História Weakness - Capítulo 69


Escrita por:

Postado
Categorias Nickelback
Personagens Chad Kroeger, Daniel Adair, Mike Kroeger, Personagens Originais, Ryan Peake
Tags Chad Kroeger, Nickelback, Originais
Visualizações 18
Palavras 1.044
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Sobre esse capítulo,não sei o que falar,só chorar

Capítulo 69 - Pontinho De Luz


Fanfic / Fanfiction Weakness - Capítulo 69 - Pontinho De Luz


Eu fui pra casa desolado,eu simplesmente não consigo pensar em mais nada,a não ser no risco que a Rapha corre com essa cesária,eu sei que é pelo bem do nosso filho,mas eu tenho medo por ele também,ele já tem peso pra sair do hospital,mas é pequeno ainda,a Rapha nem vai poder amamenta-lo,eu estou morrendo de medo,mas também estou ancioso pra ver a carinha do meu pequeno,tenho quase certeza que ele vai ser parecido com a Rapha,não sei porque,mas acho que vai ser parecido com ela haha.
[...]
EU não consegui dormir quase nada,estava super preocupado,não desejo essa situação nem para o meu pior inimigo,é terrível saber que a pessoa que você ama pode partr a qualquer momento,eu sei que a morte é imprevisível,como eu mesmo disse pra Rapha,eu posso cair no banheiro,bater a cabeça e morrer,mas é diferente,ela está doente,ela sabe exatamente do que vai morrer e é praticamente como se soubesse quando,ela está mau e eu estou morrendo de medo.
-ta quase na hora-falei pro Mike
-vai dar tudo certo Chad,seu moleque vai nascer saudável e a Rapha vai sair dessa
-tomara,eu to morrendo de medo 
-Sr Kroeger?-o médico falou 
-sim?
-está tudo pronto,pode me acompanhar 
-claro 
Fomos até a sala de cirurgias,coloquei a roupa necessária e entrei na sala,onde a Rapha já estava recebendo a anestesia:
-oi meu amor-ela falou 
-oi-falei sorrindo 
-está sentido isso Raphaela?-o anestesista falou 
-não 
-ótimo,podemos começar então
-segura a minha mão Chad
-claro meu amor-segurei a mão dela com força e ela estava gelada e tremendo-fica calma meu amor 
-eu te amo muito,meu amor por você vai estar sempre vivo,não importa o que aconteça viu 
-eu também te amo-dei um beijo rápido nela e senti uma sensação estanha quando separei meus lábios dos dela,foi como se essa fosse a ultima vez que eu ia senti-los nos meus.
-vamos começar então-o obstetra falou 
Eles inciaram a cesária e a Rapha estava chorando:
-o que foi?
-eu te amo-elafalou em um sussurro e fechou os olhos 
-Rapha?Raphaela,fala comigo!RAPHA!
Aquele som estridente apitando na sala fez a minha cabeça rodar e tudo apagou a minha volta.
-Chad?-ouvi a voz da  minha mãe-filho?-abri os olhos e vi ela na minha frente 
-RAPHA!-falei levantando
-calma-um enfermeiro me segurou-você está com remédio na veia
-cadê a minha mulher e o meu filho?Eu quero vê-los 
-filho,o bebê ta bem,ta no berçário,logo eles vão traze-lo pra você
-e a Rapha?
-Chad...-o Mike falou 
-cadê a Rapha?-perguntei nervoso 
-calma Sr Kroeger-o enfermeiro falou 
-Chad,fica calmo e me escuta-o Mike falou 
-fala logo porra
-fica calmo filho-minha mãe falou 
-a Rapha não aguentou a cirurgia,nem chegou a ver o bebê
-ela...-o nó na minha garganta não deixou eu terminar de falar,meus olhos queimavam por conta das lágrimas 
-ela morreu-o Mike falou 
-não!Não pode ser verdade,diz que não é verdade,pelo amor de deus-eu liguei o foda-se para a minha armadura indestrutível que eu insisto em usar e chorei desesperadamente 
-calam filho-minha mãe me abraçou 
-mãe,ela morreu-abracei ela com força 
-não fica assim meu filho,ela está livre da dor agora 
-eu não queria que aquele beijo que eu nela na sala de parto fosse o último 
-vai ficar tudo bem filho,você tem que ser forte,agora tem o pequeno,ele vai precisar de você 
-e como ele está?
-ele está bem,é um belo meninograndão,o pediatra disse que vai poder ir embora a noite 
-não tem que ficar mais dias?O Kili ficou três dias
-ficou porque a mãe ficou também
-hm
-quando a sua medicação acabar,vão trazer o bebê para o senhor-o enfermeiro falou 
-e o que tem aqui?
-um calmante
-hm
O remédio terminou,o enfermeiro tirou a agulha do meu braço e saiu do quarto:
-eu vou falar pra todo mundo que você ta bem-o Mike falou 
-ta bom 
Não demorou e bateram na porta:
-posso entrar?-a Teddy falou 
-pode-falei 
-ooh Chad-ela correu pra me abraçar-que porra mano-a voz dela estava embargada
-ela foi embora Teddy-falei abraçando ela 
-eu vou deixar vocês conversando sozinhos-minha mãe falou saindo 
-pediram pra te entregar isso-ela falou me dando cum saquinho com o anel de noivado e a aliança dela 
-obrigado 
-nem vou perguntar como você está,porque eu sei que não está bem 
-eu estou destruído Teddy 
-eu imagino,ela era tão cheia de vida,mesmo tentando lutar bravamente por ela 
-ela era a minha vida 
-agora a sua vida é aquele bebê 
Ela falou e bateram na porta:
-Sr Kroeger,seu bebê-a enfermeira falou trazendo um carrinho com o bebê dentro
-obrigado 
Ela saiu do quarto e eu peguei o pequeno bebê no colo,o Kili nasceu grande,já ele,parece tão frágil:
-oi pequeno-falei
-ele é a cara dela né-a Teddy falou 
-eu sempre soube que seria 
-é a maior lembrança que ela pode deixar pra você 
-meu pequeno Chester,sua mãe ia amar te conhecer,ver como você é parecido com ela-falei passando a mão em seus cabelos bem escuros,ele era cabeludo,muito branco,com os traços da Rapha,mas com os olhos azuis,isso ele puxou do pai-será que eu vou dar conta de cuidar dele sozinho 
-você não vai estar sozinho Chad,eu vou cumprir a minha promessa,eu vou cuidar do pequeno Chaz com você
-Chaz?
-apelido carinhoso haha,se o nome dele for esse por causa do Chester Bennington,ele tinha esse apelido haha 
-é por causa dele sim,um dos grandes ídolos da Rapha
-vai ser bem recebida por ele então
-é...
-hey,eu vou estar do seu lado viu-ela segurou a minha mão-eu e o Kili vamos te dar toda a força que você e o pequeno Chester precisam 
-obrigado Teddy,de verdade 
-se você quiser,eu volto a morar com você,pelo menos enquanto o Chester é muito pequenininho e ainda está recente 
-eu não sei,eu acho que eu quero mudar daquela casa
-não tem importância,eu fico lá com você o tempo que ficar lá,eu te ajudo a procurar uma casa nova 
-obrigado de novo 
-eu sempre vou estar do seu lado-ela falou sorrindo 
-eu sei que vai-sorri também 
-agora eu posso segurar essa coisinha pequena um pouqinho?eu tive um bebêzão,quero ter a sensação de segurar um bebezinho desse tamanho no colo 
-claro-dei o Chester pra ela
-oi Chester,é a tia Teddy haha,ele é lindo Chad
-meu pequeno pontinho de luz-falei sorrindo e lembrando do sorriso da Rapha,eu prometo que vou cuidar dele Rapha,vou ser o melhor pai que alguém pode ter,vou fazer isso por você.
 


Notas Finais


Até o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...