História Watashi wa kare to kekkon shita - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Absolute Duo
Personagens Personagens Originais
Tags Comedia, Ecchi, Hentai, Romance, Seinen, Shoujo, Vida Escolar
Visualizações 13
Palavras 1.393
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Seinen, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem ❤

Capítulo 2 - Capítulo 2 - "Ele talvez não seja tão ruim assim"


Fanfic / Fanfiction Watashi wa kare to kekkon shita - Capítulo 2 - Capítulo 2 - "Ele talvez não seja tão ruim assim"

Cap 2

Faz quase uma semana que eu, Izumi e Yui começamos a viver na mesma casa. Enquanto estivermos fazendo parte desse projeto, nós não precisamos ir à escola, mas eu tenho que ficar em casa e cuidar da Yui, enquanto Izumi começou à trabalhar. Minha sorte é que a Yui não chora muito apesar de ter 5 meses de vida. Como eles podem confiar um bebê de verdade tão novo à estudantes? Eles são completamente loucos.

- Querida, cheguei. - Disse Izumi abrindo a porta.

- Não me chame assim, não somos casados de verdade.

- Eu sempre quis fazer isso, como nos seriados de TV! - Ele disse entre gargalhadas. - Ah, Yui!

Ele pegou Yui no colo.

- Você foi boazinha com a mamãe? - Ele acariciou a cabeça dela.

Yui é muito novinha para falar, mas o sorriso dela já dizia que ela gostava mesmo do Izumi.

- O que foi? Quer carinho na cabeça também? - Izumi percebeu que eu estava olhando para eles.

- Por que eu iria querer isso? - Virei as costas e continuei a fazer a janta.

- Ela já tomou banho para jantar? - Perguntou Izumi.

- Sim, só falta eu. - Respondi.

- Ah, então pode ir, eu olho a comida pra você. - Ele colocou Yui no chão e foi em minha direção.

- Não deixe queimar, okay?

- Pode deixar comigo! - Ele sorriu.

Corei, ele estava muito perto.

Fui para o banheiro e comecei a tirar a roupa, de repente vi algo preto no chão, não acredito, isso é..

- Ah! - Gritei.

- Yuki! O que foi!? - Ele abriu a porta rapidamente.

- U-Uma b-barata!

- Onde?

- Ali! - Apontei para a esquerda.

- Isso é só um brinquedo da Yui. - Ele começou a rir.

- Não ria! Eu fiquei mesmo assustada! - Eu fui bater nele e soltei a toalha que estava segurando para tampar meu corpo. Tentei pegar a toalha e acabei escorregando e caindo.

"Que estranho, não doeu tanto assim" Pensei.

- Yuki, você está bem? - Ouvi uma voz embaixo de mim. Levantei o corpo um pouco. - Izumi!

              - Izumi -

- Ah! - Ouvi a Yuki gritar.

- Yuki! O que foi!? - Abri a porta rapidamente.

- U-Uma b-barata!

- Onde? - Perguntei procurando pelos cantos.

- Ali! - Ela apontou para a esquerda.

- Isso é só um brinquedo da Yui. - Comecei a rir.

- Não ria! Eu fiquei mesmo assustada! - Ela foi bater em mim e soltou a toalha que estava segurando para tampar seu corpo. Ela tentou pegar a toalha e acabou escorregando e caindo em em cima de mim.

- Yuki, você está bem? - Perguntei.

Ela levantou seu corpo para olhar para baixo, parecia não ter percebido que tinha caído em cima de mim. Essa não, com essa visão eu não sei como vou me controlar.

Seus peitos estavam encostando nos meus, seu rosto estava corado e quase colado no meu.

- Já está na hora de jantar? - Falei com um sorriso malicioso. Passei a mão na suas costas.

- Até parece! - Ela me deu um tapa e depois se levantou rápido e se contou com a toalha de novo.

- Era uma piada, Yuki-chan. - Eu disse ainda no chão.

- A comida! A comida vai queimar! -  Ela disse. Levantei rápido e fui em direção a cozinha.

- Pode deixar comigo! Farei o possível para salva-la. - Fiz um sinal de positivo com os dedos.

Ela fechou a porta do banheiro.

- Está pronto. - Desliguei o fogão. - Essa foi por pouco, quase me deixei levar. A beleza dela é um perigo.

         - Shirayuki -

Levantei meu corpo para olhar para baixo, eu não percebi que tinha caído em cima de dele. 

Meus peitos estavam encostando nos dele, Corei quando percebi que meu rosto estava à menos de um centímetro do dele.

- Já está na hora de jantar? - Ele falou com um sorriso malicioso.

Senti ele passar a mão em minhas costas. E estranhamente uma parte de mim gostou.

- Até parece! - Dei um tapa nele.

Me levantei rápido e depois me cobri com a toalha de novo.

- Era uma piada, Yuki-chan. - Ele disse ainda no chão.

- A comida! A comida vai queimar! - Falei. Ele se levantou rápido e foi em direção a cozinha.

- Pode deixar comigo! Farei o possível para salva-la. - Ele fez um sinal de positivo com os dedos.

Fechei a porta do banheiro.

20min depois sai do banheiro.

- Yuki, a comida está pronta.

- Hump! - Virei a cara. Essa não, não consigo olhar direito para ele agora. Aquilo foi muito constrangedor!

Coloquei a mamadeira da Yui para esquentar enquanto comia.

Ele olhou para mim com cara de confuso, ele não sente vergonha por ter me visto nua? Bom, imagino que não, do jeito que ele é.. Um pervertido sem noção.

- Hoje eu estou de folga, que tal irmos ao parquinho com a Yui?

- Ah, tudo bem.. A casa já está limpa e não tenho nada pra fazer. - Respondi.

Depois de comer, começamos à nos aprontar para sair.

30min depois, estávamos prontos. Como era minha primeira vez a sair com a Yui, levei bastante coisa, é melhor sobrar do que faltar, não é?

- Vai levar tudo isso? - Ele me olhou espantado?

- Tudo isso? Como assim? Só estou levando 10 fraudas, 5 mamadeiras, 5 mudas de roupas, 5 casacos, 3 cobertores e um travesseiro.

- Ela não precisa de tudo isso - Ele começou a rir. - Deixa eu arrumar.

Então ele arrumou e acabamos levando apenas metade de tudo.

- Chegamos. - Ele disse parando em frente ao parque.

- Faz um tempo que não vinha aqui.. - Disse olhando ao redor.

- Vou comprar sorvete pra a gente, okay? Espera ali naquele banco. - Ele foi com a Yui e eu fiz como ele pediu, esperei no banco.

- Olha aquela menina ali - Ouvi alguém dizer.

- Tão bonita e sozinha? Talvez devêssemos ir lá falar com ela.

Então 2 caras vieram na minha direção.

- Oi gatinha, esta sozinha? Que tal andar com a gente por aí? - Disse um homem de mais ou menos 18 anos, tinha cabelo escuro e vários piercings na orelha, e o outro tinha cabelos loiros e tatuagens. Com certeza são delinquentes.

- Não, eu.. - Tentei falar.

- Por quê não? Vai ser divertido.. - Ele segurou meu braço e me puxou.

- Me solta.. - Falei tentando soltar meu braço.

- Ah, querida.. Trouxe o sorvete. - Disse Izumi. - Quem são esses? Seus amigos?

- Hã? Seu namorado? - Perguntou o outro homem com cabelos loiros.

- Ela é minha esposa. - Ele passou a Yui para mim. - Vai com a mamãe.

- E você, quem é? - Ele engrossou a voz e fez uma cara assustadora.

- Tisk, vamos embora. - Disse o de cabelo preto.

- Você está bem? Eles não fizeram nada, né?

- Estou. - Respondi. - É.. Obrigada.

- Só estou cuidando da minha esposa. - Ele passou a mão na minha cabeça e sorriu.

                - Izumi -

- Ah, querida.. Trouxe o sorvete.. - Quem são esses? Seus amigos?

- Hã? Seu namorado? - Perguntou o outro homem com cabelos loiros.

- Ela é minha esposa. - Respondi passando a Yui para ela. - Vai com a mamãe.

- E você, quem é? - Engrossei a voz e fiz uma cara assustadora, eles pareceram entender a mensagem de "Não se aproximem dela!"

- Tisk, vamos embora. - Disse o de cabelo preto.

- Você está bem? Eles não fizeram nada, né? - Perguntei.

- Estou, é.. Obrigada. - Ela disse enquanto ganhava um leve tom corado no rosto.

- Só estou cuidando da minha esposa. - Passei a mão em sua cabeça e sorri.

Voltamos para casa às 17hrs. Yuki e Yui foram para o quarto.

- Ei, vocês ainda vão querer... - Percebi que elas já estavam dormindo.

Me aproximei devagar, coloquei o cabelo dela para trás da orelha para admira-la melhor e depois a beijei. Yuki era tão linda enquanto dormia, não resisti a dar-lhe um beijo. Deitei com elas e dormi.

          - Shirayuki -

Voltamos exaustas do parquinho, eu e Yui deitamos na cama e acabamos caindo no sono.. Fui acordada por um beijo.

"I-Izumi.. ele deve estar pensando que estou dormindo!" Continuei fingindo estar dormindo. Depois ele deitou e dormiu. Ele me abraçou forte, e por algum motivo me senti segura nos seus braços.. Ele talvez não seja tão ruim assim. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...