História What if we're crazy ? - Capítulo 74


Escrita por:

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Carla Tsukinami, Cordelia, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Richter, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Comédia Não Tão Romântica, Sériado Não Tão Americano
Visualizações 31
Palavras 2.919
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Harem, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


O que eu tô fazendo da minha vida, Deus ?

Não faço ideia... só isso...
Novamente... não tenho espaço ;-; por isso não tem capa "olha que legal !?"




~ Boa leitura, soldado 💁🌈*Plim !* Que Deus "elimine" todos vocês.

Capítulo 74 - "Paracêtaloka":..


Continuação...

Após Harumi cheirar aquela cocaína falsa (no caso, Farinha Dona Benta ), o mal apenas havia começado... 

Shirley olhava discretamente para Leticia, insegura, a outra garota apenas virava sua lata de Red Bull, de boa, ela apenas arregalou os olhos.

Os velhos barões apenas observavam analisando a situação de boca aberta, menos o "charuto" que não caía da boca.

E para surpresa de todos, senhoras e senhores... Harumi que estava parcialmente apoiada na mesa de sinuca, joga a cabeça para trás, fazendo um arco com a cabelo.

~ "Kkk vai pegar uma gripe kkkk" -- Leticia parecia confiante, uma farinha a  mais ou a menos no sangue daquela garota, não faria diferença. Ela come um monte de doces todos os dias e nem engorda e nem pega uma diabete, então tava de boa...

Shirley fazia "figas" com os dedos atrás das costas perante ao suspense que Harumi fazia, ainda de olhos fechados parecendo apreciar aquilo...

-- UHHUUUUUULLLLL ! Cheirinho doceeeehhhh -- Berra Harumi, sacudindo os braços para cima igual uma louca.

Os velhos parecem comenorar e até se interessar pelo "produto". (Fanfic educativa!)

Um deles até estende a mão na tentativa de pegar um pouco do que ainda sobrava na mesa.

-- Nah, nah, nah ! Trato é trato ! -- Shirley exige, fazendo com que ele parasse ali mesmo. -- ... Nos estamos falando da empresa Cracolândia Corporation.

-- Mas... -- Tenta uma mulher... Pela aparência, vamos dizer que ela era a Rita Lee ;-; 

-- Cala a boca e Shiuuu ! É pegar ou largar... -- De uma forma até sugestiva, Leticia pega um dos tacos de sinuca, sobrando por ai. -- ...A gente só quer jogar um pouquinho... por diversão, vai ? 

Ouvindo aquilo, eles se juntam em rodinha, cochichando entre si. Depois de alguns minutos chegam a um resultado.

-- Então a gente vai apostar o pozinho ai de  vocês... -- O véi coloca o charuto de lado na boca. No mais profundo da alma, elas agradeceram... pois devia ser ruim pakas poluir os pulmões com farinha, de graça.

-- Yeaaaahh !!! -- Harumi quebra um copo na cabeça, parecendo bem em sua sanidade mental... ;-; os véi comemora, afinal "cachaça no rabo dos outros é refresco".

-- Hehe, cê ta bem Haru ? -- Shirley se aproxima um pouco dela, em seguida levando um baita susto.

-- Tô simmmm !!! Hahahahaha. Eu nunca  me senti tão viva na minha vida :3 -- Faz uma cara fofa, para que ela se sentisse segura.

-- Tá... -- Ela força um sorriso, pensando em como sair dessa "robada" depois do circo pegar fogo, ela tinha certeza que ia dar merda... TUDO SEMPRE DA MERDA NA VIDA DELA e aquilo não seria diferente.

Mas do nada uma voz seguida de uma pancada em algo oco, a faz voltar a si:

-- Aaah, desgraça! -- Era Leticia batendo sua lata na  mesa. -- ... Gente, esse bagulho é doce... Hm hm, parece rapadura. Ó  DESGRAÇADA DOCE ! -- Ela da uma pequena pausa. -- Mas é bom...

-- Você disse... DOCE!? -- Harumi se vira pra ela, com seus olhos cintilantes, fazendo uma cara de maníaca.

-- Eca, agora ta amargando na boca. Tu quer mesmo ? -- Entrega  a lata pra ela sem esperar sua resposta, Harumi vira tudo com gosto.

-- A não véi... Daniele vai matar a gente, ela não pode beber kkk. -- Shirley ri para disfarçar o medo.

A garota de cabelos brancos recebe um taco e imediatamente entrega a Shirley, como se estivesse a nomeando a algo, passando-o de um ombro ao outro. (Como se fosse a parada com a espada...)

-- Eu te nomeio, Sra jogadora Premium hehehe.

-- Obrigada ! -- Shirley sorri pegando o objeto da mão dela.

-- De nadinha ^^ -- Harumi corre, saltitante, era amável, pareciam um veado correndo por um bosque.

-- Bora ! É de dupla, é a sua vez ! -- Um coroa motoqueiro, avisa ela que estava distraída.

-- Vamos acabar com esses véi! -- Fala Leticia se curvando na mesa preparando-se para uma tacada.


[...

Em reflexão, Daniele curtia seu momento sozinha (Forever alone:..) mexendo no celular e encarando uma foto dos carinha do BTS (Pra quem não sabe agora ela virou Army de uma hora pra outra. Sério... ;-;). Ela gostava de ficar sozinha as vezes, olhando vídeos de sua banda preferida enquanto cantava (tudo errado) baixinho...

A festa ao redor dela e ela lá, em outra dimensão paralela, apenas admirando o Suga de uma forma um tanto doentia... (Sério, é estranho ;-;)

-- O Suga tem tantos talentos... -- Suspira apaixonada com a mão no rosto, quase limpando suas lágrimas através do óculos. -- ... Queria conviver com coreanos. O Suga gente... olha pro Suga.... Lindo ! Meu Jesus, olha o que ele faz... queria dançar assim *^*

Enquanto ela pensava em quem ela ia jogar na cara que o Suga era mais bonito que muita mulher por ai (incluíndo suas amigas, claro) ela se lembrou que estava só...

-- Ain que triste... -- Apoia o celular na mesa e olha pra cima fazendo drama. -- ... Vou caçar elas, afinal... pode ser que até o final dessa festa toque BTS e eu possa dançar :) 

Otimista ela se levanta, arrumando sua manta e luvas, sentindo-se uma Rainha da beleza pronta para tudo.

~ "Onde será que Leticia e Shirley estão? "-- Ela pensa olhando através das pessoas qye lotavam o lugar essa noite, ao som de Summertime Sadness (da Lana).

Daniele adentra no meio de algumas pessoas e:..

-- Fala galera do baile ae ! Hoje eu quero todo mundo chapado, hoje eu prometo a todos os "reaggueiros" (Sla man ;-;) uma com a cabeçss na brisa ! -- Daniele volta sua atenção para o palco de shows, onde tinha Karaokê e outras coisas que provocavam vergonha alheia, vendo dali Syang dando um "show"... 

A galera corresponde com um gritinho, pensando "Gringo viaja nas "zidea", afinal, quem não gosta de ver os outros passando vergonha?

-- N-não acredito... -- Sussurra baixinho segurando o coração, e mentalmente tentando esconder a cara no chão. Pela expressão parecia ter morrido por dentro, era só a carcaça ali.

-- Eu vou cantar uma que é mais ou menos assim... "...Nego é cabeça de gelo, eu não vim pra me curvar, eu vim para conquistar, eu não vim pra me curvar, NÃO, EU vim para conquistAR !...♩🎶🎵" Bora galera, viaja negada, "sente a brisa, maluco !" 

As pessoas que nem sabiam a letra apenas acompanhavam, fazendo o passinho.

-- "... Fogo na Babilônia (fyah) (4x)" -- Ela falava e galera repetia o "Fyah".

Constrangida, Daniele volta para onde estava se enrolando mais  na manta, não queria que ninguém soubesse que ela era brasileira também.

-- Aff, brasileiro chega nos canto' passando vergonha ! 

Harumi se juntou a Syang em seu show, cantando juntas o que parecia Shalow now todo dasafinado e de trás para a frente.

Cherry estava a mais de maia hora calculando uma jogada de poker, já que ela parecia manjar muito dos paranauê ali.

-- Vish... -- Um cara de bigode meio carenca se escora para trás, olhando suas cartas mais uma vez. 

-- E ai ? -- Pergunta uma senhora a cara da Hebe (Pow, a fic ta cheia de homenagem hoje ;-;)

-- Check ("Pedir mesa", passo a vez) -- Ele fala desmotivado.

-- Tsc ! Já era esperado... --  Uma jovem morena que usava umas correntes de ouro  coça a cabeça. -- ...Já chega pra mim, fold (Desistir)

Nisso já era jogada da ruiva e todos olharam para ela, imaginando alguém inexperiente. Cherry, pensando em uma boa jogada e olhando as cartas valiosas que tinha , apenas aumentou o valor da aposta.

-- Raise -- Ela sorri a coloca mais botões  (Acho que o nome é esse ;-;) na mesa, igualando o valor a maior aposta feita para depois fazer uma maior.

E agora todos os jogadores seguintes deveriam pagar o aumento ou aumentar novamente para permanecer na mão.

(Não me julgue, ainda tô aprendendo a jogar ;-;)


[...]

Sentada e isolada na mesa novamente, Daniele ainda curtia seu celular, quando derrepente:..

-- Buuh ! -- Alguém pega ela pelos ombros, fazendo-a como coração na mão, se arrepiar por completo.

 -- Aaaahh ! -- Se afasta, ofegante.

-- Olá Danni ! ^^ -- Era Shirley, e ela  faz um "oizinho" com a mão, tentando não rir da situação embaraçosa.

-- Ah, é você... Quem te deu o direito de me dar um susto desses !? -- Seu coração voltou a bater.

-- Pra ver o que tu tanto faz nesse celular... -- Ela se estica para ainda tentar ver.

Daniele afasta o celular e o apoia na mesa em seguida mudando de assunto.

-- Cadê o jogo de vocês?

-- O joguinho  ? Ah, nada demais, perdemos todas as partidas kkk. De boa. Eles sabem é jogar viu ! -- Fala como se  fosse a coisa mais normal do mundo.

-- ...Uke ?

-- Pois é, e a nossa farinha acabou. Leticia ta passando mal no banheiro, fora isso ta tudo bem... -- Shirley se senta ao lado dela, sem tirar o sorriso dos lábios.

-- kk Meu Deus ;-;. E tu ? Não devia ajudar ela, sei lá? Ela ta bem ? -- Pergunta preocupada.

-- Nah, ela sabe se virar. Desde que não seja estuprada por algum velho desses, ta tranquilo, ta favorável... -- faz o sinal da paz. -- ... E essa música?

-- Aff, é só Syang e Harumi mostrando o quanto o nosso país vale para esses americanos. -- Daniele aponta facilmente para as duas abrindo o berreiro no palco.

-- Hm... legal. Bora ? -- Shirley já se levanta entendendo a mão para a outra que havia parado no tempo.

-- Credo ! Deus é mais ! -- Ela corta seu raciocínio.

-- Nossa ;-; ia ser legal... passar vergonha na frente desse povo, aproveitar o nosso penúltimo dia nesse lugar... -- Insiste fazendo uma carinha fofa. -- ... Você ainda sabe tocar violão num é?

-- Sei, mas faz tempo. E além do mais, íamos tocar o que ? 

-- Veja bem: Leticia toca sanfona, eu ajudo a cantar, Syang cuida da bateria, Cherry faz qualquer coisa, tu toca violão e Harumi o baixo... -- Sorri já imaginando a cena e como aquilo ficaria para a história.

-- Harumi sabe tocar um baixo ? Mentira... -- Pergunta Daniele levantando uma sobrancelha.

-- Talvez não, mas se gente encher ela de cachaça ela toca pela banda inteira... --  Fala Shirley entre risos.

-- Encher de que !? =_=

-- Nada, NADA ! A gente da um jeito ;-; 

Shirley sente um toque em seu braço se virando para trás em seguida, vendo Leticia no ápice de sua bebedeira. Daniele ainda estava sentada e apenas observou a outra.

-- Gente... só digo uma coisa, eu não tô bem e tem mais só digo isso... Tá tudo muito "reviravoltado" Hié hié hié hié... (Risada linda!)

-- Cachaceira ! Ainda bem que é o nosso último dia aqui. Vocês só me fazem passar vergonha... -- Do nada, Daniele muda da água ao fogo, do anjo ao demôn.... *Cof Cof*

-- Hey cachaceira, vamo' tocar lá ? -- Pergunta Shirley.

~ "Nah, ela não vai aceitar, NÃO É POSSÍVEL!" -- Daniele pensa em silêncio rezando mentalmente.

-- "Simbora" negada, "siguam-me os bons!". Vamo falar com o dono dessa bagaça... -- Leticia vai em frente, meio cambaleando mas...

Shirley segue ela.

-- Aaaaeehhh. Então ta decidido !

-- Deus é a solução... -- Daniele tira uma bíblia e segue elas.


[...]

Elas se juntam e pedem permissão ao gerente do Casino, já que pessoas que fora tinham atendimento vip, além de serem consideradas pessoas "ricas" e poderiam passar a vergonha que quiserem acima de tudo, o direito e acesso a uns instrumentos que  ficavam numa sala ao lado.

"Enquanto vergonha for de graça, cenas como essa serão comuns." ~ Lil Kaliad/ Autora retardada.

[...]

~~~~~~ Sala de instrumentos ~~~~~~

-- Ok... já me arrependi da idéia... -- Fala Shirley enquanto se abaixava para pegar duas baquetas e entrega-las a Syang.

-- Sim, mas se me fizerem errar na frente de todo mundo o bixo vai pegar. -- Syang avisa apontando na cara dela, mostrando seu lado torturador.

-- Jura que só se arrependeu agora ? -- Santada toda esparramada, Daniele dedilhava algumas notas no violão. 

-- Só ^-^ -- Shirley responde.

-- Aaahhh, sanfona "desgrenhada" do carai ! Diabo arregaçado ! -- Fala Leticia se arrependendo mentalmente enquanto abria o instrumento. -- ... Como eu vou tocar isso ? 

-- Improvisa! -- Daniele fala a alto e bom som, Harumi apenas observa, fascinada no baixo. -- ... Agora não me interrompa enquanto eu prático a minha voz... "Não importa o que você fez, Jesus conhece o seu interior também..."

-- Agh ! Que musica chata ! Eu sei cantar melhor... -- Em seguida ela faz uma amostra de sua bela voz desafinada. 

Todas tampam os ouvidos. Aquilo era estridente o suficiente para quebrar um copo.


[...]

O suspense se formava perto do palco, que não era tão grande e bem tão iluminado, haviam poucos gatos pingados moscando pela frente esperando tal entreterimento.

Derrepente e sem cortinas para se abrir elas sobem ao palco. Harumi ainda brisada com a farinha, inicia com um solo de baixo junto a Syang na bateria, numa imitação do início da música Another one bites the dust ( do Queen)

Nisso já atraí a atenção de um punhado de gente.

Daniele cubria a cara com a manta do vestido, parecendo uma muçulmana e ela já estava preparada para sua hora (de tocar garai ;-;)

Cherry havia pintado o rosto com trinta quilos de maquiagem, parecendo uma porcelana pura, ela tinha pegado uma guitarra aleatória, mesmo não sabendo tocar.

Shirley estava com um microfone com as mãos tremendo. 

~ "Onde é que eu tô?" -- Era a única coisa que passava na cabeça da infeliz.

Leticia tava  na sanfona, onde o forró entrava, ela fez questão de amarrar o vestido para cima no cós do short jeans que usava debaixo do mesmo. Ela tava brisada.

Nisso a parte rock da música já havia acabado, elas haviam juntando uma porção de gente ali ao redor.

A música era My baby (Sim, o forró mesmo ;-;) Para qualquer um que ouvisse, qualquer ou brasileiro, aquilo era uma bela porcaria, mas para um americano, aquilo era ÚNICO! 

Todas pareciam felizes, e os abestados assistindo "cantavam" junto. 

-- "Hello, my baby, tô te ligando para poder convidar. Vamos sair pra tomar uma lá no bar, afogar as mágoas e depois se embriagar...♩🎶🎵" -- Era a parte de Shirley, já que cada uma tinha sua vez. Ela já aparentava ter perdido o medo de cantar.

-- "Sim, e depois ?" -- Cherry usa sua "bela" voz.

-- " Ah, sei lá, uma suite para poder relaxar. Cama redonda para poder namorar, porque esda noite vai ser nossa !"

--  "Ta, mas primeiro, me leve pra dançar me  chame pra namorar sacode o meu corpo saliente...♩🎶🎵"  -- Leticia completa, dançando um arrocha com a sanfona, possuída por aquela musica horrorosa. (Música nojenta do c*ralho!)

No final da música elas comemoram junto a galera ali.

-- Eeeehhhh --  Syang se joga no meio do povo e eles seguram ela(Mano... até o final dessa fic, essa mina vai terminar com Aids. SÓ PODE. A guria pega todo mundo ;-;) 

-- Hey, hey ! Posso assinar ? -- Pergunta um jovem a beira do palco, ele se referia a bandeira do Brasil, que Harumi havia amarrado no baixo.

-- Oh claro. Pode sim ! ^^ -- Ela vai até ele se agachando ali e entregando ao garoto.

-- Obrigada! =^^=

Nisso várias pessoas se juntaram querendo assinar também. No final a bandeira terminou cheia de assinaturas, rendeu até foto com eles e tals.

Ficará lindo, um belo cartão de visita para se guardar.


[...]

No final da festa, era mais ou menos umas três da manhã, e elas voltavam para o apartamenro rindo de puro desleixo, a roupa só o bagaço. Daniele tava rindo até com o vento, Shirley estava calada por conta da dor de cabeça ajudando Harumi a andar, ela também tava brisada...

As luzes do lugar estavam apagadas, Cherry cuidou de ascendê-las e colocou Harumi para dormir, depois se sentando no sofá e tirando os sapatos "Finalmente liberdade!". Leticia se joga no outro, parecia ter morrido... mas ok


[...]

-- Hey Shirley... -- Syang a chama para um canto de parede.

-- Que é !? -- Pergunta sem interesse mexendo no celular, pois não estava com sono.

-- Vem cá, porra ! E fala baixo comigo ! 

-- Vem tu ! -- ("Olha a ousadia de uma praga dessas ;-;) Recebendo um olhar mortal, Shirley vai até ela.

-- Que é?

-- Amanhã é nosso último dia, certo ? Hihi, eu falei com uma mulher la na festa... -- Ela cochicha, para não acordar as outras.

-- Sim e... ? 

-- Ela me falou que tem muitos Stripers na cidade, e a um preço muito bom.

-- Mano... kkk  -- Shirley se vira de costas para ela mas tem seu braço segurado.

-- Hey espera ai cão! É sério, o nome dele é Ricardo Milos divo e lindo ! Eu tenho até o numero dele... -- Mostra o cartão a ela. -- ... Eu que sou eu, tão jovem, CHEIA DE VIDA... É o mínimo por me casar com aquele velho !

-- ... -- Olha seriamente para ela, quase rindo. -- ...Ah não véi...






Continua...






Notas Finais


Um striper ? Jesus... nem digo nada, fui eu que escrevi essa merda mesmo ;-;

Essa fic me fez ter que aprender a jogar poker ;-; affs (É legal, recomendo :)

Bom, rsrs antes de agradecer por tu ai ler até aqui... eu tenho que mendigar porque é isso que todo mundo (incluíndo eu) faz...

Então vamos lá; "Olá baixinhos, vamos ler uma fic educativa ? O nome dela é Minha doce visita ao inferno, se tiver como passar lá, eu Serena e demônio agradecemos de coração. A fic já tem 6 capítulos"
https://www.spiritfanfiction.com/historia/minha-doce-visita-ao-inferno-17766111

Até o próximo capitulo, vlw flw 🌈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...