História When Everything Started - Solangelo - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Afrodite, Annabeth Chase, Apollo, Ares, Atena, Clarisse La Rue, Dionísio, Frank Zhang, Gleeson Hedge, Grover Underwood, Hades, Hazel Levesque, Jason Grace, Leo Valdez, Nico di Angelo, Percy Jackson, Perséfone, Piper Mclean, Poseidon, Quíron, Reyna Avila Ramírez-Arellano, Thalia Grace, Will Solace, Zeus
Tags Drama, Hdo, Jasiper, Nico Di Angelo, Percabeth, Pjo, Romance, Solangelo, Wico, Will Solace
Visualizações 416
Palavras 1.489
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


QUEM VOLTEI COM MAIS UMA FIC DE NICO E WILLLLLLLLLLLLLLLLLLLL???????????????
"Mas Vivi, você está atrasada com duas fanfics já!"
Eu sei, eu sei, mas eu não tenho culpa se a vontade de escrever sobre Solangelo é maior!!!!!!!
Vamos lá, essa semana sai o segundo capítulo, enquanto isso, espero que gostem e que deem uma chance pra fic, bjos e até o próximo.




PS: quem leu Sun in Darkness, sabe que eu curto muito Leo e Clarisse La Rue, acho que dariam um bom casal, então podem esperar que vai ter Claleo siiiiiiiiiiimmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm

Capítulo 1 - Um


   - Eu já falei pra você se levantar, depois que seus amigos chegarem aqui e pularem em cima de você eu não quero te ouvir reclamando.
   Ouvi a voz do meu pai pela porta. Continuei deitado.
   - Estou indo pro trabalho, Rony irá te levar para a escola.
   Bufei, joguei a coberta longe e caminhei até o banheiro do meu quarto. Me encarei no espelho, tinha olheiras bastante visíveis, Pipes seria a pessoa mais indicada para disfarçar o rastro da festa de ontem. E que festa. Nunca bebi tanto em minha vida, nem beijei tantas bocas num dia só.
   Okay, não tenha pensamentos negativos sobre minha pessoa, eu não saio bebendo e indo pra festas com frequência, até porque não curto muito, mas não podemos fazer corpo mole quando finalmente vamos em alguma, certo? Eu sou um pouco fechado com as pessoas, alguns me chamam até de antissocial... Só que sempre estou com alguém, com um menino na verdade, sim eu sou gay.
   Tomei um rápido banho e cobri minha cara de ressaca com o que achei no espelho do banheiro, sei que foi você Pipes, e obrigado. Vesti minha camisa do uniforme juntamente com uma jeans preta e joguei meu casaco de couro no ombro, peguei o celular, minha mochila e saí em direção a cozinha. Agora era a hora que eu enfrentava a rainha da interrogação, mais conhecida como Cris, a cozinheira.
   - Bom dia Cris - lhe dou um breve beijo na bochecha.
   - Bom dia? Se não fosse pelo seu pai você estaria na cama agora - ela resmungou enquanto terminava de tirar os biscoitos do forno.
   - Bom, é verdade - coloquei café no copo. - Você está bem?
   - Eu estou ótima!
   Respirei fundo.
   - O que aconteceu dessa vez?
   - O resmungão do seu avô sujou tudo a casa do fundo, e não para de reclamar do quanto a coluna dele está ruim com aquela maldita poltrona! - Cris e vovô Tom não tem um relacionamento amigável, como podem ver. - Como foi a festa?
   - Boa - me sentei na cadeira. - Estou de ressaca, mas leve, perdi meus amigos no meio da festa então voltei de táxi, bebi pra cacete.
   Ela fez careta, não gostava de me ver falando palavrão.
   - Pegou muitos meninos?
   - E como!
   Isso a fez rir. Bom, minha opção sexual era algo que todos sabiam, vovô Tom mal conversa comigo pela minha escolha, mas não posso fazer nada, ele já teve sua paixão enlouquecedora com minha avó, está na minha vez.
   Bebi todo o café, roubei cinco biscoitos e desci pra garagem. Rony me cumprimentou com um aceno de cabeça, nós não éramos tão grudados quanto eu era ao Fred, o motorista do meu pai.
   Entrei no "nada chamativo" Dodge Durango e ele fechou a porta. Eu já tinha minha carta de motorista, mas meu pai se recusa a deixar seu filho indo para a escola num Impala 67. Olhei para a enorme casa, dois andares, cinco quartos, piscina  banheira de hidromassagem, a casa no fundo nada pequena pro meu avô, churrasqueira, sala de jogos... Um paraíso para uma enorme família, um absurdo para duas pessoas.
   Suspirei, o lado ruim de ter um pai milionário é a ausência dele.
   Senti meu celular vibrar assim que saímos pelo portão de casa. Era Pipes "Me atrasei e perdi o ônibus, pode me dar uma carona?". Ta aí outra coisa que nunca soube como é, ônibus... O pai dela é tão rico quanto o meu, ele é um ator bem famoso, sempre nos cartazes e sempre na primeira capa das revistas de fofoca "Aprenda a emagrecer e fique sarado como Tristan!", "Mc Lean ressurge depois de um final de semana inteiro nas sombras", semana passada achei uma manchete escrita "Descubra o tamanho do 'amiguinho' de Tristan consultando seu mapa astral!", claro que não perdi a oportunidade e liguei pra Pipes pra atormentar ela. Ela não gosta de holofotes e é por isso que pega ônibus para ir a escola, é um meio de transporte que ninguém suspeita que uma filha de um ator famoso pegue.
   - Rony - chamei e ele me encarou pelo espelho retrovisor (ou eu imaginei que sim, ele estava de óculos escuro). - Passa na Pipes antes de ir pra escola por favor.
   Ele deu um breve aceno concordando e mudou de faixa na avenida.
   Mandei mensagem pra ela "Espero que tenha remédio pra dor de cabeça, não sei se aguento dois tempos da aula de geografia com a Ana -.-"
   "Okay F."
   Rolei os olhos para a mensagem. " Não começa."
   "MAS EU NÃO FIZ NADA!"
   Mal percebi que já estava na frente da casa dela, a morena pulou no banco de trás sem nem esperar Rony abrir a porta pra ela, me deu um abraço e começou a tagarelar sobre a festa de ontem, aparentemente o grupo se dispersou total quando eu saí de perto deles, Pipes ficou com cinco garotos e estava feliz pelo fato de que Jason interrompeu o sexto que iria beijar ela. Ela gosta do loiro desde quando é criança, e o outro por mais que negue gosta dela também, só queria que ambos parassem de ser lerdos e se assumirem logo pro mundo.
   - E então, Leo tentou agarrar a Clarisse e ela deu um baita soco na cara dele no meio da festa.
   - E com foram embora depois? - perguntei enquanto lia o jornal de notícia da cidade no celular.
   - Ah, chamamos um Uber - ela deu de ombros.
   A primeira notícia era "Apolo Solace se muda para Nova Iorque".
   Abri o link e logo senti o peso da morena no meu ombro esquerdo.
   "O ex cantor/compositor/ator/modelo Apolo confirmou nesta sexta feira passada que deixaria sua zona de conforto em Malibu para seguir sua profissão de neuro-cirurgião na cidade que nunca dorme, ele e seu filho..."
   Parei de ler aí, estou desacreditado dos jornais de hoje em dia, onde já se viu isso merecer a primeira notícia?
   Chegamos na escola, uma das melhores que um pai milionário pode pagar. A Half Blood School. Certo, o nome não é muita coisa mas a escola é ótima.
   Pulei do carro antes que Rony viesse abrir a porta, dei um breve tchau e entramos na escola, é enorme, há diversas disciplinas, várias áreas especializadas para te mandar pra sua faculdade do coração, tinha mais de duzentas salas, cinco piscinas, quatro quadras e três campos de futebol para os dias de educação física, havia dois refeitórios e quatro pátios para os alunos olharem pro nada enquanto passa a hora do intervalo. E óbvio, tinha os armários, o meu ficava ao lado do de Percy, um amigo do grupo também, o pai dele é dono de três frotas enormes de navios, se chama Poseidon, e a gente até zoa dizendo que ele "domina os mares". Quando entramos Pipes foi pra um lado e eu fui descer as escadas para o meu armário, não sei de onde a criatura surgiu, mas passou um borrão loiro ao meu lado me jogando no chão, a pessoa nem ao menos parou para me  ajudar, novatos...
   Não havia ninguém (dos meus amigos) no corredor do armário, então peguei meus livros e corri para o terceiro andar, pra aula de ninguém menos que Ana, a professora mais chata de todo o mundo.
   Infelizmente eu fui o último a chegar, o que não foi legal já que eu ganhei uma visita para a detenção depois que as aulas acabassem. Bufando fui pra minha cadeira, lá no fundo, estava abrindo meu livro quando o Sr. S., o diretor, abriu a porta. Ele acompanhava um garoto, o que esbarrou em mim, reconheceria aqueles cachos loiro em qualquer lugar.
   - Srta. Ana - Srta. a mulher ta quase com o pé na cova já! - Desculpe interromper - acreditem, ele não é educado. - Mas temos um novo aluno, que estava perdido na escola, e está na sua classe essa manhã.
   - Claro diretor - ela fingiu um sorriso. - Por favor, entre e se apresente.
   O menino entrou, ele não é o novato típico, ele não estava tímido. Ele estava tranquilo e confiante, e não gaguejou quando começou a falar:
   - Me chamo Will Solace, tenho 17 anos e vim de Malibu.
   As garotas da sala suspiraram, e meu eu interior também, a carne é fraca.
   - Certo Sr. Solace, agora escolha um lugar para se sentar porque o Sr está atrapalhando minha aula.
   Will sorriu pra bruxa má que continuou sem expressão e foi se sentar na única cadeira disponível, a que estava na minha frente.
   - Oi - se virou pra mim sussurrando. - Me chamo Will.
   - Eu ouvi sua apresentação - respondi quase inaudível, não me levem a mal, eu só não quero prolongar minha detenção.
   Ele pareceu desconcertado e seu sorriso deu uma pequena vacilada.
   - Meu nome é Nico, Nico di Ângelo.
 


Notas Finais


Não deixem de dar uma espiada nas minhas outras histórias! ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...