História We are young - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adolescentes, Comedia, Drama, Ensinomedio, Romance, Romanceadolescente, Weareyoung
Visualizações 10
Palavras 1.884
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 3 - Best friends don't do that


Fanfic / Fanfiction We are young - Capítulo 3 - Best friends don't do that


Coloquei o Scott pra nanar e segui pra fogueira, onde o resto do pessoal ja estava. Amber ficou na casa, Scott pediu pra ela ficar com ele por um tempo, pra que ela pudesse mimar ele um pouco. Na verdade ele só vai dormir e deixar a menina falando sozinha. 

Soprei minhas mãos pra aquece-las, sentei do lado de Jess e passei meu braço pelo seu pescoço, ela retribuiu com um sorriso.

- Vocês são um casal tão foda! - falou Olivia.

Claire dormia no ombro de Ashlay, tinha bebido demais e não aguentava ficar em pé. Jacob fumava um cigarro e Gus tentava arrancar alguma coisa do violão, o problema é que ele aprendeu a tocar aquilo sozinho.

- Amigos também se abraçam - Falou Jess.

- No caso não to vendo amizade alguma aí- Falou Ashley.

Jess sorriu enquanto eu abri uma cerveja. 

- Lembro daquela vez que você namorou a Stella teta de velha- Falou Ollie.

Jacob soltou uma risada.

- Eu tinha 14 anos cara. Falei rindo.

- "As tetas dela parecem as da minha vó"  voce falou- imitou jacob - " Mas se já viu as da sua vó?", perguntei, " Calma, espera ... já cara, sao identicas", falou super sério e eu acreditei naquilo até o primeiro ano. - o imbecil terminou.

As meninas riram.

- Você perdeu a virgindade com ela né?

- Não perdi. Falei.

Eu não tinha nem comido a stella na verdade, e eu também não estava nenhum pouco afim de contar com quem foi minha primeira vez então mudei de assunto.

- Vamos jogar algum jogo? Sugeri.

- Pode ser verdade ou desafio! Falou Olívia.

- Eu to enjoada desse - Falou Ashley enquanto Claire dava um soluço.

-  Porque a gente não joga eu nunca, bebe? - Falou Jess.

- Que?

- Você faz uma afirmação se você já tiver feito aquilo bebe caso o contrário não bebe. Completou ela.

- Pode ser por mim. - Falou Ollie

Todo mundo concordou então peguei a garrafa de vodka e enchi os copos, como Jess deu a ideia ela começou.

- É ...Eu nunca me apaixonei de verdade por ninguem - Falou.

Eles se entreolharam.

- Que merda ..- Falou Olivia tomando.

Eu não sabia se tinha gostado realmente de alguém de verdade. Todo mundo tomou menos Jacob, Claire que estava apagada e eu.

- Pode tomar Tom! Falou Olívia

- A sétima série - Falou Jacob.

- Cara eu nem sabia das coisas naquela época - falei.

- Toma logo Tom! Falou Jess sorrindo. Abri os braços em sinal de desentendimento e tomei a vodka num só gole, o que queimou a minha garganta.

- Você nunca gostou realmente de alguém Jacob? Perguntou Olivia.

Ele sorriu.

- Nunca - Afirmou de uma maneira seca.

Sorri.

- Fala de quem ele gostou Tom! Sugeriu Ash.

Na verdade ele nunca me disse que gostava de alguém a gente sempre conversava nisso mas era sempre sobre quem a gente já tinha pego.

- Ele tá falando a verdade. Falei, ele piscou pra mim.

- Seus babaca, na sétima série vocês brigaram feio por causa da Amber. Falou Olívia.

Eu ignorei.

- Já que eu não bebi eu pergunto - Falou Jacob.

- Eu nunca voltei com a ex só pra pegar de novo porque ela/ele tinha um corpo gostoso! 

Jacob bebeu.

- Qual a graça e fazer uma pergunta e você mesmo beber? Falou Olivia.

- Eu to tentando ficar bêbado aqui ok. Falou ele.

A gente tava se divertindo. Gus, Olivia e eu bebemos.

- Agora sou eu - Falei - Eu nunca tive vontade de beijar o Jacob.

Ashley me olhou e tomou. Comecei a rir.

-Você é foda Tomas Johnsons. Falou Olivia que também bebeu.

Até o Jacob bebeu.

- Porque você bebeu ? Perguntei.

- Eu sou tão gostoso que até eu tenho vontade de me beijar as vezes. Começamos a rir e Ashley começou a secar ele.

- Idiota - falou Ash.

Gus bebeu.

- Seu gostosao ... - Falou brincando.

Jacob fez cara de nojo.

Jess também bebeu e abriu a porra daquele sorriso drpois. As meninas a olharam tipo "porra todo mundo curte o cara".

- Espera ... Jessica Homes a menina mais gata da porra da escola toda tem vontade de me beijar? Falou Jacob

- Sempre te achei bonito, qual o problema?  - Falou ela, eu a desabracei.

Ele parou por alguns segundos que pareceram minutos, creio que estava pensando.

- O que te impede de me beijar agora então ? Falou Jacob.

Que merda. Olivia começou a rir.

- Você disse que não tinha acontecido nada com o Tom ontem então prova, beija o Jacob. - Falou Olivia.

Jess me olhou e então foi até ele. Ele sentou e abriu as pernas e eles deram um selinho. Ashlay ficou um pouco incomodada, a porra da menina era apaixonada por ele.

- Isso não é beijo! Bota a porra da língua na boca do gostoso logo - Falou Olivia.

Ela voltou e eles beijaram com muito tesão, ela cravou as unhas nas suas costas e ele colocou a mão na sua nuca entre o cabelo amarrado.

- Uhhh ... porra isso foi sexy! Falou Olívia bebendo mais um gole de cerveja.

Jacob a olhou nos olhos enquanto mordia o lábio quando o beijo acabou. Foi desconfortável, eu me importei com aquele beijo mais do que eu imaginei que me importaria.

- C-cade o s-Scott ? - Perguntou Claire soluçando.

- Ta la dentro fazendo alguma coisa com a Amber - falou Gus.

- Aquele filho da puta... ta me traindo de novo ...- resmungou no ombro de Ash. 

- Você tá muito mal, por que não vai dormir e colocar a cabeça no lugar? - sugeriu Ash.

Ela então se levantou um pouco desequilibrada e puxou o braço da Ashley.

- Vem comigo. - Falou Claire 

Ela a olhou.

- Ta bem! Ja volto pessoal.

Olivia ria como a porra de um palhaço, qual foi a graça daquela merda. Eles tinham se beijado, ok!

- Ficou com ciúmes Johnsons? Perguntou Olivia.

Mechi a cabeça negando enquanto colocava a lata de cerveja na boca.

- To um pouco cansado acho que vou entrar. Falei.

- Você não ficou puto ne cara? Perguntou o Jacob.

- Não ... to de boa! Sorri.

- Ihhh - gesticulou Olivia.

Entrei na casa um pouco ferrado, um pouco bebado talvez, Scott continuava dormindo mas Amber não estava com ele. Amigos nao fazem isso com amigos nao é? ele é o único que  sabe que eu peguei a garota ontem. Subi a escada até algum banheiro pra lavar o rosto, tentando colocar a cabeça no lugar. 

Quando cheguei perto do banheiro vi pela abertura da porta que Amber estava lá ... se chapando de cocaína, não deixei ela me ver e esperei ela sair. Quando entrei no banheiro confirmei que era cocaina porque tinha alguns vestígios de sangue sobre o mármore da pia, que com certeza eram do nariz dela. Eu estava acostumado com aquilo, meu irmao é um viciado entao eu sabia distinguir as diferenças de drogas. Lavei o rosto e fui até a pequena área do segundo andar onde ela estava.

- Hey  - Falei com as mãos nos bolsos da calça.

Sentei e coloquei os pés pra fora da sacada de madeira, ela fazia o mesmo.

- O Scott apagou. - Falou ela.

Respirei fundo e a olhei, seus cabelos estavam suspensos por causa do vento.

- É eu vi ... - Falei e parei por alguns longos segundos ate que a encarei - Eu vi você usando cocaína na hora que eu subi? Perguntei

Ela sorriu.

- É, ela era pra mim ...

- Eu sei que você está ferrada e tal, mas isso não justifica você se entorpecer de cocaína.

Ela com muito custo virou a cara pra mim, seus olhos estavam vermelhos e dilatados, a pele do rosto estava irritada. Eu sabia que ela já estava chapada, quando o meu irmão aparecia assim de madrugada em casa ele já estava muito mal.

  - Sou jovem demais pra estar tão ferrada - disse ela sorrindo, como se estivesse tirando sarro dos próprios problemas, como se a sua vida fosse uma grande ironia.

A olhei pelo canto do olho e retribui o sorriso.

- Somos velhos demais pra não estar.

- Você é um cara gente boa Tom ... sorriu ela. - Sempre ta preocupado comigo diferente do Jacob que esteve comigo o mesmo tempo que voce e não dá a mínima ... Eu sempre gostei mais de você. .. você sabe, você é meu melhor amigo.  O super ESECV.

Sorri, o super ESECV ( "Ecêceve") era um código que a gente tinha quando era criança. A mãe dela morreu quando ela tinha 12 anos. A questão é que ela se culpa pela morte da mãe, e eu entendo isso, só não acho que seja verdade. Como a gente morava de frente um pro outro ela apareceu aquela noite de madrugada no meu quarto, tentando procurar conforto, a gente dormiu junto,  fiz carinho no seu cabelo enquanto ela chorava, até que caiu no sono. Naquela noite a gente prometeu nunca abandonar um ao outro, mesmo se um de nós morressemos estaríamos juntos até o fim, então quando eu acordei de manha eu encontrei aquela sigla grafada na porta do meu quarto. Depois daquele dia ela sempre escreveu um grande ASECV nas minhas coisas, sempre maiúsculo, no caderno, no fim dele, na camiseta de formatura, eu nunca soube o que significava até ela parar de escrever.

- Eu nunca soube o que significa..

Ela sorriu.

- Eu Sempre Estarei Com Voce. Eu achei que voce sabia desde o inicio ! - Falou ela.

- Eu nunca soube. Valeu por me contar! - sorri.

Ela retribuiu.

- Porque você tá aqui em cima? Perguntou ela enquanto aspirava profundo.

Eu não sabia se devia contar o que tinha acontecido lá em baixo, até porque ela sempre foi apaixonada pelo cara, por mais que negue eu sabia, e isso só ia piorar as coisas. 

- Vim pegar a cerveja que eu deixei no freezer de cima.

Ela bocejou e deitou a cabeça no meu colo, enfiei meus dedos no seu cabelo.

- Heiniken é a melhor, bate ai .. - Ela lavantou a mão e eu bati, retribuindo um sorriso. - Espero que voce não conte o que aconteceu pros outros ...

Sorri.

- Não vou ... a não ser que me paguem bem. Zuei.

- Você é um otário, Tomas Johnsons! Sorriu.

A gente ficou um tempo daquele jeito, conversamos e rimos bastante. Então ela apagou e eu a levei pro quarto. Eu queria dormir na barraca ao lado do lago então desci pra sala.

Ashley, Gus, Olivia e Scott estavam la. Scott já tinha descobrido a obra de arte que eu tinha feito na cara dele. 

- Johsons seu merda...

Não deixei ele terminar

- Cadê a Jess? Perguntei 

Silêncio, começaram a olhar um no outro de forma estranha. O Jacob também não estava na sala. Engoli seco.

- Cadê Cadê Jessica? Perguntei agora mais sério.

- Eu não sei cara - Falou Gus.

- Alguém pode contar o que ta acontecendo ? - silencio - Fala logo Caralho..

- Eles estão na barraca ... Falou Olivia.

Serrei os punhos, abaixei a cabeça, ele ta brincando comigo, ele é meu melhor amigo...

Abri a porta com raiva.

-Ey, Ey, Ey - Scott me puxou - O que você vai fazer ?

Ash e Olivia se levantaram.

- Calma Tom - Ashley ajudou a me segurar.

- Me solta porra ... Eu não vou fazer nada. Obriguei a me soltarem.

Olivia virou pra Ashley e eu escutei ela falar que eu tinha comido a Jess na noite passada, na hora que eu saí.

Fui até a barraca, ouvi alguns risos, eu não queria ver aquilo, na verdade eu nao queria acreditar que aquilo que eu pensava podia ser verdade.











Notas Finais


Capítulo pegando fogo. Valeu se chegou ate aqui. Até o próximo.
Flw


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...