1. Spirit Fanfics >
  2. Watching every motion >
  3. 02 : Procura de emprego

História Watching every motion - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - 02 : Procura de emprego


   Abro os meus olhos incomodados com a claridade, tinha esquecido de fechar as cortinas ontem à noite.

    Me levanto da cama com cuidado para não acordar o Peter, vou até o banheiro e passo uma água no rosto. Saio do quarto e vou direto para a cozinha, preparo um café na cafeteira, em seguida coloco em uma xícara dos Minions que comprei quando fui para a Universal, adoço meu café e me sento na mesa.

   Tomo um gole do café, virou um dos meus vícios. Pego o notebook que estava na mesa e abro, entro em um site de emprego, fico um pouco frustrada por ver poucas vagas.

   Tinha apenas três: uma para trabalhar em uma lanchonete de manhã, fora de cogitação meu curso na universidade seria na manhã. Outro era em um pub, para ser atendente do caixa e tinha uma vaga no jornal da cidade para ser fotógrafo.

   Trato logo de preparar um currículo, pego o e-mail do pub e envio. Tomo um gole do meu café e fico aguardando a resposta. Sinto beijos pelo meu pescoço e me arrepio.

   - Bom dia, minha linda. - Peter sussurra no meu ouvido e dá um beijo na minha bochecha.

   - Bom dia, meu amor. - Falo e sorrio.

   -  O que você está fazendo? Está tão concentrada.

   Olho para ele que estava colocando café na sua xícara.

   - Estou vendo alguma vaga de emprego. - Tomo um gole do meu café.

   - E encontrou algo? - Pergunta e se senta ao meu lado.

   - Sim, até mandei meu currículo para um pub.

   - Um pub? Tem alguma vaga a mais? Estava mesmo querendo trabalhar.

   - Estão aceitando fotógrafos no jornal da cidade, você podia tentar. - Digo tentando o incentivar.

    - Sério? Acho melhor não, ainda sou iniciante.

    - Você é ótimo, não custa nada tentar.

   - Será? - Pergunta indeciso.

   - Você é o melhor fotógrafo que eu conheço. - Dou um beijo na bochecha dele. - Leva algumas fotos que você tem.

   Terminamos de tomar nosso café da manhã e o ajudo a montar um currículo. Após alguns minutos recebo um e-mail do pub, marcando uma ainda entrevista hoje comigo.

                                                **************

    Olho para o relógio e já estava quase dando o horário da minha entrevista. Me levanto da cama e vejo que Peter não tinha acordado, acabamos dormindo após o almoço.

   Pego um conjunto de roupa e toalha, entro no banheiro e tomo um banho rapidamente, visto a minha roupa. Faço uma maquiagem simples e saio do banheiro.

    Estava usando uma saia de couro, uma blusa branca. Apenas passei um blush e batom matte vermelho. Quando saio do banheiro, dou de cara com o meu namorado com a cara amassada de sono.

   - Que mulher linda eu namoro. - Acabo sorrindo o que ele fala.

   Calço os meus coturnos e aproveito logo, chamo um Uber para me levar ao pub.

   - Eu sei sou muito linda. - Falo convencida e pisco meu olho para ele.

   - Já está pronta para ir a sua entrevista? - Ele pergunta e levanta da cama, vem em minha direção.

   - Sim, me deseje sorte.

   - Esse emprego já é seu. - Ele diz confiante e me beija.

   Ouço o meu celular notificar algo e me separo do Peter, vejo que o Uber havia chegado.

   - Meu Uber chegou, tenho que ir. - Dou um beijo rápido nele.

   - Boa sorte. - Ele diz.

   Saio do quarto, pego uma pasta que estava o meu currículo imprimido, em seguida saio do apartamento, entro no elevador e encontro a Emily. Respiro fundo e clico para ir ao primeiro andar, por sorte ela não me perguntou nada sobre o Peter.

   Saio do prédio e entro no carro, comprimento o motorista e vou o caminho todo escutando ele falar sobre Oxford e como vou gostar, era bem simpático, até me deu um bombom. Vou dar cinco estrelas para ele pela viagem.

   A corrida encerra um pouco antes, pois para chegar ao pub tinha que passar por uma alameda estreia, então pago o motorista e desço. Caminho rapidamente e logo chego no pub, reconheço pelo nome Turf Tavern.

   Pelo o que encontrei no Google, é um dos pubs mais antigos e famosos de Oxford. Entro e vejo alguns clientes sentados nas mesas e bebendo, vou até o balcão e cumprimento uma garota morena.

   - Olá, eu sou a Anny Martini e vim para uma entrevista de emprego.

   - Olá, eu sou Alexia Cooper. - Ela me cumprimenta apertando a minha mão. - A minha mãe que vai te entrevistar, está no escritório. Me siga, por favor.

   Ela sai de trás do balcão e a sigo até o escritório, bate na porta e ouvimos uma vez feminina nos mandando entrar, ela abre a porta e vejo uma mulher bastante parecia com a Alexia.

   - Mãe, a Anny chegou. - Alexia fala e a mulher nos nota, antes estava muito concentrada nos papéis que estavam na mesa.

   - Olá, Anny. Sou Liana Cooper, proprietária do Turf Tavern, sente - se por favor.

   Antes de me sentar na cadeira que ela me indicou, a cumprimento com um aperto de mão.

   - Eu vi o seu currículo, você é de Nova York, certo?

   - Isso, nasci e cresci lá.

   - Creio que veio para cá para estudar em Oxford.

   - Sim, vou fazer o curso de psicologia no turno da manhã.

   - Sério? Eu também vou fazer psicologia. Quem sabe podemos cair na mesma turma. - Ouço Alexia falar animadamente.

    - Tomara. - Falo e sorrio para ela.

    - Pelo o que vi no seu currículo você trabalhou em uma livraria por mais de um ano né?

    - Sim, eu cuidava do estoque, atendi os clientes, cuidava do caixa e tudo mais.

    - Entendi, você é menor de idade né?

    - Sim, eu vou fazer 18 anos daqui três meses.

    - Entendi...- Ela dá uma pausa que me causa ansiedade. - Que tal uma semana de teste.

    - Sério? - Pergunto sorrindo.

    - Claro. Você não cuidaria apenas do caixa, podemos um dia precisar da sua ajuda no atendimento.

     - Sem problema. Quando começamos? - Pergunto ansiosa e ela sorri.

     - Amanhã, as 16 horas pode ser?

     - Claro, amanhã estarei aqui. - Apertamos nossas mãos e antes que eu me levantei ela fala.

     - Eu posso ler a sua mão?

     - Ler a minha mão? - Pergunto confusa.

     - Mãe. - Alexia chama atenção dela.

     - Eu faço isso com todos que vão trabalhar aqui, gosto de ver o futuro dos meus funcionários.

     - Tudo bem. - Estendo a minha mão para ela que olha atentamente e toca delicadamente.

     - Eu vejo que alguém do seu passado vai aparecer novamente.

     - Só espero que não seja para me matar. - Rio de nervoso.

     Elas olham confusas para mim.

    - Longa história, um dia conto a vocês. – Falo a elas que apenas assentem.

    Senhora Cooper olha novamente a minha mão e faz uma careta.

    - O que você viu?

    - Você vai encontrar uma pessoa que vai ter um forte laço fraterno, vocês ficaram a vida toda separadas.

     - Separadas? Como assim?

     - Você namora? – Ela muda de assunto rapidamente.

     - Namoro, por quê? - Pergunto mais confusa ainda.

     - Algo sombrio vai interferir no seu relacionamento.

     - Algo sombrio? - Olho para ela alarmada.

     - Venha, Anny. Mãe, você assustou ela. - Alexia me pega pelo braço delicadamente e me levanto da cadeira.

      Me despeço da senhora Cooper e saio do escritório acompanhada da Alexia.

     - Estou muito animada, espero que você seja contratada. Sei que não nos conhecemos muito, mas já gostei de você. - Ela diz e sinto sinceridade nas suas palavras.

     - Também gostei de você. - Abraço ela rapidamente. - Até amanhã.

     Saio em direção a saída, assim que abro a porta um rapaz loiro estava entrando, não me nota e esbarra em mim.

    - Desculpa, eu não tinha visto você.

    - Tudo bem. - Apenas sorrio para ele e saio do pub.

     Quem será que vai ser essa pessoa do meu passado que vai aparecer? E eu vou encontrar alguém que fiquei separada a vida toda, mas quem? E o que é essa coisa sombria? Devo acreditar nisso tudo ou não? E eu achando que esse ano seria normal. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...