História What Awaits Me, Fate? - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Chouchou Akimichi, Deidara, , Hanabi Hyuuga, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Inojin Yamanaka, Metal Lee, Mirai Sarutobi, Mitsuki, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Shikadai Nara
Tags Borusara, Drama, Ficção, Inohima, Konohana, Mitsucho, Mitsusara, Naruhina, Naruto, Romance, Saiino, Sasusaku, Shikamira, Shikasara, Shikatema
Visualizações 155
Palavras 2.488
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Shounen, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura!

Título do capítulo: Sempre ao lado

Capítulo 21 - Always next door


Fanfic / Fanfiction What Awaits Me, Fate? - Capítulo 21 - Always next door

A segunda-feira chegou e com ela toda as rotinas diárias de Sarada, que já estava de pé às cinco da manhã, se preparando para mais um dia de aula. A Uchiha sentia falta de sua mãe em todas as refeições, todas as vezes que chegava em casa ou assistia ao um filme romântico, porém, tinha que ser firme por Sakura, por todos. Após vestir uma calça jeans preta com rasgados nos joelhos e uma blusa branca de manga escrito "Amor" com kanjis acima dos seios, Sarada pegou sua mochila e desceu, indo direto para a saída, já que não estava com paciência para ouvir os duplos sentidos nas frases de Karin, que estava cada dia mais insuportável. Deixando a residência Uchiha, Sarada passou pela casa ao lado, aonde viu Boruto e Himawari saindo, logo os dois viram a morena, vindo ao seu encontro.

– Bom dia, Sara - Himawari, que estava com seus cabelos presos para trás em uma trança embutida, tinha mechas soltas de ambos os lados de seu rosto e um leve batom rosa em seus lábios.

– Por que está tão produzida? - Perguntou Sarada, notando que sua amiga estava mais arrumada que de costume.

– Não sei, talvez eu queira impressionar alguém - Boruto, que estava ao lado da azulada, olha para ela como se quisesse ler os pensamentos da irmã.

– E quem seria? - Perguntou o loiro para a garota, que o ignorou, mexendo nos cabelos da Uchiha – Himawari, eu estou falando com você.

– Cala boca, Bolt - Ela o fuzilou com o olhar e Sarada riu da reação do loiro, que ficou boquiaberto com a agressividade de sua "pequena" irmã.

– Vamos andando? Não queremos nos atrasar, não é? - Perguntou Sarada, puxando a azulada pela mão, sendo seguidas por Boruto, que estava emburrado feito criança.

Os três seguiram em direção ao colégio de Konoha, encontraram com Shikadai e Chōchō no caminho, se cumprimentaram e logo chegaram ao colégio. A turma toda se encontrou, até mesmo Miraí, que agora estava sendo considerada uma nova amiga por todos, excerto por Fū, que não ia nem um pouco com a cara da Sarutobi. A primeira aula chegou, educação física com o professor Rock Lee, um professor que tinha um gosto um tanto peculiar para roupas, isso pois sempre usava um macacão verde e meias de cano longo amarelas, um cachecol da mesma cor, isso sem citar suas sombrancelhas assustadoramente grandes, mas fora isso, ele era um professor bacana, sempre que podia fazia passeios com os alunos pelos pontos ambientais da cidade.

– Então a Miraí está na mesma sala que o Boruto? - Perguntou Chōchō, terminando de vestir seu uniforme de educação física.

– Pois é. Parece que eles estão se dando bem - Comentou Himawari, olhando a Uchiha de canto de olho, porém, a mesma não expressou nenhuma reação à provocação - Muito bem - Repetiu, dando ênfase a frase.

– Eu não vou muito com a cara dela - Disse Fū, fechando seu armário e se dirigindo as garotas.

– Isso é bem notável - Ironizou Himawari, arrancando um riso da esverdeada – Confesso que fico meio encabulada com ela perto do Inojin.

– Então já sabemos que ela ama loiros de olhos azuis - Comentou Sarada, entrando na conversa.

– Meninas, já vamos começar! - Gritou Deidara, do lado de fora do vestuário feminino.

As meninas fecharam seus armários e deixaram o vestiário, indo em direção as arquibancadas, aonde se sentaram para assistir o jogo de basquete masculino, que vinha acontecendo há três meses, era uma competição amigável que o professor propôs para incentiva os alunos. O time A era Inojin, Shikadai, Denki, Iwabe e Metal Lee, que por coincidência era filho do professor. O time B era composto por Deidara, Sasori, Shinki, Yagura e Mitsuki. O jogo começou e o time de Deidara saiu na frente, porém com pouca diferença de vantagem sobre o time de Shikadai. O jogo estava empatado e em um lance decisivo, Iwabe passou a bola para Shikadai que viu uma oportunidade de passar por entre Shinki e Yagura, assim, ele lançou a bola para Inojin e passou entro os dois adversários, rapidamente, Inojin mandou a bola de volta, faltando 5 segundos para o final do jogo, Shikadai saltou e enterrou a bola na cesta, encerrando o jogo e, por fim, vencendo.

– VENCERAM! ISSO! SHIKADAI, SHIKADAI, SHIKADAI! - Os torcedores do time A começaram a gritar euforicamente, inclusive os amigos do próprio Shikadai.

Eles invadiram a quadra para ir até os garotos. Sorridente e feliz com a vitória de Shikadai, Sarada foi até o amigo e o abraçou, porém mal teve tempo de o parabenizar, pois o garoto foi erguido pelos amigos que começaram a andar com ele pela quadra. As meninas riam divertidas com a expressão do Nara, afinal, era "apenas um campeonato amigável" para o rapaz, mas no fundo, ele apenas se esforçou por Sarada, afinal, ele nutria um amor platônico pela morena, e ver o sorriso dela após aquela vitória, foi a melhor coisa do dia dele.

Quando o último sinal tocou, todos os alunos foram deixando o colégio pouco a pouco, estava um dia fresco e a brisa era agradável, o céu tinha poucas nuvens aquela hora do dia. Sarada saiu acompanhada de Boruto, Himawari e Inojin, eles conversavam sobre o trabalho que fariam em trio, sobrando apenas o Boruto, que era de outra turma, é claro. Aproximando-se do portão, Sarada avistou uma figura familiar, porém estava de costas para o colégio, e então ficou a observá-lo, até que a figura misteriosa se virou de frente para o colégio, então a Uchiha pode ver que tratava-se de Suigetsu Hōzuki, seu antigo melhor amigo, que a reconheceu no mesmo instante.

– Você o conhece? - Perguntou Hamawari, notando que a atenção de sua amiga não estava mais focado em sua conversa, e sim no rapaz de cabelos brancos e azuis na entrada do colégio.

– É o meu melhor amigo, meu "ex-melhor amigo" - Conclui Sarada indo ao encontro do rapaz e parando em frente a ele, ambos estavam sérios, o que preocupou os amigos da Uchiha – Hōzuki.

– Uchiha - Cumprimentou o albino, enquanto viu Sarada erguer as mãos, deixando tenso os três que observavam.

– Sarada? - Perguntou Himawari, um pouco temerosa com a reação da amiga, porém, ficou com cara de boba quando Sarada simplesmente abraçou o rapaz, que retribuiu o abraço com um sorriso largo no rosto.

– Quanto tempo, Sugar - Falou o Hōzuki, chamando Sarada por um apelido que havia dado a ela quando criança, isso pois a garota amava doces.

– Não me chame assim, Pudding - Sarada revidou a provocação com o apelido de infância de Suigetsu, dado a ele em seu aniversário de oito anos, quando Sarada fez um pudim para ele, comida preferida do rapaz.

– O que é isso mesmo? - Perguntou Himawari, já que os rapazes não diziam nada, apenas observavam a cena, inclusive Boruto.

– Deixe-me apresentá-los. Suigetsu Hōzuki, esses são meus amigos, Himawari, Boruto e Inojin. Pessoal, esse é um antigo amigo meu, Suigetsu - Eles se cumprimentaram com um aperto de mão antes que Sarada voltasse a falar – O que está fazendo aqui?

– Vim buscar a Mirai - Sarada lembrou-se da garota, pensando que poderia ter ligado os pontos antes, mas de qualquer forma, não queria pensar nela por agora.

– Entendo. Ela já está se enturmando com a turma - Suigetsu sorriu, Mirai era muito amada e querida pelo rapaz.

– É bom saber - Suigetsu olhos para os amigos de Sarada – Você também a conhecem?

– Claro, Miraí é uma garota incrível - Disse Inojin, recebendo uma cotovelada discreta da azulada ao seu lado – Digo, ela tem bons gostos – Complicando-se ainda mais com as palavras, Inojin recebeu um olhar incrédulo de Himawari.

– Pois é. Eu e ela estamos na mesma sala e posso afirmar que ela é muito inteligente - Foi a vez de Boruto receber um olhar desapontado de Himawari, que já não fazia ideia de onde acabaria com esses dois panacas.

– Ainda bem que ela tem vocês como amigos - Suigetsu sorria, mostrando a todos seus dentes pontiagudos, algo que tem de nascença.

– Suigetsu-Nii? - A voz de Miraí apareceu de trás dos meninos, fazendo com que estes se virassem para ver a garota – Veio me buscar? Acho que já estou crescidinha para isso.

– Claro que não, eu sei que você é capaz de se cuidar sozinha - O rapaz bagunçou os cabelos de sua irmã – Eu vim transferir minha vaga para de manhã.

– O que? - Sarada e Himawari perguntaram em uníssono.

– Pois é, já que a Miraí está de manhã, e minha velha amiga também - Ele fez uma pausa, olhando para Sarada - Resolvi voltar.

– Isso é ótimo! - Exclamou com euforia a Uchiha, recebendo um olhar aborrecido de Boruto pelas costas.

– O que está acontecendo aqui? - Outra vez, outra voz apareceu por detrás de todos, estes que se viraram para ver a outra pessoa que aparecerá.

– Shikadai? É você mesmo? - O Hōzuki se aproximou do Nara, o abraçando enquanto o outro fez o mesmo – Quando Miraí me contou eu não acreditei.

– Vocês se conhecem? - Perguntou Himawari, atraindo os olhares de Suigetsu e Shikadai.

– Somos primos - Explicou Suigetsu, fazendo com que Sarada colocasse uma expressão confusa no rosto.

– Por que não me contou, Shika? - Questionou Sarada, vendo o moreno levar a mão até a nuca e suspirar.

– Não achei necessário - Deu de ombros, vendo a amiga revirar os olhos e sorrir novamente.

O tempo estava passando e Sarada tinha um compromisso importante hoje depois do almoço, visitar Sakura, então a morena se despediu e junto com os dois Uzumaki dirigiu-se para casa. Durante todo o caminho Sarada falou sobre seu velho amigo Hōzuki, o que deixou o loiro incômodo, e Himawari aproveitou-se disso, estando cada vez mais interessada pelas histórias de Sarada com o amigo, apenas para que o irmão começasse a agir de uma vez. Chegando em frente a residência Uzumaki, Boruto entrou sem sequer se despedir da Uchiha, o que deixou Sarada um pouco confusa, mas de qualquer forma, ela tinha coisas mais importantes para fazer.

Sarada adentrou a casa e teve suas narinas invadidas por um cheirinho gostoso de comida caseira, típico de um Uchiha, ela se dirigiu a cozinha, se deparando com uma cena que aqueceu seu coração, a fazendo abrir um largo sorriso.

– Uchiha Sasuke, cozinhando? - Perguntou a morena, deixando sua mochila sobre a mesa, se aproximando do pai.

– Pensei que seria bom fazer algo decente para você comer, já que a Karin só sabe fazer lámen - Cochichou a última parte, fazendo a filha rir divertida.

– E o que o senhor está preparando? - Perguntou a mais nova, tentando olhar o que o pai preparava.

– Yakiniku e Okonomiyaki - Por um momento, Sasuke podia jurar que os olhos de Sarada brilharam, o moreno até se lembrou de Choji, um velho amigo de infância, pai de Chōchō.

– Yep! - Comemorou a Uchiha, pulando no pai e o abraçando por trás, o que fez o Uchiha rir, lembrando-se de quando Sarada ainda era criança.

– Você está agindo igual quando tinha quatros anos e me via chegando em casa - A Uchiha fez um bico ao ser comparada a quando era pequena e se empolgava com a volta de seu pai para casa.

– Não sou mais assim - Ela se afastou do pai, se encostando na pia e cruzando os braços acima do colo.

– É verdade... Eu sinto falta daqueles dias... Da sua mãe - Sarada viu Sasuke passar a manga da camisa sobre os olhos.

– Pai... - A Uchiha esfregou as costas do mais velho, preocupada com os sentimentos do pai.

– Estou bem, é só... A cebola - Sarada dirigiu seu olhar para o que o pai preparava e sorriu.

– Vou tomar um banho para vir jantar - Disse Sarada se afastando do pai, logo pegando sua mochila e indo em direção a saída da cozinha – Cuidado para não colocar tomate de mais, e com tomate eu quero dizer, "a cebola".

Sasuke riu da mais nova, não havia como ela cair em uma mentira daquela, afinal, ela era uma Uchiha, e Uchiha não é tolo o suficiente para não saber que a refeição que estava sendo preparada não levava cebola. Sarada subiu para seu quarto e trancou a porta, deixando sua mochila no chão, perto da cama, então ela entrou no banheiro para tomar seu banho.

Após terminar sua refeição, Sarada deixou a residência Uchiha acompanhada por Sasuke, ambos visitariam Sakura naquela tarde e contariam a ela sobre como foi o fim de semana de ambos. Eles foram no carro  do Uchiha, assim teriam mais tempo com a rosada. Após chegar, Sasuke estacionou e ambos adentraram o hospital, indo ao quarto de Sakura, aonde encontraram a Uchiha ainda em coma, infelizmente.

– Querida, olha quem veio te visitar... - Se pronunciou o Uchiha mais velho ao entrar no quarto.

– Oi, mamãe - Falou a morena, aproximando-se da cama de Sakura.

Os Uchiha passaram um tempo de família, conversando sobre como seus dias tem sido sem a rosada, Sarada percebeu o quão triste era falar e não ter resposta de amada mãe, mas ficava feliz dela está ali, e tinha certeza que apesar de não responder, ela ouviu a tudo o lhe era dito, cada palavra, suspiro e lágrima.

Quando o fim da tarde se aproximava, Sasuke dispensou Sarada pois sabia que o emocional da garota estava abalado por ver sua mãe daquele jeito, ele entendia perfeitamente o que ela sentia, sem exceção alguma. Sarada deixou o hospital, chamou um táxi e foi para casa, ela precisava de um abraço, mas pediria, previsava de um ombro amigo, mas era orgulhosa, precisava de companhia, mas, ela era uma Uchiha. Chegando em sua casa, a Uchiha subiu para seu quarto e viu pela janela, entre as cortinas brancas de setin, que o sol estava começando a se pôr, então a Uchiha abriu a janela e subiu no telhado, sentando-se ali, sozinha.

Do outro, na residência Uzumaki, Boruto encontrava-se em seu quarto, lendo um livro qualquer que havia na estante de seu quarto, enquanto ouvia sua playlist. Quando os raios de sol começaram a invadir seu quarto, o Uzumaki dirigiu seu olhar para o horizonte, vendo ao longe Sarada sentada sozinha no telhado da casa Uchiha, o moreno a olhou por alguns minutos e se lembrou de que hoje ela havia visitado sua mãe, então, um plano veio a sua mente, se levantando rapidamente, ele saiu de seu quarto, para colocar o plano em ação.

De volta a residência Uchiha, Sarada ouviu a porta da frente ser aberta e julgou ser um de seus irmãos, chegando da faculdade, afinal, já estava quase na hora, porém, para sua surpresa, ouviu passos e mais passos em seu quarto, até que quando percebeu, estavam todos lá, todos os seus amigos, aqueles da qual ela mais precisava, eles estavam lá. Chōchō, Fū, Deidara, Shikadai, Sasori, Inojin, Himawari e Boruto. Eles se sentaram ao lado dela e assistiram o pôr do sol, todos juntos.


Notas Finais


Parece que a Sarinha nunca estará sozinha :'3 #emocionada

Obrigada por lerem!
Aliás, temos um trailer novo da Fanfic!
Confira: https://youtu.be/41ZbZ1WAMCI


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...