1. Spirit Fanfics >
  2. Warm On A Cold Night >
  3. Prólogo

História Warm On A Cold Night - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, primeiramente eu gostaria de agradecer a @SunsetSong pela betagem do capitulo.

E espero do fundo do meu coração que gostem da história! Uma boa leitura para todos.

Capítulo 1 - Prólogo


Como as coisas podem mudar rapidamente de uma hora para outra. Você vive a vida inteira tendo uma mordomia e, da noite para o dia, acaba mudando-se para um pequeno apartamento, onde possivelmente não cabe metade de suas roupas e outras coisas importantes.

A cozinha é separada da sala por apenas uma bancada, o quarto é um quadrado pequeno, cabendo só uma cama de solteiro e um guarda-roupa; e não preciso nem falar do banheiro! Ele é tão minúsculo que dúvido que eu caiba lá dentro. 

Não consigo esconder minha frustração desde que entrei por aquela porta e coloquei minha única mala no chão — o resto de minhas coisas serão trazidas na próxima semana, de Busan para Seul.

Eu olhei novamente a foto do local que deveria ser meu apartamento em meu celular, e então desviei o olhar para o lugar em que eu realmente estava, tentando formular respostas em minha cabeça, tentando entender por qual motivo estava morando naquele lugar. 

— Isso só pode ser uma brincadeira de mau gosto — esbravejei, batendo meus saltos no piso e resmungando mil palavrões diferentes.

Rapidamente, busquei o contato da minha mãe no celular, esperando-a atender minha ligação para sanar todas as minhas dúvidas.

Tenho absoluta certeza de que foi apenas um erro de localização e o motorista me trouxe para o lugar errado. Mas, pensando bem, como isso explica o fato de o porteiro saber meu nome e permitir minha entrada?  

— Olá, filha. — Senti seu entusiasmo pelo outro lado do telefone — Chegou bem?

— Mãe, só preciso que você me explique o que estou fazendo nesse cubículo.  — Ignorei sua pergunta, choramingando no telefone, enquanto pegava um lencinho para limpar o sofá e me sentar. — A senhora tem certeza que mandou a localização certa para o motorista? 

— Sim, tenho absoluta certeza! 

— E a cobertura que falei para a senhora? — perguntei aflita, olhando ao redor, o desespero soando em minha voz.  

— Eu lhe avisei! Queria mudar para Seul? Minhas regras irás seguir. — Suspirei, imaginando o pior. — Tire boas notas e se esforce como nunca. Nesse meio tempo pensarei no seu caso, e talvez você possa mudar para outro lugar. — Desde o começo estranhei a aceitação dela para com a minha mudança. — Mostra-me que você merece, minha filha. 

— Mas, mãe... — Tentei argumentar, mas logo fui cortada. 

— Não seja mimada, Choi Jisu! — esbravejou comigo. — Você cresceu em berço de ouro e acha que sempre terá tudo do melhor por isso? Aceite o que estou te dando, crie maturidade ou volte para Busan. — A ligação caiu em seguida, sem que eu tivesse a chance de dar mais alguma resposta. 

Suspirei enquanto olhava com nojo para toda a sujeira daquele apartamento, arrastando minha mala pesada até o que eu chamaria de quarto daqui para frente. 

— É, Choi Jisu. — Caminhei até a pequena janela que possuía vista para os prédios comerciais do outro lado da rua. — Agora você terá que dar o seu melhor para poder sair desse muquifo.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...