História We're not just friends- Frans humano - Capítulo 47


Escrita por:

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Flowey, Frisk, Mettaton, Muffet, Papyrus, Sans, Toriel, Undyne
Tags Asriel, Chara, Chariel, Deltarune, Frans, Frisk, Papyrus, Sans, Toriel, Undertale
Visualizações 28
Palavras 2.015
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey hey bolinhos, tudo bom? Se a resposta for não, eu prometo que irá melhorar logo!

Obrigada pelos 80 favoritos, seus maravilindos <3333333333333333
Eu amo vocês (Os leitores fantasma tambem, por que sei que tem muitos)

Boa leitura

Desculpe por todo qualquer erro

Capítulo 47 - Meu bebê...


Fanfic / Fanfiction We're not just friends- Frans humano - Capítulo 47 - Meu bebê...

//Frisk

Esses resets me cansaram...

Eu acho que eu preciso dormir um pouco

Um mês depois

Alice não desgruda de meu Sans, e eu não posso fazer nada, afinal, teoricamente ele não é nada mais que meu amigo

Eu sonhei, muitas vezes nesse último mês que Alice invadia meu quarto e mexia em minhas coisas, e eu não conseguia fazer nada além de ver e ouvir... Foi uma sensação tão ruim!

-Acho que deveríamos fazer as pazes- ela sorriu

Ela só está fazendo uma encenação por que estamos todos em família

-E estávamos brigadas? - pergunte- pelo que me lembro foi você que surtou...

-B-Bem- ela faz o sorriso mais falso que já vi- Podemos... ser amigas, afinal, quero que você seja madrinha de meu casamento- ela sorriu e vejo Chara engasgar-se com a comida

Está difícil não rir, ela tem um buraco enorme na frente dos dentes

-V-Você vai se casar? - ela segura o riso

-Sim, algum problema? Não entendi por que você está rindo...

-Ah, bem...- Chara parece não querer apanhar da mãe- Por nada- ela sorriu

Eu ri dela, internamente mais ri

-Então...- ela continua com o sorriso no rosto

Desviei o olhar para não rir

-Claro- digo ainda segurando o riso

-Bem, então olhe para mim- ela pede

-T-Tem certeza? - segurei o riso

-Claro, se vamos fazer as pazes precisamos nos olharmos, cara a cara

Eu olhei para ela e ela sorriu

EU TIVE UMA CRISE DE RISOS

E cai da cadeira

-I-Isso doeu- digo ainda rindo, agora por causa de Chara

-F-Faz de novo- pediu

Eu me levantei do chão ainda rindo, eu não vou conseguir levar esse almoço a sério

-Você está bem? - Mãe parece preocupada

-Claro- me sentei novamente na cadeira

EU não vou conseguir levar Alice a sério

Depois do almoço

Estou em meu quarto, eu estou cansada desde o meu último RESET- que foi a um mês atrás, mesmo que tenha sido a um bom tempo, eu não consigo resetar por enquanto-.

-Frisk- Alice entra em meu quarto- Eu te trouxe isso como tratado de paz- ela me da um copo de suco

Eu o olho pelo copo transparente

-Não parece ter nada...- bebi o suco

O gosto é diferente...

Frisk//

//Chara

Eu vejo Alice descer as escadas com um grande sorriso no rosto

-O que foi? - perguntei

-Nada, só estou feliz de fazer as pazes com Frisk- ela vai para a cozinha

-Chara- Asriel me chama- Vamos para casa

-Claro- andei até ele

Alice fez algo... E Frisk não notou pelo visto

-Então...- Asriel sorriu para mim enquanto andamos pelas ruas de Snowdin- O que acha de vermos um filme na mamãe hoje?

-Me parece ser uma ótima ideia- sorri- Asriel? - o chamei- Quando vai contar para a mãe que...

-Quando estivermos namorando- ele sorriu- e não vai demorar muito

-S-Serio?

POR ASGORE! QUE GAROTO PERFEITO, EU NÃO CONSIGO IMAGINA-LO SEM ROUPA

Espera...

Eu consigo sim... e é bem... excitante na verdade...

Chara//

//Frisk

Horas depois, já de noite

Minha barriga está doendo a horas, Sans não está me respondendo por mensagens, a dor é tanta que sequer consigo me mexer

-P-Por que dói tanto? - senti uma intensa vontade de usar o banheiro

Me levantei- depois de passar alguns minutos tentando- e fui em direção ao banheiro, ainda me apoiando na parede...

Minhas pernas estão moles, não consigo mexê-las direito

Sinto a dor cada vez aumentar mais, me apoie na parede para não cair

-P-Por quê?...- sinto meu corpo esquentar, uma dor intensa me domina, posso sentir algo escorrer em minhas pernas

-C-Coragem Frisk! - meu corpo está quente, estou soando frio

Sinto um arrepio em minha espinha após eu colocar minha mão nas minhas pernas

É quente...Olho para minhas mãos...

Sangue?

-Mas...- Olho para minhas pernas, eu estou sangrando!

Eu sei o que isso quer dizer...

Eu não queria saber

Eu me odeio por isso

Eu... Odeio... saber disso!

Mas por quê?

Tudo estava indo tão bem...

Isso começou depois que eu...

-Alice- me apoio na pia-Depois que eu bebi aquele maldito suco!

Me sentei no chão do banheiro

Eu não me importo se vai sujar tudo, eu só quero meu bebê de volta

Por favor, alguém de meu bebê de volta

-Eu quero... meu bebê- ponho a mão em minha barriga

Alguém

Por favor

Devolva meu bebê

Eu não quero... não quero... eu não posso imaginar

-Por quê? - sinto as lagrimas descerem por minha face

Alice!

Você... você matou meu filho...

Eu...te odeio tanto...

-Eu...Me desculpe- senti minhas lagrimas descerem conforme a dor foi se sessando

Me levantei do chão- após vários minutos nele-

Olhei para me chão, está tudo sujo...

-Acho melhor eu tomar um banho- digo sentindo um enorme vazio em meu coração

Fecho a porta e entro em meu chuveiro

Minutos depois

Eu já tomei banho e limpei o chão, eu não estou conseguindo expressar nenhuma emoção, nem fingir que estou contente com a volta de Alice, e olha que passei muito tempo fingindo

-Você está bem? - ela me olha com um sorriso

-Estou...- digo encarando o prato de comida

Eu não estou com nenhuma vontade de comer

-Você está bem mesmo? - até número três parece se preocupar

-S-Sim- digo olhando o prato

Isso é tortura...

-Eu... só estou com sono- me levantei da mesa e sai do cômodo

-Só estou com sono- sinto as lagrimas em meu rosto

EU TE ODEIO, ALICE!

Me deito em minha cama

-Eu odeio cada segundo, cada minuto, cada hora que você existe- me cubro até a cabeça

De madrugada

Já são exatas 4:00, eu não consigo dormir, o sono não vem, nem com remédios. Todos estão dormindo, e eu não consigo nem fechar meus olhos. Toda vez que tento vem o mesmo pensamento, o mesmo sonho, a mesma imagem: Eu vejo, eu sinto, eu noto o sofrimento do meu filho- ou o que era para ser-. Mesmo que ele só estivesse comigo a um mês, eu já o amava, eu não consigo cogitar na ideia dele ter morrido

-Eu...- sinto minha barriga corroer de fome- Estou com fome

Saio de meu quarto em silencio

Desço as escadas, vejo alguns dormindo na sala

-Isso é frustrante- digo tentando empurrar algumas colheres de macarrão goela abaixo

Eu estou com fome, mas não consigo comer nada... É como se eu não estivesse com minha boca no rosto

-Que saco- guardo novamente o prato na geladeira

Comecei a caminhar pela casa. Quando você não consegue dormir, você fica inquieta

Posso ouvir os suspiros pesados das pessoas dormindo, nunca vi essa casa tão quieta, posso ouvir tudo e mais um pouco

Entro em meu quarto

Ele é o lugar mais torturante para ficar, mas não consigo evitar, eu quero ficar deitada em minha cama até que eu morra

Pego meu celular, são quase seis da manhã. Meu alarme toca, é hora de levantar-se

Desço as escadas, e pego um copo de água... Não desce

-Isso vai passar- fui positiva- é só por que é o primeiro dia, eu vou me acostumar

Eu ouço as pessoas acordarem -eles gostam de acordar cedo, não entendo o porquê-. Eu posso ouvir os passos no andar de cima e na sala

-Bom dia- Número cinco sorriu

-Bom... dia? - olhei para ela

-Olá- ouço a voz irritante da Alice- Vocês dormiram bem? - Ela parece bem feliz

Sans vem atrás dela, ele parece contente também

Eu odeio ela tanto, mas eu estou tão cansada que ao menos consigo forças para socá-la

-Bom dia- Sans sorriu

-Olá- digo sem nenhum animo

-O que aconteceu? Até parece que alguém morreu- ela fala com um sorriso no rosto

Eu sinto minha mão ter vida própria- como se algo ou alguém me controlasse- e lhe dar um soco no rosto, nunca me senti tão satisfeita

-Ela mereceu- algo sussurra em meu ouvido

-FRISK! - Sans vai ajudar a garota

Ela caiu para trás com o impacto

Minha mão dói...

Mas isso foi tão bom

-Peça desculpas- Alice pede colocando a mão no rosto

-...

-Peça desculpas, você me machucou- finge um choro

Lembram quando eu dizia que odiava Noelle? Eu quero ela de volta, pelo menos ela não tinha coragem o suficiente para fazer isso comigo

-P-Peça- ela começa a fazer um choro que está na cara que é falso

-Não vamos brigar logo cedo- Sans pediu- peça desculpas e tudo estará resolvido

-Eu...- abaixo a cabeça e olho minhas mãos- Eu...- sinto as lagrimas em meu rosto

EU odeio não me controlar quando estou triste, cansada ou irritada

-Diga- ela ainda fazia seu choro

-Eu te odeio Alice! - Senti minhas lagrimas descerem ainda mais, lagrimas de raiva

-E-Espere- Sans pede e me para no início da escada- O que aconteceu? Você sabe que pode contar para mim e nós podem...

-Esqueça- pedi o olhando- Fique com ela, case com ela... Eu realmente acho que isso não significa nada- mostrei minha aliança- Para que aliança se você ao menos me ama?-ele me olha assustado

-Frisk...

-Vá embora, me deixe em paz, e nunca mais fale comigo enquanto ela estiver viva - subi as escadas

Me desculpe Sans

Eu não quero dizer isso

Por favor fique, e não vá

Por favor Sans, me abrace

Me beije e me conte doces mentiras

Dizendo que isso é apenas um sonho ruim

-Me desculpe- posso sentir minha raiva

Eu me deito em minha cama, completamente frustrada

Frisk//

//Sans

Eu...

 

O que acabou de acontecer aqui?

-Parece que alguém está com o relacionamento em crises- Chara de outro mundo fala rindo

-Não...

-Não minta Sans, você deveria conversar com Frisk, está na cara que ela não está feliz... Você ao menos entende as emoções da sua parceira? - ela se afasta das escadas

-Ela só precisa pensar no que faz- a olhei- ela acabou de dar um soco na Alice

-Sans, por favor- ela me olha- Quem é sua namorada? A garotinha sem dentes ou Frisk?

Ela me olha, eu não entendo as garotas

-Esqueça- pedi e fui até a cozinha

-Está melhor? - perguntei olhando seu nariz

-Claro- ela sorri- Frisk deveria se controlar, ela ataca as pessoas sem elas terem feito nada

Eu não entendo...

Por que Frisk ficou tão irritada? Normalmente ela sorri tanto e é tão cheia de humor... Uma brincadeira dessa não deveria ser levada tanto a sério, certo?

Pelo menos quatro dias depois

Certo, agora estou realmente preocupado com Frisk, ela só sai do quarto para colocar as roupas para lavar, e as vezes ela deixa Chara levar comida para ela

-Você deveria falar com ela- Chara me olha- Ela não está bem, de isso para ela- ela me entrega o prato de comida

Eu me teletransportei para seu quarto, posso ver um enroladinho de cobertas se mover um pouco

-Frisk- me aproximei, posso ver o montinho se mover novamente

Me sentei na beirada da cama e coloquei o prato no criado-mudo

-O que aconteceu? Por favor me diga, eu estou preocupado

-Sans- vejo a garota se virar, aumento o brilho do abajur para vê-la melhor

-Frisk- a sentei na cama- eu te amo, por favor, diga o que aconteceu, eu vou te entender...

-Sans- vejo seus olhos encherem de água- Eu... Alice... Nós...

-Se acalme- a abracei e senti seu abraço envolta de meu corpo

-Você não quer comer, eu te trouxe comida- mostro o prato que eu coloquei na cômoda

-Sans- ouço suspiros- me desculpe, eu não queria te falar aquilo aquele dia- a vejo chorar- por favor Sans, me perdoe

-Eu te perdoo, afinal, você é minha namorada certo? - segurei suas mãos- Vamos conversar, eu vou te entender, eu prometo que não vou brigar com você... Eu sei que você não está bem a muito tempo, mas eu apenas te ignorei, me desculpe Frisk, eu realmente te amo

-Sans- a vejo dar um leve sorriso

Eu sinto meu peito doer, seu sorriso é triste, seu olhar está vazio, como se ela estivesse morta...

Mas que merda está acontecendo?!


Notas Finais


Eu só quero dizer que: Por algum motivo idiota eu chorei revisando o capitulo, me julguem kakkaka
Eu estou nutrindo um odio tão grande pela Alice, que sinto que vou me satisfazer tanto quando ela morrer ou sumir (Não sabemos se ela vai morrer nerr)
O jeito que Sans é um babaca é diferente...
Sei lá, o jeito dele ser lerdo é diferente do jeito dos outros garotos ksksks

Obrigada novamente pelos 80 favoritos <3
Obrigada por ler até aqui, bye bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...