1. Spirit Fanfics >
  2. When the maníac wakes up - Aidan Gallagher >
  3. Capítulo 31

História When the maníac wakes up - Aidan Gallagher - Capítulo 31


Escrita por: Laurinha060403

Capítulo 31 - Capítulo 31


Fiquei sem fala por alguns segundos ela ficou me observando bem até que arregalou os olhos e voltou a falar

- O que é isso no seu pescoço? - ela perguntou vindo na minha direção, tentei esconder as marcas que Aidan tinha deixado mas ela puxou meu braço rapidamente, e me deu um tapa

- Não sabia que você iria voltar uma vadia - fiquei um pouco chocada e me segurei muito pra não dar outro nela, coloquei a mais perfeita cara de decepcionada e a olhei

- A Paty namora, por que eu não posso namorar também

- Namorar? Aposto que foram vários que fez isso

- Vários? da onde você tirou isso?

- Sua irmã de falou

- Então sobre sua parte ela mentiu, eu estou namorando um menino do meu curso de etiqueta e hoje eu saí pra ver ele por que ele perdeu os pais recentemente e está passando por uma situação difícil tendo só 18 anos e ter que comandar as empresas do pai - vi que ela se interessou era só falar de dinheiro que ela se interessava

- Como assim? - ela perguntou se sentando na cama e fazendo um gesto para eu sentar do seu lado

- Os pais dele morreu a alguns dias em um acidente então ele tem agora que cuidar das boates do pai dele

- Quais boates, a D-egde? - ela perguntou pois era a mais requisitada da cidade

- Sim, ele é dono do D-egde, El fortin club e Green Valey - pronto já conquistei a confiança dela em relação a Aidan

- Ah sim imagino que esteja sendo difícil para ele, por que não chama ele pra jantar aqui em casa na próxima sexta? - ela perguntou passando a mão pela minhas costas

- Sim claro, irei conversar com ele pra ver se ele está disponível

- Ok agora pode ir dormir - quando ela se levantou Paty apareceu na porta com um sorriso mas ele morreu assim que viu minha mãe e eu sorrindo também

- O que aconteceu? Pensei que ela tinha fugido de casa para dar pra alguém

- Ah sim ela está namorando provavelmente vamos conhecê-lo no próximo fim de semana, agora vamos todas voltar a dormir - quase ri com a cara de choque da Paty e depois fui tomar um banho minha mãe é tão gananciosa que provavelmente nem se importaria se descobrisse que Aidan era um psicopata.

- O que? Aidan vai conhecer sua família? - Noah perguntou meio chocado com a notícia

- Qual é obviamente eles não sabem de nada né - Sadie me olhou esperando a confirmação de sua fala

- Não não sabem, apenas que os pais dele faleceram e ele é dona das boates mas fora isso eles não sabem de nada

- Também né imagina, Oi mãe oi pai meu namorado além de ser o que eu já disse ele também é um psicopata que me conheceu no manicômio que pretende matar vocês brevemente - Finn disse imitando minha voz revirei os olhos

- O negócio é quero ver você convencer o Aidan a conhecer seus pais - Millie disse - ele não parece ser do tipo que vai conhecer os sogros

- Ah isso é o de menos, já falei sobre com ele sobre isso umas semanas atrás antes mesmo da minha mãe descobrir - lembrei do dia em que ele me chamou pra jantar na casa dele

- E já sabe como vocês vão você sabe... - Noah falou baixo

- Mata-los?

- Isso

- Ainda não, mas também não acho que ele esteja planejando fazer algo nesse jantar e sim mais pra frente

- Sei que ele já está planejando sobre os torturadores - Lucas disse - Bom não é bem planejando mas ele já está descobrindo tudo sobre eles, família, endereço, trabalho, contas bancárias e tudo mais

- Sabe você está muito próximo deles - Sadie comentou com Lucas e ele deu um sorriso

- Não tenho certeza mas desconfio que daqui uns meses eu posso estar trabalhando junto com Travis, Lucca e Jordan - ele disse parecendo muito orgulhoso disso

- E você quer? Tipo tem certeza que quer trabalhar tão próximo assim deles? - Noah perguntou meio assustado

- Não é só por que você tem medo que Lucas também tem - Finn disse, Lucas deu uma risada

- Gente sério, se o Aidan liberar vocês nesse exato momento o que vocês irão fazer da vida? Vocês irão morar na rua e não ter nem o que comer - Lucas rebateu

- Isso a gente entende, mas vamos procurar um rumo enquanto trabalhamos mas quando sairmos já termos o que fazer, agora trabalhar tipo por que quer? Mesmo tendo a chance de parar de trabalhar pra eles é loucura não

- Loucura? Somos loucos e sim se tiver a oportunidade irei trabalhar junto de Lucca, Jordan e Travis - Lucas respondeu

- Ok então quem somos nós parar falar alguma coisa, se bem que não está tão ruim assim

- Ainda não fizemos nada por isso que não está tão ruim mas assim que ficamos boas em lutas e tiros com certeza vamos se fuder

- Não pensei por esse lado.

- O que? Esse final de semana já? Achei que sei lá ela iria primeiro te proibir de me ver e depois eu apareceria lá e então jogaria meu charme e falaria as coisas que ela quer aí então ela ficaria de boa

- Eu já falei as coisas que ela gostaria de ouvir " Os pais dele faleceu a alguns dias e ele está tendo que cuidar de suas boates " obviamente ela ficou encantada quando soube que você tem dinheiro. Você acha que dá pra fazer algo nesse final de semana com eles - ele balançou a cabeça em negativo

- Não, esta muito em cima ainda irei só pra estuda-los então depois eu planejo o que poderemos fazer, uma pergunta você quer morte rápida, morte mais torturosa ou literalmente torturar eles antes de morrer

- Os meus pais eu quero uma morte lenta e dolorosa, agora a minha irmã se eu puder quero tortura-la até ela não aguentar mais - ele sorriu pra mim colocando uma mecha do meu cabelo atrás da orelha

- Vou providenciar isso pra você - ele me deu um beijo - que horas preciso estar lá sábado?

- Ela disse que pode chegar às 20:00 - respondi pensando em como vai ser isso se a Paty querer chamar a atenção dele vai ficar insuportável. - vou indo já está ficando tarde - me despedi de Aidan e andei rapidamente até minha casa assim que entrei minha mãe já foi perguntando

- Então falou com ele? - ela perguntou assim que eu entrei não tinha nem trancado a porta

- Sim - respondi apenas, estava pensando em como vai ser se a Paty querer chamar a atenção

- E então menina? Não enrola

- Hmm - me virei pra ela - ele disse que vai poder vir sim, já avisei ele sábado às 20:00

- Ata ok então, estava pensando em fazer algo como lasanha ou um tofu

- Credo não

- Eu acho tofu uma boa idéia mãe - Paty começou a se intrometer - poderíamos comprar vinhos pra acompanhar a janta - ela estava animada demais pro meu gosto para esse jantar o que estava me estressando

- O que você acha que ele gosta? - minha mãe perguntou

- Ele gosta de massa qualquer tipo, lasanhas, pizzas, macarrão e ele prefere champagne - minha irmã fez uma cara de cu pra mim - Veuve Clicquot Brut

- Então vamos comprar alguns desse amanhã e acho que irei fazer então macarronada de molho branco e vermelho estilo italiano - minha mãe queria impressionar mesmo o Aidan

- Ok - subi as escadas indo em direção ao meu quarto trancando a porta logo em seguida.

- Como acha que eu estou? - ouvi Paty perguntando a minha mãe fui até o corredor olhar e ela estava de frente pra minha mãe com um vestido super justo, e curto com um salto enorme e maquiagem forte

- Está linda filha - minha mãe entrou no quarto dela novamente e Paty tirou o celular começando a gravar um áudio, entrei pro quarto deixando o ouvido na porta para escutar o que ela ia falar

- Sabe primeiro eu vou ver se ele for gatinho vai ser meu, e com certeza minha mãe preferiria ele o dono de todas aquelas boates bem sucedidas comigo do que com a louca da minha irmã - respirei fundo pra não voar em cima dela e fui me trocar. Coloquei um vestido preto e uma sandália passei apenas um rímel e deliniado. Olhei pela janela para o final da rua, a rua estava bem iluminada pelos postes mas tinha alguns pontos escuros não tinha vendo e era uma noite um pouco abafada entrei novamente e fechei a janela e a cortina fui até a porta do quarto apagando a luz e a fechando quando desci minha mãe e meu pai já estavam lá embaixo sentei no sofá enquanto esperava Aidan chegar Paty desceu com ouro vestido mais curto e mais justo ainda deixando quase seu seio de fora

- Que roupa é essa Paty? - meu pai perguntou - é um jantar para conhecermos o namorado da sua irmã

- O que que tem pai? Não posso querer estar bonita? - meu pai não falou nada, ela se sentou do meu lado

- É sério? Tudo isso pra chamar a atenção dele? - perguntei olhando para sua roupa e ela riu

- Isso é só algo a mais, não preciso de fazer esforço pra alguém olhar pra mim

- Você é patética sabia

- Fala isso por que sabe que é verdade - quando ia responder a campainha tocou Paty se levantou muito rápido e foi quase correndo até a porta meus pais se levantaram e foram atrás dela me levantei calmamente e então Paty abriu a porta dando de cara com Aidan, ela olhou maravilhada para Aidan quase babando e não tiro a razão dela já que ele estava um gostoso em um terno preto vem alinhado que destacava em sua pele quase pálida, ele estava com dois buquês de Rosas vermelhas

- Olá, você deve ser o Aidan né ? - minha mãe disse já que Paty estava apenas o olhando - Sou Alice prazer - ela estendeu a mão para o Aidan que estendeu a mão também, meu pai o comprimeirou logo em seguida

- Pode entrar - meu pai disse e puxou Paty pro lado e ela dando passagem, Aidan entrou na casa minha irmã pareceu acordar do transe, ela passou as mãos óleos ombros do Aidan de um jeito provocante fazendo meu sangue ferver e dei dois beijos na bochecha dele

- eu sou a Paty - vi pelo olhar dele a indiferença total e repugnância em relação a ela mas acho que ela não interpretou dessa maneira.

- Bom te conhecer - ele a afastou levemente, fui em sua direção dando um beijo leve nele

- Pra você - ele me entregou um dos buquê e o outro ele virou na direção da minha mãe

- Eu não sabia de qual flor a senhora gostava então peguei rosas também - minha mãe pegou o buquê maravilhada com o gesto dele, se eu não soubesse quem ele Realmente é isso teria sido um gesto muito fofo, ele se virou para Paty

- Me desculpa eu não sabia que tinha você aqui - ela tentou esconder o descontentamento dela e sorriu

- Está tudo bem, sei que soubesse da minha presença teria trazido - revirei os olhos chegando as rosas que tinha cheiro de perfume

- São lindas Aidan muito obrigada,Deixa eu guardar pra você - minha mãe pegou nossos buquês e colocou em um vaso de vidro com água ela estava até parecendo gente agindo assim. Mas algo me diz que vai ser uma porra essa noite. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...