História Water and Explosion - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Katsuki Bakugou
Tags Bakugo, Boku No Hero, Fanfic, Imagine
Visualizações 19
Palavras 1.012
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - 2 Capítulo


Fanfic / Fanfiction Water and Explosion - Capítulo 2 - 2 Capítulo

Andamos até o pátio externo, e lá estava os alunos olhando para o professor.

A atenção passou a ser para nós quando nos perceberam, começo a ficar constrangida por isso.

- O QUE VOCÊS ESTÃO OLHANDO?! - Bakugo grita com eles que param de olhar e voltam a prestar a atenção no professor.- Hey! - Olho para ele. - Não se preocupe, se algo acontecer.. eu vou estar lá! Como a velha disse, tenho que te ajudar, se não eu tomo no...

Ele foi interrompido por Kirishima.

- Oi Mei! Você está melhor?- Faço que sim com a cabeça.- e seu tapa olho?

- Para de ser curioso Kirishima!- Bakugo fala nervoso o olhando.- Os teste vão começar, presta à atenção!

Kirishima olha feio para ele mas volta a olhar para frente.

Bakugo me olha, passa a mão em minha cabeça e volta a olhar para frente também.

"Isso é uma atitude que eu não esperava dele, Ele parece ser tão... idiota com as pessoas!..."

Escuto o professor falar, o que me tira dos meus pensamentos.

- No primeiro treino de você aqui na U.A, quero que usem suas individualidades!

Ele fala e todos formam uma fila.

•••

O primeiro teste foi de resistência.

- Vez de Mei WaterHouse...- Todos me olharam, isso me fez ficar nervosa.- quero que você preencha essa piscina até aonde você conseguir...

Me aproximo da grande piscina, olho para trás onde a visto Kirishima fazendo um joinha, e Bakugo empurrando o garoto.

Vejo "Deku", Ele sorri para mim, Como se fosse algo que me conforta-se.

- É pra hoje garota! - Um dos alunos gritou, mas logo depois ficou em silêncio com medo do garoto de cabelos loiros que o mandou um olhar assassino.

Rio baixo e presto atenção na piscina, uso minha criação d'água para preenche-la.

•••

Chego no meu limite de criação d'água, mas eu não havia enchido nem metade dela, tento fazer mais, porém sinto algo escorrendo pelo meu rosto.

"NÃO!"

Coloco as mãos no rosto e caio no chão, sinto alguém me segurar e tirar minhas mãos do rosto.

"Ele realmente está tentando me ajudar?!"

- Vem!- Ele fala colocando meu rosto em seu peito. Sou puxada para longe por ele para que ninguém visse o sangue escorrendo por meus olhos .- Calma..

Ele me leva até um lugar, assim que escuto uma porta se fechando abro os olhos.

Estávamos em uma sala, ele se aproxima fazendo eu sentar em uma cadeira e senta na minha frente.

Ele examina meu rosto.

- Que merda! Voltou a ficar vermelho! Por que?

- Não sei também.. - Falo o olhando.- É assim... mas nunca sangr...

-Provavelmente foi porque você usou muito sua individualidade!

Ele fala procurando algo.

- Achei...

Ele diz depois de alguns minutos, voltando com um primeiro socorros. Se ajoelha em minha frente e abre a pequena maleta com um grande símbolo vermelho na frente, tira algumas coisas e começa a limpar o sangue que ainda se encontrava em meu rosto.

- Não achava que você soubesse fazer esse tipo de coisa... - Falo o olhando.

- Que coisa?- Ele fala com um olhar confuso.

- Cuidar dos ferimentos de alguém...

- Mas o seu não é um ferimento físico, o seu é algo... vamos dizer... psicológico... ou algo assim... você me entendeu..

- Entendi.- Falo rindo.- porém, obrigada...

- De nada...

•••

Ele coloca um curativo em meu olho e examina o trabalhos que fez.

- Da para o gasto, você sabe que terá que continuar a fazer os testes, né?

- Sim...

- Você consegue?- Faço que sim.- tá... se precisar, lembre, eu vou estar lá!

Ele sorri, sorrio de volta.

Esperamos um tempo lá, nenhumas palavras foram trocadas.

Kirishima aparece na porta.

- O professor pediu que eu viesse chamar vocês dois...

Bakugo levanta saindo da sala e eu vou atrás dele.

Kirishima me olha.

- Você está bem? Todos estão querendo saber o que....

- Eles não precisam saber de nada! - Bakugo fala nervoso.

Ele puxa eu e Kirishima para voltar.

•••

- Os teste acabaram, voltem para seus dormitórios!

Me espreguiço, olho para as meninas que já estavam andando para os dormitórios.

Sigo elas até onde as mesma estavam indo.

Sinto alguém me puxar para algum lugar.

- Certeza que vai dormi no mesmo dormitório que elas? - Bakugo fala me olhando.

- Por que não dormiria?

- E se acontecer a mesma coisa que antes?

- Acho que não vai...

- Você acha! E se acontecer!?

- Não vai!- Falo cruzando os braços.- você mudou muito, né? Você sempre briga com todos! Por que tá sendo tão legal?!

- Porque a velha pediu? Que eu posso tomar no cú se eu não te ajudar? Será?

- Será?! - Falo irônica.- e onde você quer que eu durma? No chão?!

- Não caralho! - Ele falou nervoso.- Isso a gente da um jeito!

- Que jeito? Dormi na piscina? Eu crio água mais não sou uma Sereia nem nada do tipo!

- Vamos falar com A velha!

- Vou dormi na enfermagem?

- Talvez... - Ele fala rindo.- Vamos!

Ele me puxa para enfermagem.

•••

- Concordo com Bakugo! - A velha fala olhando para mim.

- Mas aonde eu vou dormi?

- Você pode dormi aqui na enfermagem!. - A pequena senhora fala olhando para mim.- E se algum professor falar algo, você pode confiar, pode dizer o que acontece com você...

O Bakugo estava encostado na parede do lugar olhando para nós.

- E você! - A senhora olha para ele.- Fica com bico calado! Você vai para seu dormitório e não se preocupe com ela, ela sabe se defender!

Ele concorda se retirando do lugar. A pequena senhora arruma as coisas e volta a falar.

- Pode durmi nessa maca, tenha uma ótima noite!

- Para a senhora também!

Ela saí do lugar e eu me arrumo para descansar, tomo banho e coloco minha roupa de dormir. Tiro meu curativo no olho.
Deito na maca olhando para cima...
Até que ouso batidas na porta...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...