crime)

Let's take both of our souls and intertwine

(Vamos tomar nossas almas e entrelaçar)

When it comes to you, don't be blind

(Quando se trata de você, não fique cego)

Watch me speak from my heart

(Me veja falar do meu coração)

When it comes to you, comes to you

(Quando se trata de você, se trata de você)

Todo o refrão da música ele cantou olhando em meus olhos, e mesmo que aquela canção não fosse a " nossa música" e nem fosse o nosso momento, ele estava ali , se declarando para mim, mostrando o amor que sentia, como ele sempre tentava deixar claro, seja com uma música ou até simples gestos. Sorri para ele e desfazemos nosso contato visual quando retornei meu olhar para os noivos.

A dança chegou ao fim e o casal se beijou enquanto nós aplaudimos e algumas pessoas como Taehyung, Noah e Jimin, gritavam e assobiavam alegremente.

A festa havia se iniciado de fato, após a valsa dos noivos e em instantes todos já comiam, bebiam, alguns dançavam e eu, juntamente com Jungkook, Cally e Yoongi estávamos em uma mesa conversando animadamente.

- Por acaso eu fiz a criança sozinha, Min Yoongi? - Cally dizia para Yoongi que se recusava a ir trocar a fralda da pequena Bae- Eu fiz com o dedo?

- Aigoo! - ele bufa e se levanta com a filha no colo indo até o fraldário e Cally sorri satisfeita.

- Vou pegar algo para beber, gostariam de algo? - Jungkook diz se levantando e Cally nega.- Amor?

- Só uma soda- digo e ele franze o cenho, mas apenas da de ombros e vai até o bar.

- Você ainda não conversou com ele- Cally diz e eu respiro fundo- Já vi que não...

- Pretendo contar hoje- digo baixo e tomo um susto quando Taehyung brota do meu lado com uma tiara de flores na cabeça e um colar florescente no pescoço.

- Contar o que?

- Nada- dizemos juntas e que ele arqueia a sobrancelha

- Hmm...Sei, mas enfim, que seja. Vamos dançar?

- Ahh..eu não tô afim não, esse saltos estão me matando- Cally diz

- Vamos!- digo e deixo minha bolsa com a mesma, indo até a pista onde Jimin e Noah dançavam animadamente, ambos com colares florescente e uma bebida colorida em mãos.

- VIADA É NOSSA MÚSICA! - Noah diz quando começa a tocar Sexy and I know It, do LMFAO.

- I'M SEXY AND I KNOW IT!!- gritamos juntos e começamos a pular e dançar no ritmo da música.

Perdi a conta de quantas músicas dançamos e cantamos, apenas paramos porque meus pés já estavam latejando naqueles saltos infernais e também porque Noah havia sumido com uma garota, assim como Jimin.

Esses dois não tinham jeito mesmo.

- Galera... Gostaria de um minuto da atenção de vocês- Rafaela diz e a música para e toda atenção segue para ela- Obrigada...bem, primeiramente gostaria de agradecer a todos os presentes e dizer que estou muito feliz e que minha felicidade não estaria completa se vocês não estivessem aqui, obrigada por fazerem parte desse momento tão especial nas nossas vidas- diz e Jin pega o microfone.

- Faço das palavras dela as minhas e com isso gostaria de dizer que os as homenagens serão feitas agora, então quem quiser fazer, sinta-se a vontade- ele desce do palco e ajuda Rafinha a descer e ambos sentam nas cadeiras em frente ao palco.

O primeiro a prestar homenagem foi Hoseok, que acabou derrubando mais algumas lágrimas tanto dele, quanto dos presentes. Seguido dele foi Namjoon, Taehyung, Jimin ( que arrancou boas risadas no seu estado alcoólico), Yoongi e Jungkook.

- Já quero deixar claro que eu sou péssimo com isso- ele diz e solta um riso nervoso- Eu não tenho palavras para descrever a pessoa maravilhosa que SeokJin é. Ele me acolheu quando eu era apenas um pirralho de 16 anos, foi mais que um amigo, foi um irmão para mim, me aconselhou, me deu uns puxões de orelha quando necessário, e foi minha base assim como todo o Bangtan, mas ele , por ser nosso Hyung, tem um destaque maior, principalmente na minha vida. Obrigada por tudo que fez por mim nesses anos, Hyung, eu sou eternamente grato e amo você. Noona, você também é incrível e sabe disso, obrigado por ser paciente comigo em todos esses anos sendo nossa manager, e cuide bem do Hyung. Um brinde aos noivos- ele ergue a taça de champanhe e fazemos o mesmo.

Ele desce e eu respiro fundo, antes de subir no palco e pegar o microfone.

- Ah... bem eu tô nervosa- digo e coço a nuca- Alguns aqui sabem sobre minha família, outros não, mas o que tenho a dizer é que SeokJin é muito precioso, ele foi meu pai e minha mãe, minha base, sem ele eu não saberia o que fazer. Ele é uma pessoa incrível, e não digo isso só porque ele é meu irmão ou por que hoje é o casamento dele, eu digo isso pois é a mais pura verdade, eu nunca vi alguém com o coração tão belo, alguém que sempre está disposto a ajudar o próximo. Ele me ensinou muitas coisas, principalmente que não devemos julgar alguém se conhecer antes- digo isso e passo meu olhar rapidamente por Jungkook, que nota a indireta e ri baixinho- Jin, eu sei que se omma e appa estivéssemos aqui, eles estariam orgulhosos do homem que você se tornou. Eu estou orgulhosa! Obrigada por ser esse irmão maravilhoso , eu te amo!- digo com a voz embargada e vejo os olhos dele brilharem, segurando as lágrimas- Rafaela, eu amo você também, e cuide muito bem do meu irmão! - ela assente com um sorriso nos lábios e murmura um " eu irei" - Bem...Um brinde aos noivos! - ergo minha taça e desço do palco, indo até meu irmão e o abraçando fortemente.

- Eu te amo, minha pequena! - ele diz acariciando meus cabelos.

(...)

Eu estava na margem do pequeno lago que tinha ali, era um pouco afastado da festa, mas naquele momento eu só queria um pouco de privacidade com meu namorado, esse que tinha acabado de chegar.

- Clary, está tudo bem? Eu recebi sua mensagem..- ele diz se aproximando e eu ergo minha cabeça, olhando o mesmo com um semblante preocupado. Dou dois tapinhas do meu lado indicando o local para ele se sentar e ele logo faz isso.

- Eu estou bem, apenas queria um pouco de privacidade com você- digo e deito minha cabeça em seu ombro enquanto ele me abraçava pela cintura.

- Achei que tinha acontecido algo- ele diz baixo- Aqui é lindo...

- Realmente, e bem calmo, acho que eu compraria um lugar desses, e bom para se desligar da agitação da cidade.

- Verdade... acho que deveríamos tirar férias em um lugar como este. O que acha?

- Uma ótima ideia!

Ficamos em silêncio por um tempo, mas não um silêncio constrangedor, um silêncio agradável. Ainda era possível ouvir, mesmo que baixo, o som da festa. Entrelacei minha mão com a dele e observei o contraste de nossas peles juntas. Eu nunca me cansaria disso.

- Sabe...hoje durante o meu discurso e até mesmo o seu, eu comecei a pensar em nos- ele diz brincando com nossas mãos- Quem diria que a irmã pervertida do meu melhor amigo, viria a se tornar minha namorada.

- Ei! - me afasto rindo e dou um tapa leve no ombro dele- Eu não era e nem sou uma pervertida!

- Não era eu que estava cheirando camisas alheias no quarto de desconhecidos- ele diz rindo e um breve flashback passa em minha cabeça

" -Quem é você e por que esta no meu quarto cheirando as minhas roupas?- Uma voz que eu não conhecia disse me assustando, acabei por derrubar a camisa que estava na minha mão e me virei em direção à porta encontrando um garoto alto que estava parado na porta com os braços cruzados me encarando com uma das sobrancelhas arqueadas e uma expressão bem seria em seu rosto. Ele era bonito- Devo chamar a policia?- Ele disse e eu saio do transe que me encontrava, e dessa vez eu que fechei a cara e cruzei os braços... Quem ele pensa que é?

- Eu que te faço essa pergunta- digo de braços cruzados- Afinal, essa casa é do meu irmão e o único estranho aqui é você!

- Seu irmão?- ele diz me olhando com uma expressão confusa- Você é irmã de Kim SeokJin - diz para ele mesmo em um sussurro audível – Oh! Não imaginava que a irmã do meu amigo fosse uma pervertida!

-Mas o que?- o encaro – Não sou pervertida! E você ainda não me respondeu. Quem é você e o que faz na casa do meu irmão?

- Mas não é obvio? Eu moro aqui né? Além de pervertida é lenta também- diz fazendo cara de tedio e revirando os olhos

- Já disse que não sou uma pervertida!- rebato já nervosa

- Quem era que estava cheirando minha camisa? Ah! Você!- diz apontando para mim, com um sorriso de deboche."

- Realmente começamos com o pé esquerdo- digo rindo ao relembrar de como nós conhecermos- Mas eu nunca fui uma pervertida.

- Eu sei que não- ele ri e me abraça novamente-Tivemos mesmo um mal começo, mas é aquilo que dizem né, o amor acontece de maneiras estranhas e inexplicáveis- assinto baixinho e me lembro de algo.

- Kookie...eu te chamei aqui porque tenho algo para conversarmos...- digo me afastando e me sentando de frente para ele.

- O que foi? - tiro um pequeno envelope da bolsa e entrego para o mesmo, que pega com o cenho franzido. Ele abre o envelope e tira as duas pequenas polaroides que tinha ali.

- Por que tem uma foto minha quando bebê e uma sua? - pergunta com uma sobrancelha arqueada.

- Você acha que nosso filho vai parecer mais comigo ou com você ?- Pergunto com um meio sorriso e a cara de confusão dele é icônica.

- Eu não estou entendendo...- ele murmura e eu levo minha mão até minha barriga- Clary... você está grávida?- assinto e ele arregala os olhos e solta as fotos- Meu Deus! - diz e passa a mão sobre os cabelos- Isso é sério?

- Sim- digo e ele abre um sorriso enorme se inclinando pra frente e me puxando para um abraço

- Meu Deus, isso é a melhor notícia da minha vida! - ele diz eufórico e se afasta selado meus lábios - Eu te amo! - mais um selar

- Também te amo- sigo rindo e colo nosso lábios, iniciando um ósculo calmo e repleto de carinho.

- Ei pombinhos- a voz do Noah ecoa e nos afastamos calmamente- Rafaela vai jogar o buquê, ela quer todos lá, principalmente você- ele aponta para mim e eu assinto.

Jungkook se levanta e me ajuda a levantar, limpo qualquer sujeira que possa ter em minha roupa e entrelaço nossas mãos, logo voltando para onde a festa o ocorria.

Já era possível ver o aglomerado de mulheres no centro da pista, ansiosas para pegar o buquê. Rafaela notou minha presença e se virou para poder jogar o buquê.

- Um!....Dois!..... TRÊS!- ela diz e joga o buquê. Todas pulam e se matam para pegar o pequeno buquê, entretanto, ironicamente, nenhuma mulher pega, e o mesmo vai sobre o colo do Jimin, que cessa o riso no mesmo instante quando vê o buquê sobre meu colo.

- Mas o que? - diz confuso e olha ao redor, vendo algumas mulheres solteiras o olhando de maneira maliciosa- Deus me livre! Tô fora de compromisso- diz e joga o buquê na direção de Taehyung.

- Credo! Sai Jimin! Pega que é seu Noah- diz e joga na direção do Noah.

- Chuta que é macumba- ele chuta o buquê e o mesmo se perde entre as árvores.- Vida longa a curtição e a bebida! - Ele se aproxima de Jimin e Taehyung e os três brindam comemorando.

Todos explodem em uma gargalhada, vendo o desespero dos três solteiros fugindo de um compromisso sério.

Me sento na mesa com Cally, Rafaela e o Bangtan, ainda rindo do ocorrido. Poderia passar o tempo que fosse, esse três ainda iriam fugir de relacionamentos como o diabo foge da cruz, esse era o jeito deles, assim como Hoseok sempre se emocionava com datas comemorativas, Namjoon sempre iria quebrar as coisas e meu irmão teria que consertar, não sem antes dar um sermão no mesmo, Yoongi iria continuar sendo um dorminhoco, de primeira, Jungkook ia continuar perturbando todos os membros do Bangtan, e eu, Cally e Rafaela iríamos apenas tentar colocar juízos nesses homens com espírito de adolescentes.

Nada dessas coisas mudariam, porque essa era a essência da nosso grupo, da nossa amizade, nossa família, e coisas assim não mudam, nos levamos para a vida inteira, pois são fatores que fazem parte de quem somos, são as principais fontes das nossas histórias, nossas lembranças.

São momentos únicos como os de hoje que no futuro, iremos contar para nossos filhos, ou talvez apenas nos reunirmos como hoje para relembrarmos de tudo isso.

Fim


Notas Finais


É isto gentee😭❤
Eu simplesmente não tenho palavras para agradecer o apoio de todos , foi bem difícil conseguir escrever essa fic, tive altos e baixos e aqui estou eu finalizando ela, e tenho a agradecer apenas a vocês, pois sem o apoio não tínhamos chegado tão longe. Agradeço a meus amigos, que me suportaram durante esses meses, principalmente Cally, pela betagem dos capítulos e por ter ajudado tanto quando tinha inúmeras dúvida kkkk , Rafaela por aguentar meus surtos e João por ter dado apoio desde o início. Amo vocês nenis ❤
Espero que todos tenham gostado, o final não ficou como esperava, mas espero do fundo do coração que tenha agradado a todos.❤❤❤

Vocês apoiam um bônus? Se quiser eu trago um ❤

Beijos gentee, amoo vocês ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...