1. Spirit Fanfics >
  2. Warrior (Imagine Jimin - BTS) >
  3. Capítulo IX - Eu Te Amo

História Warrior (Imagine Jimin - BTS) - Capítulo 9


Escrita por:


Capítulo 9 - Capítulo IX - Eu Te Amo


Fanfic / Fanfiction Warrior (Imagine Jimin - BTS) - Capítulo 9 - Capítulo IX - Eu Te Amo

Caminhava me sentindo um pouco melhor. A ideia de ter perdido Jimin para sempre já estava sendo aceita por mim. Ele perdeu a irmã e foi por minha culpa. Se eu tivesse escutado JunHee e contado ao rei sobre as ameaças que rondavam seu reino, talvez, não, com certeza isso não teria acontecido.

Agora ele sente raiva de mim e pior, pensa que eu planejei tudo isso. Mas eu jamais seria capaz disso, planejar algo tão covarde. Ou seria?

Praticamente em frente as muralhas de Turmalina, JunHee se aproximou de mim calmamente, ela me observava e eu já sabia o que ela iria dizer. Estávamos sendo seguidos pelo exército de Nacár desde que saímos de Topázio.

— Está tudo bem, majestade? — questionou cautelosa, a olhei sorrindo fraco.

— Estou um pouco conformada.. e Namjoon? Ainda está nos seguindo? —ela anuiu com a cabeça e suspirei.

— Vou mandar os soldados ficarem de vigia!

Coloquei as flores em sua lápide, enxuguei minhas lágrimas.

— Por que tinha que ser você? — suspirei me sentindo culpado. Me levantei com as mãos entrelaçadas atrás de minhas costas, saindo do Jardim e voltando para o castelo.

Mesmo que ela tenha dito que fui o melhor irmão para ela, não me sentia assim. Eu deveria ter lhe dado mais atenção, mais cuidado e mais carinho. Mas agora, eu não posso fazer mais nada. Nem pude me despedir.

Seokjin quem cuidou de seu corpo, disse que o ferimento estava feio e era melhor não vê-la. Então, a enterramos.

Inclusive, eu não sei aonde ele está agora. Disse ter ficado muito chocado com a morte de minha irmã e decidiu voltar para a sua cidade natal, pois em cada lugar que passava se lembrava da princesa. Então permiti, e ele foi embora levando bastante coisas.

Entrei no antigo quarto de minha irmã, me deparando com Jungkook sentado na cama chorando.

— O que você está fazendo aqui? — apertei meus punhos vendo o mais novo se levantar assustado enxugando suas lágrimas, se curvou.

— Ma-Majestade.. — limpou suas lágrimas que por mais que tentasse parar, elas insistiam em cair.

— Você não me respondeu.. o que faz aqui? — cruzei meus braços o olhando com raiva.

— Eu.. eu.. — coçou a nuca.

— Saia daqui! Tudo isso foi culpa sua! — ele me olhou assustado.

— Não, não pode me culpar, majestade! — gaguejou, abri a boca para falar mas fui interrompido por Taehyung que entrou no quarto sem que eu percebesse.

— Majestade, o rei de Nacár irá atacar Turmalina! — a olhei com os olhos arregalados.

— Precisa comer alguma coisa, ficar no quarto trancada não vai trazer Jimin de volta! — JunHee entrou nos aposentos de sua amiga, a encontrando olhando a janela.

— E então? — de costas para a general, a rainha de Turmalina esperava uma resposta de sua amiga.

— Todos os civis foram levados para um lugar seguro, majestade. — soltou um suspiro.

S/N respirou fundo saindo de perto da janela, colocou a espada em sua cintura, dizendo para si mesma que tudo acabaria bem.

— Não sei se seremos capazes de vencer esta guerra, quero que fuja e se esconda um lugar seguro. Precisa viver para se casar com Taehyung, JunHee! — disse sem olhar para a mulher que soltou uma risada.

— Não vou te abandonar, eu e Yoongi estamos com você até o fim! — segurou seu ombro sorrindo abertamente para a rainha que a abraçou fortemente.

— Ya, o que é isso? Parece até mesmo uma despedida! — o loiro invadiu o quarto após escutar toda a conversa de suas amigas, com os olhos lacrimejados. Se juntou ao abraço das duas beijando a cabeça de ambas.

— Está na hora! — um soldado pigarreou fazendo o trio se separar. JunHee piscou para S/N antes de sair do quarto acompanhada do homem que lhe deu o aviso.

— Então quer dizer que você iria poupar a vida dela e me deixar aqui para morrer? — Yoongi perguntou em um tom ofendido, escutando a riaadada rainha.

Passaram das muralhas encontrando Kim Namjoon e seu grande exército prontos para invadir Turmalina. S/N sorriu sarcástica parando de frente para o Rei, que retribuiu seu sorriso.

— Então já sabia que estávamos aqui? — o loiro perguntou escondendo sua raiva vendo a rainha dar de ombros e lhe lançar um olhar convencido.

— O que faz aqui, Namjoon? — perguntou provocativa de forma informal, despertando o ódio do rei.

— Se acha a melhor por conta das terras conquistadas? — arqueou a sobrancelha, soltando uma risada alta. — Sou mais velho, experiente e digo—

— Sim, dá pra perceber em seu rosto os sinais da velhice.. — S/N sorriu abertamente após interromper a fala do monarca, que mudou sua expressão.

— E digo que, você não é a primeira que deixou todos de cabelo em pé preocupados com sua aproximação, mas afirmo que será a última! — o sorriso da rainha desapareceu, dando lugar à expressão séria.

— Quer mesmo morrer aqui? — perguntou já puxando a espada de sua cintura, o homem a imitou sorrindo de lado.

— Podem ir na frente.. ela é minha! — deu à ordem aos seus soldados nacarianos que avançaram no exercício inimigo.

Mesmo aparentando estar bem e disposta para lutar, S/N não se sentia preparada. Ainda estava sentida com tudo o que aconteceu e não conseguia tirar Jimin de sua cabeça para se concentrar na luta. Desviou sua atenção de Namjoon, que se encontrava um pouco desnorteado após ser ferido com um corte na bochecha, para seus dois melhores amigos que lutavam ferozmente mas notou que seu exército estava sendo praticamente massacrado.

— Parece distraída, majestade! — a voz grossa do Rei chamou novamente a atenção da rainha, que o olhou sem mostrar nenhuma expressão.

Namjoon se recompôs novamente sentindo raiva por ter sido ferido em seu rosto, partiu pra cima da mulher, que desviou de seu golpe soltando uma risada, o deixando ainda mais irritado.

— Nem sabe segurar uma espada direito, parece um soldado em treinamento! — caçoou do mais velho, que se virou lentamente em sua direção. Seus olhos transmitiam raiva, tentando intimidá-la, falhando miseravelmente.

O Rei de Nacár abriu a boca para lhe responder, porém o grito de Yoongi atraiu a atenção da rainha, que se distraiu, procurando a amiga com os olhos.

— JunHee! — Yoongi gritou ao ver a mulher sendo derrubada. S/N arregalou os olhos vendo o soldado nacáriano se aproximar de sua amiga que parecia machucada, o loiro também estava encurralado, deixando a monarca preocupada.

Namjoon aproveitou sua distração para lhe acertar um golpe, a rainha conseguiu evitar de ser ferida com seu reflexo. Sua espada caiu distante dos dois, Namjoon sorriu se sentindo vitorioso. S/N engoliu em seco, não deixando a surpresa transparecer.

— E agora? — o Kim sorriu andando em direção à mulher que se afastava sem tirar os olhos do loiro.

Tropeçou em uma pedra caindo de bunda no chão, arrancando uma risada do rei, este que se preparou para matá-la. S/N não sentia vontade de lutar, fechou seus olhos esperando ser atingida.

— Uh! — escutou um gemido e abriu os olhos rapidamente. Arregalou os olhos ao ver a ponta da espada atravessada na barriga de Jimin, cuspiou sangue encarando Namjoon com ódio. O Kim assustado com a aparição repentina do rei, suas mãos tremiam olhando para o ferimento em sua barriga.

— J-Jimin.. — sussurrou vendo seu amado juntar as forças e enfiar sua espada no peito de Namjoon, que de imediato cuspe sangue caindo de joelhos antes de cair no chão, morto.

Jimin sentiu seu corpo fraquejar e antes de cair, se virou para S/N que o olhava assustada. A mulher pegou sua cabeça a colocando em seu colo, não percebera quando as lágrimas começaram à cair, enquanto olhava o rei.

— Me perdoe, por favor. — o Park sussurrou tendo seus cabelos acariciados pela mulher.

— Não diga nada! — S/N sussurra prendendo um soluço, passando sua mão pela bochecha suja de sangue do moreno.

Levantou a cabeça vendo que o exército de topázio lutava contra o exército de Nacár, junto com Turmalina. Ele voltou por ela. Riu soprado voltando a atenção para o Rei em seu colo, não segurando suas lágrimas.

JunHee passou a mão por sua testa, limpando o suor, olhando para o lado reconhecendo as costas de Taehyung, este que lutava um pouco atrapalhado contra dois soldados nacarianos, viu um homem se aproximar prestes à feri-lo pelas costas. Rapidamente correu até o general, matando o homem. O Kim se virou sorrindo para a mulher antes de puxá-la pela cintura, aproximando seus rostos para beijá-la, ignorando a briga ao seu redor. Mas notou ao fundo, S/N caída com o seu rei no colo, a puxou correndo até os dois.

— Eu te amo, S/N.. — Jimin sorriu antes de fechar seus olhos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...