História We Can Not But We Want - Jeon Jungkook - Incesto - BTS - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Incesto, Jeon Jungkook, Snif_snif
Visualizações 538
Palavras 1.708
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mano, eu tô com muito sono...
Mataram uma vizinha da gente aqui de uma maneira tão... Horrível e bem perto aqui de casa, sempre passava por onde deixaram o corpo dela e ela me viu crescer... Isso me deixou mal realmente mas e vocês, como estão?

Capítulo 7 - Chapter Six


• POV S/n •

Me agarro no mais velho que me olha tão surpreso quanto Jungkook deve estar.

- Namjoon... O que faz aqui?

- Ué, você não me cha... - Coloquei meu indicador em seus lábios antes que ele falasse algo que não devia e o olhei fazendo sinal para que realmente não falasse - Ah! Eu vim te ver, pequena S/n. - sorri com o comentário dele -

- Quer entrar? - Dei espaço abrindo mais a porta -

- Uh... Quero. - coitado, preciso explicar para ele, deve estar tão perdido. -

- Jungkook? - o olhei e ele estava aparentemente focado na televisão mas logo me olhou e seu semblante já estava triste... Que rápido - Esse é o meu amigo, Kim Namjoon, Nam, esse é o meu primo, Jungkook. Vocês se conhecem da escola, acho. - os mais velhos se olharam e eu apenas observei -

- Annyeong, Jungkook. - Namjoon abriu um sorriso e foi aí que eu me lembrei de suas covinhas lindas e sorri fraco e discretamente -

- Annyeong. - voltou seu olhar para a televisão e sei que por ignorância já que ele nem gosta tanto desse programa -

- Nam... - falei manhosa e em bom som para que Kookie escutasse também - Preciso falar com você.

- Ah, diga, S/n.

- Em particular se possível. - fitei Jungkook rapidamente e o vi balançar uma das pernas freneticamente - Podemos ir até a varanda, então? - apenas assentiu e saímos e eu fechei a porta -

- Então, estou aqui, S/n. Em quê quer minha ajuda e por quê não pude falar que foi você que me chamou? - nos sentamos no banquinho e eu olhei a rua -

- Calminha aí, Nam. Vou explicar tudinho.

- Estou ouvindo. - falou sério e eu pensei se ele iria realmente querer me ajudar nisso -

- Queria que você me ajudasse a fazer ciúmes para uma pessoa.

- Hm...

- Mas não precisa aceitar para me deixar feliz, aceite somente se quiser.

- Tudo bem, S/n. Topo fazer isso. Mas para quem seria? Eu conheço essa pessoa?

- Uh se conhece. - me faço de difícil -

- Aish, diz logo, menina!

- Jeon Jungkook. - ele me olhou incrédulo e era exatamente assim que eu imaginava que seria sua reação. -

- S-seu primo?

- Exatamente mas fala baixo. - o olhei bem normal -

- Ah sim mas seu primo, cara.

- Não faço isso por esporte, Nam. Só quero que ele saiba como eu me senti só que de outra maneira.

- O que ele fez, então?

- Me ignorou por meses sem eu ter feito nada, nada mesmo. Só hoje voltamos a nos falar e de quebra ele disse que está apaixonado por mim, que me ama e bom... Eu também amo ele mas as coisas não serão assim tão simples.

- Uau que incesto. - dei um tapa de leve no ombro dele -

- Nunca fizemos nada, seu besta!

- Ah bom... Me conta as novidades, o que tem feito depois que terminamos a escola?

- Ah... Sinceramente eu não tenho feito nada de útil. - o olho meio frustrada - Só minha tia que insiste que quer me colocar como modelo na empresa que ela trabalha.

- E você aceitou?

- Sempre digo que vou pensar. - falei e rimos em seguida - Mas e você, o que tem feito?

- Ah, estou pensando em ir pra faculdade.

- Olha, temos um quase universitário aqui. - cutuco seu braço o fazendo rir. - Faculdade de quê? - me viro para o mais velho dando toda atenção para ele enquanto cruzo as pernas -

- Direito...

- Hmm... Advogado Kim Namjoon, olha! - o perturbo e o cutuco mais ainda -

• POV Jungkook •

Então esse é o crushzinho da S/n, não é querendo me gabar mas me sinto mais bonito e seguro do que ele, convivo com ela, moramos na mesma casa, a tenho por perto sempre e ele... Não tem os mesmos privilégios. Me levanto silenciosamente e fico atrás da porta tentando ouvir algo e blá, nada de interessante, só os risos apáticos daquele homem sem graça. Só um "Vamos estrar então, Nam, Sun Ji fez bolo de laranja para nós". No caso era para ela e eu mas temos esse ilustre intruso. Me afasto vagarosamente e me sento no sofá como se nada tivesse acontecido. Depois de uns instantes a porta é aberta revelando as figuras, os fito com um desdém quase imperceptível.

• POV S/n •

- Já sabe o que fazer, uh? - o encaro me sentindo muito vingativa -

- Temos que causar ciúmes em seu primo, certo? - Assenti com a cabeça e ele prosseguiu - Sei disso mas não sei como posso fazer com que ele sinta ciúmes...

- Ah, pega na minha cintura ou continua me olhando com essa cara de bobo.

- Não tenho cara de bobo! - retrucou arqueando as sombrancelhas e eu apenas cruzei os braços sorrindo sarcástica. -

- Aish... Esquece isso.

- Sinto que ficamos sem assunto...

- Pois é... Vamos entrar então, Nam, Sun Ji fez bolo de laranja para nós. - ele apenas assente e então eu me levantei esperando que ele fizesse o mesmo e assim que fez entramos em casa e fomos fitados por Jeon Jungkook que parecia estar tenso porém com uma cara melhor do que antes. -

- Vai lanchar com a gente, Kookie?

- Vou! - falou rapidamente e fomos até a cozinha onde encontramos Sun Ji que parecia estar fazendo o jantar, uh rápida. -

- Sun, aqui é um amigo meu... - o olho e abro um sorriso bobo porém meio cínico apenas para constar que isso fazia parte da nossa encenação. - Kim Namjoon.

- Ah annyeong, Kim Nam... - secou as mãos num pano de prato e de repente foi interrompida pelo próprio -

- Apenas Namjoon...

- Ah sim... - percebi que as bochechas dela ficaram avermelhadas, sorri pensando que eles formariam um belo casal - Annyeong, Namjoon. - sorriu fraco -

- Annyeong, Sun. - uh, que troca de olhares linda! Vou chorar. -

- Viemos te atrapalhar, Sunzinha.

- Vocês não atrapalham nunca! - nós duas trocamos um olhar de cumplicidade e sorrimos - Vieram lanchar... Certo?

- Certíssimo! - assenti rapidamente e puxei Namjoon para mais perto enquanto Jungkook por si mesmo optou por ficar assustado e cá entre nós, não precisei fazer nada para ele fazer essa cara de poucos amigos.

- Vão lá para sala que eu levo pra vocês. - sorriu simplista e eu dei de ombros -

- Vamos então, gente! - enrolei meu braço no de Namjoon e assim mesmo fomos até a sala, Jungkook nos olhou e bufou - Está tudo bem, Kookie? - falei do meu jeito sarcástico que felizmente só eu conheço -

- Sim... Eu apenas bati meu pé no cantinho da parede.

- Ah... Entendo. - não liguei muito até porque ele havia passado longe da parede, isso só tinha um nome: ciúmes. -

- Eita cara, achei que esse tipo de coisa só acontecesse comigo.

- Ah pois é. - Jungkook também não deu a mínima para o que Namjoon disse e nos sentamos no sofá em silêncio. -

- Uh... Silêncio ensurdecedor. - observo os dois suspirando. -

- Aqui estão os sucos! Fiz de uva, vocês gostam né?

- Sim, amamos! - falei por todos já que estavam os dois tão calados.

- Que bom... Vou pegar o bolo. - foi assim para a cozinha e de repente senti uma mão quente em minha coxa, olhei assustada, alguns contatos físicos não eram comigo, com qualquer pessoa, eu não sei explicar... Só não me sinto confortável. -

- Está tudo bem, S/n? - Jungkook percebeu, droga! -

- S-sim, tudo ótimo! - gaguejei, droga de novo! Me fitou semicerrando os olhos -

- Mesmo. - tirei a mão de Namjoon da minha coxa lentamente e o mesmo mantinha uma feição indecifrável - Desculpa, eu preciso ver se a Sun precisa de ajuda. - me levantei e corri até a cozinha quase tombando com ela -

- Gente... Tudo bem, S/n?

- Por que todos resolveram me perguntar isso hoje? Eu estou bem.

- Bem... Bem pálida. Parece que viu um fantasma.

- Não, não é isso. Nem quero falar sobre isso agora, unnie. - Ela sorriu e afagou meus cabelos com certa dificuldade já que segurava o bolo -

- É a primeira vez que me chama assim...

- Não podia? Ah, me desculpe, Sun.

- Claro que pode... É que você era tão tímida quando eu cheguei, pensei até que ficaria sem conversar com alguém por aqui e depois que conversamos e nos tornamos... Amigas, achei que nunca me chamaria de unnie.

- Ah... Quer ajuda? - corto o assunto não sei porquê e ela assente, seguro uns guardanapos e ela leva a bandeja com o bolo. - Voltamos...

Nos servimos e Sun ficou com a gente depois de insistirmos tanto, ela sempre nos fazia rir falando sobre as coisas aleatórias que aconteceram com ela, estávamos todos tão entretidos na conversa que perdemos a noção do tempo, saímos do transe quando abriram a porta, eram meus tios que deram um annyeong e respondemos em uníssono.

- Lindos... Sun, Jungkook e S/n... Só não conheço você mas também é bonito! - minha tia falou arrancando um sorriso ladino de Namjoon que agora deve estar com uma auto estima inabalável. -

- Esse é meu amigo... - falei esperando que meu tio também escutasse, o último citado se virou e nos olhou - Kim Namjoon. - ele fez uma pequena reverência para os mais velhos. Depois que trocaram de roupa, foram dando beijinho no rosto e aperto de mão em todos, se sentaram também e voltamos a conversar. -

- Já vou pessoas. - Nam se levantou e beijou minha testa timidamente e da porta acenou para todos. -

- Já vai tarde! - Jungkook soltou quando Namjoon já havia fechado a porta -

- Querido! - tia Haw falou o repreendendo -

- Fui sincero e serei mais uma vez, eu tentei S/n.


Notas Finais


Terça tô aqui, beijinhos 💜
Eita 50 favoritos... Obrigada por tudo e não sejam leitores fantasmas


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...