História We dont have to dance; NoRenMin. - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Chenle, Haechan, Jaemin, Jeno, Jisung, Mark, RenJun
Visualizações 184
Palavras 1.005
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi...

Capítulo 11 - 1O.


"Eu retiro o que disse e retiro todos os pensamentos legais que já tive sobre: festas." 


Renjun estava estressado, novamente pelo mesmo assunto do início, Donghyuck não parava de falar sobre a festa de fim de ano feita pelo namoradinho, Mark, e não, como se não bastasse um falando sobre, Jeno e Jaemin também não calavam a boca sobre, não por ser uma festa de fim ano feita pelo ""rei das festas"" mas sim pelo fato de conseguirem fazer Renjun ir, isso era um grande passo, estavam tão empolgados que mal perceberam o pequeno chinês estressado e sem saco, mas, acontece.

Um dos únicos motivos para manter Renjun de pé, era pensar que, apesar de odiar festas, estar ao lado das pessoas que ama, sem contar estar ao lado dos amigos feitos nas últimas semanas, era ótimo e até que motivador, era como voltar no tempo e ter 10 anos novamente.
Perceber a união e também perceber que tanto os problemas quanto os não problemas, por assim dizer, podem se juntar e se entrelaçar criando um vínculo forte, era um tanto quanto emocionante, já que agora, ninguém dali estava sozinho.

...

– Por que eu tenho que me arrumar tanto pra isso? Eu vou ficar com vocês, não é como se-

– As pessoas se arrumam pra festas, você não sabia? Não só pra chamar atenção, mas pra de empolgar também, Renjun, para de ser chato.

Chenle disse mostrando a língua em seguida.


– Você precisa se animar.

Renjun concordou e voltou a passar a sombra avermelhada nos olhos. Estava até que bem arrumado, de um jeito que nunca se arrumou antes, uma roupa um tanto quanto jovial e aparentemente fácil de ser confundida com a roupa de um adolescente rebelde de um filme clichê, com um boné para trás e uma corrente nas calças, Renjun estava lindo, não só ele como todos os outros meninos - facilmente confundidos com garotos de gangues clichês - típico do novo grupinho.

Os seis meninos, após se arrumarem, pegaram as bicicletas em conjunto e apostaram uma corrida até tal residência, como dito antes, igual garotos de 10 anos.
Assim que chegaram no local, como de esperado, deixaram as bicicletas no quintal e começou: Donghyuck correu para os braços de Mark, Jisung e Chenle foram logo para o meio das pessoas para dançar, enquanto Jaemin, Jeno e Renjun, permaneceram parados em frente a porta.

Como sempre, Renjun não queria decepcionar, até estava com uma esperança no coração e um brilho no olhar, do tipo – Vamos logo fazer isso e não pensar tanto. E de fato, foi o que fez.

Antes de entrarem na tal festa, Renjun beijou os dois meninos e os puxou para dentro.

Ele queria que fosse diferente.
Seria diferente.


Então, em poucos segundos, Renjun sorriu de modo travesso e foi para o meio das pessoas, dançando como nunca havia feito, o que acabou por deixar Jeno e Jaemin em êxtase.

Renjun estava tão lindo, com os lábios entreabertos, a cintura bem marcada pelo cinto e pela blusa, os movimentos graciosos e limpos, já era de se esperar que estivesse chamando atenção de quase todos e não só dos dois namorados, que ao perceberem a situação, entraram na onda do pequeno e passaram a se mover também, causando calor e emoção para os três corações.

We don't have to dance
We don't have to smile

Ele dançou.
Ele sorriu.


Diferente da primeira vez que se encontraram, dessa vez, foram ao quarto fazer algo que pode se dizer ser melhor do que dormir.

Se amaram rudemente entre 4 paredes, até o amanhecer.

Ignorando totalmente o barulho alto da música, os sete meninos, de maneiras diferentes, encontraram diversos modos de se divertirem naquela noite, até o sol raiar.

Jaemin e Jeno, ao acordarem, sorriram como bobos tendo como vista o pequeno Renjun cheio de marcas e arranhões carinhosos pelo corpo, abraçado com o cobertor, mais lindo do que nunca.

– Deixa ele dormindo, vem.

Jeno disse puxando Jaemin para fora do quarto, indo para a cozinha, se surpreendo ao ver a casa limpa.

– Eu mereço créditos por tem limpado tudo isso.

– E você limpou sozinho?

– Quase!

A voz de Chenle ecoou pelos corredores seguindo com a de Jisung, que carregava uma vassoura nas mãos enquanto o outro segurava um saco de lixo.

– Por que estão parados? Façam o café da manhã barra almoço acontecer! Hyuck saiu com Mark comprar refri, vão logo.

Jeno riu, Chenle tinha o jeitinho parecido com Renjun.

E assim permaneceram, arrumando a casa e fazendo comida, até os outros dois chegarem e ajudarem no processo.

13:00.

Renjun acordou um pouco assustado, teria gritado se não reconhecesse o lugar, aquele quarto, foram tantas emoções compartilhadas naquele local que acordou sorrindo feito um tolo.
Vestiu as roupas, admirou as marcas no corpo e desceu para a cozinha, se deparando com olhares para si, alguns fofos e alguns de indignação.

– Eu pensei que você tinha morrido.

– Ya, Lele, vira a boca pra lá!


Eles riram, Jeno se aproximou.

– Não vai fugir da gente agora, né?

– Nunca mais.

Renjun sorriu, abraçando-o e abraçando Jaemin, logo indo comer algo para preencher o vazio no estômago.
Estava tão feliz, poderia explodir.

A visão dos namorados, do irmão, dos amigos, de tudo naquele momento, faria Renjun chorar de felicidade antes de dormir naquele dia, e assim seriam os outros.

É.

Até que dançar não era tão ruim assim.


––––––

Yeyy, acabou! Não que eu esteja feliz por ter acabado mas estou feliz por finalmente sentar e escrever esse capítulo, como eu disse antes, essa foi literalmente minha primeira fic "grande" e eu estou feliz porque até que gostei do resultado, acho que poderia ser melhor porém eu conclui e isso já é bom!! Eu pretendo escrever uma fic Chensung focada mais nos personagens e na história do que na minha visão das coisas, digamos assim, ela vai ser inspirada em Your name, mas enfim, vou começar a postar logo logo.

Agradeço a quem leu até aqui, espero que tenham gostado e até a próxima leitura. ♡


Notas Finais


💌


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...