1. Spirit Fanfics >
  2. We'll Be Together >
  3. Good Night, Steven.

História We'll Be Together - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Olá queridas, como vão?

Aqui vai mais um capítulo para vocês! <3

Perdoem-me pelos erros que podem passar despercebidos!

Boa leitura <3

Capítulo 6 - Good Night, Steven.


Fanfic / Fanfiction We'll Be Together - Capítulo 6 - Good Night, Steven.

“Deixou-se então ser guiada por suas mãos habilidosas, fechando os olhos com tranquilidade, ansiando pelo o que viria a seguir.

 

[...]

 Sentiu o hálito quente de Steven acariciar seus lábios numa respiração desregulada e ansiosa, apreciando de sua franjinha levemente bagunçada acariciando a pele suada de sua face. O coração batia acelerado na garganta e um nó embaralhava o estômago de Scarlett. Todos os sentidos alertas, e o formigamento da pele intensificando-se a cada centésimos corridos no tempo.

A boca do rapaz roçou de leve na dela, vibrando ambos os corpos numa energia inexplicável e mágica. No entanto, antes que Steven ao menos conseguisse avançar de vez, algo, ou melhor, alguém, os interrompera de forma abrupta e inesperada, frustrando os jovens que ansiavam por aquele acontecimento.

 - Ei! Steven! Você tem que desmon...– A voz masculina rasgou o clima como um trator, quebrando o contato de suas peles quentes, assustando-os, e levando os mesmos a encararem o homem de cabelos nitidamente tingidos de preto exalando a mais nítida irritação pelos olhos. – Foi mal, cara... Mas você sabe que tem de desmontar a bateria.

 - Tudo bem, eu já vou. – Mesmo totalmente frustrado, Stee não conseguia demonstrar um pingo de alterção na voz, acenando de leve para o amigo que lhe sorria parceiro, novamente pegando as mãos de Scarlett para si, procurando palavras para que talvez... Pudesse se desculpar. Afinal, e se ela não tivesse gostado? E se foi muito invasivo? E se nunca mais falasse com ele novamente? A ansiedade lhe era algo presente, e aquilo o corroía de diversas maneiras.

 Oh! Tão inocente Steven, não fazia ideia de que Scar seria seu porto de segurança?

 - Vamos? – A voz doce da morena dançou em seus ouvidos, harmoniosa, acendendo uma luzinha reluzente no profundo de seu íntimo.

Então não estava chateada? Isso era tão bom! Ferveu por dentro, como se uma fogueira estivesse queimando bem no meio de seu intestino. Foi quando sorriu. Sorriu da forma mais pura que algum ser humano um dia poderia sorrir para alguém. Aquele sorriso que poderia amolecer qualquer coração esculpido em pedra e amenizar qualquer temporal torrencial decaído sobre a terra. Scar então entrelaçou os dedinhos brancos e finos entorno dos dele, destacando as unhas pintadas em vinho escuro sob suas superfícies alvas, puxando-o levemente em direção ao palco desfocado, incentivando-o a ir até lá. 

Caminharam tranquilos até a divisória de cortinas, adentrando devagar o “backstage”, avistando os quatro rapazes desfazendo-se dos acessórios e roupas chamativas, brincando entre si, nem percebendo-os passar por detrás deles, pulando até o tablado de madeira escurecido, sem os focos de luz branca sob eles, engolindo-os nas sombras.

Desfizeram o nó firme de suas mãos, e Steven caminhou até a bateria pequena, iniciando de imediato o processo para a desmontar, enquanto Scarlett o observava, admirada pela facilidade e rapidez na qual fazia aquilo, levando em conta que o instrumento era um dos mais pequenininhos que tinham. A luz fraca que vinha por detrás dos tecidos negros e lisos, iluminava superficialmente o corpo esguio do loiro, que prendia o foco nas caixas, agora soltas, sem perceber que a morena o fitava com um sorriso bobo nos lábios vermelhos vívidos, admirando com carinho cada extensão de sua pele brilhosa.
Sem se dar conta, perdida em pensamentos confusos que tinha sobre Stee, Scarlett nem percebera que o mesmo já havia acabado sua ágil tarefa, e agora chamava-a discretamente, tentando ter sua atenção.

 - Scar? – Indagava, cauteloso, tirando-a do devaneio momentâneo, pegando novamente suas mãos. – Quer conhecer os caras? Ou prefere que te leve para casa?... Já saquei que você não é muito fã desses lugares... – A suavidade de suas palavras, eram tão leves e flutuantes, que a surpreendia por cada segundo passado ao seu lado. A delicadeza e a forma como escolhia minuciosamente as palavras para poder lhe dizer algo, era extremamente extraordinário. Lutou contra a vontade de aceitar seu pedido, e dizer que queria mais do que nunca ir para casa em sua companhia, pois aquela nojeira que já havia visto e presenciado minutos antes por todos aqueles cantos escuros, lhe impulsionara a ir embora o mais rápido possível. Porém, sentia que seria uma tremenda falta de educação recusar o pedido bondoso provindo de Steven, visto o brilho que o mesmo continha naqueles mares azuis.

“Somente por mais alguns minutos Scar... Você pode fazer isso.” – Repetiu para si mesma, mentalmente, inspirando fundo, inalando com desgosto aquele cheiro forte de cigarros e bebidas diversas, que flutuavam pelo ar poluído.

 - Tudo bem, Stee! Só lhe peço que não demore muito, estou com uma dor tremenda nos pés, e gostaria de ir para casa logo. Não se importaria, não é mesmo? – Perguntou, temerosa, receando magoar o loiro, que ao contrário do que pensara, apenas sorriu e acenou, concordando com a cabeça, mostrando-se ser compreensivo.

 - Claro! Vamos lá, irei ser breve, prometo, – Cruzou os próprios dedos e os beijou, encenando uma cena de filme. A morena apenas riu leve, caminhando juntamente ao loiro para fora do palco, percorrendo o mesmo caminho novamente. 

Logo adentraram o salão de dança principal, esquivando-se por entre os corpos dançantes até uma das mesas ao fundo, avistando os quatro rapazes sentados ao redor de uma, com várias bebidas sob a superfície de madeira escura e rachada, rindo de alguma piada interna feita entre eles. Scar sentiu as mãos suarem gélidas, e a tensão lhe dominar num choque. Não gostava de socializar, era péssima nos assuntos atuais, e sempre parecia careta ao falar com aqueles jovens tão modernos e influentes. Pensou seriamente em dar meia volta e sumir dali, mas vendo que era tarde demais para isso, apenas suspirou fundo, e aceitou o vexame que passaria. Tentou lembrar-se das músicas de Bob Marley, e o que faria naquele momento. Seu ídolo já havia lhe ajudado em tantas outras ocasiões, porque naquela seria diferente?

Inspirou, expirou. Três vezes fundo. Fechou e abriu os olhos azuis num piscar, e enfim, estavam de frente para os rapazes, que agora lhe fitavam, no mínimo, curiosos.

Poderia tentar relaxar, se aquelas quatro íris de diferentes cores e completamente julgadoras não estivessem repousadas sobre si, e se suas expressões não demonstrassem certa malícia. Cruzou os braços, apossando-se da postura invejável por tantos anos praticados arduamente de ballet e ergueu ligeiramente o queixo, tentando mostrar-se, ao menos, confiante.

- Pessoal, essa é a Scarlett – Percebendo o clima tenso se formando rápido, logo Steven tratou de intervir. Não queria que seus amigos e Scar se desentendessem. Já não bastava as namoradas implicantes dos outros, agora teria de aguentar mais uma rixa? Não estava afim. – Scar, esses são os rapazes, minha família meio maluca. – Riu baixo, aliviando-se pela morena ter baixado a guarda, e sorrido sincera com o comentário, mostrando sua melhor expressão aos garotos tensos, que também estavam mais “calmos”.

 - É um prazer meninos – Sorriu ainda mais, aproximando-se dos homens, estendendo a mão para cumprimentar um a um. – Vocês são ótimos, irão fazer muito sucesso se continuarem assim. – Disse após cumprimentar Duff, voltando ao lado do loiro baixinho, que encontrava-se alegre ao ver uma pequena confraternização entre os amigos.

 - Fazemos o que podemos. – Slash, o guitarrista de aparência estranha respondia ágil, erguendo os ombros descontraído, arrancando mais um sorriso da morena, que agora soltava-se um pouquinho mais.
No entanto, ainda tinha o desejo incubado de ir embora, e ter um tempo á sós com Steven. Não negava, queria terminar o que haviam começado minutos antes. E seus lábios inchados pelo batom, formigavam por isso.

 - Querem se sentar? Ainda tem espaço, e bebidas! – O loiro alto movia-se para o lado, deixando estofado o suficiente para que os dois se juntassem com eles. E antes de sequer se mover, Stee apenas observou os olhos de Scar, perguntando com as pupilas se era mesmo aquilo que desejava. Vencida pela compaixão, cedeu suas vontades, afirmando positivamente com a cabeça, tomando lugar ao lado do loirinho, que prendia suas mãos num aperto discreto.

O desconforto de Scarlett era notório, pois ainda não conseguia se enturmar naquele ambiente tão incomum para si mesma, e o silêncio matador que pairava naquela mesa, prensava seu peito numa agonia constante e massacrante, assim como se tivesse uma bigorna sobre seus ombros.
A sensação de ter todos os olhares voltados para seu corpo era tremendamente horrível, e a tensão presente entre os cinco jovens era quase palpável

Foi quando avistou um homem qualquer passar em sua frente com uma camiseta dos Los Angeles Lakers, fazendo a garota revirar os orbes e bufar. 

Sem conseguir se conter, soltou uma frase que nenhum dos garotos esperaria ouvir nauqela noite.

 - Qual é? Os Lakers? Todo mundo sabe que o garoto prodígio dos Chicago Bulls vai ser uma estrela! Que cara mané! – Cruzou os braços e recostou por completo no estofado, tendo uma expressão de indignação pintada na face retorcida, sem ao menos perceber que tinha olhares ainda mais confusos sobre si. Levantou os olhos celestes na direção dos garotos, que ainda a fitavam estranhos, franzindo o cenho com força, passeando suas íris claras por cada rosto voltado em sua direção. – O que? Vocês não concordam?

 Os rapazes se entreolharam, atônitos pelas palavras da vindas da morena. Afinal, não era normal que as mulheres que se juntavam a eles, acompanhassem os esportes. 

De onde haveria saído aquela peça rara?

 - Você acompanha a NBA? – O vocalista de cabelos ruivos tomava a frente das perguntas óbvias e sem sentido, arqueando as sobrancelhas vermelhas, ainda duvidando do fato dito por ela, pensando que a garota estava somente querendo chamar a atenção.

Oh, e como estava enganado.

 - É claro! Não há um jogo qual eu não assista. – Deu de ombros, fitando Stee, que prendia os olhos aos seus, com a boca entreaberta num "O" perfeito.

 - E não torce para o time de Los Angeles? – O deboche no tom de voz grosso do homem irritou Scarlett, que já sacando o que o mesmo quis dizer, apenas decidiu entrar em seu joguinho estúpido, pronta para o massacrar assim que fosse preciso.

 - Não. – Respondeu, como se fosse óbvio.

 - Ei, Dude, eu torço para o time de Seattle e moro em Los Angeles, não vejo porque dessa desconfiança toda. – O baixista se colocava no meio da conversa, olhando para Scar, que o retribuía com um meio sorriso sincero.

 - Você nasceu em Seattle, otário. – O homem de cabelos cor de cobre retrucava convencido, mas ainda sem abalar a pose do amigo. – Qual é, o Bulls? Os caras não ganhavam nada até alguns anos atrás, nunca serão os melhores. Afinal, qual é o nome do garoto sensação que a dona sabe tudo de esportes falou? – Convicto de que a morena não lhe responderia, apenas lançou a pergunta no ar, surpreendendo-se quando ouvi-a começar a dizer.

 - Michael Jordan. Entrou no Bulls em oitenta e quatro, e está fazendo o time chegar ao topo. Se você ainda não os viu na TV, me perdoe, mas quem não sabe nada de esportes, é você. – Sem dizer mais nada, apenas agarrou uma garrafa de vodka da mesa, levando-a até a boca com sede, contendo um sorrisinho convencido nos lábios pintados.

 - Cara, eu adorei essa garota. – Slash então disse risonho, levantando as mãos para Stevie, batendo-as no ar. Scar sorriu largo, deixando a tensão se dissipar. Afinal, não seria tão ruim passar a noite com aqueles rapazes, não é mesmo?

 

[...]

 A pequena discussão de horas atrás já havia sido esquecida, e agora os seis “amigos” conversavam sobre vários assuntos inusitados, perdendo-se na linha do tempo, adentrando a madrugada de cabeça, ingressando numa noite agradável em todos os sentidos.

Steven e Scar não procuravam esconder o afeto que tinham um para com o outro, e parte dessa ousadia era por conta do álcool corrente nas veias, encorajando-os a ficarem juntos e em algumas maiorias, abraçados. Carícias e elogios eram o que não lhe faltavam, e não puderam escapar dos olhares desconfiados dos amigos, já altos de bebidas. Era uma noite divertida, não podia negar. E diante de todas aquelas  "adoráveis" circunstâncias, pegava-se pensando: Será que tudo aquilo realmente era nojento? Ou sua opinião precipitada era somente uma lente suja que Elizabeth havia colocado sobre seus olhos? Talvez pudesse ser isso.
Mas naquele momento, não pensava a respeito. Somente queria ir pra casa, e talvez atracar-se a Steven sem pensar no maldito amanhã. O teor alcóolico meramente alto que lhe era solto nas correntes sanguíneas, alimentavam essa ideia maluca, e não sabia se responder aqueles pensamentos, seria uma boa ideia.

Os ponteiros do relógio marcavam quatro e meia da manhã, e somente aqueles seis jovens haviam restado no estabelecimento, fazendo o dono do lugar se estressar como nunca, fazendo-o a caminhar feroz até a mesa de amigos, esfumaçando pelas ventas. Afinal, tinha de descansar, e aqueles importunos  impediam de o fazer.

 - Ei! Sinto em atrapalhar, mas os bonitos têm que ir embora! – Enfiando-se na conversa de supetão, o homem baixinho e careca encarava-os sério, cruzando os braços cabeludos e batendo a sola do pé freneticamente no assoalho. – E tratem de pagar o que estão devendo!

 Entreolharam-se, com a preocupação estampadas nas faces. Afinal, como iriam pagar pelas diversas bebidas ingeridas, sendo que o cachê mal cobria as dívidas da casa?

Percebendo o desespero no rosto dos garotos, Scarlett apenas enfiou a mão no bolso, destinada a gastar seus últimos dólares com aqueles rapazes.

 - Quanto deu? – Abrindo a carteira de cor marrom, retirava o dinheiro da mesma, sendo observada pelos garotos imprudentes, que se sentiam mal por deixa-la pagar por suas despesas, tendo em vista que foi a que menos bebera naquela noite.

 - Cinquenta. – Retirando o último pedaço de papel verde do objeto, entregava-o ao dono, levantando-se com cuidado, chamando-os para fora, enquanto Steven carregava a bateria na mochila, e os restantes agarravam os próprios instrumentos, seguindo cambaleantes até a porta frontal, expondo os corpos para a brisa frígida da madrugada.

 Aos poucos, se afastavam do local, movimentando-se como zumbis pelas calçadas totalmente vazias, exceto por aqueles bêbados caídos no solo. Infelizes. 

Scar agarrou as mãos de Stee, trazendo-o para mais perto, observando os quatro rapazes conversarem aleatoriamente entre si, ficando um pouco para trás, recostoou a cabeça sobre o peito aconchegante do loiro, que passava o braço ao redor de sua nuca sobrecarregada pela noite extensa.

 - Está cansada? – A voz doce do garoto adentrou seus ouvidos, e logo sorriu, fechando os olhos devagar.

 - Exausta. – Muxoxou, ainda com a cabeça prensada sob seu tronco.

 - Já estamos chegando. – Apertou sua mão grande no ombro da garota, sufocando-a ainda mais em si.

 Depois do que foram vários minutos extremamente longos e desastrosos, levando em conta que Slash havia parado para vomitar duas vezes, enfim chegaram até o prédio de Scar, que praticamente se arrastava no colo de Steven, murmurando palavras sem sentido e nexo, quase dormindo nos braços compridos do baterista. Todos estavam caindo de cansados, acendendo o lado emocional de Scar, que se desvencilhando do aperto de Steven, caminhou até a entrada do edifício, parando entre as colunas de concreto.

 - Vocês não irão vir? – Falando como se fosse algo óbvio, repousava uma das mãos sobre a cintura, esperando que algum daqueles bebuns reagissem a sua pergunta.

 - Vamos para onde? – Duff continha a voz arrastada, e mal conseguia parar com os olhos abertos. Assim como todos os outros.

 - Se pensam que vão para casa nessa situação, estão plenamente enganados. – Retrucava, decisiva, não abrindo mais espaços para discussões. – Querendo ou não, ainda sou a mais sóbria aqui, e vocês irão me obedecer. – Sem pestanejar, obrigou-os a se arrastarem até a entrada, flutuando como fantasmas pela portaria, onde o senhorzinho de plantão lia um livro qualquer. Ao perceber o movimento, o homem de cabelos grisalhos e gordinho, arregalou os olhos, fitando aqueles cinco jovens com instrumentos nas costas e expressões embriagadas com pavor. Scar apenas sorriu amarelo, acenando para o velhinho, que com muita dificuldade, retribuiu. – Olá, Senhor Harrinson! – Sem esperar pela resposta, empurrou os corpos molengas até a escada, evitando o olhar julgador do senhor de idade.

Esbarrando pelas paredes, conseguiram enfim chegar até o apartamento de Scarlett, adentrando o mesmo com tamanho receio. Tal que de nada adiantou, quando o moreno de cabelos cacheados esbarrou em um dos vasos do local, despedaçando-o por completo no chão.

 - Porra! – Balbuciou baixo, escondendo-se atrás dos cabelos, escapando dos olhares furiosos que vinham dos colegas. 

Scar apenas riu, e continuou guiando-os até a sala, onde deixaram os instrumentos num canto qualquer.

Caminhando até o interruptor, acendeu as luzes locais, iluminando todo o ambiente, enquanto observava aquelas cinco aberrações paradas como estátuas em sua sala de estar.

 “Elizabeth morreria” – Pensou consigo mesma, rindo discreta, enquanto retirava os coturnos e largava-os de qualquer modo no assoalho.

 - Bom, eu tenho umas cobertas extras no ámario, acho que dá para forrar o chão... Mas não sei se serão suficiente para cobrir vocês todos... – Alisou a face branca com cuidado, encarando as carinhas cansadas dos rapazes, sorrindo internamente com a cena.

 - Tudo bem, Scar. Somente pelo fato de nos deixar passar a noite aqui já nos é suficiente. – Steven logo respondeu, deixando a mochila com o instrumento num canto, ajudando os amigos a se situarem. 

A morena acenou com a cabeça, indo até o quarto e retirando algumas cobertas do armário. Estendeu-as no chão frio da sala, deixando que os rapazes tivessem um pouco de privacidade, dirigindo-se até o quarto novamente, fechando a porta, e enfim, jogando-se no colchão macio.

Retirou as peças de roupa, ficando apenas com os tecidos íntimos, caminhando dificultosa até o banheiro, louca para poder tomar um banho, e então livrar-se da crosta de cansaço que envolvia seu corpo como um casulo. Adentrou o box transparente, jogando as peças delicadas no cesto de roupas sujas, ligando a água quente, deixando-a escorrer por sua pele suada, aliviando-se de imediato.

Não demorou para que saísse enrolada no tecido felpudo da toalha branca, abrindo o guarda roupa, retirando seu pijama e vestindo-o rápido. E antes de deitar-se, abriu lentamente a porta, observando os quatro rapazes dormindo profundamente, um ao lado do outro, exceto por um. Este mesmo que estava terminando de arrumar os instrumentos dos colegas de banda, não querendo bagunçar nada daquele impecável apartamento.

A morena pigarreou fraco, chamando a atenção do loiro, que abriu um lindo sorriso ao vê-la. Sem nada dizer, apenas o chamou com o indicador direito, incitando-o a vir aonde estava.

Sem hesitar, Steven caminhou com passos de felino até a garota que sorria sapeca. 

Estando já perto o suficiente de seu corpo, Scarlett somente puxou sua jaqueta de couro surrada pelo colarinho, selando seus lábios num contato rápido e não satisfatório, porém, o único que podiam ter naquele momento. Separando-se de sua carne macia e rosada, sussurrou rouca em seu ouvido, extasiando o corpo levemente embriagado do homem:

 - Boa noite, Steven. – Manhosa, adentrou o quarto novamente, sentindo-se a garota mais má existente naquele mundo. Deixando um Steven paralisado na porta, ainda atônito para com a situação.

Tocou suavemente os lábios, deixando-os formigar intensamente, sorrindo bobo, e logo acomodando-se ao lado de Axl, permitindo que o sono aos poucos lhe pegasse.


Notas Finais


Novamente, perdoem-me pelos erros!

<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...