1. Spirit Fanfics >
  2. When I Found You - LuWoo (NCT) (Lucas) (Jungwoo) >
  3. Noite Juntos

História When I Found You - LuWoo (NCT) (Lucas) (Jungwoo) - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


bom proveito hehehehhe

Capítulo 5 - Noite Juntos


Fanfic / Fanfiction When I Found You - LuWoo (NCT) (Lucas) (Jungwoo) - Capítulo 5 - Noite Juntos

 

Fomos todos para a casa da Joy e subimos para o primeiro andar onde ficam os quartos.

- Meninos? -  Joy falou e demos atenção. – Como estamos com os pais do Jungwoo aqui em casa e os do Lucas, vocês podem dividir o mesmo quarto?

- Meus pais estão aqui? – Lucas perguntou.

- Sim, eles acabaram de chegar. A governanta avisou quando entrei atrás de vocês. – Joy falo dando uma piscadela rápida para Lucas.

- Tem certeza prima? – Perguntei desconfiado que isso cheirasse a armação.

- Tenho! – Uma gota de suor descia no canto da testa da mais nova enquanto mentia.

- Ok, vamos para o meu quarto Lucas, você vai dormir comigo hoje. – falei e puxei o moreno pela mão.

Entramos no quarto e comecei a tirar a minha roupa por que eu queria tomar um banho. Fiquei apenas de cueca e Lucas me olhava com a boca aberta sentado na ponta da cama.

- Você tem um corpo lindo Woo. – ele falou babando sem tirar os olhos de mim.

- Obrigado, a Joy fez de tudo para te colocar nesse quarto hoje mesmo sabendo que acabamos de nos conhecer. Vou te torturar um pouco já que não vamos fazer nada hoje à noite. – falei e fui para o banheiro.

Tomei um bom e relaxante banho e sai enrolado apenas em uma toalha na cintura. Mais uma vez os olhos atentos de Lucas decoravam os traços do meu tronco desnudo e quase travei no mesmo canto com o olhar que recebi. Fui até o guarda roupa e tirei uma camisa folgada com mangas e uma box para vestir. Retirei a toalha e vesti a box ouvindo a boca de Lucas abrir e sussurrar alguma coisa por estar vendo a minha bunda e logo me apressei para vestir a camisa que cobria a cueca.

- Não vai tomar banho? – perguntei sério.

- Sim, mais não trouxe roupas comigo.

- Não vou te emprestar as minhas. Vai ficar folgado depois. – falei ríspido.

- Ok, eu costumo dormir apenas de cueca... – Lucas falou me olhando com medo. – Você não se incomoda certo?

- Não, por que eu também durmo apenas de Cueca. – falei e levantei um pouco da camisa grande que cobria a minha cueca.

- Nossa essa noite vai ser difícil. Mais eu vou sobreviver. – Lucas falou e foi correndo para o banheiro.

Quando a porta do banheiro se abriu não acreditei no que vi. Lucas saiu apenas de cueca e muito cheiroso do meu banheiro enquanto mexia os cabelos molhados com a toalha. Se controla Jungwoo, você não vai pular encima dele só por que ele é uma delícia e claramente tem um membro enorme.

Me deitei e cobri o meu corpo com o lençol, não conseguia parar de pensar que Lucas estava dentro do quarto apenas de cueca, minha mente estava me traindo. Comecei a me imagina chupando ele e fazendo um sexo bem gostoso. Logo a raiva me consumiu por saber que ele estava ali apenas por conta da armação da Joy. Você precisa se acalmar, relaxa, relaxa, relaxa Jungwoo... RELAXA CARALHO. Meu pênis já estava completamente duro dentro da box.

Levantei da cama com raiva indo em direção do quarto da Joy e abri a porta vendo a mesma senda na ponta da cama dela olhando o celular.

- Por que faz isso comigo prima? – Perguntei com raiva.

- Isso o que? – ela perguntou olhando para o volume dentro da minha cueca. – Ah isso aí? – ela apontou para o meu membro duro.

- Sim, isso aqui. – falei com vergonha colocando as mãos por cima.

- Você precisa relaxar primo, tá com um mal humor terrível. O Lucas pode dar um jeito nisso. – ela falou e se esticou para ver se ele não estava atrás de mim. – Volta para o quarto e dorme com ele, não precisa transar se não quiser, mais você prometeu que daria uma chance a ele. – ela falou levantando uma das sobrancelhas e quase estourei de raiva e sai do quarto da mais nova batendo o pé com força no chão.

Voltei para o meu quarto e vi que Lucas já estava deitado e já tinha dormido. Nossa como ele dorme rápido, me deitei com calma ao lado dele e me cobri com o mesmo lençol. Quando encostei a cabeça no travesseiro percebi que o braço dele estava por baixo. Me virei para o moreno que dormia pesado e fiquei de frente para o corpo dele, ele parece um anjo dormindo, eu quero muito pedir que ele tire o braço mas ao mesmo tempo quero ficar aqui apenas olhando ele. Passei tanto tempo olhando ele dormir daquela maneira que peguei no sono perto do rosto dele. Quando acordei Lucas estava sonhando com algo, murmurava algo em mandarim e depois chamou o meu nome, começou a falar coisas em coreano e logo entendi quando ele disse que queria um beijo.

Eu pensei, nossa ele tá dormindo, seria errado beijar ele enquanto ele dorme... talvez ele não sinta nada. Me aproximei e colei nossos lábios bem devagar sentindo o meu interior formigar em excitação. Lucas se mexeu um pouco o que me deixou nervoso e logo me coloquei de costas para o moreno. Pensei que ele tinha acordado mais ele continuou gemendo palavras que eu não compreendia quando senti o corpo dele colar no meu e o braço que estava embaixo da minha cabeça me puxar para perto do moreno.

Lucas ostentava uma senhora ereção na cueca apertadinha dele.  Com os nossos corpos tão colados é óbvio que a minha bunda estava perto demais do pênis do garoto. Não faço ideia do que Lucas sonhava mais o corpo dele estava estocando a minha bunda por cima da roupa. Esperei que o moreno acordasse e percebesse que ele tinha me agarrado, mas isso não aconteceu. Virei apenas o meu rosto para olha Lucas e ele estava de olhos fechados e continuava estocando de leve a minha bunda. A boca dele encontrou a minha orelha e a mordeu de leve, tão leve que arrepiou todos os pelos da minha nuca.

Não vou aguentar por muito tempo, por mais que o sonho dele pareça ser muito bom isso está me excitando. As mãos de Lucas começaram a se movimentar devagar e uma delas segurava o meu pescoço enquanto a outra procurava a minha cueca, as mãos do moreno faziam um bom trabalho mesmo dormindo e se mexendo tão pouco, tudo era sutil mas muito excitante.

Lucas ferrou com o meu psicológico, não tenho como aguentar mais isso, me soltei do enlaço do moreno o que não foi tão difícil pois ele dormia e não me apertava com força. Escorreguei por debaixo do lençol e puxei a box do mais novo, o membro saltou para fora como se fosse uma catapulta. É de fato enorme, me parece ser uma delícia. O pré-gozo que escorria pela fissura da cabeça do pênis o fazia brilhar em lubrificação.

Não consigo mais resistir a isso, agarrei o membro pulsante do moreno e coloquei na boca, até aí nenhuma reação por parte de Lucas, ele ainda parece estar dormindo. Comecei a oral chupando ele devagar e por vezes o corpo dele se remexia na cama. Eu quero muito sentir ele se desmanchando na minha boca, intensifiquei o ritmo e logo o moreno gozou dentro da minha boca, chupei o resto do gozo do garoto e tirei a minha boca do pênis dele. Consegui ouvir ele gemer um pouco alto enquanto eu estava embaixo do lençol e me perguntei se ele não tinha acordado, para minha surpresa ele acordou sim e arrancou o lençol que nos cobria assustado.

- O que você fez? – Lucas perguntou um pouco chocado me olhando.

- Nada. – falei com a boca suja e me sentando devagar na cama com cara de culpado.

Lucas cobriu o pênis dele com a cueca box e se aproximou do meu rosto.

- Abra a boca. – ele ordenou e eu apenas neguei com a cabeça. – Abra agora! – ele praticamente falou reclamando e engoli o líquido rápido antes que ele escorresse da minha boca, Lucas pego a minha bochecha e a pressionou com as mãos me fazendo abrir a boca e aproximou o nariz dos meus lábios. – Você me chupou? Foi por isso que eu gozei? – ele perguntou me soltando.

Não consegui responder nada, nunca fiz isso com alguém e tenho total consciência de que isso é errado, nem ao menos pedi permissão a ele e mesmo assim fiz uma oral no garoto.

- Woo, não estou bravo. Mais você fez algo e não me perguntou se eu queria.

- Desculpa Lucas, você me abraçou no meio do seu sonho e ficava chamando meu nome enquanto me estocava ainda de cueca. Não consegui me segurar. Eu sei que isso não justifica, por isso estou pedindo desculpas. – falei com toda a sinceridade do mundo me sentindo mal pelo o que fiz.

- Bem... só tem um jeito de te perdoar. – Lucas falou levantando uma de suas sobrancelhas e logo encarei o moreno. – Me deixa fazer isso em você também.

- Não! Eu não preciso disso, eu estou bem. – falei em desespero.

- Não parece. – Lucas falou olhando para o volume dentro da minha cueca. – É o preço para ser perdoado Woo. Vai aceitar?

- Tudo bem, desde que seja rápido, eu estou com vergonha. – falei olhando para o colchão.

Lucas chegou perto do meu rosto e me fez olhar para ele, começamos a nos beijar e logo ele estava por cima de mim causando um atrito gostoso entre nossas intimidades. O beijo se tornou intenso demais, eu já estava sentindo um calor enorme quando Lucas parou de me beijar e começou a descer para minha pelves. Ele desceu a minha box e a retirou do meu corpo enquanto eu apenas o observava.

Pegou o meu membro ereto e começou uma masturbação ritmada enquanto a minha cabeça caía no travesseiro. Sem aviso Lucas engoliu o meu pênis enquanto eu sentia as mãos grandes e quentes do mais novo passearem entre minhas pernas e minha bolas. Minha sanidade se foi, agarrei os fios do moreno e comecei a ditar o ritmo das estocadas na boca dele. Não precisei de muito tempo fazendo isso naquela boquinha mágica, me desmanchei ali mesmo e me deitei na cama ofegante enquanto Lucas me olhava sorrindo com minha gozada escorrendo no cantinho da boca.

Ele correu para o banheiro e se limpou, voltou com pressa para cama.

- O que fazemos agora? – ele perguntou sugestivo.

- Tentamos dormir? – falei sorrindo.

- Posso ficar te beijando antes de você dormir? – Lucas perguntou.

- Claro que sim. Seus lábios são incríveis.

 


Notas Finais


adorei escrever esse capítulo hehehe


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...