1. Spirit Fanfics >
  2. Whatever >
  3. Problems

História Whatever - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Ei! Eu não gosto de por recado, mas é  IMPORTANTE, toda vez que a fala estiver em itálico e sublinhado, vai ser a língua não predominante na conversa.

Capítulo 3 - Problems


Fanfic / Fanfiction Whatever - Capítulo 3 - Problems

↑↑↑↑NOTAS ACIMA IMPORTANTE↑↑↑↑

*MIA POV'S*

Eu e meu irmão saímos de casa acompanhados de dois seguranças, um para ele é um para mim. Mas você pergunta o por que? Bem nossa mãe. É uma atriz e diretora, e agora que ela trabalha em Hollywood, o risco de eu e meus irmãos sermos assediados é maior. É aqui no Estados Unidos, eu posso não ter meus inscritos ou seguidores mas pode acontecer.
Cheguei lá com a Jenna (minha segurança na minha cola), eu também acho que ela é para eu não fazer nenhuma besteira. Seguimos até uma sala que parecia ser da diretoria, eu e meu irmão entramos e uma mulher alta de cabelos castanhos veio nos atender. Eu li seu crachá e lá dizia Amy Fumero.

— Vocês devem ser Benjamim e Mia Ribeiro, certo?

— Sim — Meu irmão falou enquanto ela nos estragava um envelope cada.

— Seus materiais já estão no armário, mas vou pedir para um dos alunos do comitê da escola vir apresentar a escola para vocês.

—Obrigada senhorita Fumero— após agradecemos saímos da sala e esperamos a pessoa que iria apresentar a escola para nos no corredor.

Alguns poucos segundos depois vi nos uma menina de altura mediana, com longos cabelos dourados e olhos verdes como esmeraldas se aproximar com elegância, como se estivesse flutuando.

— bom dia, Benjamim e Mia Ribeiro ?— ela pergunta com uma voz doce.

— Sim — Eu disse, e devo dizer que ela é realmente bonita.

— Prazer, eu sou Luana. Serei sua guia aqui na escola, por favor se tiverem duvida sobre alguma coisa daqui na escola me digam.

— Claro.

Ela nos mostrou a escola e chamou para almoçar com ela, porem para infelicidade do meu irmão tivemos que recusar, nossa mãe marcou uma reunião de negócios com a mulher com quem ela vai trabalhar, e a família dela. Fomos para a aula, ela é legal. Minha primeira aula foi de trigonometria, Luana tinha essa primeira aula comigo, no caso era a terceira. A escola era muito grande. Durante a aula eu pedi para ir no banheiro, peguei um passe e fui andando olhando para baixo para lembrar o caminho. Quando sem querer esbarro em alguém.

*BILLIE POV'S*

Chegamos na escola na qual minha família patrocina. Estávamos andando eu, Finneas e Claudia, nessa ordem. Até que alguém esbarra na Claudia, e deixa cair o celular e um papel, que vi que era um passe para o banheiro. Ela faz um sinal de pare para uma mulher de terno e fone, deve ser segurança, mas para que dentro da escola? Logo a garota fala:
— Ai meu deus eu amo você. — Ela falou e eu ia logo agradecer mas ela antes de eu falar qualquer coisa disse — Eu amo muito seu canal! O de vlogs é o meu favorito. — Ela deu uma risada suave — Posso tirar uma foto?
Claudia assentiu e elas tiraram uma selfie.

— Muito obrigada, agora eu tenho que ir, se não o professor briga comigo. Tchau.

Ela falou e seguiu o corredor entrando em uma porta, que acredito ser o banheiro.

— O que foi aquilo? — Eu perguntei.

— Uma fã, que não sua. Viu, você não é a única famosa no mundo. — Ele deu uma risada, ele só pode estar de brincadeira comigo.

Claudia permaneceu em silencio, ela sabe que eu não sou sua fã numero um, principalmente porque eu acho que ela está com meu irmão por interesse. E ela tem medo de mim.

Andamos mais um pouco, e chegamos a sala do diretor, e foi uma reunião entediante, onde ele ficava puxando o meu saco, uma mulher muito gentil, a senhora Fumero. Ela me serviu chá de camomila, para meu irmão, a namorada dele e para o diretor ela serviu café.

A reunião foi produtiva, foi negociado alguns termos, os quais eu não prestei muita atenção. Falaram sobre computadores, bolsas de estudos para alunos mais necessitados. Também conversaram mais, pois ficamos lá praticamente 3 horas lá, tido bem que ele teve que sair para resolver problemas de alunos, que a secretaria não podia resolver, mas os meus pensamentos estavam naquela garota, ela nem reparou em mim.

Quando saímos de lá, voltamos para casa, os meus pensamentos não saiam daquela garota, aqueles olhos castanhos, cabelos longos da cor de mel. Aquela voz, em algumas palavras eu já me senti apaixonada. Mas que merda eu estou pensando? Eu sou hetero.

*QUEBRA DE TEMPO*
*MIA POV'S*

As aulas já estava acabando, as matérias até que estão indo fácil. Bem eu peguei matérias fáceis, terminei o dia com chave de ouro, literatura. Eu teria aula a tarde hoje, se não fosse ter jogo mais tarde, então fomos liberados mais cedo. Um sorte para o primeiro dia.

Jonh, que é o segurança do Benjamim, foi buscar o carro, enquanto a Jenna cuidava, de nos para não fugirmos, (lê-se: Jenna cuidava de mim, para eu não fugir). Entramos no carro e fomos para casa, somente para se trocar, já que vamos em um almoço executivo, com nossa familia, para mostrar o quanto nos somos unidos, para a nova parceria da minha mãe.

Cheguei no meu quarto e fui procurar algo para vestir, escolhi uma blusa listrada terracota e branca, uma calça de moletom justa camuflada com tons terracota e uma bota preta. Retoquei a maquiagem e pequei uma bolsa, onde coloque o meu celular para carregar na powerbank, o meu gloss e alguns dólares.

Sai do meu quarto e vi meu irmão saindo do dele, descemos as escadas e fomos em direção do restaurante.

*BILLIE POV'S*

Fomos todos juntos até um restaurante chamado “Bargon. G Restaurant”, chegando lá, nos direcionaram até uma mesa onde havia 10 cadeiras, porem apenas 4 estavam ocupadas, era uma mesa oval. Estava sentados um homem de aparentemente 50 anos, uma mulher de pouco mais de 45 e duas crianças, uma de acredito no máximo 10 e outra de 5.

Eles conversavam em uma língua que parecia espanhol, mas não era.
— Senhora Emma Ribeiro e Senhor Robert Ribeiro? — Meu pai perguntou.

— Sim, — O casal se levantou, porem as duas meninas pequenas continuaram conversando naquela língua que agora prestando atenção parece português. — Os senhores devem ser o senhor Patrick O'Connell e senhora Baird.

— Sim, esses são meus filhos, Finneas e Billie, e a namorada do meu filho, Claudia.

Minha mãe falou e eu apenas sorri.
— Aquelas são Pietra, a mais velha e Cloe, a mais nova. Meus outros dois filhos estão um pouco atrasados, mas logo eles chegam. — A mulher falou, sua voz era calma e alegre, enquanto do marido era ríspida.

O homem falou alguma coisa, e um “hi” no meio, logo elas falaram oi. Então entendi que ele havia pedido para falar “oi”.

Nos sentamos e pegamos uma entrada, alguns minutos após fazermos o pedido, um menino de cabelos escuros entrou e se sentou na mesa.

— Olá. Sou o Benjamim, desculpem a demora. — Ele virou para a mãe — Mia já vem, encontrou alguns fãs na porta.

Legal, uma famosinha. Elas são as piores, são falsas e egocêntricas. Te usam para ganhar mais fama.

Alguns segundo depois sinto uma brisa correr o meu corpo e um perfume doce passar por mim, logo uma garota de cabelos cor de mel fala algo com a mãe. Eu ainda não havia visto seu rosto, mas ela me parecia conhecida.

Ela virou o rosto, e como em uma cena de filme, seu longo cabelo pareceu rodar o ar em câmera lenta, e pude ver aquele rosto angelical. Era a garota da escola. Ela não usava mais aquele uniforme sem graça, ela estava maravilhosa.

— Olá.

Ela disse e se sentou, na minha frente, ela falava algo com o irmão. Logo algo que ele disse fez ela olhar diretamente para mim. Seus olhos brilharam, ou era impressão minha? Eu pude ver seus lábios em um movimento devagar onde ela balbuciava algo como “Oh, meu deus”.

*MIA POV'S*

Eu não acredito, Billie Eilish está na minha frente? Minha boca estava aberta em um perfeito “O”. Nenhuma palavra saia da minha boca, aqueles olhos pareciam mais vivos ao vivo ou era impressão minha?

— Oi! — Ela disse.

— Oi! Meu nome é Mia!

— Billie, mas eu acho que você já sabe.
— Ela disse e deu uma risadinha para descontrair.

Aquela risada, é doce e suave.
Depois de um pequeno tempo um garçom veio pegar o meu pedido. Pedi couve-flor gratinada com molho branco e um suco de maracujá.
Todos comemos, meus pais juntos dos O'Connell ficaram conversando sobre negócios, enquanto eu ficava envergonhada por ter percebido que eu havia ignorado Billie Eilish e Finneas O’Connell na escola.

*QUEBRA DE TEMPO*

Eles decidiram que iriam ficar e conversa e mais, porem todos os não envolvidos, no caso eu, Ben, Pietra, Cloe, Billie, Finneas e Claudia, já estávamos entediados.

Finneas e Claudia são legais, mas a Billie, ela me da medo. Finneas teve a ideia de passear com as crianças, já que elas já estavam insuportáveis. Ele disse que o Píer de Santa Monica não é tão longe, somente alguns minutos a pé. As meninas adoraram a ideia, por mais que eu estivesse feliz fazendo uma live.

Saímos do restaurante e fomos andando, com seguranças ao nosso lado. Ela tinha 5 seguranças, 7 FUKING seguranças nós acompanhado.

Alguns quarteirões, e fãs da Eilish pedindo para tirar foto chegamos no píer.

— Minhas irmãs gostaram de vocês. — Falei para Finneas e Claudia.

— E ficaram com medo da Billie? — Finneas disse.

— Com certeza. — Eu, Finneas e Claudia rimos.

Billie tentou comprar as meninas com algodão doce, o que deu certo em partes, elas aceitaram, mas a Billie ainda não tinha a amizade delas.
O pessoal teve a brilhante ideia de ir na roda gigante, e advinha quem teve a ideia? Se você disse o Billie Eilish, você está completamente errado.
O idiota que teve a ideia não é ninguém mais, ninguém menos que o idiota do Benjamim, meu irmão.
— Eu não vou. — Falei virando sobre os calcanhares e ido na direção oposta.

Logo sinto uma mão no meu ombro, quando olho para a mesma percebo unhas medianas na cor branca, ela retirou a mão.

— Por que você não quer ir?
— Eu não gosto de altura.

— Você tem medo de altura?

— Eu não diria medo, eu só não gosto de estar em um lugar alto ligado ao chão.

— Isso é o que eu chamo de medo de altura.

— So não te mané para aquele lugar porque eu respeito aquele lugar.

— Desde quando eu te dei intimidade menina? — Ela falou com um sorriso no rosto, e quase rindo.

— No momento que você me contrariou. — Eu falei rindo.

— Se você quiser eu fico com você.

— Não precisa, vai se divertir.

— Mas eu vou. Não quero ficar de vela, deixa só os teus irmãos. — Ela riu.

— Mas você não estava flertando com meu irmão?

— Eu estava só me divertindo.
— Nossa, que “bad guy”. — Nos duas rimos.

Ela avisou eles, e voltou até mim. Fomos em uma barraca e compramos pipoca e fomos até um canto onde tinha um observatório.

— A vista é linda!

— Que?

— A vista. O sol que está acima do mar, reflete mar deixando ele alaranjado.

— Billie.

— Sim!

— Como você lidou...

— Com o que?

— Os problemas.

— Da fama?

— Da vida.

*BILLIE POV'S*

O seu olhar era triste, eu nem tinha percebido. Ela estava encostada na grade que impedia que ela caísse. Ela segurava a manga da blusa enquanto se abraçava.

— Eu simplesmente não sei, acho que a música ajudou.

Eu pude ver algumas lágrimas descerem pelo seu rosto, eu cheguei mais perto e a abracei, ela virou o rosto e apoiou o lado direito do rosto no meu pescoço e retribuiu o abraço. Eu podia ouvir o choro sem abafado, sem muito sucesso.

— Se você quiser conversar, eu estou aqui tá!

Eu senti ela afirmando com a cabeça e ela apertou o abraço.

Estou com saudade de casa.
— Que?

— Estou com saudade de casa.

— Mudar é estranho, eu sei, mas o importante é estar com sua família.

— Desculpa... você tem os seus problemas, e você deveria se divertir no parque. Não deveria estar me consolando.

— Não se preocupa, eu sei que é bom dar uma desabafada.

Nos ficamos vendo a vista até eles chegarem até nós.

— Quando você falou que eu ia ficar de vela, estava totalmente errada. As meninas ficaram com medo da altura e a Cloe foi para o colo da Claudia. — Meu irmão falou para a Billie.

— Serio Billie? — Falou Finneas empurrando para frente sem força a cabeça da Billie.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...