1. Spirit Fanfics >
  2. We will be together >
  3. Bowling and drinks

História We will be together - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Olá amores, voltei. Desculpa a demora, apesar da quarenta, os meus dias continuam atarefados.

Enfim, por favor leia as notas finais.

Boa Leitura 🖤

Minha outra fanfic Vmin já terminada: https://www.spiritfanfiction.com/historia/quarantine-19301960

Capítulo 4 - Bowling and drinks


Fanfic / Fanfiction We will be together - Capítulo 4 - Bowling and drinks


ー Boliche? ー Pergunto, após Jimin parar sua moto em frente ao local. Uma casa apenas  para boliche recém inaugurada, e não parece ser um lugar que costuma ficar vazio. 


ー Sim, achei que seria divertido. ーTirou seu capacete, logo fazendo o mesmo com o meu. ーOuvi falarem sobre esse lugar enquanto perambulava pela Universidade. 


Formos revistados por dois seguranças na entrada, quando finalmente passamos pela porta pude ver com mais facilidade o local. Parecia uma balada, havia um barzinho para vários tipos de bebidas, com álcool e sem, música no último volume e claro uma enorme quantidade de pistas de boliche. 

Jimin segurou a minha mão com firmeza, me guiando em meio a multidão de pessoas dançando com suas bebidas nas mãos.


ー Qual bebida você quer? ー Jimin pergunta alto, quase gritando. Então eu percebo que ele estava me arrastando para o bar de bebidas. ー Hoje é por minha conta. ー Sorri. 


ー A-Ah, pode ser só um refrigerante, não costumo beber tanto. ー Digo meio sem graça, realmente não costumava a beber, então não conhecia os tipos de bebidas que haviam. 


ー Refrigerante? ー Jimin rir, debochando. ー Qual é, Taehyung. Relaxa, vamos curtir um pouco hm? ー Coloca sua mão destra em meu ombro. 


ー Tudo bem, pode escolher para mim o mesmo que você então. ー Me rendi, afinal, ele só queria me distrair dos problemas. E nada melhor do que sair e beber com um amigo para isso. 


Já estava no meu quarto copo, e já era o terceiro lance no boliche que eu não acertava nenhum pino. Não sei se é pelo efeito do álcool, ou se sou realmente péssimo nesse jogo. No entanto, estou culpando o álcool. 


Jimin apenas ria da minha cara, ele estava em seu terceiro copo. Parecia bastante sóbrio, talvez fosse mais acostumado com a bebida do que a mim. 


ー Aprenda Tae. ー Disse Jimin, arremessando sua bola, acertando todos os pinos de uma só vez. Aplausos de pessoas que nos assistiam surgiram atrás de nós. ー Viu? 


Apenas dei de ombros, não estava mais me importando com esse jogo idiota. Minha visão já estava turva e minha cabeça mostrava indícios de uma dor de cabeça terrível, já sabia que no outro dia a ressaca seria forte. Foi a primeira vez que tomei essa quantidade.


ー Eu... não ligo. ー Sorri, vendo Jimin se sentar ao meu lado, em um banco que havia ali. ー Preciso vomitar, sabe aonde fica o banheiro? 


Jimin me olhou meio preocupado, ele apenas pegou minha mão e saiu me puxando para algum lugar que suponho ser o banheiro. 


Entramos no banheiro quase vazio, tinha apenas uma garota retocando a maquiagem no espelho. Mas saiu logo, acho que porque ela não queria ficar com dois homens sozinha em um banheiro, e com um deles visível bêbado com indícios de que iria vomitar. 


Entrei em uma cabine, me ajoelhando no piso e logo colocando a bebida para fora. Jimin segunda meu cabelo um pouco grande na testa e sua outra mão alisava minhas costas


ー Nunca mais... eu bebo. ー Digo após dar descarga. 


Jimin sorri, me guiando até a pia. Ligou a torneira e começou a lavar meu rosto. Também molhou a minha nuca e pulsos, disse ele que ajuda. 


ー Vamos para casa, já está ficando tarde e os portões podem se fechar. ー Sorri, mas estava falando sério. Se os portões da Universidade fechar vamos acabar ficando de fora e tendo que dormi na rua. 


Jimin pagou a conta do que bebemos e os petiscos que comemos. Segurou firme em minha cintura, já que eu mau conseguia andar sem tropeçar em meus próprios pés. O ar que antes era abafado, agora estava fresco. O barulho extremamente alto já estava mais distante. 

Já estávamos no local em que Jimin tinha estacionado sua moto, ele colocou seu capacete, logo também colocando um em minha cabeça. 


ー E se eu cair da moto? ー Pergunto, arrancando uma gargalhada de Jimin. 


ー Acho que vou perceber, caso isso aconteça. ー Subiu em sua moto, a ligando. Subi em seguida. Jimin pegou em minhas mãos, me puxando para abraçar a sua cintura. Entrelacei os meus dedos. ー Segura firme, Tae. 


O vento gélido batia em meu rosto. Jimin estava em uma velocidade boa, não tão rápido para que eu não acabasse caindo mas também não tão devagar para que chegassemos a Universidade a tempo. 


. . . 


Meu corpo mole bateu contra o sofá do nosso dormitório, não conseguia mais manter meus olhos abertos. Eu estava cheirando a álcool como nunca cheirei, precisava de um banho. 


ー Precisamos de um banho, principalmente você. ー Disse Jimin, após trancar a porta do dormitório e olhar para mim com as mãos na cintura. 


ー Eu sei. ー Falo baixo, mas o suficiente para ele ouvir. ー Vai primeiro. 


ー Não senhor, você vai primeiro, ou vai acabar dormindo ai no sofá. ー Jimin diz vindo até mim, puxando os meus braços para que eu me sente. Aceito a derrota e uso a pouca força que me resta para ir até o banheiro. ー Qualquer coisa me grita. ー Jimin diz indo para o quarto, enquanto eu já me encontrava fechando a porta do banheiro. 


. . . 


Depois de um banho muito longo, e gelado. Jimin também já havia tomado o seu banho. Eu estava apenas jogado na cama, quase dormindo se não fosse por Jimin dizendo que era para mim tomar um remédio antes de dormi. 


ー Isso deve ajudar. ー Diz Jimin entrando no quarto. Com um copo d'água e um remédio. ー É remédio para ressaca, se tomar amanhã você não deve acorda tão ruim quanto provavelmente acordaria. ー Me entrega. 


ー Obrigado... ー Coloco o remédio na boca, fazendo um careta após sentir seu gosto amargo. Jimin riu da minha reação, tratei de tomar logo o copo com água. 


ー Agora dorme, pois amanhã começa a nossa rotina de sofrimento. ー Jimin  me ajeita na cama, me cobrindo. Apagou a luz do cômodo e se deitou em sua cama que era ao lado da minha. ー Boa noite, baladeiro. 



Escuto sua fala baixinha, logo peguei em um sono pesado e profundo. Totalmente despreocupado do que me espera amanhã. 


Notas Finais


Desculpem o capítulo um pouco curto e a demora, minhas aulas online começaram e estou ficando com pouco tempo livre. 😭

Se cuidem anjos, lavem as mãos toda hora.

Vem muita coisa pela frente ainda, interaja comigo nos comentários!


Minha outra fanfic Vmin já terminada: https://www.spiritfanfiction.com/historia/quarantine-19301960


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...