1. Spirit Fanfics >
  2. WELL EDUCATED - Jeon Jungkook - BTS >
  3. SETE

História WELL EDUCATED - Jeon Jungkook - BTS - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - SETE


Fanfic / Fanfiction WELL EDUCATED - Jeon Jungkook - BTS - Capítulo 7 - SETE

E lá estava eu novamente pensativa jogada no gramado do jardim escolar em plena manhã. Eu estava sim com medo. Medo de nada ser como antes. Medo de sentir culpa apesar de tudo. Medo de não ser aceita como antes por meus erros. Medo de não me encaixar novamente com Jungkook como antes. Medo de falar com ele. Medo de chegar perto dele. Medo de contar que aquela garotinha de anos atrás estava a sua frente.

- Sn? - Alguém tampa a luz do sol que refletia em minha face. Era Junghyun. - O que faz aqui tão cedo? - Senta ao meu lado. Me ajeito com dorme o mesmo estava.

- Eu não consegui dormir direito a noite.... - Sorrio fraco. O mesmo abaixa a cabeça e solta uma risada. Que risada mais linda. 

- Que pena. Você está bem? - Fico calada não entendendo ao que se referia exatamente. - Me refiro à ontem.... você saiu e não voltou mais... Só te vi à noite. 

- Você com certeza não estava me vendo direto. - Solto uma risada. Os bêbados costumam ficar com a visão embasada.  

- Tem razão... porém sentia seu doce perfume... - Sorrio e o mesmo retribui. - Sn... - Segura minha mão e o olho nos olhos. - Você é Sn SS (seu sobrenome) ? - Tiro minha mão que se encontrava atrás do mesmo. - Sn percebi suas intenções ao fazer aquela pergunta. Apesar de eu ter bebido sabia o que queria.... quem mais teria interesse no passado do outro se não tivesse um motivo....

- Francamente. - Dizia entre risadas. Na verdade eu estava extremamente nervosa.

- Você é a velha amiga de meu irmão não é? 

- Eu..... Eu não tenho certeza... - Abaixo a cabeça e sinto apenas o abraço do mesmo.

- Que bom que está bem... - Sorria separando o abraço. - Você era a única amiga brasileira que ele tinha .. É explícito que seja você! - Sorri segurando minhas mãos. - Jungkook ficará super feliz! Devemos contar!

- Não! - Ele me olha desentendido. - Não podemos.... 

- Mas... Por que não?

- Eu... Só não estou preparada para isso... Eu preciso de um tempo....

- Sn é seu melhor amigo!

- Eu sei mas tem que entender meu lado! - Levanto e o mesmo tbm.

- Eu entendo.... - Suspira um pouco chateado. Realmente o tratei de forma grosseira. - Fico feliz por ser você .... - Sorri segurando novamente minhas mãos. Não me lembrava de Jungkook ter um irmão. Porém a única vez que nos vimos ele foi muito carinhoso. E prossegue assim.

- Cof. Cof. - Jungkook se aproximava de nós com uma cara séria. - Tá tudo bem por aqui? - Observa nossas mãos juntas e separo.

- Está tudo ótimo irmão... - Sorri pra mim.

- Aconteceu algo? 

- Nada que tenha que se preocupar... - Sorrio fraco. - Bem, irei andar um pouco...

- Posso lhe acompanhar se quiser...

- Eu quero andar sozinha... - Sorri fraco novamente. - Até mais ver. - Me curvo um pouco e saio. 

Novamente me encontrava sozinha, como sempre pensativa. O medo de ele saber tudo me dominava por completo. Por mim ele nunca saberia. Porém lá no fundo diz que isso não é o certo. O contorno dos olhos daquele garoto,as visões que tenho dele. Eu simplesmente acho que preciso de um minuto. Para descobrir o que é, e o que não é. Essas escolhas e vozes estão todas na minha cabeça. Esses pesamentos fazem me sentir louca. Às vezes eu juro que acho que Jeon Jungkook pode me odiar, sim. Caso eu não conte o quanto antes. Não posso permanescer na sombra do silêncio enquanto ele ainda está com esperanças. Não posso fugir para sempre. Eu preciso andar. Eu preciso sair dessa sombra. Porque eu preciso saber. 

- Paro a frente a uma janela onde eu poderia me ver em um reflexo com opacidade. -Quem é você? Por que você não é a garotinha pela qual não se preocupava com nada? Por que não vive sua vida tranquilamente? Porque algo mudou, você não é a mesma, eu odeio isso... Ah, eu sei que você não é ela, você não é aquela garotinha de anos atrás....

Sinto-me hipnotizada pelas palavras que eu me disse. Eu apenas fico na minha cabeça. Quando a manhã chega, você ainda está na minha mente.  Mas está tão, tão fria.  Porque você não é a garota pela qual sorria a todos os momentos ao lado de seu melhor amigo. Preciso acabar com isso. Preciso acabar com esse sentimentos. Com esses pesadelos. Eu estou ficando louca. Preciso lutar para não afundar nas tristeza da depressão. Preciso contar aos meus pais toda a verdade. Que sua filha não esqueceu nada. Mas que está melhor. É isso. Eu deveria estar sorrindo. Estou perto de meu velho amigo. Talvez ele nem esteja preocupado com a minha existência. O que não reclamo. Porém. Quero voltar com aquela velha garotinha. 


7:00 AM (Refeitório)


De longe avistava Jeon Jungkook, Park Jimin e Jeon Junghyun sentados a mesa saboreando o café da manhã. É aí que vejo todas aquelas outras pessoas. 

"Calma, está tudo bem, não se desespere..."

Sinto braços se envolvendo no meu de cada lado. Eram novamente aquelas dançarinas. Novamente me ajudando.

- Tá tudo bem amiga. - Lalisa sorria. E logo retribuo. Lalisa e Jennie entrelaçam suas mãos nas minhas enquanto Jisoo e Rosé estavam a nossa frente. 

- Relaxa... Olha são só pessoas... adolescentes! - Olho para todos. - Olha fecha os olhos, suspira fundo... E solta! - Faço o que a mesma pede. - Eu sou a Rosé, essas são Lalisa e Jennie e Jisoo claro. E somos sua amiga! E estamos aqui pra te fazer superar essa! - Solto uma risada. Ela falava de uma forma engraçada. Como se eu estivesse esquecendo de tudo. Ou na verdade só estivesse focando nas pessoas.

- Isso é só sua mente... coloca nela que sao apenas pessoas comuns, felizes, brincando! - Sorri. Jisoo tinha razão isso era minha mente.

- Tudo bem... - Sorrio. - Só são . .. pessoas... - Repito isso mentalmente. 

- Vamo tomar café? - Assinto. Eu preciso superar a fobia social. Eu preciso me juntar mais as pessoas. E não ficar sozinha a todo momento. Preciso trazer aquela garotinha sem problemas alguns. Pegamos nossas bandejas e sentamos em uma mesa vazia. - Então como está depois de ontem? - Jennie levava um pão de mel a boca  

- Eu não bebi muito então eu estava bem... - Sorrio. 

- Os meninos pegaram pesado nos desafios e perguntas a você? - Jisoo bebê seu suco de morango.

- Na verdade... foram de boa. Apesar de com certeza eles não gostarem muito de mim. E confesso que também não gosto muito deles. - Rimos.

- Eles são assim mesmo. Quando eu cheguei eles não foram com minha cara porque joguem uma carne crua no uniforme deles! - Rimos mais. Que situação. Lalisa é realmente engraçada. 

- Depois disso eles se deram bem! - Rosé fala. Ouvimos um barulho da porta sendo aberta brutalmente. - Xiii - As meninas chegam perto de mim para cuchicharem. - Aqueles são os que se acham donos de tudo. Eles já humilharam muito os garotos principalmente Jackson, Mark e Bambam. Sempre fazem isso! 

- Eles já encheram com os "nerds"? - Faço aspas.

- Bem, eles não mechem com Jungkook, Jimin e Junghyun porque eles não têm motivos para mecherem com eles! - Lalisa sussurrava. Eu poderia parescer uma pessoa calma e gentiu. Porém na verdade eu era agressiva. Minha mãe não gostava disso então eu nem se quer falava nada. Nem fazia nada por ela. Só por ela. Mas tem tudo um limite.

- Tirando eles. Esses brutamontes se acham os mais fortes. De certo todos tem medo deles. E fazem o que eles pedem. O chefe da gangue é o cheinho ele é filho do diretor. E ela não sabe de nada dele. - Jennie fala.

- Também. Eles agem como santos na frente dele. - Jisoo revirava os olhos. - E lá vão eles mecher com quem tá quieto. - Observamos os 6 garotos irem até a mesa de Jackson, Mark e Bambam que suspiram fundo. O chefe bate na mesa deles assustando todos. Realmente ele se achava apenas por ser filho do diretor?

- Onde está o meu dinheiro? - Sua voz ela forte. E forçada.

- Eu já falei que você já levou todo o dinheiro que eu tinha... - Mark falava calmo e o mesmo segura na argola do mesmo o fazendo levantar. 

- Você deve ter dinheiro quando eu quiser! - Sinceramente aquilo me ferveu. Ninguém pode mecher com eles além de mim! Em um piscar de olhos bato na mesa ali e os mesmo me olham. Percebo Jungkook junto aos outros dois levantarem preocupados com caras de o que eu estava fazendo. As meninas se assustam por em um piscar de olhos eu me encontrar ali.

- Querer não é poder meu amigo... - Falava sentada na mesa.

- Quem é você? - Ele ri debochado.

- Não sou ninguém pra você. Porém posso ser seu pior pesadelo se não soltar esse garoto agora.

- Sn não precisa fazer isso... - Jackson sussurra mas ignoro.

- Isso é uma ameaça? - solta Mark e vem a atenção a mim. 

- Isso é um aviso... - O mesmo ri junto a seus amigos. Naquela altura do campeonato. Hyuna, Hwasa, Wheein, Lisa, Rosé, Jisoo, Jennie, Jimin, Junghyun, Jungkook, Jackson, Bambam e Mark estavam dispostos a me salvar de qualquer coisa. Eu ficava feliz por estarem preocupados. Sou grata por esses amigos. - Você não passa de um garoto que se acha por ser o filhinho do diretor. Porém ele não sabe disso que faz. Mas pode saber. - Os mesmos param de rir. Me fazendo rir.

- Você não se intrometa...

- Se não o que? Vai me bater? - Ri. - De onde venho.... tem muita agressão.... acha que tenho medo de você?

- Deveria ter! - Se ergue tentando me causar medo.

- Caras como você não ter medo de avisos... Que tal eu chamar sua mãe? - Ergo meu celular e o mesmo o pega. 

- Que celular estranho. - Ri.

- Isso não é um celular. Abrao.... verá seu pior pesadelo.... - assim que o mesmo abre um espelho se encontrava ali. E eu logo aparesço atrás do mesmo como vento o fazendo se assustar. - está vendo? O monstro.... É como as pessoas te veem assim... essa é a imagem que quer ter pelo resto da sua vida? 

- EU NÃO SOU UM MONSTRO!

- Não se preocupe... Eu tbm sou. Porém sou pior que você... acredite.... tenho amigos sombrios... - Sussurro.

- S-sombrios? - Engole seco. Eu logo olho para o chão. E ele entende o recado. 

- Eles disseram que se não devolver o dinheiro do garoto eles te visitam a noite... - Sussurro em seu ouvido.

- Toma! - Tira grana de seu bolso o dando.

- Tudo certo? - Mark assente. - ii olha... ele está do seu lado! - O mesmo olha para o lado e corre. Todos ali já estavam as risadas e os conhecidos se aproximam.

- Amiga? - Hyuna ri. - Mandou bem!

- Valeu... - Mark agradescia. Tocamos as mãos sorrindo.

- Realmente tem amigos sombrios? - Jisoo ri.

- Não... garotos como eles sempre tem medo de algo. 

- O que fez foi arriscado... - Jungkook se aproximava com as mãos nos bolsos.

- O que eu fiz foi o que alguém poderia ter feito...

- O que? Assustado eles dizendo que conhecia amigos sombrios? - Eu rio. A preocupação dele continua ignorante como meu velho amigo. Não custava ouvir um "idiota" desse garoto quase certinho.

- Não... em enfrenta-lo.... - Me aproximo. - não teve coragem... tem quem tenha!

- Idiota. - Revira os olhos. Bingo! Tão lindo. O que está acontecendo com você Sn? Você não pode estar apaixonada depois de saber que ele é seu amigo!

- Vamos terminar o café juntos? 

- Na verdade Bambi. Eu preciso falar com aquele garoto... não quero que ele fique pertubado.... aliás ele é um ser humano!  

- Entendo mas... Bambi? 

- Apelido! Se acostume! - Saio dali. - Você está de volta pequena Sn... - Sussurro.







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...