História We are complicated (NEMI) - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Demi Lovato, Nick Jonas
Personagens Demi Lovato, Nick Jonas
Tags Demi Lovato, Future Now Tour, Nemi, Nick Jonas
Visualizações 84
Palavras 1.442
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Capítulo 4 - Drama


Eu rodava meu quarto procurando alguma coisa que me fizesse se atrasar para o café da manhã, eu já tinha feito tudo que podia, até a minha mala estava arrumada, se eu ficasse mais um pouco no quarto alguém iria achar que eu morri.

O beijo com Nicholas não sai da minha cabeça e eu consigo ouvir a voz do meu ex namorado no fundo dos meus pensamentos me fazendo se sentir culpada por tal coisa. Eu vou acabar ficando maluca.

Alguém bate na porta do quarto e eu paro de andar encarando a mesma, quando estava prestes a gritar um "estou ocupada" ouço a voz do maldito Jonas do outro lado da porta me perguntando se estava tudo bem.

— Claro que está tudo bem — gritei.

— Então abre a porta antes que eu precise ir atrás de uma chave reserva.

— Ah, claro — sussurrei e fui até a porta destrancando a mesma — Oi Nick, oque faz por aqui? Eu estou meio ocupada no momento mas daqui a pouco eu vou comer, se preocupa não, tchau.

Falei tudo de uma vez só, tentando fechar a porta, Nick coloca o pé antes que eu faça e gargalha.

— Respira um pouco, oque você está fazendo aí?

— Tô fazendo nada — faço sinal pra que ele entre no quarto.

— Mas você disse que estava ocupada.

— Eu disse?

— Você disse, lerda.

— Ah certo, eu disse — ele gargalha novamente.

O encaro sem reação, a vontade de beijá-lo me atingiu em cheio e eu precisava me segurar pra não cair nos braços do homem a minha frente.

— Oi? Terra chamado Devonne...

— Acho que quero te beijar de novo!

— Você anda usando alguma coisa? Porque não é possível — ele fala rindo mas me olha sério em seguida — Isso é sério?

— Eu acho que sim.

— Alô? Demi? Sou eu, Nick Jonas, seu melhor amigo — recebo um tapinha da testa — O cara que te ouvia falar do seu namoro quase todos os dias, o cara que te atura há dez anos.

— E daí?

— Nós não se beijamos, amigos não se beijam, eles beijam outras pessoas.

— Eu gostaria de dizer que seu beijo é horrível — provoco.

— Mas não foi oque você quis dizer quando me agarrou á força ontem.

— Como é que é? — cruzo os braços.

— Te beijei porque fui obrigado.

— Eu percebi, ah sim, percebi.

— Que bom que percebeu, agora, vamos comer que eu te esperei a manhã inteira no quarto pra tomar café mas você não foi me chamar e aqui estou eu.

— Oque foi que você sentiu?

— Oque?

— Quando a gente se beijou.

— O que tem?

— Porra Nicholas! Estou perguntando oque você sentiu quando a gente se beijou!

— Tesão?

— Ai cara, como você pode ser tão idiota dessa maneira? — reviro os olhos.

— Mas eu não entendi a sua pergunta.

— Esquece a pergunta, sentiu tesão foi? — dou um sorriso malicioso o fazendo ficar sem graça — Me fale um pouco mais sobre isso, meu beijo é tão bom assim?

— Vamos comer, Demetria!

— Não que eu me surpreenda mas ora ora eu deixei Nick fucking Jonas com tesão com um beijinho.

— Você chama aquilo de beijinho? Eu chamo aquilo de um casal quase fazendo sexo em público — gargalhamos.

— Menos, Nick, menos — falo rindo.

— Mas eu estou falando sério, se tivesse sido só um beijinho tudo bem, mas você não parou por ali.

— Não foi um beijiiiinho, mas enfim, eu estava aproveitando o momento, agora vamos comer né?

Aproveitando o momento? — Nick fala um pouco alto demais e se aproxima mais de mim — Demetria você quase transou comigo naquele corredor, mulher! — ele sussurra.

— Nicholas, quem mandou você ficar me apertando daquela maneira? Oque você queria que eu fizesse? — falo do mesmo tom que ele.

— Você poderia parar de me beijar!

— E você acha que eu conseguia pensar em alguma coisa?

— Verdade, vamos comer — ele tenta ir até a porta mas eu o seguro impedindo Nick de andar.

— Não está colocando a culpa disso tudo em mim né?

— Você que me beijou, a culpa é toda sua.

— Ah mas....

— Você que começou a se esfregar em mim, a culpa é toda sua.

— Oque?! — dou um tapa em seu braço — Você estava com a mão dentro do meu vestido! — falei baixinho com a voz fina.

— Mentira! Eu estava arrumando ele.

— Subindo ele?

— AH! Eu estou com fome, vamos comer.

— Seu taradão.

— Eu taradão? Você me respeita que eu sou um cara de família.

— Você é oque? — dou uma risada alta e sarcástica.

— Na próxima vez que for me beijar tente vestir uma calça, é bem mais fácil pra mim.

— Que próxima vez? Não vai ter próxima vez, querido.

— Claro que vai ter uma próxima vez.

— Olha só, sabe oque é isso? — aponto para a roupa em meu corpo.

— Uma calça...Ah danada — ele começa ri — Demi, não sei oque está acontecendo com você mas acho que eu gosto disso.

— Eu também gosto — faço uma careta.

— Mas não é legal.

— Não?

— Oque o Wilmer vai pensar se souber do beijo?

— Como ele iria saber do beijo? Só se você contar.

— Ah então,Wilmer, é o Nick, beijei a Demi e você sempre teve razão com seus ciúmes, tchau — Nick fingi falar no celular oque me fez gargalhar com sua idiotice.

— Sabe oque é? Você é bem...

— Gostoso?

— Não!

— Atraente?

— Pode ser...

— Então eu sou gostoso.

— Você me irrita muito! — reviro os olhos o empurrando — Podemos ir comer agora?

— Podemos — ele fala rindo.

— Agora que se tornamos íntimos isso significa que eu posso te ver pelado qualquer dia desse?

— Oque? Você não vai me ver pelado qualquer dia desse!

— Eu estou brincando, relaxa aí.

Abro a porta e tento sair do quarto mas meu corpo é empurrando contra o batente e sinto a respiração e Nicholas próxima ao meu rosto.

— Que pena.

O puxei pela camisa deixando seu corpo grudado ao meu, ele sorri e eu faço o mesmo, não demora nem mais um segundo e nossos lábios já estavam grudados novamente, a vontade de brincar com Nick crescia dentro de mim cada vez mais, separei nossos lábios e antes que ele pudesse reclamar passei a fazer uma trilha de beijos até seu pescoço.

Nicholas deu uma risada baixa que logo se transformou em um gemido quando chupei seu ponto de pulso oque resultou em uma boa marca naquele local, coloquei minha mão por dentro de sua camisa passando levemente a unha em seu abdômen. Outro gemido. Voltei para sua boca e o beijei com mais intensidade dessa vez, foi assim que percebi que Nick estava na palma da minha mão.

Alguns minutos depois estávamos na mesa junto com algumas pessoas da equipe comendo. Ninguém falou uma palavra desde que chegamos e alguns olhares sobre mim estava começando a me deixar desconfortável.

— Você tem que aprender a colocar um pouco de maquiagem nessas coisas pra não acabar dando oque falar.

Um dos integrantes da banda do Nicholas fala apontando pra marca no pescoço dele, o mesmo passa a mão no local e dar de ombros voltando a comer.

— O que você tem a dizer sobre isso Demi? — Kelsey pergunta me fazendo engasgar com o pedaço de pão.

Nick ria feito um idiota enquanto Max tentando me ajudar a se acalmar.

Como assim oque eu tenho a dizer sobre isso? Eu não tenho nada a dizer sobre isso? Porque eu teria que dizer alguma coisa sobre isso?

Como se não bastasse meu melhor amigo continuava rindo da minha cara trazendo toda a atenção da mesa para nós dois, obrigada Jonas.

— Calma eu só estava brincando, você sempre gosta de zoar o Jonas.

— Ah claro, eu já fiz isso.

— Eu sei que fez — ouço Cesar, meu cabelereiro resmungar ao meu lado.

— Sabe oque?

— Sei oque?

— Você que disse que sabe de alguma coisa.

— E você está muito nervosa.

— Por onde esteve ontem? — era a vez de Max me perguntar alguma coisa.

— Como assim por onde esteve ontem? Eu estava com vocês.

— Mas sumiu.

— Ôh se sumiu — Cesar volta a resmungar me fazendo o encarar.

— Juro que te ma...

— A gente encontrou ela — Uma das dançarinas fala.

— Encontrou?

— Estava beijando alguém... — Cesar novamente.

Estava? — Todos na mesa pergunta.

Nicholas me olha surpreso e coloca a mão no peito como se estivesse magoado.

— Você estava beijando alguém enquanto eu estava sozinho na mesa te esperando? — o encarei sem acreditar que ele estava realmente fazendo aquele teatro — Quem ela estava beijando?

— Você sabe — Kelsey fala.

— Sabe sim — Max fala rindo.

— Ôh se sabe — juro que ainda mato o Cesar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...