1. Spirit Fanfics >
  2. Watching every motion >
  3. 04: Chá de revelação do bebê Stark

História Watching every motion - Capítulo 8


Escrita por:


Capítulo 8 - 04: Chá de revelação do bebê Stark


   Um mês já tinha se passado, hoje era sexta-feira e amanhã seria o chá de revelação do bebê dos Stark. 


   Então hoje eu e o Peter estaríamos embarcando para Nova York, por sorte consegui uma folga e Peter também então iríamos passar sexta e sábado, no domingo já voltaríamos para Inglaterra.


   Fecho a minha mala, seria apenas uma e estava o presente do bebê, eu estava na torcida de que era uma menina, então comprei um presente para uma menina.


   Tiro a mala da cama, saio do quarto arrastando ela, Peter já estava me esperando na sala e Emilly estava com ele dando carinho no Jimmy, ela cuidaria dele nesse final de semana, só fez isso porque Peter a pediu.


   - Vamos? - Pergunto a ele.


   - Vamos, obrigado por cuidar do Jimmy. - Meu namorado fala a ela e sorri.


   - Não vai ser um incomodo, gostei bastante dele. - Ela diz e saímos do apartamento, nos despedimos e entramos no elevador.


   Saímos do prédio e entramos no carro da Alexia que nos levaria até Londres, fomos o caminho todo conversando, rindo, escutando músicas e cantando.


   Estava amando a amizade que estamos crescendo, ela era uma pessoa incrível, legal e bastante doidinha, sempre animando o meu dia.


   Chegamos no aeroporto, nos despedimos dela e tiramos as malas, entramos no aeroporto em menos de cinco minutos nosso voo é anunciado, nos direcionamos até a parte de embarque. Logo começamos a viajar para Nova York.


   *****************


   Depois de quase sete horas de voo, desembarcamos em Nova York. Já era de noite, quem veio nos buscar foi May, ela dá um abraço forte no Peter e vários beijinhos no rosto.


   - Que saudades que eu estava de você, meu bebê. - Ela fala isso e seguro a vontade de rir.


    - Já chega tia May. - Ele se afasta dela delicadamente. - Assim você me mata de vergonha.


    - Desculpa querido. - Ela olha para mim e sorrir. - Anny. - Ela me abraça rapidamente. - Vamos? 


    Assentimos e pegamos as nossas malas, saímos do aeroporto e entramos no carro dela, logo ela começa a dirigir.


    - Vocês tem certeza que não querem ficar comigo?


    - Sim, tia. - Peter responde ela.


    Tínhamos combinado de ficar na minha avó, principalmente porque estou morrendo de saudades delas e Peter queria ficar comigo.


    Após alguns minutos chegamos naquele prédio que faz parte da minha vida toda, descemos do carro e nos despedimos da May.


   Entramos no prédio e fomos para o elevador, clico ansiosa para ir até o andar onde eu morava, quando chegamos saio em disparada arrastando minha mala. Toco a campainha e logo minha avó aparece na porta.


    - Anny. - Ela fala e abraço ela fortemente. - Que saudade que eu estava da minha netinha preferida.


     - Eu sou a sua única neta, vovó. - Falo sorrindo e me afasto dela. - Eu também estava com saudades.


     - Peter, quanto tempo. - Ela puxa o meu namorado para um abraço rapidamente e logo em seguida se separa dele. - Vamos entrar.


     Pegamos as nossas malas e entramos, estava doida para tomar um banho e dormir.


     - Vocês devem estar cansados, vão querer algo para comer? - Minha avó pergunta.


     - Não, nós comemos no avião. Vamos apenas descansar.


     - Então, boa noite para vocês.


     Desejamos boa noite a ela, fomos para o meu quarto, vou primeiro ao banheiro e tomo o meu banho, visto o meu pijama e volto para o quarto, me jogo na cama e após alguns minutos Peter se deita comigo e adormeço.


                       **************


     Ouço vozes animadas vindo da sala, então provavelmente Ned e MJ já chegaram, tinha os convidado para almoçar aqui com a gente.


    Termino de me arrumar e saio do quarto, encontro todos conversando animadamente, assim que me MJ me nota vou até ela e abraço ela.


    - Que saudades que eu estava da minha melhor amiga. - Falo isso ao me afastar dela.


    - Nem parece que estava com saudades de mim, já está com outra amiga. - Ela fala isso e acabo rindo.


    - Não precisa ter ciúmes, meu coração cabe todos. - Falo rindo e vou abraçar Ned.


    Assim que me separo dele, minha avó aparece dizendo que o almoço estava prontos. Todos nós fomos para a cozinha, nos sentamos na mesa e começamos a nos servir.


    - E como está sendo em Oxford? - Ned pergunta a mim e para o Peter.


    - Está sendo maravilhoso, principalmente o meu curso de Psicologia, os professores são maravilhosos.


    - Os professores de lá são ótimos realmente. - Peter concorda comigo.


   Como mais um pedaço de lasanha, estava uma delícia.


   - E vocês qual curso estão fazendo? - Minha avó pergunta ao Ned e MJ.


   - Eu faço Microbiologia e Imunologia, já o Ned faz computação.- MJ responde.


   - Fazemos na universidade de Nova York. 


   - Queria tanto que a minha netinha tivesse continuado aqui, mas o seu sonho sempre foi Inglaterra né querida. - Minha avó fala e sorrio.


    - Sempre que der vou vir te visitar, vó.


    - Espero que esteja cuidando da minha neta direitinho, Peter.


    Meu namorado acaba se engasgando e olha para mim.


    - Eu estou e muito bem. - Ele sorri e acabo corando.


    - E vocês dois? Quando vão assumir que tem um relacionamento? - Pergunto a eles.


    - Não sei do que estão falando. - MJ fala e se faz de sonsa.


    - Ela que está só me enrolando. - Ned fala e rimos.


    - Que maldade MJ, o que custa vocês se assumirem logo? Todos sabem que vocês estão juntos.


    - Vocês falam como se a gente não soubesse disfarçar. - Ela resmunga.


    - E não sabem realmente. - Falo e acabo rindo com o Peter.


    O nosso almoço foi super legal, estava com saudades dos meus amigos, faziam bastante falta. Continuei enchendo o saco da MJ em assumir que está namorando com o Ned, até que eles foram embora e fui me arrumar para ir ao chá de revelação do bebê Stark.


                 ****************


    Acabamos de adentrar no buffet que foi alugado e estava todo decorado para o evento. No convite dizia que quem achasse que o bebê fosse uma menina, deveria ir de rosa. Já quem achasse que fosse um menino, então de azul.


    Eu fazia parte do time que achava que era uma menina, então estava com um vestido rosinha. Já Peter foi para o lado adversário, só por causa do Tony Stark.


    Então ficaríamos separados, ele do lado azul e eu do rosa com a minha avó. Logo avisto Natasha e corro até ela, que recebo um abraço aconchegante, senti tanto saudades dela.


    - Parece que alguém estava com saudades de mim. - Ouço ela falar e sorrio.


    - Fala isso como se não sentisse a minha falta, todos os dias mandava mensagem para mim. - Me afasto do seu abraço.


    - Eu sei, tenho que te apresentar alguém muito importante. - Ela pega a minha mão e me puxa pelo salão.


    - Importante? Quem? - Pergunto a ela mas fico sem resposta.


    Até que encontramos o Clint, o arqueiro. Olho confusa para Nat que sorri.


    - Esse é o seu padrinho, Clint. - Arregalo ao ouvir o que ela disse.


    - Meu padrinho? - Pergunto incrédula.


    - Isso, desculpa não ter aparecido antes. Estava fora dos vingadores pois meu filho mais novo nasceu, fiquei cuidando dele e da minha escola.


    - Tudo bem, eu entendo. É um prazer te conhecer. - Abro os meus braços e recebo um abraço forte dele.


     Já tinha semanas que eu perguntava para Nat se ela conhecia o meu padrinho e se tinha contato com ele, pois eu queria muito o conhecer. Ela apenas falou que logo o conheceria.


    Fico o chá de revelação quase todo conversando com ele e nos conhecemos, ele é bem legal, gostei bastante dele.


    Até que chegou a hora de saber o sexo do bebê que seria ao cortar o bolo, acabei apostando cinquenta dólares com Steve Rogers que seria uma menina, tomará que eu ganhe.


    Vejo Pepper e Tony Stark se posicionarem atrás da mesa que estava o bolo, os dois segurando a faca para cortar o primeiro pedaço do bolo no qual saberíamos se seria menino ou menina.


     Até que eles cortam e a cor era rosa, uma menina estava a caminho. Vejo o Tony ficar pálido enquanto Pepper o abraçava, me seguro para não rir.


     Todos nós demos felicitações para que a filhinha deles viesse com muita saúde, ela seria muito bem vinda nessa grande família.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...