1. Spirit Fanfics >
  2. We are ourselves! YUNGI >
  3. ;; Four

História We are ourselves! YUNGI - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, desculpem ter sumido :'' é que eu tive várias tarefas escolares por causa da suspensão das aulas!

Capítulo 4 - ;; Four


MINGI

Acordei sentindo o toque macio dos lábios do mais velho, meus olhos abriram minimamente junto de um breve sorriso, que logo se desmanchou para retribuir mais um selar dos vários que o maior me dava. Se afastou um pouquinho, me espreguicei e então pude perceber suas bochechas em um tom meio forte de vermelho, meus olhos definitivamente abriram e rapidamente sentei na cama de frente pro azulado.

— O que aconteceu, Yunho? - Perguntei preocupado, analisei mais o rosto dele e pude perceber pequenas olheiras.

— Eu não sei, á noite estava espirrando demais e não consegui dormir quando acordei...agora estou assim. - Explicou-se, suas mãos brincavam com o edredom bagunçado sobre a cama, suspirei e levei a mão até seu rosto, deixando uma carícia ali que rendeu o maior inclinando sua cabeça contra meu palmo.

— Amor não minta pra mim, sei que você teve pesadelo de novo! Já lhe disse que deve me acordar, não importa qual horário da madrugada seja! - Esbravejei chateado, Yunho tem pesadelos as vezes com as coisas que o assustam e nunca me acorda, na maioria das vezes que fico com ele de madrugada é porquê seus soluços me despertam.

— Eu, me desculpa Mingi. - Seus olhos fecharam, suas mãos ainda aninhadas ao edredom e de repente uma lágrima desceu de seus olhos, me aproximei mais ficando com as pernas ao redor de seu corpo, deixei um beijo demorado na bochecha dele e o abracei apertado.

— Só não faz mais isso. - Pedi e ele assentiu, seus braços rodearam meu corpo ao mesmo tempo que sua cabeça aconchegou-se em meu ombro. 

Yunho ficou em silêncio por um tempo, até que decidiu levantar e eu acompanhei, fomos ao banheiro fazer nossas higienes, trocamos de roupa e fomos em direção a sala do casal donos da casa. Escutamos um grito vindo da cozinha, nos direcionamos até aquele cômodo para ver Jongho batendo com uma colher no Yeosang que queria roubar seu iogurte.

— YEOSANG DEIXA EU COMER!! - Jongho berrou e correu em volta da mesa, Yeosang se pôs de um lado e ele do outro, ambos atentos aos movimentos alheios.

— Poxa Yeo, deixa ele. - Yunho falou cruzando os braços, assim que o loiro viu o azulado, abriu um sorriso e deixou Jongho em paz. Como que o Yunho tem esse poder sobre ele? Não sei.

— Meu neném, como está? - Falou simpaticamente, pegou um prato que continha um pedaço de bolo de morango, um copo com achocolatado e arrastou Yunho pra sala, certeza que ele ia dar uma de omma.

— Yeosang é um verdadeiro ''omma''. - Disse e Jongho concordou sentando em uma das cadeiras da mesa, fiz o mesmo que ele.

— Sim, sim. Ele é muito cuidadoso e eu amo isso! - Um suspirou saiu de seus lábios, ri baixinho dele que voltou a tomar seu iogurte. — Eu estava pensando em continuarmos a escrever aquela música. - Me pus a pensar, logo lembrando de qual música falava.

— Concordo, daqui a pouco vamos lá no escritório do Yeo terminar! - Peguei um guardanapo e comecei a montar um sanduíche bem reforçado, Jongho começou a fazer o mesmo.

 

YUNHO

Yeosang e eu conversávamos, ele estava me dando comida na boca como sempre fazia nas vezes que iria na casa deles. Assuntos aleatórios surgiram, até ele receber mensagens seguidas da irmã dele, logo uma ligação por vídeo apareceu, aceitou e ficamos nos olhando os três.

— Era bem vocês dois que eu queria conversar, tem como virem aqui? É tipo, muito urgente! - Sanghee disse afobada.

— Tá bom, respira fundo mulher! Não vai morrer antes de me contar o babado. - Yeosang falou e ela desligou a chamada, nos levantamos e rapidamente fomos para a cozinha de encontro com os outros dois. — Meninos a gente vai ter que sair. - As palavras saíram atropeladas de sua boca, Jongho se levantou.

— Tá bom, deixa eu pegar...- Foi interrompido pelo loiro. 

— Não, vocês não vão! A Sanghee quer conversar só comigo e com o Yunho. - Me olhou e então fui até onde estavam nossos casacos, me aproximei do Mingi que se levantou. — Pelo jeito é sério...

— Ok, vão lá e se cuidem, também cuidem da Sang se ela precisar. - Mingi disse, Jongho assentiu e foi dar um selinho no namorado, fiz o mesmo com o 'ruivo e todos fomos em direção a porta. 

Saímos da casa direto para o carro do Yeosang, entrei junto com ele que logo deu a partida.
Demonstrava estar bem ansioso, preocupado, pedi se quisesse que eu dirigisse em seu lugar e ele achou melhor, trocamos e voltamos pra estrada.


Notas Finais


Curtinho? Demais! Só porquê eu estou querendo deixar a maioria das coisas pro próximo cap, mas mesmo assim n desistam de mim!!
Cuidem-se!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...