História What Are You Doing Here? - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Magcon
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Hayes Grier, Jack and Jack, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Matthew Espinosa, Nash Grier, Personagens Originais, Shawn Mendes
Visualizações 14
Palavras 1.391
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Saga, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura 🍾

Capítulo 8 - What Was The Worst Thing You Ever Did For Someone?


Fanfic / Fanfiction What Are You Doing Here? - Capítulo 8 - What Was The Worst Thing You Ever Did For Someone?

Pov Nash

[...]

Já anoitecia, todas as pessoas do time de Matthew haviam se secado e se espalhado na área da piscina para curtir a última noite no local. 

- Onde tá a galera do outro grupo? - Lauren perguntou assim que chegou na piscina, ela abaixou seus shorts e sentou na beira. Ela usava um maiô preto.

- Hmm... - olhei pra cima me deparando com os cinco do outro grupo de despindo. - alí. - apontei pro telhado.

- Eles realmente tem que tirar a roupa? - Ana perguntou. Ela era nova no nosso "grupo" então não sabia direito como as coisas aconteciam.

- Tiram tudinho. - Aaron respondeu antes que eu pudesse dizer algo.

- Eles vão descer agora. - Matthew falou se levantando da cadeira de sol ao lado de Ana.

Peguei meu celular e mirei encima do telhado. O primeiro era Taylor, ele tirava a roupa sem enrolação. 

- Vai Caniff - Ana gritou e ele tirou uma das mãos que tampavam seu membro pra mostrar o dedo do meio, ela riu mirando o celular nele como muitos faziam.

Assim que pulou na água, se ergueu rapidamente erguendo os braços.

- Faz melhor, Gilinsky. - ele gritou e ouvi risadas.

Logo em seguida, era Camila.

- Prometem não ficar me encarando? - ela perguntou tampando parte dos seus seios e da intimidade.

- Não prometo nada. - Taylor resmungou saindo da água.

- Ninguém vai olhar Camz, pode pular. - Lauren falou tentando dar confiança a ela.

- Valeu, Lau. - Matt disse e eu ri.

Ela juntou as pernas e pulou, era pouco menos de cinco metros mas parecia muito mais lá de cima. Assim que o corpo dela bateu na água, assobios vieram de todos os lados. Ana se levantou e levou uma toalha pra ela, Lauren foi em seguida e levou Camz para o quarto. Ana se sentou novamente.

- Tá enrolando muito hein, Gilinsky - gritei e ouvi risadas de Matthew e Jack.

- Fiquem calmos, animais. - ele respondeu lá de cima.

Depois de quase um minuto de enrolação, Jack empurrou Gilinsky lá de cima que caiu com força na água. Ele se ergueu rindo e mostrou o dedo do meio pra Jack enquanto se sentava na beira.

- Sua vez, Gigi. - Ana gritou e Gigi riu lá de cima, ela parecia nervosa mesmo aparentando não ter vergonha do seu corpo pois nem se preocupava em tampar as partes íntimas. 

- Juntos? - escutei a voz de Jack em um tom baixo de cima do telhado.

- Juntos - ela deu a mão pra ele e seus corpos pularam lá de cima.

Quando os corpos caíram na piscina, gotas gigantes de água espirraram em todos. 

- Merda. - Ana chingou limpando a água da sua perna.

- O que fazemos agora? - Aaron perguntou.

- Nossa que pressa. - Gigi falou vestindo um camisão cinza. 

- Que tal um jogo? - Gilinsky deu a idéia se acomodando próximo á piscina igualmente a todos.

- Verdade ou desafio. - Ana falou sorrindo como se estivesse acabado de ter a idéia mais revolucionária do universo. Não pude evitar de sorrir.

- Escutei verdade ou desafio? - Camila chegou junto com Lauren com um sorriso. - adoro. - Ambas se sentaram e formaram uma roda com todas as pessoas. 

- Precisa de uma garrafa. - falei apoiando uma das mãos no chão atrás de mim.

- Aqui. - Gilinsky falou assim que terminou de beber uma cerveja. Ele colocou a garrafa no centro e girou. - Aaron para Lauren. - ele falou assim que a garrafa parou.

- Verdade ou desafio? - Aaron perguntou.

- Verdade. - ela disse abraçando as pernas.

- Participaria de uma suruba? - ele perguntou com a cara séria, como se estivesse pensando na pergunta há muito tempo. Risadas altas se formaram ao redor.

- Depende das pessoas. - ela disse corando o rosto.

- A galera da roda. - ele comentou.

- Hm... - ela coçou o rosto enquanto passava seu olhar pelas pessoas. - Talvez - ela deu um sorrisinho. 

- Isso é um "sim", galera. - ele disse e os Jacks riram.

- Babacas - Lauren revirou os olhos e Camila riu. 

- Vai gira. - Camz gritou me assustando e girando a garrafa. - Gilinsky para Ana. - ela falou sorrindo.

- Verdade ou desafio, brasileira? - ele disse olhando pra Ana mordendo os lábios.

- Desafio. - ela repondeu após passar a língua entre os lábios. Ela era competitiva, gostei.

- Essa é das minhas. - Jack comentou rindo com os garotos.

- Te desafio a... - ele fez uma pausa para provavelmente pensar - tirar o sutiã. - ele disse sorrindo. Fiquei nervoso ao imaginar os pensamentos dele com ela.

- Tudo bem. - todos os meninos ao redor a encararam. A camiseta dela era larga, então ela apenas desabotoou o sutiã (que aliás, era vermelho) por dentro e o tirou jogando o em Gilinsky. 

- Garota inteligente. - Lauren falou rindo junto com todos, menos Gilinsky, que estava com uma cara de sonso.

- Hora de girar - ela girou e o jogo continuou.

O jogo estava andando bem, muito engraçado. Rolou beijo gay, posições de sexo e revelações de boatos reais da roda.

- Última vez. - Matthew falou girando a garrafa - Ana para Nash. - meu coração desparou.

- Verdade ou desafio, Grier? - ela perguntou com um sorriso bobo nos lábios que eu não conseguia para de olhar.

- Verdade. - passei a mão no cabelo.

- Qual foi a pior coisa que você já fez por alguém? - todos na roda me encararam e minha mãos começaram a suar. Parecia que ela sabia o que eu iria responder.

- Uma vez... - soltei uma tosse e engoli seco - eu escondi umas coisas de uma garota e me arrependi muito. Ela ficou com raiva de mim e eu fiquei por cinco anos vivendo com um vazio em mim...

- Emocionante - Gigi falou com tom de deboche antes que eu pudesse continuar a falar muitas outras coisas e os garotos riram.

- Gente. - Matthew olhou no celular. - Quase uma da manhã, hora de dormir. Temos que acordar cedo amanhã. - ele falou se levantando e outras pessoas fizeram o mesmo. - Tava pensando em por os colchões aqui fora. 

- Boa. - Ana falou encostando a cabeça no ombro dele, ela era até que alta mas parecia baixa perto dele. 

Em menos de dez minutos, colocamos dez colchões no chão. Apesar de serem avulsos, nós os juntamos pra todos dormirem "juntos".

- Vamos transar ao ar livre é? - Taylor perguntou caindo em um dos colchões e Ana deu uma gargalhada.

Quando terminamos de arrumar, fomos aos quartos para nos arrumar para dormir. Tomei um banho longo com água quente, eu estava tão perto e tão distante de Ana que só ficava pensando nisso. Desliguei o chuveiro e respirei fundo. Vesti uma bermuda de uma espécie de moletom e saí do quarto, mesmo indo dormir ao ar livre, a noite estava quente.

Quando estava indo para fora, escutei uns barulhos vindo da cozinha. Fui até lá e vi Ana, ela estava sentada no balcão enquanto bebia um copo de água e olhava pro chão. 

- Tá tudo bem? - perguntei andando lentamente até ela.

- Tô sim. - ela respondeu respirando fundo. 

- Um dia desses, a gente podia sair ou sei lá. - falei encostando no balcão ao lado dela.

- Talvez um dia. - ela disse me olhando. - posso te pedir uma coisa? - ela perguntou após tomar um gole da sua água. 

- Qualquer coisa. - ela olhava para o resto de água dentro do copo laranja.

- Vai no meu desfile. - ela pediu e me olhou sorrindo sem mostrar os dentes.

- Vou sim. Quando? Aonde? - perguntei encarando ela.

- É na sexta, o lugar eu esqueci. - ela soltou uma risada - mas depois eu te falo - ela me olhou sorrindo e eu fiz o mesmo mas depois ela voltou seu olhar para frente. 

- Vai precisar do meu número pra me falar o lugar. - disse com um sorriso bobo entregando o celular. 

- Babaca. - ela sorriu pegando o celular e digitando o número. Depois, me entregou e eu salvei. - Vou dormir. - ela disse descendo do balcão e indo pra fora.

Fiquei um tempo na cozinha antes de sair também, eu estava sem acreditar no que havia acabado de acontecer. Eu precisava de Ana, eu tinha ela próxima de mim e não podia deixá-la ir embora novamente.


Notas Finais


muito obrigada por lerem 💗💗

peço perdão se a fic tiver ficando um lixo ✨

comentem por favor 🎲


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...