História Waves of feelings. - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Henry Danger
Personagens Personagens Originais
Tags Henry Danger
Visualizações 4
Palavras 879
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura <333

Capítulo 1 - Piloto.


A cada passo que dava Becca se sentia mais perdida. Já era de se esperar em um lugar totalmente novo. Sem muita sorte para a achar a sala e com a aula prestes a começar, Becca decidiu deixar a timidez de lado e pedir ajuda a uma garota que estava arrumando suas coisas em seu armário. 

Ela tinha cabelos pretos e cacheados. Sua postura era perfeita, e mesmo parada ela exibia sua elegância. 

- Com licença - Becca disse um pouco intimidada pela jovem.

- Oi - ela respondeu com um sorriso - Posso te ajudar ?

- Bem, eu sou nova aqui e acho que já faz dez minutos que estou andando em círculos - Becca entregou a folha de seus horários indicando com o dedo a sala que procurava.

- Oh, sua primeira aula é com a Sra.Prescott - disse devolvendo o papel - Vamos eu te mostro o caminho - a garota fechou o armário, apanhou sua bolsa e saiu na frente. Becca entendeu o sinal e a seguiu. 

- Obrigada...

- Charlotte - ela inclinou o olhar para o lado e viu Becca se esforçando para acompanha-la, já que a mesma caminhava apressadamente pelo corredor.

- Charlotte, obrigada por me ajudar. Não é fácil ser a novata - Becca disse cabisbaixa.

- Não se preocupe, é só uma questão de tempo até você se acostumar - ela achou engraçado, já que era a mesma coisa que sua tia, Liz, dizia a ela desde que se mudou - E você é...? - perguntou ao notar que Becca não havia se apresentado.

- Becca - respondeu.

- Chegamos. Aula de geometria, Sra.Prescott - elas pararam em frente a porta. Becca observou a sala que se encontrava cheia. O nervosismo tomou conta de seu corpo e era evidente - Ei - Charlotte disse tentando acalmar a garota - Respira fundo vai ficar tudo bem.

- Tomara - disse rindo. Ela se despediu de Charlotte que seguiu seu caminho. 

Ao adentrar na sala procurou por um lugar para se acomodar, enquanto o restante dos alunos comentavam sobre a aluna nova. Becca não deu importância e decidiu esperar a professora lendo um livro que trouxera consigo.

(...)

As três primeiras aulas passaram lentamente e parecia uma eternidade. Talvez fosse pelo fato que Becca gostaria que acabasse logo. 

O sinal tocou finalmente indicando o final da aula. Todos os alunos saiam as pressas e iam em direção ao refeitório. Becca não sentiu nenhuma vontade de ir também. 

Sabia que o refeitório seria o ápice da tortura de ser a aluna nova. Sem saber bem ao certo aonde se sentar e ter que escolher ficar sozinha em uma mesa no canto, com todos ao redor te olhando. 

Ao invés disso, Becca escolheu ir para a biblioteca. O único lugar calmo de toda a escola e tinha tudo o que ela precisava. Livros e paz.

Ao chegar na biblioteca, que não fora tão difícil de encontrar, ela logo se sentou em uma da várias mesas espalhadas pelo lugar. Abriu o livro que trouxe mergulhou nas páginas mas foi interrompida por uma figura que se juntou a ela na mesa.

- Charlotte! - disse ao erguer o olhar.

- Eu não queria te atrapalhar - disse sussurrando - Vim buscar um livro pra fazer um trabalho de história e vi você aqui sozinha, então resolvi dizer um oi. 

- Não precisa sentir pena de mim - respondeu voltando sua atenção para o livro. 

- Por que você não vem almoçar comigo? - Charlotte levantou-se - Vamos, posso te apresentar para uns amigos.

- Não sei - Becca respondeu insegura com aquela ideia - Talvez outro dia - vendo que não conseguiria mudar a resposta de Becca, Charlotte decidiu deixa-la a só. 

Becca observou a jovem ir embora, pensando se não tinha sido grossa com ela. Charlotte parecia legal e tinha sido a única que socorreu Becca quando precisou e se sentia mal em pensar que tinha arruinado a chance de ter sua primeira amiga na nova escola.

(...)

Chegando em casa, Becca encontrou Liz sentando sobre o tapete da sala mexendo em uma caixa.

- Oi - sua voz doce ecoou pela sala. Liz virou-se e viu a sobrinha caminhando lentamente até ela - Pensei que as caixas tinham acabados, que tínhamos guardamos tudo. 

- Eu achei essa aqui escondida na garagem - Becca inclinou-se para observar o que tinha dentro da caixa.

- São da minha...- antes que terminasse a frase, Liz assentiu.

- Vou deixar você a só - Liz depositou um beijo sobre sua cabeça e saiu, deixando Becca sozinha com seus pensamentos outra vez. 

Ela encarava a caixa incrédula. Objetos que eram de sua mãe. Uma camisa, que surpreendentemente ainda tinha seu cheiro. Alguns livros, revistas, em tocador de música dos anos 90, que fez Becca sorrir. 

No fundo da caixa, quase escondido, um caderno de capa de couro marrom. Ao analisar de perto, Becca descobriu que na verdade era um diário. O diário de sua mãe do período que ela estava terminando o ensino médio. 

Um raio de esperança de brilhou dentro de si ao imaginar que aquele pequeno caderno poderia ter as respostas que ela se fez nesse tempo todo.

Quem era o seu pai.  






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...