História Whatsername - Capítulo 25


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Escola, Musica, Punk Rock, Rock, Rock N' Roll, Whatsername
Visualizações 3
Palavras 1.312
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Sim, eu sei, atrasei-me mais uma vez. Mas mais uma vez publiquei logo no dia seguinte! Haha! 😂❤️
Cá está eleeee

Capítulo 25 - Lúcia, o Titã Colossal


Estava com a Lúcia e com a Naomi a caminho da Chocolataria (decidi trazer também a Naomi para não parecer estranho trazer apenas a Lúcia) e estávamos a mais ou menos 2 minutos de lá. Fomos conversando alegremente sobre alguns temas normais até que eu decidi perguntar:

- Oh Lúcia, diz-me uma coisa, tu gostas de um rapaz não gostas?

Porque é que eu perguntei isto assim de repente? Bem, a Lu e a Mimi são grandes amigas, por isso, pode ser que ela diga a verdade por ela estar ali a ouvir também. 

A Lu corou.

- O que é que queres dizer com isso?

- Tens andado mais com a cabeça na lua do que o que é costume. Então achei que fosse por isso...

E não era mentira. Ela andava muito, mas muito mais aluada do que o que era habitual, e o habitual dela já era estranho que chegasse! 

- A Lu apaixonada? Que máximo! - exclamou a Naomi. - Não te preocupes amiga, eu sou ótima a guardar segredos!

- Mas eu não disse que...

- Vá lá, Lu, admite! - interrompeu Naomi. - Começo a achar que a Ema esteja certa! Diz a verdade, sabes que podes confiar em nós! 

- Mas...

- Por favooor! - implorou ela. 

- Ok, ok... - a Lu suspira. - Eu realmente gosto de um rapaz, mas não vos vou dizer quem é! Por agora... 

- Eu sabia! - exclamei com motivação, apesar de estar desolada por dentro. Seria o Tomás? Não, não podia ser... Podia? AIII!

- Olha, chegamos! - exclamou Mimi.

Entramos e só lá estava a Ali, o Edu e o Vice, na mesa redonda do costume. 

- Com que então trouxeste companhia! - notou Vice.

- Como podes ver... - respondi. 

Sentamo-nos.

- O resto do pessoal? - perguntou Lu.

- Os Goulart são os reis do atraso, portanto ainda vão demorar. - começou Edu. - O resto não faço ideia... 

- Mas eu sei. - disse Ali. - A Mar disse que vem um bocado mais tarde por causa do cabeleireiro.

- Ela finalmente vai cortar aquele cabelo de Rapunzel? - exclama Mimi, impressionada como todos os outros. 

- Yep. - respondeu Alice. 

- Ela se calhar ainda vem com um penteado diferente! - disse Lu.

- Uma cabeleira afro ficava-lhe bem! - opinou Edu, rindo-se. Toda a gente também se riu só de imaginar uma pessoa tão bonitinha como a Mar com um penteado daqueles! A Mar é aquele tipo de pessoa que gosta de estar sempre arranjada como deve ser, mesmo que seja só para ir ao supermercado comprar pasta de dentes. A Lu também é assim, só que muito mais exagerada e, além disso, também é fanática por moda. Mas isso vocês já sabem... 

- Não se importam que eu vá lá fora com a Ema num instante? Nós precisamos de conversar. - pediu a Ali. 

Ela queria falar comigo? Porquê? 

- Claro! - exclamou Vice.

Fomos lá para fora. 

- Ema, vou ser sincera contigo: eu nunca achei que tu fosses inteligente ao ponto de te lembrares de trazer a Lúcia! És um génio! 

- Não exageres... - disse eu. - Mas sabes? Eu descobri uma coisa!

- O quê?

- Ela gosta de um rapaz mas não quer dizer quem é. Ela disse que talvez nos possa contar mais tarde. Tu achas que é o...

- Não sei bem. Talvez seja, mas se as coisas entre eles os dois começarem a ficar estranhas hoje, já ficamos com uma resposta.

- Certo.

Ela pôs-se a olhar fixamente para algo atrás de mim.

- O que é que...

Alguém me tapa os olhos. Eu sei quem é. Só uma pessoa é que me faz isto. 

- Goulart, eu sei que és tu.

- Bom dia! - exclama Tomás, tirando as mãos dos meus olhos e pondo-se à minha frente. 

- Vais parar de me dizer sempre bom dia mesmo quando é de tarde ou até mesmo de noite? - perguntei. 

- Mas um dia só se torna num bom dia se disseres bom dia! - exclamou. 

- O quê? - perguntei, sem perceber nada do que ele tinha dito.

- Não interessa... A minha irmã?

Olho para dentro da Chocolataria: ela já tinha entrado com a Alice.

- Parece que já entrou... Trouxe-te uma pequena surpresa! - disse eu, mudando de assunto. 

- A sério? Eu tenho medo das tuas surpresas...

- E podes ter medo à vontade, meu amigo.

- O que é? - ele faz uma cara de assustado. - Tu não me digas que... 

Ele ia mesmo adivinhar? 

- ...que tu capturaste um Titã só para mim! - ao dizer isto, já faz uma cara de mais animação. 

- Um quê? - do que raio é que ele estava a falar? Titã? O que é isso? 

- Attack On Titan. É um anime, não vais perceber. 

- Sabes que fui eu que te convenci a ver animes... 

- Mas tu só vês Fairy Tail e Sonic X! 

- Não interessa, o que importa é que não é nada disso que tu disseste.

- Então?

- Anda, vamos entrar!

Abro a porta e ele entra. Olha para a mesa com os olhos esbugalhados.

- Não...

- Oh sim! Eu trouxe a tua crush!

- Mas tu és doida? - ele olha para mim ainda mais assustado. - Tu não capturaste um Titã qualquer, foi logo o Titã Colossal! - olhou de novo para a Lúcia. - Não, isto é pior do que o Titã Colossal! 

- Anda lá, não te preocupes! Tu gostas da Lu, certo?

- Bom...

- Então não podes evitá-la! Andaaaa!

- Mas...

- Cala-te e vamos!

Fomos até à mesa e o Tomás ia sentar-se à beira da Lu mas sabem o que fiz? Sentei-me eu à beira dela e ele à minha, ou seja, EU ERA UMA VELA! HAHAHA!

Eu estava mesmo louca.

Conversamos todos juntos sobre vários temas (qual era a melhor marca de água, o que é a omoplata, porque é que o amarelo se chama amarelo... Esse tipo de coisas) e o estranho é que nem o Tomás nem a Lúcia pareciam estar muito envergonhados ou incomodados com a presença de um do outro ou por eu estar ali no meio a fazer de vela. Parecia tudo demasiado normal. Aliás, o Tom falou mais comigo do que com ela...

Até que a Marina chegou. Mas, hang on, o cabelo dela está igualzinho!

- Achava que tinhas ido ao cabeleireiro! - exclamou Pi.

- E fui!

- Ai foste? - perguntei.

- Então não se nota?

Pusemo-nos todos à procura da diferença.

- Ahhh! Fizeste madeixas loiras! - exclamou Naomi.

- Exato!

Pois. Ninguém tinha reparado por estar toda a gente à procura de algum corte diferente (tipo escalado) e porque como o cabelo dela é castanho alaranjado, notava-se pouco.

- Não gostam? - questionou Mar.

Toda a gente disse que sim e eu apenas acenti com a cabeça. As madeixas também estão na minha Lista De Coisas Que Devo Evitar, por isso, como gosto pouco de mentiras, decidi não dizer nada e apenas acentir.

Falamos sobre mais coisas até que já estava a ficar tarde e tivemos que nos ir embora. Como de costume, os Goulart fizeram-me companhia até casa.

- Então também já sabes, Ema? - disse Pi.

- Do que estás a falar?

- O meu irmãozinho está maluco por uma rapariga!

- Queres calar-te com isso? - exclamou Tom, chateado. Olhou para ela e acho que lhe fez uma careta.

- Mas é verdade, mano! Que sortuda...

- Que sortuda mesmo... - murmurei baixinho para mim mesma.

- Disseste alguma coisa? - perguntou Pi.

- Não, não é nada...

Quando cheguei a casa, despedimo-nos e eu entrei.

Fiquei a pensar na nossa conversa. A Patrícia nunca disse que o Tom gostava da Lúcia, disse sempre que era de uma rapariga, apenas uma rapariga, e não disse o nome nem uma única vez... Porquê? Será que ela não sabia? E porque é que o Tomás não tinha ficado tímido ao ver a Lúcia? Quando tinha sido a Valentina ele mal conseguia falar para ela...

Enterrei-me no sofá e, ao pensar naquilo tudo, acabei por adormecer. 


Notas Finais


E pronto! Até ao próximo! 👋❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...