História We Can Not But We Want - Jeon Jungkook - Incesto - BTS - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Incesto, Jeon Jungkook
Visualizações 890
Palavras 2.150
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiiin, leiam as notas finais, please!!

Capítulo 9 - Chapter Eight


- Também gosto de te ver assim... Quase não estou acreditando que estamos conversando como antes. - sorrio boba enquanto o fito -

- Como antes e algo a mais... - vejo uma de suas mãos tentar tocar minha cintura, me esquivo vagarosamente -

- M-me desculpe, Kookie. Não me sento muito confortável com esses toques, assim tão repentinos... - desvio o olhar e fito o carpete marrom -

- Tudo bem, minha linda. - segurou meu rosto delicadamente para que eu mantive contato visual - Eu que peço desculpas. - afagou meus cabelos e sorriu fofo -

- Não me acostumei com isso ainda, sabe? Me sinto um pouco mal...

- Não se sinta, meu anjo. Vamos mudar de assunto, uh? Quer que eu faça seu prato?

- Se quiser... - dei de ombros - Nossa, a Sun já foi embora? - perguntei enquanto Jungkook já se encontrava na cozinha. -

- Já foi sim! - gritou de lá. Uh, estranho. Ela sempre se despede. Me levanto e vou até Jungkook procurando algo sobre a Sun - Ela já foi mesmo. - Jeongguk repetiu e eu o ignorei indo pegar o telefone daqui de casa. - Ah, vai ligar pra ela. - falou enquanto botava arroz em um dos pratos e a essa altura, eu já havia discado o número que apareceu em minha mente e espero não ter esquecido -

• Ligação On •

Sun: Annyeong... Uh, quem é? - sua voz estava estranha, diferente de como estava hoje mais cedo, ela carregava preocupação -

Annyeong, Sun. Aqui é a S/n... Está tudo bem? Você saiu e não falou nada...

Sun: Ah, olá, S/n. Obrigada por ligar... É que meu filho está doente, com pneumonia. Se não ligar, fiz uma coisa simples pro jantar de vocês.

Não, não tem problema. Te entendo... Aish, melhoras pro seu filho.

Sun: Ah sim... Obrigada, S/n.

Se precisar de alguma coisa, saiba que estou aqui e não precisa vir trabalhar amanhã, venha quando tudo estiver bem.

Sun: Ah, muito obrigada mesmo.

De nada, Sun. - percebi seu sorriso e sorri também -

Melhoras mesmo para seu o pequeno!

Obrigada, S/a... Tenho que desligar agora, boa noite.

Boa noite, Sun.

• Ligação Off •

- E então?

- O filho dela está dodói. - falo e apoio meu rosto nas costas das minhas mãos -

- Ah que fofa!

- Fofa? - o olhei de cenho franzido - É um menino e ele está doente, não tem nada de fofo nisso?

- Não estou falando disso, boba, e sim da carinha fofa que você fez agora.

- Ah meu Deus... - reviro os olhos e por fim, acabamos rindo -

- Bom... - Meu primo se aproximou com dois pratos nas mãos e me entregou um, sorri agradecendo e voltamos para sala, nos sentamos no sofá novamente e o silêncio aos poucos ia me sufocando... -

- Jungkook? Diz alguma coisa! - cutuco seu braço de leve -

- Amo você! - larga o garfo para fazer aegyo e eu sorrio apertando uma de suas bochechas -

- Também te amo, Kookie. - sinceramente, não sei como consegui falar isso sem sentir vergonha... O selinho em si, deu muita vergonha mas parece que abriu mais portas, foi como em um jogo; é difícil chegar no último nível mas os bônus que são ganhos, recompensam todo o sacrifício. Procurei pelo controle e liguei a tv. Fui mudando de canal até achar uma daquelas séries de top model, de arrumar as pessoas e blá. - Gosta disso? - o olhei enquanto dei uma garfada em minha comida, que a essa altura já estava quase no fim. -

- Ah, por mim... Prefiro procurar algo na Netflix.

- E desde quando você tem Netflix? - o indago enquanto coloco meu prato no braço do sofá -

- Desde quando paramos de nos falar e eu passava meus dias isolado - me imita -

- Agora tudo faz sentido! - grito e ele sorri fraco - Mas bom, vou lavar esses pratos enquanto você escolhe um filme, vou aproveitar e fazer pipoca também.

- Sim, senhora. - me levantei pegando os dois pratos e os empilhando saí da sala, me sacrificando e quase derrubando os mesmos porém consegui dar uma bagunçada nos cabelos lisinhos de Jungkook que riu feito um coelho. -

Deixei os pratos na cozinha e fui caçar meu celular, vivo deixando ele por aí. Vou até me quarto e quando passo pela sala olho Jungkook, meu primo estava tão focado que nem me viu passar... Chego em meu quarto e lá estava meu lindo celular, o pego e pego também meus fones que estavam no criado mudo. Volto até a cozinha e boto em uma playlist aleatória que até que estava animadinha. Começo a lavar a louça enquanto cantarolo a música vinda de meus fones, termino com tudo rapidamente e logo a pipoca estava no fogo.

- S/n... - senti braços firmes contornando minha cintura e uma voz rouca proferindo meu nome e pela primeira vez, isso não me incomodou, segurei suas mãozinhas e me virei encarando seu rosto - Já escolhi o filme... - sussurrou bem próximo aos meus lábios e eu senti que os seus estavam muito convidativos, fiquei tentada a beijá-los, tão vermelhinhos e fofos - O que tanto olha, S/a?

- Seus lábios. - solto meio perdida -

- Você os quer? - não respondi e apenas soltando um risinho dei atenção ao pedaço quase invisível de linha branca que tinha em sua camiseta - Os quer, uh? - com uma de suas mãos, agilmente levantou meu rosto me fazendo olhar em seus olhos, aquelas orbes negras e brilhantes. - Diga pra mim, jagi, pois eu também quero, quero que me beije! - me olhou esperançoso e minha cintura foi apertada com certa possessividade. Eu o olhei sem dizer nada. — oh, parece que a vergonha de alguém voltou — Porém, com a iniciativa dele, unimos nossos lábios e dessa vez foi diferente, formamos um ósculo calmo, pedíamos por isso. Suas mãos acariciavam minha cintura de uma maneira branda a qual me impossibilitava de sentir cócegas e quanto as minhas, as minhas alternavam sobre suas costas e nuca. Nossas línguas discutiam porém gentilmente por espaço e gradativamente fomos finalizando e realmente, aquilo foi muito mais diferente do que eu pensei, tinha amor vindo das duas partes e eu só conseguia pensar em como sou feliz e completa. Nossos rostos estavam próximos de novo e quando pensei em dar-lhe um selinho, inalei um cheiro de algo que parecia estar começando a queimar, assustei ao lembrar do que era.

- A pipoca! - me separei dele gentilmente e fui de encontro ao fogão o desligando - Me esqueci completamente... - fito o chão, volto e paro na frente do mais velho -

- Será que queimou tudo?

- Ia começar eu acho. - dei de ombros e cruzei os braços esperando que a fina fumaça fosse embora. -

- Eu gostei... - Jeongguk sussurrou em um suspiro o que fez minha atenção se voltar para ele já que olhava para a janela que tinha uma visão perfeita de uma das minhas estrelas preferidas -

- Uh?

- Gostei do beijo, S/a. - o mais velho estava olhando o chão e agora voltou a me olhar -

- Eu também, Kookie. - falo soprado e recebo um risinho envergonhado dele como resposta, vou até o fogão, com certa dificuldade consigo tirar a panela do fogão e despejo toda a pipoca numa vasilha enquanto Jungkook apenas me seguia com o olhar. Em silêncio fomos pra sala e nos sentamos no sofá, que além do controle, havia uma coberta... É verdade que havia esfriado um pouco e aquilo tinha deixado o momento mais agradável ainda. - Qual filme que é? - me enrolei na coberta igual ao mais velho que me puxou para mais perto. -

- Como Eu Era Antes de Você. - suspirou porém eu não entendi - Sei que é clichê demais mas foi o único decente que eu achei.

- Ah, Kookie... Eu nunca assisti a esse filme! Dizem que é legal e triste então eu quero muito ver. - me afastei minimamente tocando no ombro do mais velho -

- Ah, se você acha... Bom, eu já vi e é legalzinho porém preferia ver um mais interessante mas tenho certeza que não faz seu tipo.

- Da próxima vez vemos o que você escolher... De verdade e sinceramente. - falei e ele sorriu apertando minha bochecha. Pegou o controle e deu play no filme. Gradativamente suas mãos se aproximaram do meu braço e me apoiaram para que eu repousasse minha cabeça em seu ombro. -

• POV Jungkook •

Depois de muito custo, trouxe S/n para baixo e nós jantamos e tivemos a linda ideia de assistir à um filme. Depois demos falta da Sun Ji, e S/n que sempre foi atenciosa e preocupada com as pessoas, ligou para ela e era o filho dela que estava mal. Enrolamos conversando sobre algumas coisas mas o que eu queria realmente era beijá-la e quando o fiz, fiquei muito feliz. Nos empolgamos tanto que a pipoca quase queimou porém estamos aqui e quando eu a tenho comigo, sinto que devo protegê-la e cuidar dela como merece.

• POV S/n •

O filme era interessante e havia tocado uma música de um cantor britânico que eu curti muito, Ed Sheeran.

~ Quebra de Tempo ~

Os créditos começaram a aparecer feito minhas lágrimas que não paravam de brotar.

- Você vai acabar passando mal, S/a. Aigoo! Se soubesse que ficaria assim, tinha procurado mais.

- Will... Will Traynor, ele não tinha que morrer, não tinha! - soluço inconformada -

- Mas foi o que aconteceu, meu anjo. Não fique triste, por favor! - me olhava suplicando e alisando meu ombro esquerdo, logo senti meu choro cessar e o abraçei sentindo as batidas do seu coração, meu cabelo foi levemente bagunçado por conta dos seus carinhos e a droga da música final não estava ajudando então suspirei fundo e me levantei - Pra onde vai?

- Vou lavar meu rosto... - fui em direção ao banheiro e quando adentrei nele e vi meu reflexo no espelho me assustei, meus olhos estavam extremamente vermelhos. Lavei meu rosto e esfreguei a água sobre ele repetidas vezes, me olhei de novo e me senti um pouco melhor... Só sei que esse filme me deixou mal. Saí do banheiro e voltei até Jungkook que já havia deixado a vasilha vazia na cozinha. -

- Já se acalmou, pequena? Venha aqui. - falou ele enquanto dava três batidinhas em uma de suas pernas, corei um pouco porém fui até ele e sentei em seu colo meio envergonhada. - Lavou seu rostinho direitinho, uh? - tirou umas mechas de cabelo que insistiam em cair no meu rosto e de verdade, eu me sentia muito mimada quando ele me tratava assim e isso era bom. -

- Lavei, oppa. - falei manhosa mexendo meus pés e bocejando em seguida - Estou com sono... - esfreguei meus olhinhos com as costas das mãos -

- E está tarde mesmo... Vamos dormir então! - me levantei e ele também, depois de mim -

- Posso dormir com você, Kookie? - perguntei simplista e vi seus olhos brilharem -

- Claro, claro que pode, meu anjo! - assentia sem parar - Sei que gosta de dormir com seu baby doll... Vai lá vestí-lo enquanto eu desconecto o YouTube daqui da televisão. - Apenas afirmei com a cabeça e subi indo até meu quarto, gente o que eu tô fazendo da minha vida? Fui até meu guarda roupa e peguei meu baby doll, a blusinha era branca e o short era vermelho, vesti tudo rapidamente e quando ia saindo, dei de cara com Jungkook. -

- Uh, que linda! - falou -

- Ah, obrigada. - sorri e andamos até seu quarto, chegando lá ele acendeu as luzes. -

- Sabe que pode ficar a vontade aqui né? - falou ao me ver encolhida e olhando tudo - Já esteve aqui outras vezes - riu debochado se jogando na cama - Não vai querer ir dormir? - me olhou se levantando e gente, que desnecessário ele se jogar assim mas enfim né. -

- Vou sim. - ri também e me aproximando da cama, me deitei o seguindo com os olhos, Jungkook apagou as luzes e voltou esbarrando em quase tudo, o que me fez rir muito. Quando ele se deitou, viramos para o mesmo lado e ele alisou meu rosto e eu pude perceber seu sorriso de coelhinho -

- Boa noite, S/a.

- Boa noite, Kookie. - Selamos nossos lábios rapidamente e nos abraçamos. Seu cheiro, seu corpo quente e macio me fizeram pegar no sono rapidamente. Oh, como eu amo esse meu primo! -


Notas Finais


Gente, pelo amor de Santo Yoongi... Era para eu ter postado ontem, sei disso. Mas o lindo problema é que estou de mudanças e arrumar essas merdas não é fácil mas enfim, como eu teria que postar amanhã, vou ver se consigo realmente. Espero que entendam hehe
Beijinhos 💜💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...