História What I've Been Looking For (Narusasu) - Capítulo 22


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Itachi Uchiha, Kakashi Hatake, Kiba Inuzuka, Konan, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Suigetsu Hozuki
Tags Narusasu, Naruto, Sasuke, Sasunaru
Visualizações 547
Palavras 1.178
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 22 - Twenty Two


Fanfic / Fanfiction What I've Been Looking For (Narusasu) - Capítulo 22 - Twenty Two

*Naruto* 

 

-Porque não dormimos juntos como nos velhos tempos? Há algumas coisas que quero te contar e seria bom não ficarmos sozinhos, não acha? – digo colocando Kotaru que está dormindo na cama. 

-Sim, seria bom poder ter alguém finalmente comigo nesse momento – ele agarra minha blusa e encosta a cabeça no meu peito – A verdade é que tenho muito medo, estou ficando sozinho, você e Hinata se foram e agora Gaara... Porque isso está acontecendo com ele? – Neji estremece – Ele é uma boa pessoa, me aceitou sem pensar duas vezes, todas as vezes que precisei ele estava aqui mesmo que eu não pedisse, ele merece mais que esse destino cruel, mas agora estamos aqui e não há nada que possamos fazer para mudar isso. 

Apenas concordo com a cabeça, sem saber o que dizer para ele, afinal tudo o que ele havia falado era verdade e realmente não havia nada que pudéssemos fazer para que Gaara continuasse vivo, que destino cruel. 

Depois de tomar um banho, alimentar Kotaru e o colocar para dormir, resolvo que é hora de encarar de perto a realidade de Gaara, meu coração está saltando no peito e não é do jeito bom, é doloroso, depois de pedir para Neji tomar conta de Kotaru me dirijo até a casa de Gaara. 

Meus pensamentos variam em vários assuntos ao mesmo tempo, assim que paro em frente ao portão da casa de Gaara, em um impulso aperto de leve o colar que ele me deu. Ao entrar me deparo com os pais de Gaara que vieram me receber, sua mãe está com os olhos tão vermelhos que parece ter chorado horas, seu pai está pálido e com olheiras. 

-Bem-vindo Naruto – diz a mãe de Gaara me abraçando. 

-Tia, você está bem? Quanto tempo vocês não dormem? Sinto muito por tudo isso. 

-Não é sua culpa, e nós é quem devemos pedir desculpas, por esconder isso, mas ele quis assim – ela começa a chorar desesperadamente no meu ombro. 

-Meu bem, vamos lá tomar um calmante enquanto Naruto visita o Gaara – ela concorda com a cabeça e se afasta de mim, afagando meu cabelo. 

-Obrigado Naruto! 

Antes que eu possa responder ela se afasta, assim que eles desaparecem caminho até o quarto de Gaara, a velocidade dos meus passos aumenta até chegar à sua porta, respiro fundo e abro a porta, ao fazer isso seguro as lágrimas. Meu melhor amigo está deitado em cima de uma cama, mas magro que antes e respirando com ajuda de um aparelho, seu sorriso abre ao me ver e eu ajoelho do seu lado rapidamente. 

-Porque não me contou? Eu teria... 

-E-Eu sei o que você teria feito – ele diz em voz baixa – Mas eu não queria te ver assim como você está agora – seguro em sua mão. 

-Mas eu queria estar ao seu lado durantes todos esses momentos que sei que foram difíceis para você, eu teria revirado o mundo para te ajudar – encosto sua mão no meu rosto. 

-Você sempre esteve aqui para mim, sempre e só se mudou por causa do seu pai, eu não queria atrapalhar nada e eu já tinha aceitado o fato de que eu morreria a qualquer momento... Eu só... Não queria ter uma falsa esperança e sei que se eu te contasse, eu teria essa falsa esperança – seus olhos estão cheios de lágrimas, sua dificuldade de respirar é evidente. 

-Não... Eu não posso aceitar isso... Porque? Porque as coisas têm que ser assim? – as lágrimas descem antes que eu possa controlá-las – Naquele dia em que eu estava no aeroporto, eu estava com esse sentimento dentro de mim... Eu não queria te deixar ir... Eu não posso te perder – em um segundo me dou conta das coisas que estou dizendo e sei que isso deixa tudo pior para ele – Desculpa, eu só estava sendo egoísta. 

-Tudo bem se você for egoísta... Desde que eu te conheço nunca vi você fazer esse tipo de expressão ou chorar, tão pouco te vi sendo egoísta, mesmo diante dessa situação horrível que foi sua vida em relação ao seu pai – me levanto e sento na sua cama – Apesar de querer ver várias outras expressões suas, eu me contentava em  saber que apesar de tudo você era feliz ali do meu lado e do lado do Neji e da Hinata, que nos cuidávamos mutualmente e isso sempre foi tudo para mim, como eu poderia estragar tudo isso contando essa terrível verdade? 

-Mas... 

-Não se preocupe, você me deu os melhores anos de vida que eu pude ter, ao seu lado eu fui muito feliz, você nunca virou as costas para mim mesmo quando se apaixonou, sempre esteve ao meu lado e nunca me traiu, sempre cuidou de mim... Você foi e é meu tudo... Quero que seja feliz, eu já não te disse? 

-Sim, você disse – dói, meu coração dói. 

Ele fica em silêncio por alguns minutos sem dizer nada apenas me observando, eu tampouco digo nada, não quero dizer mais coisas egoístas que só vai machucá-lo ainda mais do que ele já está. Será que eu deveria contar a ele sobre meu termino com Sasuke ou simplesmente deixar ele acreditar que tenho um futuro feliz reservado mesmo que ele morra hoje ou amanhã? 

-O que houve Naru? Tem algo que você não está me contando? 

-Porque acha que estou escondendo algo? – pergunto afagando sua mão. 

-Porquê... te conheço, e sei quando está escondendo algo de mim – ele solta um risinho fraco – Você ainda pode me contar... – com esforço ele se mexe e deixa um lugar vago para mim como nos velhos tempos quando deitávamos na sua cama para conversar. 

-Tudo bem, mas não quero que se preocupe, ok? – deito ao seu lado e ele se aconchega em mim – Sasuke e eu terminamos. 

-Porque?  

-Nos claramente não dávamos certo – digo ocultando o verdadeiro motivo – Eu só estava com um vazio por ter que me mudar daqui e confundi isso com sentimento de amor, no final eu entendi isso e logo quis dar um fim a essa relação sem sentido – digo de maneira controlada. 

-Tem certeza que foi isso mesmo?  

-Eu juro que foi, eu ia esperar o feriado para te contar que ia fazer o possível para voltar para cá esse ano mesmo, ainda mais depois de descobrir as mentiras do meu pai e eu queria estar aqui para você – beijo o topo da sua cabeça – Me perdoa por não estar durante todo esse tempo. 

-Não se culpe ok? Quero que você pare de fazer isso – ele fica em silêncio por alguns segundos – Onde... está... o... pequeno?  

-Kotaru está com Neji, ele estava dormindo... Você quer descansar um pouco? Está com um pouco de dificuldade para falar e parece cansado. 

-Não... quero,... mas... não... consigo ficar... acordado – ele sussurra até que sua respiração fica calma, quanto tempo mais ainda o terei ao meu lado? 

Aperto seu corpo de leve junto ao meu, aliviado que ele tenha acredito na desculpa que dei para o meu término com Sasuke, alguns minutos depois sinto minhas pálpebras pesadas e acabo pegando no sono também. 


Notas Finais


Obrigado por leram esse capítulo e até o próximo!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...