História We can get out of here TOGETHER - Capítulo 1


Escrita por:

Visualizações 5
Palavras 1.528
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Mistério, Shoujo (Romântico), Terror e Horror
Avisos: Spoilers, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


essa fanfic é inspirada num jogo chamado little nightmares onde controlamos uma pequena garotinha de nove anos chamada six tentando escapar de um misterioso navio chamado the maw feito pela tarsier studio com três dlcs nelas controlamos um menino sem nome que é apenas chamado de the runaway kid mas o fãs o chamam de seven que também parece esta querendo fugir do the maw.

eu gostei muito de six e seven e achei eles muitos fofos juntos então decidi fazer uma fanfic mudando um pouco da historia do jogo.

Capítulo 1 - A prisão part 1


Fanfic / Fanfiction We can get out of here TOGETHER - Capítulo 1 - A prisão part 1

 Nas profundezas escuras, silenciosas e empoeiradas do maw numa mala uma pequena garota chamada six dormia e parecia que ela estava tendo um pesadelo e é aqui que a historia começa...

Six Pov.

Eu estava tendo mais um dos meus sonhos estranhos novamente estava tudo escuro e quase não dava para ver nada direito mas mesmo assim pude perceber a figura de uma estranha mulher que parecia ser uma gueixa começando a se virar na minha direção apesar de não poder ver direito por causa da escuridão parecia que ela tinha uma mascara branca em seu rosto,depois disso eu acordei me sentando e suspirando coloco uma mão em minha cabeça que avia começando a doer e olho ao meu redor.

 

Apesar de estar tudo escuro pude perceber que estava numa sala com paredes de metal e que eu estava numa mala bem arrumada para me servir como uma cama temporária depois de tentar ver onde estava me levantei e deci dela, quando meus pés descalços no chão estremecido gelo que estava já pouco de água nele que deveria ser de alguns dos canos que estava furado nesse lugar neste momento eu penso.

 

Six: (mas onde estou pelo que me lembro eu estava num barco com aquele barqueiro de aparência estranha, acho que dormi no meio do caminho).

 

Então peguei o isqueiro que avia ganhado de meu pai e o acendi podendo ver um pouco melhor a sala percebi que avia um corredor ao meu lado então comecei a caminhar por ele quando acabei esbarrando em alguma coisa o que fez uma criatura com um cone na cabeça cinza um pouco mais baixa que eu correu para algum lugar longe de mim enquanto pensava.

 

Six: (o que era aquela criaturinha). Eu pensei enquanto voltava a caminhar pelo corredor até que cheguei a seu final avia uma lamparina apagada então a acendi para trazer um pouco de luz e calor aonde eu estava e com isso pude perceber a porta de um respiradouro então eu a abri acendi meu isqueiro de novo e comecei a caminhar agachada por ela até que finalmente cheguei ao seu final.

 

E cai em cima de uma grande caixa de madeira depois de descer dela percebi que avia uma porta do meu lado que parecia estar fechada e uma escadaria na minha frente que comecei a subir por ela e fui andando até perceber um pouco de luz meio fraca vinda de um pequeno corredor sem saída que havia ao meu lado nele havia uma boneca de porcelana e eu imediatamente pensei.

 

Six: (de quem seria essa boneca). Então fui até ela e a peguei para examiná-la melhor, ela parecia ter a aparência da mesma da mulher do meu sonho o que me deixou com um pouco de saber quem era aquela mulher então eu botei a boneca de volta onde estava e voltei à caminha pelo corredor e me abaixei para passar por uma parte incompleta de uma parede.

 

Depois dela avia uma sala com um sofá antigo, uma cama algumas caixas de papelão, de madeira junto com uma pequena xícara encima delas e baldes? Será que esse lugar tem tantas goteiras assim foi então que olhei para cima e o que vi me surpreendeu.

 

Six: (por que diabos têm moveis pendurados no teto). Eu pensei mas depois disso ignorei e fui até uma passagem que parecia ser de uma tubulação de ar depois que passe por ela acabei caindo em um colchão que estava no chão junto com um par de pantufas marrons e um papel higiênico.

 

Só que quando eu olhei para frente e para cima meus olhos se arregalaram.

 

Na minha frente avia um homem com pernas muito longas que parecia estar enforcado apesar de não poder ver sua cabeça dava para perceber isso.

 

Não sei por que mas tive uma sensação de que já tivesse o visto antes.

 

De repente algumas imagens desse mesmo homem brincando com uma criança que se parecia um pouco comigo ela estava brincando com ele e parecia que estava muito feliz.

 

Depois dessa estranha visão tentei ignorar o corpo e fui até a cadeira que eu acho que ele usou para se suicidar não sei como porque a cadeira ignorando a carta no chão pensando que era para outra pessoa e arastei a cadeira até a porta que avia do outro lado do quarto antes de abri-la eu dou mais uma olhada para o corpo morto depois disso pulei da cadeira para alcançar a maçaneta da porta e a abri pousando no chão depois disso acendi meu isqueiro e continuei andando até que pisei em um liquido negro que estava no chão.

 

Six: (mas o que é isso aqui óleo). Eu pensei enquanto olhava o rastro e seguia em frente até uma grande geladeira percebi que avia marcas de mãos negras nela bem maiores que a minha então eu pensei. (alguém deve ter passado por aqui). Então eu guardei meu isqueiro de novo e peguei o cabo dela e a abri fazendo com que uma daquelas criaturinhas que tinha visto antes corresse assustada para uma rachadura que avia na parede.

 

Eu sem pensar duas vezes o segui já que queria saber o que eles eram depois de entrar pela rachadura e andar abaixada por um pequeno respiradouro até uma pequena sala com uma lamparina e uma daquelas criaturinhas que eu avia visto antes.

 

Ela estava encolhida perto da lamparina com os braços ao redor de seu corpo tentando se aquecer.

 

Eu senti pena dela então acendi a lamparina fazendo com que ela ponha-se suas pequenas mãos para frente do fogo enquanto eu ia até ela e a abraçava depois disso a soltei e tentei perguntar o que ela era mas não consegui nenhuma resposta então dando um suspiro comecei a me levantar e ir na direção da rachadura em que vim mas antes de ir dei mais uma olhada naquela criaturinha e acenei para ela e ela fez o mesmo depois disso fui direto para aquela geladeira que avia aberto antes e comecei a escalá-la até seu topo.

 

Depois disso subi em plataformas de madeira e segui em frente até que ouvi alguma coisa cair atrás de mim quando me virei e olhei para o que era me dei de cara com uma sanguessuga grande tentando chegar até mim então sem pensar duas vezes de novo, sai correndo de perto dela pulei um buraco que avia na madeira e continuei meu caminho sem olhar para trás até chegar a uma porta que estava fechada mas por sorte avia uma alavanca na parede ao lado.

 

Subindo em uma coisa que parecia uma caixa consegui alcançar a alavanca e abri a porta e segui caminho pulei um buraco e cheguei a uma passagem bloqueada por madeiras mas por sorte consegui tirar uma delas para poder passar.

 

Quando passei pela abertura me deparei de novo com um local mal iluminado com isso acendendo meu isqueiro e segui caminhado até que o chão desabou e acabei caindo em uma grande possa de óleo.

 

Six: ugh que nojo. Eu digo me levantando e acendendo meu isqueiro de novo que avia apagado com a queda e comecei a andar tentando sair da possa até que comecei a ouvir barulhos de coisas rastejando até mim quando dei uma olhada melhor avia um exame de sanguessugas lentamente me cercando então comecei a correr e saltar por algumas delas até que finalmente encontrei um bloqueio feito de tabuas de madeiras que estava encostado bloqueando a passagem.

 

Então comecei a empurrar até que o mesmo finalmente caiu fazendo um barulho bem alto mas ignorando isso sai correndo saltei um buraco entre as plataformas de madeiras depois disso percebi que avia outra lamparina próxima a uma escada então eu peguei meu isqueiro e a acendi foi então que percebi que o óleo já tinha saído completamente da minha capa de chuva.

 

Depois de passar algum tempo junto à lamparina me aquecendo comecei a subir a escada e depois de finalmente chegar no topo acendi novamente meu isqueiro fazendo com que mais uma daquelas criaturinhas sem nome fugisse.

 

Eu comecei a seguir me equilibrando numa tabua para ir a outra plataforma e quando percebi isso ela já avia sumido então comecei a subir uma escada que havia do meu lado depois disso continuei caminhando pulei mais um buraco no piso e subi de novo em outra escada para encontrar outra porta grande só que de metal fechada foi então que percebi que havia uma manivela do outro lado da sala quando fui andar em linha reta até o outro lado da sala quase cai num buraco só então percebi que tinha um caminho em forma de u até chegar-la mas o ignorei e pulei direto para onde a manivela estava.

 

Comecei a girar-la fazendo com que a porta começasse a abrir então continuei fazendo isso até que ela estivesse totalmente aberta dei um sorriso com isso já que finalmente podia ver a luz que avia do outro lado então assim que soltei à manivela a porta começou a se fechar sai correndo em direção a ela e dei uma rasteira antes que a porta se fechasse.

 

Continua...


Notas Finais


espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...