1. Spirit Fanfics >
  2. We found love >
  3. Apresentações

História We found love - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura S2

Capítulo 2 - Apresentações


Fanfic / Fanfiction We found love - Capítulo 2 - Apresentações

PARK JIMIN, ômega, 20 anos.

Ele era um ômega adorável, de uma beleza invejável e de uma personalidade incrível. Todos os alfas o queriam como ômega, pois para eles, Jimin era o companheiro que todos precisavam, era obediente, educado e nunca iria cometer algo ruim para prejudicar o outro.

Na sociedade, ômegas eram seres inferiores ao alfas e isso gerava várias rebeliões e até um grupo que lutava por direitos do ômega. Por causa de seus pais — Jimin é filho de um ômega e um alfa.— ele não podia fazer parte deste grupo, por ser novo demais e por causa do seu status, mas seus pais o apoiavam dele lutar juntamente com os outros da sua classe.

Chanyeol e Baekhyun era os melhores pais do mundo, sempre tratavam seu filho com muito amor e carinho. Mimavam ele sem parar, o ômega era uma benção para eles. O casal sofreu três abortos espontâneos e mais tarde receberam a notícia de que o ômega Baekhyun estava infértil.

Um ômega que não consegue dar filhotes para seu alfa, era uma vergonha. Significava muitas coisas horríveis, como um ser impuro, uma aberração e o pior de tudo, um ômega descartável. O casal sofreu tanto com as pessoas falando mau deles, que chegaram até ter que ficar algum tempo separados para pensarem se queriam continuar.

Até que um milagre aconteceu e Jimin nasceu perfeito e cheio de saúde. O parto foi muito complicado, mas conseguiram e tiveram o tão sonhado filhote. Jimin cresceu cercado de tudo do bom e do melhor, por seu pai Chanyeol ser um empresário respeitado, o ômega teve tudo o que quisesse, mas isso não o transformou em alguém que acha que é superior a todo mundo. O garoto de cabelos loiros claros, era muito humilde e gostava de ajudar o próximo.

Suas notas eram ótimas, sempre estudou em casa com seus avós, pois ômegas não podiam ir a escola, nem fazer uma faculdade, nem trabalhar em algo respeito. Resumindo não podia fazer nada, além de saber fazer perfeitamente as tarefas de casa e aprender a respeitar e agradar um alfa.

Jimin era muito agradecido de não precisar frequentar um grupo onde ensinam os ômegas a serem ótimos companheiros para seus maridos ou esposas. Ele sabia o que iria aprender lá, e com toda a certeza Jimin nunca iria cumprir o que eles diziam.

Por mais que ele seja novo, Jimin já recebeu propostas de casamento, mas recusou todos. Ele não iria se casar com alguém que só o queria por causa da sua aparência ou status. O ômega queria se casar por amor, com alguém que o ame verdadeiramente. Seus pais respeitaram sua decisão e concordavam, eles não iriam entregar seu único filho para alguém qualquer. O marido dele tinha que ser alguém incrível e que o merecesse.

Jimin gostava muito de ler livros de romance, de beber um quente e amargo café e de comer guloseimas feitas pela sua avó Sohee. Era tão encantador ler, era a o hobbie predileto de Jimin, além de tocar piano. Foi bem complicado encontrar alguém para que ensinasse um ômega a tocar algum instrumento, até conhecerem um dos alfas mais antigos da geração atual e por incrível que pareça, ele defendia os ômegas.

Ainda na sua infância, Jimin se tornou apaixonado por dança contemporânea, conseguiu começar a fazer aulas e se tornou um dos melhores dançarinos de sua pequena escola de ômegas, até ela ser fechada por causa de motivos óbvios. Portanto, Jimin não parou de dançar e começou a aprender sozinho.

O ômega Park era um ser tão adorável, que muitos diziam que ele é um anjo na terra. Claro que ele não era perfeito, mas ele fazia de tudo para conseguir fazer o que era certo, não para deixar os outros admirados e sim deixar eles felizes, especialmente seus pais. Desde pequeno, o casal Park sempre temeu quando o primeiro cio do filho chegasse, e não demorou muito, depois de três dias do aniversario de 16 anos, Jimin ficou no cio.

Chanyeol não queria que seu filho sentisse a dor de passar um cio sozinho, e que ele não tomasse supressores para que evitasse dele ficar estéril, e tentou encontrar alguém para que o ajudasse. Foi uma coisa muito estranha perder a virgindade com alguém desconhecido, por mais que não se lembre de nada. Lee Taemin, era um dos poucos alfas que respeitavam os ômegas e foi o alfa que Jimin perdeu a sua pureza.

No começo foi bem complicado de o loiro aceitar que seu pai havia feito aquilo, de fazer ele se entregar para alguém desconhecido. Porém, ao longo do tempo Jimin começou a perceber o grande alfa que Taemin era, eles chegaram até a namorar, mas terminaram pacificamente e eram se tornaram grandes amigos e se ajudavam nos cios — eles apenas se davam prazer e não sentiam nada além da amizade.

Uma das coisas que ele mais amava era crianças, principalmente bebês. Por seus pais não puderam dar irmãos a eles, Jimin cuidava de bebês da sua vizinhança e de seus amigos quando os pais precisavam. Ele amava ficar brincando com seres tão adoráveis o dia inteiro, até ganhava uma quantia boa de dinheiro para comprar uma casa pequena para poder morar sozinho.

Jimin não queria ser um peso para seus pais e queria ser como os ômegas livres, sendo dependente de si mesmo, se sustentando, mas seus pais negavam o deixar sair de casa. O ômega começou a guardar seu dinheiro para mais em diante morar sozinho e continuava a cuidar de bebês de seus amigos.

Mal ele sabia que através de ser um ômega incrível e que cuidava de bebês, ele iria encontrar um alfa misterioso e que iria despertar o coração precioso de Jimin.


JEON JUNGKOOK, alfa lúpus, 28 anos.

Ser um dos raros alfas lúpus puro, além de ter um corpo e uma aparência invejável era algo que muitos não conseguiam deixar de admirar. Jeon Jungkook odiava quando as pessoas o encaravam e só faltavam se jogarem a sua frente implorando por sua atenção. Uma das coisas que ele odiava era pessoas atiradas.

O alfa era um homem que adorava curtir, beber até ficar inconsciente, ir em festas que acabam as seis da manhã, de transar com com qualquer classe sem compromisso e dessas coisas que o fazem esquecer do inferno que é sua vida. Se tornou CEO da empresa de seu avô muito novo, ele havia feito 18 anos quando foi eleito sucessor de seu avô. Jungkook assumiu como CEO, pois seu avô apenas teve uma filha alfa e na sociedade alfas fêmeas ainda não possuíam o mesmo direito que um alfa macho, porém elas estavam a caminho de serem como eles.

Jungkook era alguém muito ocupado para todo mundo, mas quando havia uma festa rolando, ele largava tudo para curtir com seus amigos. Ele faziam isso escondido para não manchar sua reputação e para não apanhar de sua querida mãe ômega. Não era fácil admirar uma empresa que tem anos de existência, mas Jungkook estava dando conta.

Com 28 anos de idade, o alfa nunca esteve em um relacionamento sério com alguém. Jungkook achava que não existia um ômega que o fizesse sentir as tão famosas sensações de estar apaixonado e ele tinha toda a certeza que o amor não existia e que ômega perfeito também. Então ele ele apenas transava sem compromisso, e deixava para trás ômega, betas e até alguns alfas de coração partido.

Sua vida era incrível, tinha um status respeitado, tudo do bom e do melhor, amigos, ele tinha tudo que muitos queriam. Até que uma surpresa chega até ele.

Foi um grande choque quando o alfa ficou sabendo que havia um filho, e que o ômega que ele engravidou havia escondido a gravidez e falecido algumas semanas depois de ter dado a luz. Jungkook não queria ser pai naquele momento, mas não podia simplesmente abandonar o bebê recém nascido. Além do mais, ele era ocupado com o trabalho e como conseguiria cuidar de um bebê? Ele  não sabia cuidar nem de si mesmo. Por sorte, suas mães o ajudavam, na verdade, era elas que cuidavam do pequeno Wonwoo.

Jungkook nem prestava atenção no filho, só passava no trabalho e em festas. Junghwa e Hyerin tentaram fazer com que o filho fosse um pai responsável e cuidasse de Wonwoo, mas não conseguiram. Foi se cinco meses que elas cuidaram de seu neto com muito amor e carinho, até simplesmente disserem para o filho que não iriam mais cuidar de Wonwoo. Foi quando Jungkook se despertou. 

Cuidar de um bebê não era o forte de Jungkook, ainda mais um bebê que chora o tempo inteiro e isso o irritava. O lobo do moreno as vezes se encantava com o filhote, mas isso não acontecia seguidamente. Por não acompanhar a gravidez, o lobo parecia que não aceitava o filhote, mas quem não aceitava era o próprio Jungkook.

Jeon havia decidido procurar alguém para que cuidasse do seu filho, nem que pudesse gastar uma boa quantia de dinheiro, mas iria encontrar alguém. Várias ômegas se ofereceram para cuidar de Wonwoo, mas Jungkook sabia que elas só queriam ficar perto dele para conseguirem o que quiseram.

Seu avô Jeon Junghyun conversou com o neto, falando que tinha que fazer com que o pequeno Wonwoo tivesse tudo do bom e do melhor, pois ele seria o herdeiro de Jungkook se fosse um alfa e eles  tinham a certeza que Wonwoo era um alfa lúpus como o pai. Então, Jeon notou que seu filho iria passar pelas mesmas coisas que ele passou, por isso tornou a decisão que o bebê precisava de tratamento especial de alguém que fosse o "pai" de Wonwoo por ele.

Seus amigos indicaram um ômega bem conhecido na cidade, que cuidava de bebês da idade de Wonwoo e Jungkook rapidamente entrou em contato com o ômega sem saber que ele estava prestes a conhecer alguém que irá o fazer ser o tão alfa bobo, idiota apaixonado.


Notas Finais


e aí? tudo bem amores? tive que postar hoje pois esqueci de postar este ontem, sorry.

perdoem nosso Kookie, ele irá perceber de como foi horrível com o filho.

não esqueçam de deixar seu voto e de comentar para me incentivar e para ajudar a fanfic crescer.

espero que gostem da fic, a próxima atualização será 20|03|2020.

um beijo da emiih e até a próxima. S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...