1. Spirit Fanfics >
  2. When the wind disappeared >
  3. The meeting room

História When the wind disappeared - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


Oiiee gente, to caindo do sono mas vim aqui só pra animar o dia de vcs.
Espero que gostem do capítulo❣

Capítulo 17 - The meeting room


A sala de reuniões da construtora fervilhava de engenheiros, secretarias e assistentes. A construção do novo shopping estava ocupando boa parte do dia a dia da empresa, e o Senhor Min supervisiona tudo com mão de ferro, para que nada saísse errado.

- Você acha que dá para começar a montar as estruturas no próximo mês? - perguntou Senhor Min.

- Acredito que sim. Estamos um pouco atrasados no cronograma, mas não é nada preocupante, por enquanto - respondeu Senhor Seok.

Senhor Min observou Namjoon, que conversava com um técnico e olhava a planta da construção ao mesmo tempo.

- Ele está dando conta?

Senhor Seok seguiu a direção em que Senhor Min olhava.

- Sim, o problema do pai não está afetando o trabalho dele. O Namjoon é um rapaz esforçado, não tenho queixas.

- Por que meu filho não é assim? - comentou Senhor Min.

Senhor Seok não disse nada, sabia que era o tipo de pergunta para a qual o chefe não esperava uma resposta.

- Estou pensando em mandar o Yoongi vir aqui ainda está semana, para ajudar vocês.

- Será muito bom para o Yoongi.

- Sim, sim, mas não quero moleza para o meu filho. Ele precisa aprender a assumir responsabilidades. Não me importo de você pegar pesado com ele.

- Como você quiser. - Foi a única coisa que Senhor Seok conseguiu responder.

- Vou falar com ele ainda hoje. - Senhor Min olhou em volta da sala. - Estou indo embora, qualquer contratempo, me avise.

Senhor Seok acenou com a cabeça e observou o chefe sair. Namjoon se aproximou.

- Algum problema?

- Só se for para o seu amigo.

- O Yoongi? - Namjoon franziu a sobrancelha.

- Acho que ele vai vir trabalhar aqui está semana.

- Sério?

Senhor Seok se sentou.

- Mudando de assunto... - Namjoon encarou Senhor Seok, que pigarregou. - Quer dizer que você está namorando meu filho?

Namjoon sentiu suas bochechas arderem de vergonha e não soube o que falar.

- Eu, eu...Eu gosto muito do Seokjin.

- Fico feliz em saber. Posso dizer que a notícia me agradou, sempre gostei de você. O namoro me agrada.

- Obrigado - comentou Namjoon, ainda constrangido, sem saber o que fazer ou dizer.

- Bem, vamos voltar ao trabalho.





Após a reunião na construtora, Senhor Min foi para casa. Ainda estava cedo, e o trânsito em direção ao seu lar se mantinha normal. Fugir do engarrafamento se tornará um exercício diário e, embora ele tivesse um motorista para se preocupar com isso, detestava ficar horas parado, perdendo tempo precioso no meio dos carros.

Ao chegar em casa, encontrou sua esposa na sala com uma amiga. As duas conversavam animadamente sobre algum evento que iria acontecer em breve, mas Senhor Min não deu muita atenção.

- O Yoongi está no Estúdio? - perguntou Senhor Min, esperando a confirmação do comportamento totalmente previsível de Yoongi.

- Ele já voltou faz algum tempo, está no quarto - respondeu sua esposa.

Senhor Min deu um beijo na esposa e foi até o quarto de Yoongi. Decidiu não comentar nada sobre o filho ter ido ao Estúdio aquele dia. Pelo menos desta vez ele voltara cedo.

- Posso entrar? - perguntou Senhor Min, batendo na porta e já entrando no quarto de Yoongi, que estava sentado na cama, mexendo no celular.

- Oi, pai, o que manda?

- Só vim dar um alô.

- E checar se estou estudando?

Senhor Min ficou sério e cruzou os braços.

- Você está com dezenove anos, acredito que tem idade suficiente para saber o que é importante na vida e estudar sem ser mandado.

- Certo - disse Yoongi, sem tirar os olhos do celular.

Senhor Min continuou na porta do quarto. Parando de mexer no celular, Yoongi encarou o pai.

- O que eu fiz agora?

- Não fez nada. Mas bem que podia ter ido até a construtora hoje, dar uma força para o seu amigo.

- Até parece que o Namjoon precisa de ajuda. Se eu tivesse ido, ele que me ajudaria. - Yoongi riu, passando a mão pelo cabelo, mas ficou quieto, percebendo que o pai não estava de bom humor. - Foi mal, vou lá amanhã.

- É bom mesmo. Sei que pareço um disco arranhado, mas você precisa se interessar mais pelos assuntos da empresa. E pense na minha ideia de passar um tempo estudando no exterior.

- Pai, não sei para que usar estas gírias de velho, antigas demais para que eu entenda. Não sei o que é um disco arranhado. - Yoongi tentou descontrair o ambiente, sem sucesso. Decidiu mudar de assunto. - Sabia que o Namjoon e o Seokjin estão namorando?

Senhor Min franziu a testa.

- Mas ele não gosta de você?

- Fala sério, pai! - Yoongi começou a rir. - O Seokjin é meu amigo.

- Você pensa assim, mas eu e sua mãe já percebemos que ele é apaixonado por você.

- Você está viajando.

- Ok, então - disse Senhor Min, saindo do quarto.

Yoongi ficou alguns segundos rindo do pai, mas depois começou a pensar no assunto. Seokjin era a fim dele? De onde seu pai havia tirado isso? Deu de ombros e voltou a mexer no celular.





Desde o dia anterior, quando os pais souberam do seu namoro, Hoseok tentava evitá-los, principalmente a mãe. A mãe quase se esqueceu de Seokjin e Namjoon e encheu o filho mais novo de perguntas, querendo saber o máximo possível sobre Taehyung e sua família.

Hoseok não aguentava mais a curiosidade da mãe e se refugiou no quarto, com a desculpa de que precisava estudar para um prova.

- Oi, Hope, recebi sua mensagem - disse Seokjin, entrando no quarto do irmão.

Hoseok se levantou e foi até a porta, trancando-a, checando antes se a mãe estava no corredor.

- Aí, Jin, não aguento mais a mamãe. Tem um dia que ela sabe do meu namoro e já está me infernizando.

- Bem-vindo ao meu mundo - disse Seokjin, achando graça do irmão enquanto se sentava ao lado dele na cama.

- Puxa, ela não está dando trégua. Já me fez umas mil perguntas sobre o Taehyung e a família dele, e ainda por cima fica com raiva quando eu não sei responder. Só faltou querer saber quanto o pai dele ganha.

- Bem, você conhece a dona

Hoseok virou os olhos e abraçou o travesseiro com a foto do Nick jonas estampada. Ele se encostou na cabeceira da cama, ao lado do irmão.

- Fui falar que ia sair com o Taehyung no sábado e ela disse que só vou se você for junto. Parece até que tenho cinco anos de idade e preciso de uma babá me vigiando. Acredita?

- Acredito. Mas não se preocupe, eu vou junto, só que levo o Namjoon. Vamos marcar algo, sim, podemos fazer um encontro duplo, o que acha?

- Hum, pode ser. Não dá para namorar só na escola. - Hoseok estremeceu, lembrando-se dos olhares de inveja de todos no colégio. - Acha que ela vai te deixar sair com o Namjoon?

- Eu sou maior de idade, ela não pode me proibir - disse Seokjin, pensando no que faria se a mãe continuasse implicando com seu namorado. - Antes de decidir dar uma chance ao Namjoon, conversei com ela algumas vezes. Acho que a mamãe já está se acostumando com a ideia de que agora ele faz parte da minha vida. Bem, assim espero.

- Será?

- Eu tenho de tentar, Hope. E ela sabe que não aguento mais sofrer pelos cantos por causa do Yoongi. O Namjoon é a minha chance de ser feliz. E ela é minha mãe, supõe -se que queira me ver feliz, não é mesmo?

- Depois do interrogatório que fez comigo, tenho minha dúvidas de que ela queira me ver feliz - disse Hoseok, suspirando e colocando a cabeça no colo de Seokjin.



Notas Finais


Enfim este foi o capítulo meus amantes de namjin, então comtinuem lendo e acompanhando minhas histórias❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...