1. Spirit Fanfics >
  2. When I saw you - imagine Sana >
  3. Capítulo - 10

História When I saw you - imagine Sana - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


oiii meus babyyys


Aqui estou para a alegria de vocês ou não kkkk



Bom espero que vocês estejam gostando da fanfic ♡


como já sabem a "Jurema " agora se chama "Ivonete " OK


só queria lembrar mesmo kk



ignorem os erros kkk



Boa leituraaa baby ♡

Capítulo 11 - Capítulo - 10


Fanfic / Fanfiction When I saw you - imagine Sana - Capítulo 11 - Capítulo - 10



    ♡¿♡?♡¿♡?♡¿♡?♡




Ivonete - e aí ainda tem dúvidas? - pergunta sarcástica tecelando "eu sou diva" na teia de aranha dela,"só se for divagar" eu pensei.


- é talvez você tenha razão - digo pra irritar ela e ela revira os olhos.



- acho que o meu coração parou um pouco - digo sorrindo boba lembrando da aproximação da japonesa.


Ivonete - nossa que loucura,você devia ter beijado ela besta - diz e me bate um arrependimento.



- puts verdade,mas que posso fazer eu travei,ela tem um efeito inesplicavel sobre mim - digo suspirando e me jogando na cama.


Ivonete - nossa que cliché - diz negando com a cabeça,logo me alevanto e começo a arrumar meus matérias os guardando na mochila.


Ivonete - mudando de assunto,abri essa caixa logo - diz como se tivesse desinteressada e eu me lembro da caixa misteriosa de hoje.


 - verdade - caminho até a caixa a pegando e logo a Ivone kkk se aproxima.


 Busco um canivete na minha gaveta e corto a fita que rodeava a embalagem,corto outras que estavam pelas pontas da caixa e consigo abrir.



Ivonete - egua isso tudo pra não robarem - diz indignada e eu concordo.




Abro e dentro tem....




- Um celular...um fuck celular..man manoooo..CELULAR...- digo/grito sorrindo feliz enquanto pego o celular.




Ivonete - Que troço é esse? - pergunta confusa e eu faço pose pra dar uma bela explicação.



- é um aparelho de várias utilidades baby - digo com os olhos brilhando e ela me olha com deboche.




 Dentro da caixa tinha um carregador,fones de ouvido e um bilhete.



 Pego o bilhete e sento na cama para ler.



-  " filha,decide que já estava na hora de você ter o seu próprio celular por sempre você demonstra ser uma pessoa responsável... - Leio em voz alta e sou interrompida.



Ivonete - até parece kkk - diz rindo e eu reviro os olhos.



- "...então comprei esse celular que é o recém lançado pela melhor empresa de tecnologia...- sou interrompida novamente.



Ivonete - olha que chique - diz zuando e eu reviro os olhos.



-"...e use com responsabilidade,estamos com saudade!" - leio e no final deixo escapar um sorriso triste,sinto muita falta do meu pai,meu irmão e os meus tios. 



 Nunca me separei deles e agora estou aqui,também sempre eu dizia pra mim mesma que eu nunca mais iria decepcionar eles.



Penso sobre tudo que aconteceu e o quanto me dediquei pra não decepcionar eles.



 Fiquei um tempo distante e acordo dos meus pensamentos com a voz da Ivonete.



Ivonete - tá tudo bem? - pergunta me olhando preocupada.



- tá sim eu só...- digo meio hesitante - eu sou uma pessoa horrível - digo deixando uma lágrima cair.



Ivonete - oque? nunca mais diga isso tá ouvindo - diz me repriendendo.




- eu não segui...- digo triste e começo a chorar.



Ivonete - pare com isso,você é a melhor pessoa que eu já conheci,e a melhor dona - diz e eu nego.



- você diz isso pra me deixar feliz - digo fungando.



Ivonete - Claro que não,tudo que eu disse é verdade -  diz e eu a olho.



- tudo bem - digo e enchugo as lágrimas.



Ivonete - oque você não seguiu? - pergunta.



- eu só...- sou interrompida pela porta abrindo.



Jack - pronto acabei aquele maldito trabalho - diz se jogando na cama.



Jack - você tava chorando? - pergunta preocupado.



- oque? claro que não,só caiu um negócio no meu olho - digo rapidamente e a Ivonete me olha preocupada.



- inclusive você é um empata foda - digo mudando de assunto.




Jack - ah desculpa,mesmo kkk - diz rindo e eu nego com a cabeça.



Jack - oque é isso? - pergunta e eu amostro o celular que eu ganhei.



Jack - caralho,esse celular é tudo,como você conseguiu? até agora só existem 3 dele no mundo,sem contar que deve ser mais caro que um avião - diz empolgado e por intantes fez eu esquecer o assunto de segundos atrás.



 - ganhei do meu pai - digo sorrindo e dou pra ele segurar.




Jack - agora sim dar pra criamos um grupo de zueiras - diz sorrindo perverso e eu nego com a cabeça.




- só você mesmo kkk,eu vou baixar é jogo meu querido - digo puxando o celular da mão dele que me olha indignado.



Jack - a mas não vai mesmo - diz e eu o olho ofendida.



Jack - e se eu fosse tu pegava logo o número da tua crush - diz e eu fico vermelha.



- Aigoo cala a boca - digo abaixando a cabeça e logo as duas hienas começam a rir.



 - tá mudando de assunto preciso de uma ajudinha sua - digo sorrindo perversa com o meu cérebro borbulhando idéias.



Jack - hum oque essa cabecinha está pensando? - pergunta curioso.



- o meu plano de vingança - digo sorrindo latino.



Jack - hum continue - diz animado se aproximando.




-  é algo que ainda  está um pouco distânte pra acontecer,mas,vai acontecer!  - digo sorrindo maligna e ele sorrir também.




               *dia seguinte*




 Acordo com uma preguiça foda e levanto da cama já me arrastando  pro banheiro,faço minhas higienes e tomo um belo banho pra acorda.





 Saio do banheiro arrumada e vejo Jack já acordado com uma toalha no ombro coçando os olhos com a costa da mão.




Jack - pensei que ia morar no banheiro - diz já passando por mim e entrando no banheiro.





 - bom dia pra você também - grito pra ele escutar,caminho até a minha cama e me jogo na mesma.




 - ah bom dia Ivonete do meu core - digo sorrindo e ela está com aquele olhar que mata.




Ivonete - nem vem com essa pra cima de mim - diz com desprezo e eu dou um sorriso convencido.




- já me acostumei com esse seu humor adorável - digo irônica e ela revira os olhos.




 Não demora muito e logo o Jack sai do banheiro arrumado também,me despeço da razão do meu estresse e vamos pro refeitório.




 Chegando lá pego minha bandeija e caminho até a nossa mesa,olho pra Sana que está sorrindo pra mim,ela tava muito diferente ontem é claro que um diferente bom,retribui o sorriso e me sentei.




 -  bom dia pessoal,bom dia Sana - digo sorrindo e dou um bom dia mais alegre pra Sana que é respondido.




 Agora que eu percebi que eu nunca tinha dado um bom dia só pra ela,os outros trocaram olhares estranhos,minhas bochechas estão queimando.




Jack - bom então,a S/n ganhou um celular de presente - diz do nada e eu me engasgo com o meu suco.




 Eu ainda não ia falar sobre o meu querido celular mas agora os planos já eram.




Mark - sério,agora sim vai dar pra criamos nosso grupo - diz ele sorrindo animado e eu dou um sorriso mínimo,sinto o olhar penetrante da japonesa em mim.




 - é,eu acho kkk - digo rindo de nervosa.




Momo - depois manda o teu número pra nós - diz e eu assinto.




Tae - vocês tem alguma coisa pra fazer hoje? - pergunta e logo morde seu hambúrguer.




Todos - eu não - dizem juntos dando de ombros.




- eu também - digo e logo encho a boca de pudim.




Tae - podemos ir em algum lugar - diz sugestivo e todos concordam.




     * Quebra de tempoooooo *





Acabou a última aula e eu já ia começar a executar uma parte do meu plano de "juntar os grupos",bom tecnicamente eu só ia avisar pras meninas o dia que ia rolar o passeio nosso.





Corro em direção a Nayeon e as outras.




- Oii meninas - digo acenando e logo elas me olham.





Todas - oiii S/a - dizem juntas.




- então eu vim dizer que o passeio nosso tá marcado pra sexta,o que acham - digo sorrindo inocente.




Irene - ah por mim tudo bem - diz dando de ombros e eu abro um sorriso de canto,logo me apoio nos ombros da Dahyun e me lembro do que Sana disse então disfarço e fico normal novamente.




Jihyo - por nós também - diz e eu assinto.




 - certo,então primeiro vamos nós encontrar na lanchonete que tem aqui perto - digo e elas assente juntas.




 - e depois vamos em um Park que abriu na semana passada - digo sorrindo alegre igual criança e elas  começam a rir.




Nayeon - certo então tá combinado - diz desanimada e se apoia em mim.




 - vai ser legal - digo garantindo,mesmo sabendo que os grupos são diferentes em algumas coisas,mas se darão bem.




 

Nayeon - certo,confio em você - diz e apoiá a cabeça no meu ombro e eu abro um sorriso fazendo carinho em seus cabelos.




 Logo seguimos andando pra fora do corredor e indo em direção ao pátio da escola.




Dahyun - não esquece de me apresentar pra Momo - diz e eu a olho maliciosa.




- hum a Momo - digo sorrindo.




Jihyo - ela é apaixonada pela Momo des do ano passado - diz e Dahyun dar um tapa em seu ombro.




 - por que não fala com ela? - pergunto curiosa.




Dahyun - bom,vamos dizer que nunca tive a oportunidade,e ela é suas amigas nunca gostaram da gente - diz dando de ombros.




 -  entendi - digo balançando a cabeça.




 - bom pode deixar que eu apresento vocês branca de neve - digo sorrindo e ela revira os olhinhos sorrindo.




 - então,eu ganhei ontem um celular do meu pai,anotem o meu número aí - digo e elas dão um pulinho de comemoração,logo elas pegam o celular e anotam o meu número.




Ficamos conversando um pouco e elas ficaram escolhendo um apelido pro meu contado no celular delas,foram cada um que eu fiquei indignada,só a Jihyo que foi mais "educada" e botou de "S/a do cemitério" por causa das minhas covinhas quando eu dou um sorriso,foi oque ela disse,a Irene botou de "tem cabelos brancos mas é jovem" e eu nem preciso dizer as outras duas.




 Logo vejo a Chaeyong passando,ela está indo em direção ao corredor que eu a encontrei naquela sala de artes.




 - gente depois eu falo com vocês - digo e logo aceno pra elas e corro em direção a Chae,ouço elas gritarem um "Tchau".




 Alcanço a Chae e começo a caminhar ao lado dela,que logo percebeu a minha presença e abriu um sorriso.




 Chae - tem que parar de chegar assim - diz e eu concordo.




 - bom eu vou tentar - digo rindo e ela nega com a cabeça.




 - tá indo pintar? - pergunto curiosa.




Chae - sim,preciso terminar aquele quadro que eu ainda não comecei - diz sorrindo e eu logo me lembro do dia que a vi sentada na cadeira de frente pro quadro sem se mover.




 - e já voltou sua criatividade? - pergunto preocupada e ela assenti me deixando aliviada.




- então você tem alguma coisa pra fazer sexta? - pergunto como quem não queria nada e logo ela me olha.




Chae - eu só ia ficar no meu quarto assistindo dorama,então não - diz rindo e eu fico rindo também.




 -  que bom porque eu estava marcando com os meus amigos pra dar uma saída por aí na sexta,oque acha? - pergunto com esperança por um "sim".




Chae - hum eu não sei,você sabe como eu não gosto muito de sair - diz relutando,e eu me lembro quando ela disse que preferia ficar desenhando do que fazer outra coisa.




 -  ah deixar disso vai ser legal e eu posso te buscar se quiser - digo a implorando e ela fica pensativa.




Chae - ok,eu vou - diz se levantando as mãos em forma de rendição e eu comemoro.




 - belezaaaa - digo sorrindo e faço uma dancinha estranha fazendo ela rir.





 Logo chegamos na sala de artes e eu vi um quadro que me chamou atenção.




 Era um quadro que não estava lá da última vez que eu estava aqui.




 - você que fez ? - pergunto pegando o quadro e logo ela pega ele da minha mão.




Chae - desculpa é que esse quadro é um segredo - diz nervosa e eu dou um sorriso malicioso.




 - hummm me diz aí gnomo a quanto tempo? - perguntei me sentando em cima de uma mesa.




Chae - não sei ao certo,mas ninguém pode saber tá ouvindo - diz surtando e aponta o dedo indicador em minha direção,logo ela pega o quadro e o guarda em uma gaveta.




 -  por que não? - pergunto curiosa e ela me olha.




Chae - porque nunca aconteceria?! - diz meio triste e caminha até um armário pequeno tirando de lá algumas pincéis e botes de tinta.




 - ah não diga isso,você nunca tentou pra saber - digo me aproximando e boto a mão em seu ombro.




Chae - tem razão,mas de qualquer forma eu prefiro que seja segredo - diz e eu assinto.





 - o quadro ficou bonito,e bem igual - digo e ela sorrir alegre e agradece.




- essa é a sua inspiração? - pergunto voltando pra mesa e ela assenti se sentando na cadeira de frente pro mesmo quadro branco.




Chae - depois que esse sentimento cresceu em mim e eu recebia inspiração todos os dias,bastava só eu olhar - diz e eu solto um "Aaaaaah".




 - que fofuraaaa - digo sorrindo e ela nega com a cabeça rindo.





 O Tae marcou com todos de irmos em uma praça que tem por aqui.




 

    Agora estou indo pra lá junto com o Jack.




Jack - então tu me empresta o teu celular depois pra mim tirar fotos? - pergunta com o olhar pidão e eu o olho com deboche.




 - tu não tem o teu? - pergunto arqueando uma sobrancelha.




Jack - é que a câmera do teu é melhor,dizem que dar até pra ver os mínimos detalhes do rosto nela,além de ter várias funções - diz  e eu reviro os olhos.




 - tá bom,mas não enche o meu celular de foto tua porque de terror já basta quando eu te vejo acorda - digo entregando o celular pra ele que pega como se fosse uma pedra preciosa,e logo ele manda língua pra mim.




 Chegamos na praça e o pessoal estão em uma barraca de sorvetes.




 

  Só de pensar em sorvete já me lembro da sorveteria da mãe do Yuta.




 "porque isso tem um pouco de coincidência?"




 Nos aproximamos do pessoal e logo depois fomos passear pela praça.





     *já na sexta - feira  Babyyy*




 Acordo sentindo um desconforto no meu rosto e algo grudento e ouvindo algumas rizadas abafadas.




Abro os olhos com dificuldade e me deparo com duas hienas na minha frente gargalhando.




 Passo a mão no rosto que está cheio de teia de aranha esses filhos da p#ta.




 - vocês estão pedindo pra morrer - digo entre os dentes e me levanto em um pulo.




 Jack - kkk...mano tua cara tá ilaria...desculpa não resistir kkk - diz entre risos e é acompanhado pela Ivonete.




Ivonete - kkkk #JaNete na área...você tinha que ver sua cara - diz e eu a olho incrédula,depois que esses dois se juntaram eu não tenho mais paz nesse quarto,é incrível mesmo eles não conseguindo conversar e se comunicar eles se juntando parece o patati patata affs.




 - ah vão tomar naquele lugar - digo revirando os olhos e pego celular pra ver a hora e arregalo os olhos.




 -  puts,man tamos atrasados - digo assustada e corro pro banheiro.




 Jack - kkk desculpa você tava tão fofa dormindo - diz rindo e a aranha acompanha.




 - vocês vão ver - Grito do banheiro e tiro a roupa e entro no box.




Eu nem tava preocupada com a aula e sim no café da manhã que não daria tempo de tomar.




     *Quebra de tempooooo*




 Me arrumei em um piscar de olhos e sai do quarto puxando Jack comigo.




 Chegando na porta da sala respirei fundo.




 - você bate - digo me afastando e me encostando na parede.




Jack - oque?,eu não bate você - diz ele se afastando também.




 - não você bate,quem mandou não me acorda cedo,por sua culpa estamos atrasados - digo com raiva ainda da palhaçada deles e ele revira os olhos.




Jack - affs não é justo - diz manhoso abaixando os ombros.




- a vida não é justa meu amigo - falo tocando no seu ombro e segurando o riso.




Jack - ímpar ou par então - diz ele com um sorriso convencido.




- pensa que eu sou besta é - digo olhando ele com deboche,até parece que eu me esquece que ele ler mente.




Jack - affs tá desisto - diz ele e eu comemoro animada.




- vai vai - digo empurrando ele pra porta e ele me olha indignado.




 Já ia batendo na porta e olha pra mim e eu faço gesto com as mãos pra ele continuar,ele morde o lábio inferior meio hesitante e logo bate três vezes na porta.




 Jack - licença professor - diz com o cu na mão botando a cabeça pra dentro da sala e eu boto a mão na boca pra abafar a rizada.




 Logo o professor deixa nós entrarmos e todos ficam olhando pra gente,aceno pra Nayeon e as meninas e também pra Chae que está lá pro fundão,logo  vejo Sana e dou um sorriso pra ela que é retribuído.




Jack - vai logo porra - diz me empurrando pra direção da mesa e eu reviro os olhos.




 Logo sentamos junto nas nossas carteiras.




 O professor já ia explicando quando é interrompido por batidas na porta novamente,ele reclamar alguma coisa que não conseguimos ouvir e eu e Jack seguramos o riso.




Ele caminha até a porta a abrindo e logo vejo uma garota que parece um pouco nervosa e com vergonha parada na porta ela usa roupas estilo bad girl,uma blusa grande cinza,calça jeans preta com um jaqueta preta amarrada na cintura.




 Ela tem os cabelos pretos,olhos escuros e tem a aparência de coreana,não lembro de já ter a visto na escola.




 Ela entrega um papel pro professor e conversam alguma coisa,logo ele dar passagem pra ela que entra rapidamente na sala e senta algumas carteiras a minha frente na mesma fileira que a minha.





        Estranhoooooooo




 - quem é? - me inclino até o Jack e pergunto sussurrando pra ele.




 Jack - não sei,nunca nem vi num pacote de bolacha - diz dando de ombros.




 Jack - talvez aluna nova - diz sugestivo e eu franzi o cenho.




 -  não,se fosse a diretora iria vim para avisar - digo negando com a cabeça e ele concordou.




O professor começou a aula e eu as vezes eu ficava olhando a garota com curiosidade.





      "que papel era aquele?"




Hahahahahhaaahahh




F

I

Q

U

E



N

O



S

U

S

P

E

N

S

E





( até o próximoooo ) ♡ 


Notas Finais


Genteeee é isso


mano tem umas partes que ficam muito separadas aí eu não consigo juntar,já fiquei puta com isso então não liguem ok


bjs babys


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...