1. Spirit Fanfics >
  2. We Are Neighbors >
  3. CAPÍTULO XV

História We Are Neighbors - Capítulo 15


Escrita por:


Capítulo 15 - CAPÍTULO XV


Fanfic / Fanfiction We Are Neighbors - Capítulo 15 - CAPÍTULO XV

-Lia, sou eu, abre essa porta. - a mesma abre a porta

- Oi? - falo com minha irmã, mas direcionando um olhar ameaçador para mim.

- Lia, meu amorzinho, por favor, pelo amor do santo g-dragon, conversa com ele. - disse quase implorando.

- Porque? - falou com desinteresse.

- Por que eu não aguento mais ouvir essa peste reclamar que você não fala com ele! - eu abro os olhos espantado.

- SEUNGI! FICA QUIETA! Deixa eu falar a sós com ela, por favor. - seulgi nos olha e sai.

- E quem disse que eu quero falar com você?

- Se você não vai falar, vai ao menos me escutar!

- Hum, vai fala logo - Ela diz me olhando

- Olha, lia... Aquele negócio com a lisa, com um incidente, eu já te falei isso mas parece que você não acredita em mim

- Não mesmo

- Mas, foi um acidente, entenda isso. Eu não gosto da lisa, eu gosto de outra pessoa - Falo

- Aah, obrigada por dizer, agora você pode ir embora? - Ela tenta me empurrar para a porta

- Você disse que ia me escutar... Eu só quero saber pq está tão chateada com isso? - Ela para de me empurrar

- Eu disse que eu iria te escutar, não te responder

- Mas, você pode me responder? Só uma vez?

-Não... Não vale a pena responder - Ela vira a cara

- Qual ééééé? Por favor? Só agora, vai liaa

Eu estava apelando já, ela teria que me responder

- Me responde você, porque você quer tanto se explicar? Eu não sou nada sua

Ok, isso realmente machucou

- Hã? Como não? E esses meses que passamos juntos? Não foram nada para você?

- Você que realmente saber? Simplesmente experimente ver pessoa que você gosta em amassos com outra pessoa... O pior na frente de todo mundo!.... Merda - falou em quase um sussurro - idiota, eu comecei a gostar de você!

Tipo o que? Como? Meu deus

- V-você o que? Huum com engraçado... Eu também gosto de você, muito mesmo.

Eu começo a me aproximar, olho fixamente nos seus olhos e começo a me aproximar para beija lá, como eu já deveria ter feito a muito tempo. A mesma se aproxima também, e quando nossas bocas iriam se encostar, ela desvia e beija minha bochecha.

Vai até o seu sofá rindo da minha cara, e olhando para mim.

- Não pense que será tão fácil, eu gosto de você, mas ainda estou brava.

-Aish, isso é sério? Eu gosto de você, você de mim, por que não acabamos logo isso?

- Porque eu estou de TPM, agora sai da minha casa- disse apontando para a porta.

- Você é doida mesmo, hein.

- Quer que eu amasse uma panela agora? - disse se referindo quando me bateu com a frigideira.

- N-não, estou indo!

Volto para casa com um sorriso bobo no rosto, volto a dizer, essa garota me deixa L O U C O!

- Eai, se resolveu com ela? - Seulgi aparece na minha frente

- Digamos que sim...

- É o que?

- A gente se confessou um para o outro... - Falo com um sorriso bobo nos lábios

-O QUE?! SÉRIO?! - perguntou completamente animada.

- Sim! Só que... Tem um probleminha.

- Sabia! Qual?

- Ela disse que ainda tá brava comigo por causa da tpm, o que eu faço?

- Simples! Oh, compra doces, salgados, deixa separado alguns remédios pra cólica e faça companhia para ela. E ela sairá da TPM rapidinho.

- Seu rápido é de quanto tempo?

- Ah, uns 2 ou 3 dias.-falou e entrou para o quanto. - Ela fala dando tapinhas no meu ombro

Bom, ao menos eu já sei o que fazer.

°•Lia on•°

Eu não acredito no que eu fiz! Como eu consegui fazer isso? Okay, respira, inspira e não pira.

Você simplesmente se declarou para a pessoa que você gosta, e ele também se declarou.

Aaaah, eu podia ter beijado ele como eu sou burra!!

- Quer saber? Vou tomar um banho, e é isto. Um banho quentinho.

Vou para o banheiro tiro minha roupa e entro no box, termino de tomar banho depois de umas 3 músicas.

Vou em direção ao sofá, mas sinto uma leve pontada na minha barriga. E percebo.

- Aaah, não, cólica por que você veio agora?!

Deito no sofá apertando minha barriga, pois a dor só aumentava, ouço a campainha tocar, tento me levantar, mas a dor é mais forte, acabo choramingando um pouco. Ouço mais uma vez e resolvi gritar.

- Está aberta!

A porta logo se abre e depois se fecha, ouço alguém chegar na sala, quando olho para o mesmo, vejo yunho parado em pé cheio de sacolas na mão.

- O que você tem?-vejo em seu rosto preocupação.

- Relaxa, é só cólica o que você veio fazer aqui?

- Vim fazer companhia para a minha futura namorada que está de tpm, agora fique aí que eu vou buscar um remédio para ela.

Ele disse o que? E de uma forma tão simplista. Eu só posso estar sonhando...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...