História When I Grow Up - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Jeon Wonwoo, Junghan "Jeonghan", Lee Chan "Dino", Lee Seokmin "DK", Soonyoung "Hoshi"
Tags Seokhan, Soonchan, When I Grow Up, Wonkwan
Visualizações 111
Palavras 1.132
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


olá telespectadores
foi mal pela demora, tive que parar pra planejar direitinho onde essa historia vai, mas está tudo sob controle agora e devidamente Organizado, tudo ao som de teen age, que comebackzão meuzamigos...... que comebackzão........

bom capítulo pra vcs!!

Capítulo 9 - Precisamos falar sobre o Chan


Hansol fez Soonyoung segui-lo até o lado de fora da academia. Pela primeira vez Soonyoung sentiu que talvez estivesse se metendo demais num assunto que não lhe dizia respeito. Era com Chan que Hansol deveria falar. Isso não era nada do que ele tinha planejado. Mas não importava, agora ele tinha que ir até o fim.

Ficaram em pé na porta, para ter uma visão de quem entrava e saía. Hansol estava tranquilo como sempre, mas hesitou várias vezes antes de começar a falar. Talvez ele não fosse tão seguro quanto parecia ser.

“Ok, eu não sei o que o Chan te falou sobre mim mas você deve me odiar agora.” Hansol disse colocando a mão nos bolsos do casaco

“Na verdade, ele nunca falou mal de você. E de ninguém.” Soonyoung colocou as mãos nos bolsos da calça também, para parecer sério, mas logo seu rosto se quebrou com um riso “Bem, exceto quando ele fica emburrado. Daí ele xinga a gente mesmo, é muito engraçado o Chan emburrado. Às vezes ele digita alguma coisa errada no grupo e aí todo mundo fica implicando e ele momentaneamente bloqueia a gente” de repente se lembrou do contexto em que estava e tossiu pra recompor a seriedade “mas não, ódio nunca.”

“É, isso é muito ele mesmo.” Hansol soltou uma risada curta “Você gosta mesmo do Chan, né?”

Algo no tom em que Hansol falou fez Soonyoung sentir suas bochechas queimarem com a pergunta.

“Gosto, ué. Ele é meu amigo.”

“Amigo?” arqueou uma sobrancelha “Então você não tá namorando o Chan?”

“O quê?” Soonyoung franziu o cenho “N-não!”

“Ah...” Hansol suspirou consigo mesmo “Desculpa ser muito invasivo. É porque eu me importo com o Chan e, talvez isso choque você mas... bem, eu gosto do Chan. Tipo, gosto muito. Mais do que amizade.”

Soonyoung olhou para o céu anoitecendo enquanto ria mentalmente de tudo que estava acontecendo.

Nada mais fazia sentido.

Só podia ser uma brincadeira.

“Você tava certo, eu tô realmente chocado.” falou, voltando para a conversa “Desculpa mas que porra de jeito de gostar é esse que você ignora o Chan por dias depois dele confessar pra você?”

“Eu sei, isso é horrível,” Hansol passou as duas mãos pelo cabelo “Por mais que eu quisesse namorar o Chan, eu tive que dizer não. M-mas você tem que acreditar em mim, Soonyoung, foi por um bem maior.”

“Um bem maior?” colocou as mãos na cintura

“Eu vou me mudar...” começou falando alto, mas lembrou que a porta da academia estava aberta do lado deles e não queria que ninguém ouvisse, então continuou em tom mais baixo “Vou voltar pra Nova Iorque no fim do ano. Eu não podia começar uma coisa com o Chan agora. Ia ser sofrimento demais pra nós dois. Então eu achei melhor cortar relações logo, pra ninguém sentir falta de ninguém.”

“Rapaz...” Soonyoung passou a mão pela testa “Eu não sei como eu vou te falar isso, mas existe esse conceito novo chamado namoro à distância...”

“Ei, para...” Hansol fez uma cara triste “Não precisa falar desse jeito. Eu sei muito bem o que é isso. E eu já tentei também, vezes o suficiente pra saber que comigo não dá certo.”

“Eu entendo,” Soonyoung falou “mas ao mesmo tempo não. Eu acho que amor correspondido é uma coisa boa demais pra jogar fora desse jeito. Mas agora você já estragou tudo mesmo escondendo coisas do Chan. Eu não sei nem por que que você tá tendo essa conversa comigo e não com ele, não tem nada aqui que ele não entenderia.”

“Soonyoung, você conhece o Chan.” Hansol lhe jogou um olhar lateral “Você sabe o que ia acontecer.”

“Ah... É verdade. Ele ia convencer você de que ia dar certo.” Soonyoung coçou a cabeça “Mas ai, mesmo assim, eu acho que quando você encontra sua outra metade, você pode superar todo o resto, sabe.”

“Eu acho que você deve estar assistindo animes demais nesse seu clube...” Hansol falou

“O quê?” Soonyoung arregalou os olhos “Você conhece o clube?”

“Ou você tá apaixonado. O que também acho muito provável.”

“Ei! Para de falar de mim, a gente tá falando de...” e nessa hora, Chan só pode ter se materializado ali do lado deles, porque nenhum dos dois viu a hora que ele chegou.

“Falando de quê?” Chan virou os olhos para Soonyoung

“Da aula de dança.” Hansol respondeu rapidamente

“Tem certeza, Hansol?” Soonyoung apertou os olhos como se brigasse mentalmente com ele

“Tenho.” virou-se para Chan “Seu amigo Soonyoung veio me falar de como ele gostou da aula e está pensando em entrar.”

“Bom,” Chan olhou incerto para Hansol. Era a primeira vez que eles conversavam desde o acontecido. “eu já cansei de falar pra ele que ele devia entrar. Você também acha?”

“Sim.” Hansol deu um tapinha nas costas de Hoshi “Eu acho que seria muito bom ele dançar com você mais vezes, eu acho que cria muita proximidade.”

“Proximidade?” Chan repetiu

“Mas não era só disso que a gente tava falando.” Soonyoung tirou a mão de Hansol das suas costas, enquanto o menino lhe implorava com os olhos para ele não abrir o bico sobre a viagem ou os sentimentos “O Hansol tava me falando aqui que ele queria muito conversar com você, mas tava com vergonha depois de tudo que ele fez.”

Naquela hora, o menino americano praticamente metralhou Hoshi com os olhos, mas mudou de expressão rapidamente quando Dino virou-se para perguntar.

“É sério, Hansol?” sua animação fez Hansol derreter um pouquinho, e diga-se de passagem, todos no recinto “E-eu achei que você me odiava.”

“Eu não te odeio,” e nessa hora Hansol ia tocar no braço de Dino mas achou melhor não “eu só tava confuso. Mas acho que a gente precisa...” Hansol hesitou “Será que devemos...” Hoshi nunca viu um menino tão hesitante quanto aquele.

“Termina de falar, merda!” Soonyoung gritou

“Tá certo.” Hansol suspirou e tocou no braço Dino “O Soonyoung tá certo, Chan, a gente precisa conversar sobre o que aconteceu.”

 “Agora?” Chan questionou. “Acho que já tá meio tarde.” Isso fez Hoshi arregalar os olhos. O momento mais aguardado do mês inteiro havia chegado para Chan e o menino estava preocupado com a hora de ir pra casa.

“Ah...” Hansol ficou sem reação

“Mas você pode passar lá em casa amanhã depois da aula” Dino sugeriu. Então, Hoshi pensou, talvez ele estivesse planejando algo em casa. Fazia sentido. “Tudo bem se amanhã eu não for pro clube, hyung?”

“Hã?” Hoshi acordou de seus pensamentos “Claro, claro...”

“Ótimo.” Dino sorriu “Então vamos, hyung. Tchau, Hansol.”

“Tchau, Hansol.” Hoshi disse debochado, quando Dino já estava mais longe “Vê se não foge.”

“Não vou.” Hansol fez uma continência com dois dedos, com os olhos apertados encarando os de Hoshi enquanto ele se afastava.


Notas Finais


aiai hansol
eu só vou falar isso.

até capítulo que vem!! xx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...