História What if I'm crazy? The best people are. - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Agressão, Assasinato, Cristian, Fernanda, Fernando, Julia, Julie, Leonardo, Maris, Original, Thiago
Visualizações 3
Palavras 1.360
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oiiii pessoas.

Estou aqui com mais um capítulo.
Esse na capa é a Fer, logo irão descobrir quem é.

Capítulo 2 - Fernada?


 

Pov. Leonardo

​- Olá.

Me viro e encontro uma criatura de capuz, calça jens e tênis, eu não sabia se era um garoto ou uma garota, estava irreconhecível.

- Sai de mim ​demônio​! - Fiz cruz com os dedos.

O treco começou a rir, eu conheço aquela risada.

- Maris, cacete me assustou!

- Você precisava ver a sua cara. - Ela finalmente tirou o capuz, deixando os seu olhos verdes e seus cabelos brancos amostra.

Passava algumas pessoas na rua, e começavam a nos olhar. Fiquei com vergonha. Qualquer um que visse a gente, pensariam que somos namorados.

Maris Mirtle, é uma policial, sim, isso mesmo, policial. Tem 22 anos, aparenta ser mais nova, é amiga minha é da Ju. Meus pais não gostam dela, dizem que é mal exemplo. Mal exemplo são os amigos do Cristian.

- Você soube? Ouve um assassinato naquele prédio de 15 andares no final da rua, a vítima foi encontrada morta e esfaqueada no chão.

Abri a boca em um perfeito "O", eu nunca sabia de nada, só sabia quando Maris vinha me contar.

- Vejo que pela sua cara, você não saiba.

Continuei parado, pensando. Cristian nunca gostou dela, mas Maris não liga. Seu lema é: " ​Se alguém não gosta de você, siga em frente. Se essa pessoa voltar e quiser ser seu amigo, aceito. Se te trair, nem olha mais na cara ". Bonito, não?

- Por que... Por que está vestida, assim? - Finalmente falo algo.

Ela coçou a nuca um pouco, como se estivesse pensado, e me puxou, para um beco.

- Promete que não vai contar para ninguém? - Perguntou, segurando minhas mãos.

Suas mãos estão suadas. Tem algo.

- S-sim.

Estou com medo do que, ela possa falar.

- Bom, - Ela enrolou a ponta do dedo no cabelo, e olhou, para o chão. - digamos que eu encontrei o assassino e ele ameaçou me matar.

- Mas, e-ele não pode fa-fazer nada. Você é a policia, não é - Eu estava esperando um " Sim, a gente resolve. ", mas, recebi um.

- Sim, mas, não foi só a mim. Ele sabe que tenho amizade com, você é a Ju. Ele ameaçou, sua família.

Ok, hora de se desesperar.

- Eu não sei o que fazer Leo, ele falou que se eu contar para alguém, já era. E também que está me vigiando.

- Não, não, não, não, NÃO! - Praticamente gritei

- Se acalma Leo. - Ela viu que não estava funcionando, falou - Para de surta e se acalma Leonardo!

Ela me deu um tapa no rosto, eu me acalmei, e estranhei ao mesmo tempo. Ela nunca me batia, só em situações extremas, e foi so uma vez, essa vez.

- Tá, eu tô calmo.

- Isso, respira. Não se preocupe com nada. Eu vou cuidar de tudo. Agora vá para a escola.

- Ok, você resolve. - Falei para mim mesmo, enquanto respirava. Passei a mão no cabelo e suspirei novamente.

- Mais uma coisa, não conte a ninguém. - Assenti.

Ela me deu um abraço e um beijo na bochecha. Provavelmente eu estou corado. Se Julie soubesse, ela que estaria preocupada. Sai do beco e fui para a escola.

...,

 

​Pov. Julie

- Oi amor.

Em vez de me virar, fiquei parada. Tentando olhar de canto.

- Oi, Fer. - Thiago, vendo que eu fiquei na paralisada falou, ai sim, eu me virei.

Me deparei com uma ruiva bonita, olhos claros, pele branca e com...cara de emburrada? Ela olhou para Thiago comum olhar, mas ele sequer percebe. Ela voltou a olhar pra mim, so que agora com raiva. Mandei um SMS através do olhar para o garoto, que, Santo Cristo, finalmente percebeu.

-Essa é a Julie, minha melhor amiga, Julie essa é a Fernanda, minha namorada.

- Olá. - Disse e estendi a mão.

- Olá. - Apertou minha mão. Olá bem muxoxo.

Ela se sentou ao meu lado, e ficou um silêncio. Até um certo alguém aparecer.

- Oi Ju. - Falou Leonardo, ele estuda ne mesma escola que a minha, pegamos horários diferentes, mas o almoço é na mesma hora. - Sabe que você está ferrada, né?

- Oi, Leo. - Thiago disse, e eles apertaram as mãos.

- Como assim?

- Quando sai eles disseram bem assim, - Ele limpou a garganta - " Nossa como ela pode disser isso? " - Fez a voz fina, imitando a mamãe - " Quando ela chegar, irei dar um castigo. " - Fez a voz mais grossa, papai - ou algo do tipo.

Caímos na gargalhada, adoro meu irmão por causa disso ele sempre quebra o tenso.

- Olá, quem é você? - Ele apontou para aquela pessoa ao meu lado chamada Fernando que está usando uma roupa minúscula.

- Fernanda, prazer. E você é...

- Leonardo, Leonardo Ferreira. - Falou educado - É mais uma amiga piranha, falsa e metida sua Ju? - Disse no meu ouvindo, sussurrando.

- Não, é uma namorada de Thi. - Sussurrei no mesmo tom, ele voltou a se sentar na cadeira ao lado de Thiago.

- Fernanda de que?

- Leonardo! Pra que a pergunta? - Thi o repreendeu.

- Curiosidade.

- Fernanda Mirtle Leonardo. - Ela falou com um ar de ​" Não queria falar isso "

- Pronto, satisfeito?

- Aham!

- Vamos comer, - Fiz uma pequena pausa antes de zoar - maninho.

- Pare de me zoar só porque eu sou seu irmão mais novo.

- Falo e debocho mesmo, tenho todo o direito.

- Mas não agora porra .

- Eu caçoo na hora que eu quiser caralho.

- Parem vocês dois merda! - A ruiva gritou, mas não adiantou.

- Vocês parem senão, eu não ajudo o Leo a ir em festa para pessoas da minha idade e não ajudo a Ju para estudar, não faço mais dupla nem passo cola, e conto tudo para o professor.

- Ok paramos. - Respondemos juntos.

- Ótimo. - A oxigenada falou.

E comemos em silêncio, ate...

- Ei, Fernanda o seu cabelo é desta cor mesmo ou você pintou? Porque ele está com um brilho que nem Deus tem.

- Eu? Não é natural querido. Ele tem esse brilho por causa que ele é totalmente natural.

- Hahaha, vê se eu acredito. Um cabelo desses, a cor deve ser natural, mas o resto do corpo... duvido muito.

- Para com isso Leo. - Falei baixo.

- Mas isso tudo aqui é mesmo meu! - A ruiva estava ficando mais vermelha que o cabelo.

- Aham, acredito, aposto que até a minha irmã é mais bonita que você. - Eu fiquei constrangida. - Sabe, ela já ate namo...

- Pare de falar Leonardo! - Berrei em um grito, sabia o que ele ia dizer. Fernanda me olhava espantada. - Quer dizer... venha Leo, tchau Thi, tchau Fernanda. - Deu um beijo na bochecha de Thiago e puxei Leonardo pela mão. O levei para um corredor.

- O que foi?

- O que foi? Você ia falar para ela sobre o meu antigo relacionamento.

- Idai?

- Idai que isso é passado, eu e o Thiago já terminamos á 2 anos Leo. A garota é a nova namorada dele, aceite, e seja mais educado com ela.

- Tá. Ju, você onviu que ela falou que o nome dela é Fernanda Mirtle?

- Sim, o que que tem?

- É o sobrenome da Maris.

- A sua namorada? Deixa eu me lembra... É mesmo!

- Ela nao é minha namorada, idiota. Mas, será que é algum parente distante?

- Não sei Leonardo, pergunte para ela. Agora tchau, preciso ir para a sala. - E sai, o deixando sozinho.

 

...,

 

​Pov. Thiago

 

Fiquei ali, conversando com a Fernanda quando o sinal tocou. Me despedi dela com um selinho e fui para a sala. Conheci a Fernanda por uma amiga da minha mãe. Mas, não conseguia parar no que Leonardo avia falado, quer dizer, quase falado se não fosse interrompido por Julie. A professora entrou na sala e logo encheu o quadro que nem uma maluca, vou copiar, se não, fico sem matéria.

 

​Continua...

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


E terminou. Mentira.
Tchau, espero que tenham gostado.
E beijos de Mel para vocês.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...