História What Are You Doing Here? - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Magcon
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Hayes Grier, Jack and Jack, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Matthew Espinosa, Nash Grier, Personagens Originais, Shawn Mendes
Visualizações 24
Palavras 1.970
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Saga, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Noite 💧

Capítulo 7 - Boring?


Fanfic / Fanfiction What Are You Doing Here? - Capítulo 7 - Boring?

Pov Ana

[...]

12:29 a.m.

- Alguém pode me dizer o que estamos esperando? - perguntei inquieta.

- Esperando o tempo. - Nash respondeu na sua posição.

Nós estávamos abaixados um ao lado do outro, na nossa frente havia uma caixa com balões d'água e o outro time estava do outro lado.

- Cinco - Gigi gritou do outro lado.

- Quatro - Lauren indagou e eu comecei a preparar a minha arma.

- Três - Gilinsky continuou.

- Dois - falei esperando pra ver quem responderia.

- Um - Jack gritou em um tom alto e alguém apitou.

Assim que o soar do apito ecoou, eu, Aaron e Matthew corremos para dentro enquanto Nash e Lauren se encarregaram de molhar o outro grupo.

Nós corriamos o mais rápido possível para o local onde Matthew marcou, ele era nosso "líder" e nos guiava rapidamente.

- Fiquem atentos - Matthew falou ao passarmos em uma área "perigosa".

Nós davamos passos largos em direção á área traseira da casa. Matt na frente, eu atrás dele e Aaron logo atrás de mim. Começamos a dar uma corridinha até que eu vi um vulto colorido passar na minha frente, era um balão com água que explodiu no chão.

- Abaixem-se - gritei pulando no chão sentindo uma gota de água fina na minha perna, Aaron estava encharcado d'água. "Merda", pensei.

- Desculpa, galera - ele falou me dando a arma e tirando a camisa, jogou a mesma no chão, deu uma piscadinha pra mim e saiu de lá.

- Não me abandona também, Ana - Matthew gritou correndo comigo até a área dos carros.

- Anda devagar, Espinosa - falei com a voz ofegante.

- Opa, cuidado com a sedentária. - ele deu um riso - pensei que era modelo e que vivia horas na academia.

- A preguiça ainda não saiu de mim - falei rindo e ele fez o mesmo.

Voltamos a andar e chegamos no estacionamento. Nós tinhamos um "esconderijo" para esperar Nash e Lauren, eles estavam demorando. 

- Será que eles estão bem? - perguntei sentando no chão enquanto Matt continuava com a arminha apontada para os cantos.

- Acho que vou até lá procurá-los. Eles estão demorando, podemos entrar em desvantagem. - Matthew falou depois de um tempo que ficamos parados.

- Não, por favor. Eu não sou boa nisso. - implorei mechendo as armas que estavam na minha mão, a que era realmente minha e a de Aaron. 

- Vai ficar tudo bem, não vamos perder. - ele fez um sorriso vitorioso e mecheu no cabelo.

- Você é muito tirado - falei rindo empurrando fraco a barriga dele, demos risadas.

Fiquei abaixada atrás de um dos carros vendo se alguém aparecia enquanto tremia com medo de alguém aparecer. Matthew havia acabado de sair atrás de Nash e Lauren. Uma das minhas armas estava quase vazia e a outra ainda cheia. Comecei a olhar pra minha coxa desenhando uma flor com a ponta do meu dedo, eu estava agoniada de ficar esperando por tanto tempo. Depois de alguns segundos, escutei uma espécie de tumulto.

- Uma pena, Espinosa... - Era Taylor, ele olhava pra Matthew enquanto mechia em um balde provavelmente com balões d'água. Comecei a preparar a arma d'água e me aproximar.

- Suas últimas palavras? - Gilinsky perguntou apontando a arma pra Matthew. 

Antes que Matt pudesse falar alguma coisa, balões d'água surgiram do alto e caíram em Taylor. "Quem tá fazendo isso?", Canif gritou nervoso tirando a camisa e saindo. 

Rapidamente peguei minha arma e apontei pra Gilinsky. 

- Heeeey - chamei ele, o mesmo se virou soltando um sorriso e ergueu as mãos.

- Vai devagar aí, gata. - ele falou com a voz calma e eu apenas soltei o jato nele. Matthew pegou os balões que antes estavam com Taylor e jogou nele também.

- Talvez na próxima... - Matt falou rindo.

- Ainda não acabou. - Gilinsky disse rindo tirando sua camisa, não pude evitar de olhar para seu corpo definido. 

Eu e Matt ficamos nos olhando sem entender até que um balão d'água caiu no mesmo.

- Desculpa amorzinho. - ele falou ao perceber que estava enxarcado, ele tirou a camisa e jogou a mesma no chão. - Me escuta, você consegue ganhar isso. Você consegue. Não vai querer pular pelada do telhado, né? - ele perguntou rindo e eu murmurei um "sim" sorrindo. 

Saí de lá correndo apontando as armas para os cantos e jogando água em certos lugares por falta de experiência. Me assustei ao ver balões d'água caindo em minha direção e corri para trás de um carro escuro, meu coração batia muito rápido. Encostei minhas costas na porta do motorista de um dos carros tentando me acalmar. "Você não vai perder", eu repetia essa frase na minha cabeça até que a porta do passageiro se abriu, era Nash.

- Entra aqui. - ele falou com sua voz grave.

- O que você tá fazendo aqui? - perguntei assustada.

- Entra logo. Tem gente vindo. - ele repetiu olhando para os lados.

- Quem? - perguntei revirando os olhos.

- Quem estiver aí, pode ir saindo. - era Camila, ela tinha a voz trêmula.

- Entra logo. - ele repetiu e eu o obedeci. Tentei fechar a porta com delicadeza mas era muito pesada, não pude evitar o barulho.

- Desculpa - falei assim que percebi o barulho.

- Tranca as porta. Tranca as portas. - ele falou e eu o obedeci novamente, travamos as entradas e nos abaixamos para evitar sermos vistos. 

- Será que Camila vai nos ver? - perguntei tentando falar baixo mas pareceu bem mais alto do que deveria. Nash tampou minha boca e me deixou calada apenas com seu olhar. Os olhos dele me deixavam derretida.

Camz deu voltas ao redor do carro e do estacionamento, eu já estava inquieta. O carro estava abafado e eu só escutava a respiração de Nash enquanto nos escaravamos.

- Ainda não tivemos aquela conversa. - ele falou batendo seu pé na minha coxa continuando com movimentos repetitivos.

- Não temos nada pra conversar - falei parando seu pé. 

- Para de ser chata - ele falou continuando com o pé.

- Eu? Chata? - perguntei fazendo cara de incrédula.

- Você mesma - ele respondeu com um maravilhoso sorriso. - Leu meu bilhete? - ele perguntei se referindo ao recado que havia deixado. 

- Li sim. Ontem você tava um desastre... - ele riu murmurando um "desculpa" - acho que a Camila saiu. - falei tentando me livrar daquele momento. Eu ainda não conseguia acreditar que Nash estava na minha frente. Meus sentimentos por eles eram muito fortes. 

- Posso te fazer uma pergunta? - ele falou se erguendo um pouco.

- Já fez. - respondi sorrindo e ele me encarou - ta bom pode fazer.

- Você me odeia? - ele se aproximou um pouco de mim.

- Não é ódio. É só... desconfiança. Meio inacreditável eu estar agora com você em um carro abafado, assim, eu jurei por muito tempo que se te visse em algum lugar... socaria esse seu rostinho com toda minha força. - ele sorrio.

- Mas agora... - ele passou a mão pelos cabelos negros que estavam quase no ombro.

- Agora eu nem sei. - bufei revirando os olhos, meu coração batia fortemente.

- O que eu posso fazer pra você esquecer tudo que já aconteceu entre a gente? Começar do zero? - ele falou me surpreendendo com sua pergunta. Eu não sabia o que responder.

- Talvez... - falei com a voz trêmula me aproximando involuntariamente pra perto dele. Meu corpo não seguia minha mente.

- Talvez? - ele perguntei e não pude notar que seus olhos claros foram para meus lábios.

- Me mostrando que posso confiar em você. - umedeci os lábios e pude notar que eu e Nash nos aproximavamos lentamente. Ele apoiou a mão no meu joelho

- Como? - sua pergunta soou várias vezes na minha cabeça e dezenas de pensamentos (alguns impuros) percorreram n minha mente.

- Você vai ter que descobrir... - ele mordeu o lábio inferior e a partir daquele momento, por alguns segundos, eu não respondia por mim mesma. Parecia que estavamos nos segurando para ver quem ficava mais tempo sem beijar o outro, era estranho. Eu não queria beija-lo, mas meu corpo precisava. Algo nele mechia comigo...

- Eles estão alí - uma voz aguda gritou de fora do carro, era Gigi. Por fora eu agradecia por ela ter nos parado antes que algo acontecesse, mas por dentro, estava tendo um tsunami de sentimentos em mim.

- O jogo... - falei me desaprocimando dele.

- Merda. Vamos ganhar isso logo. - ele disse olhando pra trás percebendo que Gigi acabara de sair correndo, provavelmente para chamar reforço. - Olha, você me segue. Se ver alguém do outro time me fala aonde. - ele abriu uma das portas do carro.

- Calma, calma. - meu coração estava desparado. Saímos juntos do automóvel e corremos atrás dos carros. 

Corriamos em direção até a área da piscina que para nossa surpresa, estava vazia. Nosso plano era atacar de surpresa pois era pouco provável o time em desvantagem ir para o ataque (estavamos com 2 pessoas e o outro com 3). 

- O que fazemos agora? - perguntei olhando pros lados indo até o local onde haviam os balões d'água.

- Calma. Tem alguém aqui... - ele falou olhando para os lados. No mesmo momento, emxerguei Camila atrás de uma das pequenas árvores. Eu não podia dedurá-la. - Tá vendo alguém? - ele perguntou indo até mim.

- Não. - falei gaguejando tentando não dar na cara que eu estava mentindo.

- Te conheço a pouco tempo mas percebi que você mente muito mal. - ele falou pegando um dos pouco balões d'agua que sobraram.

- Falei sério. - respondi olhando pra Camila, a mesma mechia na arminha de água.

Ele me olhou revirando os olhos e foi em direção a Camila, eu não sabia o que fazer. Proteger meu time ou proteger o outro? prefiri ficar parada olhando para os lados. 

- Oi florzinha. - arrepiei ao sentir a voz de Gigi.

- Não vai me molhar vai? - perguntei rindo.

- Não ela não vai. - Jack surgiu do nada com alguns balões. - eu vou.

- Isso não vale. Tô em desvantagem. - disse com um sorriso bobo no rosto e Gigi riu. 

Taylor estava preparado para me atacar quando Gigi puxou sua camisa.

- Jack, não tô vendo o Nash nem a Camila. - ela falou baixo em seu ouvido e eu não pude deixar de escutar.

- Corre, Ana. - escutei a voz do mesmo e obedeci. Pude ver jatos de água sendo espirrandos em Gigi enquanto Jack corria rapidamente atrás de mim.

Parecia que ele tentava me atingir com balões, mas não funcionava.

- Desiste logo, Brasileira. - ele disse rindo correndo em minha direção. Você tá sozinha agora. Eu molhei o Nash. 

Senti uma adrenalina imensa correr em mim então fui com toda a rapidez que eu podia para a área dos carros. Eu realmente não sabia o que fazer, o peso do time estava em mim. Eu tinha que molhar o Jack antes que ele me molhasse. 

Consegui chegar ao estacionamento e notei que Jack havia parado de me seguir. Comecei a andar mais devagar entre os carros com a respiração ofegante. Na minha arma, sobrava pouca água. Não daria pra derrotar o Jonhson, ele provavelmente estaria bem mais preparado.

- Seu fim é agora, Brasileira. - a voz que eu mais temia escutar apareceu na minha frente. - eu vou amar te ver pulando do telhado. - ele soltou uma risada e me apontou a arma, eu estava perdida.

Quando ele apertou o gatilho do jato, nada saiu. A água não saia, um pingo de esperança surgiu em mim.

- Eu que vou amar ver você pular. - falei apontando com a arma e molhando o corpo dele. A blusa grudou em seu corpo e ele murmurou um "parabéns".

Barulhos de buzinas e confetes surgiram na minha direção. Aaron me pegou no colo e Matthew fazia a "dança da vitória" com Nash na frente de Jack e Gilinsky.


Notas Finais


obrigada por lerem esse capítulo, espero que tenham gostado e que me desculpem por qualquer erro na escrita ou sla ♠️

to tentando ter frequencia mas essas últimas semanas foram bastante puxadas para mim 🌴

quero agradecer a todas as pessoas que estao acompanhando a fic ✨


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...