História What do you mean when you say that you love me? - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Stranger Things
Tags Byler, It: A Coisa, Lumax, Mileven, Pennywise, Reddie, Stranger Things
Visualizações 11
Palavras 206
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Sci-Fi, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Episódio super curtinho , mas CRUCIAL. AcReDiTeM.

( P.S- Acabei mais rápido do que eu imaginava , esse capítulo)

Capítulo 5 - A mulher, Alice



Se passaram dois meses desde a aquela visita da Alice e até hoje em dia tento entender como minha vida era antes disso.


Eu poderia ter sido feliz naquela cidade nova. Eu poderia ter sido amada lá. Mas duas horas desarrumando minhas malas não me proporcionaram isto.


Em compensação estou andando rumo ao meu destino. Botas gigantescas tentam proteger meus pés deste frio congelante. Que saudades da America, sinceramente.


Começo a me recordar de tudo depois daquela mulher até então desconhecida invadir meu quarto.


- Jane? É você?-


(...)


- Você precisa salvá-lo-


(...)


- Forjaram sua morte-


(...)


- Não pode falar contigo mas quer. Quer tanto-


(...)


- Alice. Ér... amiga da sua mãe. Uma velha amiga-


E cá estou eu agora. Rússia. Fugi sem deixar um único bilhete.


Durante este tempo todo pensei muito em Mike e em como ele está. Sempre tento enviar vibrações positivas para ele , e inclusive ligar para perguntar dele , mas usualmente me esqueço do quão caro é uma ligação internacional. E também... não quero estragar o plano.


É a única chance. Eu preciso fazer isto, tenho obrigação disto mesmo se não quisesse.


As ruas daqui parecem bem mais geladas quando se anda sem luvas para segurar uma foto especial.


Uma polaroide.


Notas Finais


Já leram ' Raízes do Mal'?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...