História Wench || Jung Hoseok - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Hoseok, Shortfic, Você
Visualizações 163
Palavras 1.116
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - Our trip



(S/N) POINT OF VIEW


"Estou agindo como uma idiota. — Suspirou.
"Tão insegura. — Jullie comentou.
"Tudo bem (S/A),todos nós se sentimos insegura em algum momentos em nossas vidas.— Beijou o topo da minha testa. Hoseok era carinhoso em todas as formas possíveis. 


Caminhamos até a sala, — Hyeon ainda se encontrava aqui. — Suspirei, tentando me segurar.


“Vem ficar comigo, (S/N) jamais irá fazê-lo feliz. É uma prostituta, uma perdida na vida.— Disse a própria.

“Retire-se daqui, Hyeon. — Ditou Hoseok.

“Vamos ser sinceros, verdadeiros. — Se aproximou. — Ficará mesmo que se entregou por vários homens.

“Garota, cala-se! — Exclamou.

“A verdade dói, existe aquele pequeno ditado. — Debochou. — Todos sabemos que você apenas quer o dinheiro, o sucesso em mãos. — Sorriu sarcástica. — Não seja tão burra (S/N), Hoseok é um empresário você, uma prostituta.

“Hyeon, venha comigo. — Jeongguk disse, puxando-a nos braços.

“Estou grávida. — Reclamou. — Tenha mais delicadeza.

“Sai daqui, estou me controlando. E sinceramente, minha vontade é de quebrar essa sua cara cínica.


“(S/A), não acredite naquelas falsas palavras. — Hope pronunciou afastando os meus cabelos para o lado. — Seus lábios estavam distribuindo beijos pelo meu pescoço.


Envolvi meus braços, na direção do seu ombro. — Nossos corpos estavam juntos, um abraço quente, era um conforto para mim.


“Eu sei que ela está querendo me provocar, mas não irá conseguir. — Sussurrei.

“Boa garota. — Riu. — Eu só tenho olhos para você, não me importa o seu passado, você é minha, completamente. — Suas mãos pousaram na minha cintura, e selou meus lábios nos deles.



                       (•••)


Sentei-me sobre o sofá, naquela tarde de domingo. As malas estavam prontas, partimos amanhã às 5:30. Será como relembrar do passado novamente, e de alguma forma eu quero conhecê-los. E ter a oportunidade de ter um pai, uma mãe.

Chung cutucou-me com aquela carinha que me encantou, — peguei-o nos braços fazendo-o sorrir sem mostrar seus.


“Mamãe disse algumas coisas sobre você, mas eu não acredito. — Ditou baixinho.

“Oh, meu anjo, isso é bobagem. — Sorri. — Nada que ela disser mudará relacionamento, você é como um filho para mim.

“E você, como uma mamãe pra mim. — Sorriu abertamente, e me abraçou.



Quando Hoseok chegou, Chung pelo nos braços do papai. — Caíram pelo tapete vermelho, observei aquelas cena, tão engraçada, mas eu vejo o quanto eles eram felizes.


“O papai irá viajar? — Ele perguntou.

“Voltaremos logo, pequeno. — Sorriu.

“Ta bom, papai.


Aproveitei que Chung brincava com seu Appa, e subi até o segundo andar. — Lá me despi, a água estava quentinha, do modo que eu gostava. Fechei os meus olhos, relaxando meu corpo outra vez.


Me assustei ao sentir duas mãos sobre meu ombro, — minha respiração acelerou de uma forma inexplicável.

Virei meu rosto, tendo-o em minhas vistas. Jung Hoseok estava diante de mim, totalmente desnudo.


“Atrapalho? — Questionou sentando ao meu lado.

“Jamais. — Sorri. — Ele pegou a esponja, e começou a passar pela minha costas.



As suas mãos rodearam o meu corpo desnudo em sua face. — Gemi baixinho, ao sentir aquelas mãos massageando meus seios.


“Hoseok, — sussurrei.

“Você quer, eu sei. — ele se afastou, e fez sinal com o dedo para que eu sentasse em seu membro.


                            ××××



Meus seios balançavam conforme eu cavalgava, o som das águas eram ouvidas, com ela os nossos gemidos.

Estávamos fazendo uma loucura naquela banheira, — remexi meu quadril lentamente sentindo meu líquido se escorrer sobre nossas corpos.



(•••)



Hope carregou-me cuidadosamente caminhou até a nossa cama, — ele entregou-me minhas peças íntimas com ela um vestido solto rosinha.




    Chung brincava com seu carrinho, porém estava tarde para o menor. Eram exatamente 22:30.


“Está na hora de dormir. — Falei.

“Conte-me uma história primeiro. — Falou sorrindo deixando o carrinho de lado.

"Claro.


Deitei ao seu lado, contei uma história de uma linda e jovem moça. Que encontrou um amor, apesar dos momentos difíceis que passou.


JEON JUNGKOOK POINT OF VIEW


“Não cansa de se humilhar? — Questionou. — Estávamos em um restaurante, eu precisava bater um papo com a mesma.

“Estou lutando pela guarda do meu filho. — Disse. —  Do nosso filho, que você não se importa.

“Eu nunca soube dessa criança, e você veio me dizer depois de anos.

“Mas poderá amá-lo. Poderá aprender, Hoseok não é o pai, mas você é. Ajude-me a resgatar o nosso filho. — Ditou.

‘Eu não posso ajudá-la.

“Não negue esse pedido, estou sozinha.

“Você quis assim. — Levantei-me. — Com licença.

“Jeon Jungkook, não faz isso comigo. — Exclamou. — Pense em nosso filho.

“Ele está bem com Hoseok.


Adentrei em um táxi, ouvindo seus xingamentos em público. — Eu mudei, e você também pode mudar.


×××



“Você conversou com ela? — Jullie perguntou.

“Sim, não está sendo tão fácil convencê-la. É complicado.

“Quem sabe essa gravidez seja um novo recomeço para ela. — Sorriu.

“Aguardaremos por esse milagre.


HYEON  POINT OF VIEW

Tentarei manter a calma. — Jeongguk basicamente me deixou, mas ele era apenas mais um. Jung Hoseok tem dinheiro, será papai em breve, não pode me deixar para ficar com uma prostituta.

Peguei alguns comprimidos e ingerir em minha boca, a dor de cabeça é insuportável. Mas tenho que me manter forte, troquei de roupa, colocando uma mais confortável. Estou indo para o seu antigo trabalho.


O local estava movimentado, as mulheres dançando com pequenas peças de roupas, estavam praticamente desnudas. — percebi que um loiro, olhava-me. Caminhei em sua direção como se não quisesse nada.


“Você deve ser o famoso Park Jimin. — Comentei.

   “E você certamente é a Hyeon. — Pronunciou. — Esse não é um lugar para grávidas.

  “Então venha comigo. — Falei.

  “Okay.


Entramos em meu carro,  — o motorista nos levou até uma pracinha sem movimento.


“O que você quer comigo garota? — Questionou o menor.

    ‘Você conhece (S/N), a ex prostituta?

    “A mesma tem nome.

    “Isso não importa no momento, agora diga-me uma coisa. Você à ama? — Perguntei-lhe.

  “É uma grande amiga.

  “Não foi isso que perguntei.

  “Eu à amo como amiga, já me apaixonei

pela mesma, mas passou. Eu percebi que seremos apenas bons amigos.

“Okay, você não precisa menti, eu vejo isso nos seus olhos.

“Acredite como quiser, com licença.




 (S/N) POINT OF VIEW


|Segunda-feira, 5:00 AM|



“Cuide bem do meu filho em minha ausência. — Jung Hoseok disse.

“Helen é uma boa pessoa, não tenho dúvida que cuidará. — Falei.

“Pode deixar senhor, seu filho está em boa mãos.

Beijei sua bochecha, — acariciei seus cabelos e saí.



Chegamos no aeroporto, não houve nenhum atraso. O nosso vôo chegou no horário marcado. —   Entrelaçamos as nossas mãos, e andamos até o avião, ao nosso lado Jeon e Jullie estavam.




Notas Finais


Tá chegando ao seu fim :(
Bye
Até
A próxima
Os últimos capítulos 🌚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...