História Whatever Happens - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Michael Jackson
Personagens Michael Jackson
Visualizações 27
Palavras 1.300
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aceito críticas e elogios.. podem deixar seus comentários. Espero que gostem ❤️
Boa leitura amores !

Capítulo 7 - Momento especial


Fanfic / Fanfiction Whatever Happens - Capítulo 7 - Momento especial

| ESTOU SEM ACREDITAR A ONDE VIM PARAR |

[ Brook ]

Eu me sentei na cadeira da cozinha e fui beber um copo de água, eu fiquei completamente desnorteada porque aquele babaca do Marlon apareceu lá em casa, justo agora que o Michael veio aqui.

- Nossa que babaca!  Que raiva...—Resmunguei irritada.

- Tá tudo bem Brook?  Ele é algo seu? parece ser agressivo pelo jeito que ele ficou.

- E é..  Eu sempre fui sua fã,  e ele tinha e tem muito ciúmes,  era controlador,  não me deixava fazer nada,  nem trabalhar ele queria deixar,  então terminei e como pode ver,  ele não aceitou bem.

- Nossa!  Que situação,  mas ele não encostou em você não né?  Ou tá te perseguindo ou coisa assim?—Michael parecia preocupado.

- Bem ele ainda vive atrás de mim,  como disse ele não aceita a separação.

Foi ai que me liguei que Brook estava passando quase pela mesma situação que a minha,  com pequenas diferenças. Mas não comentei nada com ela sobre essa  minha ex.

- Entendi!  Espero que ele não tente nada . Mas vou te ajudar com o dinheiro,  e no que precisar tá bom!

- Obrigada Mike,  já que insiste eu aceito com muito carinho. Mas e você, está bem?

- Eu to bem sim...

Ele ficou passeando pela cozinha inteira,  parecia inquieto.

- Ta tudo bem mesmo?! você não se sentou desde então, ta andando pra lá e pra cá.

Eu já tinha ficado irritado porque Tifanny apareceu lá em casa me perseguindo de novo,  e agora sabendo desse Marlon fiquei ainda mais irritado e confesso não gostei do jeito  abusado dele.

- É que esse Marlon não me parece uma pessoa segura,  fiquei meio encabulado com ele,  mas ta tudo bem.

-  Ah sim!  Mas esquece ele,  senta aqui vamos conversar um pouco.—Chamei ele com a mão para se sentar na cadeira, e o puxei em seguida.

Ela pegou em minha mão e me puxou para se sentar ao lado dela na mesa.

- Tudo bem!  Eu já trouxe seu dinheiro,  está lá no carro,  vou pedi pro Bush trazer.

- Ta bom Mike.  Obrigada mais uma vez!—Eu fiquei em meios dos meus devaneios pensando o que estava realmente incomodando o Michael.

- Brook?!

- Oi?—Falei acordando do mundo da lua.

- Ta me ouvido?!

Ele estava falando comigo e eu não ouvi nada do que ele disse, que besta que sou meu Deus!.

- Ah! me desculpe fiquei pensativa!— Fiquei muito sem graça ali.

Ele riu

- Tudo bem!

- Mas oque dizia?!

- Não era nada de mais.  Mas, tem uma coisa.. você esta muito linda nesse Baby doll !

Ele mordeu os lábios enquanto me olhava, estava mega sem graça já e ele não parava de olhar daquele jeito.

- Nossa Mike! Não sei se agradeço ou se me escondo.

Por Deus!! Eu não estava me controlando,  simplesmente estava falando e passeando meus olhos nela,  fiquei admirando-a sem parar,  quando percebi que ela notou,  fiquei envergonhado,  coloquei as mãos no rosto bastante sem jeito.

Risos... Bush subiu já com a maleta de dinheiro.

- Sr ?!!—Chamou Bush.

- Bem aqui está, ele trouxe seu dinheiro!

- Nossa! Oobrigada Mike de verdade, não sei como agradecer!

- Ora,  eu vou passar o dia aqui em Nova York..  então, você quer sair hoje à noite? Ah! não aceito "NÃO" como resposta .

- Engraçado, você não me deixou escolhas. Mas eu aceito sim, lógico.—Fiquei sem acreditar na situação.

- Então tá bom.  Eu vou te deixar fazer suas coisas, mais tarde te pego, umas 21:00 horas .
Assim que o levei até a porta, ele se aproximou para me da um beijo,  ficou me olhando novamente de cima a baixo e me deu um beijo bem no canto da boca.  Nossa! fiquei tão nervosa que fiquei parada sem fazer nada,  mas louca pra beijá-lo de verdade.

[ Michael ]

Fiquei em um hotel ali perto de onde Brook morava,  graças a Deus ninguém tinha me visto ainda em NY se não seria um tumulto danado. Fique fazendo uns trechos para minha nova musica. Deitei na cama e fiquei pensando na Brook, e todas as frases que eu fazia, fazia pensando nela. 

[ Brook ]

Quando eu fui abrir a maleta de dinheiro que o Michael me deu,  tinha bastante dinheiro, mas em cima tinha um pequeno saquinho com cheirinho de morango e de cor vermelha quando eu abri..  Pensei logo: “que danado,  ele já estava planejando me chama pra sair”. Era um vestido acima dos joelhos,  com um pequeno corte do lado,  vermelho e com um decote bem recatada . "Michael,  Michael.."   balancei a cabeça e pensei comigo mesma: "O que ele está pensando?". Bem depois de ter visto aquele vestido precisava achar um salto que combinasse e um colar simples mas chique.  Como era cedo fui até a farmácia comprar os remédios da minha irmã, por aqui eram mais baratos, mas não posso comprar sem a receita,  que merda!

             - Alô, mãe!

- Oi minha filha,  tudo bem!

- Tudo sim mãe, já mandei o dinheiro pra comprar os remédios. Eu ia comprar os remédios e mandar,  porque aqui onde moro estão mais baratos, mas não to com a receita.  Então vai ser como sempre.

- Tudo bem minha filha.  Oobrigada!!

Eu sempre mandei o dinheiro pra minha mãe comprar os remédios dela desde que comecei a trabalhar,  mas os remédios dela eram muito caros,  então eu mandava somente oque dava.  Mas como Michael me deu muito dinheiro mandei o suficiente pra durar até eu conseguir um trabalho.  Não quis contar nada pra minha mãe sobre eu ter sido demitida,  pra ela não ficar preocupada, e ela não sabia nem que eu consegui conhecer o Michael e muito menos que ele já foi lá em casa, prefiro não contar nada agora.

- De nada e como ela está?  Muita febre ?

- Tem dias que não,  mas quando ela tem febre,  é febre forte.  Mas não ta tento todos os dias,  hoje mesmo ela não teve.

- Ah que bom então. Ela vai ficar boa. Então mãe,  vou desligar depois te ligo ta,  beijos.

- Beijos minha filha,  obrigada viu,  Deus te abençoe!

Fui comer algo porque já iam da 18:00 horas, e eu já estava cheia de fome,  o tempo tinha voado. Tomei um banho,  fiz meu cabelo,  pintei minhas unhas,  me arrumei inteira.  Com aquele  vestido eu não podia fazer feio né. E Michael acertou em cheio o tamanho rs. Em fim,  já estava pronta e muito nervosa esperando o Michael.
Ele me ligou:

- Brook,  estou aqui em baixo.  Desce estou no carro,  tem muita gente aqui de frente.  Não posso ser visto.

- Ta bom!  Estou indo.

Nossa agora mesmo que fiquei ainda mais nervosa.  Demorei uns 10 minutos pra descer, ai pensei: "para com isso Brook,  vamos logo. Michael Jackson te espera." Cheguei lá e entrei no carro. Michael olhou pra mim de cima à baixo e não falou nada,  ele só deu um sorriso mordendo os lábios,  digamos que bastante sugestivo ,  e deu sinal pro motorista pode ir.

- Hanhan!  Então.. onde estamos indo?—Perguntei muito nervosa. Ainda não acreditava na situação.

- Vou te levar em um lugar especial. Relaxa! É.. você está muito..  É  .. Linda!

Eu não sei se foi impressão minha,  mas ele parecia muito nervoso também,  e gaguejou na hora de me elogiar.  Ele realmente queria dizer linda?!  Rsrsrs

Estávamos sentados um do lado do outro, mas não tão próximos , e ele me olhava de uma forma bem diferente, um “olhar 43”. Haha

- Obrigada!  E você também está muito lindo.  Adoro quando usa roupa social!

Ele logo sorriu e ficou com as bochechas coradas.

CONTINUA...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...