1. Spirit Fanfics >
  2. Weakness >
  3. Prólogo

História Weakness - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Ya, essa eh a minha primeira fic de Drarry, então estou bem insegura com ela. Decidi postar o prólogo para ver se vocês gostam. Se gostarem eu posto os próximos capítulos, eu provavelmente farei uma short fic, no máximo uns 6 capítulos - chutando bem longe.

Boa leitura meu leões, corvos, cobras e texugos💛

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Weakness - Capítulo 1 - Prólogo

Autora

 

A escola parecia um pandemônio, principalmente a sala onde o cálice de fogo estava. Muitos dos alunos queriam participar das provas, mesmo não tendo a idade estabelecida.

 

Draco olhava para aquilo com tédio, o alfa não entendia o porquê de tanto alvoroço para algo que eles poderiam morrer tentando fazer.

 

- Não vai tentar participar? - Pansy pergunta olhando para o loiro, fazendo-o desviar o olhar do ômega de olhos verdes. Malfoy apenas revira os olhos.

 

- Para mim isso é pura besteira. Um bando de alfas tentando fazer poções e feitiços para envelhecer, apenas para participar de um campeonato onde provavelmente irão morrer. - Draco fala olhando para os Gêmeos Weasley, que haviam tomado uma poção de envelhecimento e acabaram de pular no dentro do ciclo. - Se o meu pai estivesse aqui, seria muito capaz de ele tentar me obrigar a fazer algo para entrar. "Ganhar o torneio tri-bruxo seria uma glória para a família Malfoy." - O lúpus revira os olhos ao ver os Gêmeos brigando entre si pela poção ter dado errado, deixando-os com a aparência de velhos.

 

Antes de saírem da sala, Draco olha uma última vez para o ômega, querendo levá-lo junto para onde for que estejam indo. Blásio aparece assim que os dois alfas saem da sala.

 

- Onde você estava? - Parkinson pergunta ao ver o alfa.

 

- Enfermaria, fui pegar supressores. Aliás, Draco a madame Pomfrey pediu para que você fosse lá pegar os seus, e pelo jeito ela quer conversar com você sobre alguma coisa. - O alfa mais novo suspira mas assente.

 

- Vou ir agora, assim as coisas acabam mais rápido. - Os outros dois alfas assentem. - Podem me esperar no salão comunal. - Assim que o loiro se afasta dos amigos, Potter sai da sala passando por si. Draco não consegue evitar um pequeno sorriso que surgiu em seu rosto.

 

Draco sempre fora apaixonado pelo ômega, mas graças a pressão de seu pai sobre si, ele nunca fora capaz de demonstrar isso ao menor. Lúcio nunca foi um pai exemplar como demonstrava na frente das pessoas, o alfa só presava a imagem da família e faria de tudo para mantê-la. Mesmo que isso significasse ameaçar Narcisa na frente de Draco, Lúcio sabia que Draco amava sua mãe então a usava para chantagear o garoto desde de pequeno, por isso Draco sempre fizera o que lhe fora mandado, mesmo que lhe doesse.

 

Mas quando Sírius contou toda a verdade sobre a morte dos Potter, fazendo Pedro Pettigrew delatar vários comensais -para se diminuir a sua sentença -, Lúcio foi preso. Narcisa só não foi presa porquê não havia nenhuma prova ligando-a as ações do marido.

 

Agora que Draco estava livre de seu pai, ele queria poder finalmente pedir desculpas ao ômega e falar o que sentia, mesmo que não fosse ser correspondido.

 

Draco sente algo se chocar contra o seu corpo, o choque foi tão grande que ele acabou caindo. Quando o alfa olhou para cima percebeu contra o que, melhor dizendo, contra quem havia batido. Harry Potter.

 

O ômega parecia assustado. Malfoy se levanta depressa, tentando manter a postura de esnobe. O alfa arruma as roupas, tirando as sujeiras que poderia ter.

 

- Vê se olha por onde anda, Potter. - Sua voz havia saindo mais ríspida do que esperava e queria.

 

- De-desculpa. - Draco olhou para o mais novo surpreso, Harry nunca pedia desculpas, sempre vinha com alguma alfinetada.

 

- Está tudo bem? - Harry olhou assustado para o alfa, não esperava isso do mais velho. As ações deixaram os dois extremamente confusos.

 

- Aí está você ômega. - Um aluno do Instituto Durmstrang se aproxima antes que Potter pudesse falar algo. Draco vê o ômega estremecer, e agora reparando, ele vê marcas roxas e vermelhas no pescoço do mesmo. O alfa se coloca entre os dois, deixando o ômega atrás de si. - Oh, acho que houve um mal entendido. Eu e esse ômegazinho estávamos nos divertindo. - O alfa fala sorrindo.

 

- Se divertindo tanto que ele fugiu de você. - O lúpus falou debochando. - Vaza daqui cara, você não sabe onde está se metendo. - A voz de Draco era séria, assim como seu semblante.

 

- Nem você. Me dê o ômega e eu saio, sem problema algum. - O alfa tenta alcançar Harry, mas Draco se põe na frente. - Podemos dividi-lo se quiser.

 

- Eu quero que você saia, antes que as coisas piorem para o seu lado. - Harry não esperava isso vindo do alfa loiro, pela primeira vez ele se sentiu protegido, mas infelizmente isso não durou muito. Quando se deu conta, tinha seu pulso segurado pelo alfa de Durmstrang, o aperto foi tão forte que o ômega sentiu sangue escorrer pelo pulso. Aquilo foi a gota d'água para o Loiro.

 

Tudo aconteceu rápido demais para o mais novo entender, Draco estava em cima do outro alfa, seus olhos estavam vermelhos sangue, sua aura estava assustadora. Draco esmurrava o rosto do outro alfa como se fosse matá-lo, e quando o loiro pegou a varinha e a precionou contra o pescoço do outro alfa, Harry temeu que isso realmente fosse acontecer, mas antes que algo pudesse ser feito, Snape e Minerva aparecem e intervém.

 

- Draco Malfoy! O que pensa que está fazendo? - O alfa pergunta assim que tira o loiro de cima do outro alfa, que estava desacordado. - Se acalme. - Snape fala ao ver os olhos do lúpus, que logo voltam à cor normal.

 

- Vão para a enfermaria, depois conversaremos sobre o ocorrido. - Minerva fala severa, Harry e Draco apenas assentem, acompanhando o professor de poções.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fim do prólogo.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, se quiserem a continuação eh só falarem.
E perdoem qualquer erro, não tive tempo de revisar, provavelmente revisarei amanhã.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...