1. Spirit Fanfics >
  2. When Two Worlds Collide >
  3. O Cleaved. part 2

História When Two Worlds Collide - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oi oi galera! Essa vai ser a parte dois do Cleaved, sei que no cap anterior seria so um cap para a "retomada" da cena final do desenho. Mas Não ficou tão completo como imaginei que ficaria. E cá estou eu fazendo a segunda parte, espero que gostem e boa leitura!

AVISO: Nos capitulos a seguir, pode conter algum erro de ortografia, falta de acentos, pontos, linguagem informal etc. me desculpo desde já e obrigada pela atenção.
PODE CONTER SPOILERS DO DESENHO!!


- Tia Heckapoo

Capítulo 2 - O Cleaved. part 2


Fanfic / Fanfiction When Two Worlds Collide - Capítulo 2 - O Cleaved. part 2

WHEN TWO WORLDS COLLIDE 

ep.01 (parte dois)

"Como a cabeça Ponei estava voando?" 

- É... Ai, eu não sei... Eu meio que voo desde o dia que eu nasci.. - Cabeça Ponei 

- Mas... A magia, não existe mais... E você voa com a magia, certo? - Tom Lucitor 

- É, meio assim. - Ela diz com um tom de deboche - Tanto faz, o que isso importa né? Ta todo mundo junto aqui né... Ninguém liga - Cabeça Ponei

- Mas eu ligo... Isso ta muito estranho... Principalmente a parte em que as duas dimensões se juntam... - Star Butterfly 

- Eu também acho... - Moon Butterfly 

Tentando arrumar alguma explicação para aquilo, todos falham, ninguém sabia ao certo como e porque ela ainda esta voando. Embora sendo de sua natureza, como depois da magia ter acabado, ela ainda voa? Até que Marco, quebra aquele silencio misterioso. 

- Tom, tenta abrir um portal para o submundo. - Marco Diaz 

- Ok. - Tom Lucitor 

Tom, com suas chamas, tenta abrir um portal para o submundo. Mas falha miseravelmente. 

- Eu... Eu não consigo. - Tom Lucitor 

- Como imaginei... - Marco Diaz 

- E agora?! Como vou voltar? - Tom Lucitor 

- Meus pais! Meu povo!! - Tom Lucitor 

- Eu ainda sou o principe do submundo! - Tom Lucitor 

- Calma Tom! - Marco Diaz 

- Acalmar?! Como?! Não da pra ficar calmo Marco! Tom Lucitor 

- Isso já aconteceu antes... - Star Butterfly (S04E17A - Sad Teen Hotline. Ep. em q a Star menciona aqui) 

- Mas isso é diferente! Antes tinha magia! Agora não tem mais! - Tom Lucitor 

- Alguém tem um coelho por ai? - Janna diz em meio a gargalhadas. Janna 

Tom imediatamente se enfurece e sai dali batendo os pés em meio a bufos. 

- Eu já volto. Vou atrás do esquentadinho. - Star Butterfly 

Todos afirmam, e a Star vai atrás de Tom. 

- Por que fez isso Janna? - Marco Diaz 

- É legal fazer o Tom ficar bravo. - Ela fala rindo da situação - Mas eu queria ver era chamas e fogo! Isso foi meio decepcionante... - Janna 

Marco apenas ignora Janna e aguarda os dois voltar. 

Na floresta... 

- Tom!!! - Star grita a procura de Tom - Tom!! Cade você?! Star Butterfly 

Em meio a gritos, Star procurava por Tom. Sem sucesso, Star apenas para e ouve... O que parecia ser os tipicos gritos de Tom. Com isso Star é guiada pelos gritos dele. 

Tom estava tentando abrir um portal, mas sempre era a mesma coisa, sem sucesso algum. Era inútil continuar tentando, mas o pequeno rapaz não parava, ele se recusava a aceitar a ideia de nunca mais veria o submundo e sua familia. 

- Tom... Para... - Star Butterfly 

Tom, fingia não ouvir, ele continuava e continuava, mas mesmo assim... Não conseguia. 

- Você sabe que isso não vai funcionar quando você estiver emotivo. - Star Butterfly 

Ele continuava, e as chamas subiam e desciam como uma gangorra, Star pela ultima vez tenta para-lo. Ela se aproxima de Tom e toca em seu ombro. 

- Para...! - Star Butterfly 

- Não... E-eu não posso parar. - Tom Lucitor 

- Mas você precisa! Você esta se destruindo! - Star Butterfly 

Tom se encontrava em um estado deploravel, ele estava suado, suas roupas estavam queimadas, sua respiração estava funda, ofegante... 

Até que por um momento, Tom para e olha para Star. 

Star on 

Quando Tom se virou pude ver sua expressão, ele estava em lagrimas, parecia uma garotinha chorando. 

Star off 

- Eu... Não sei o que fazer... Quero minha mãe... Quero voltar para o submundo. - Tom Lucitor 

Star apenas sorriu, e lhe deu um tapinha nas costas. 

- Tenta novamente. Uma ultima vez. - Star Butterfly 

Tom respirou fundo, e tentou novamente abrir o portal. As chamas sobem, o chão treme e se abre um enorme buraco, Tom havia conseguido abrir o portal. Ele se virou para Star e falou: 

- Obrigada Star! - Star Butterfly 

Star apenas sorriu e Tom some em meio a chamas vermelhas. Elas somem e o chão se fecha novamente. 

Com isso, Star volta a onde todos estão e lhes conta o que aconteceu. 

- Eai? Ele se acalmou? - Janna 

- Sim. - Star Butterfly 

- Aonde ele está? - Marco Diaz 

- Ele foi embora. Voltou para o submundo. - Star Butterfly 

- Como?! - Moon Butterfly 

Star apenas balançou a cabeça, sem resposta. Ela não sabia como isso aconteceu. 

- Apenas aconteceu... - Star Butterfly 

Todos ficaram sem entender a situação. 

- Isso pode ser possivel... Pense bem, afinal os ultimos dois portais que vimos, se abriram sozinhos. Um na Terra e outro em Mewni. - Marco Diaz 

- O Marco tem razão... Mas, os portais meio que fundiu a Terra e Mewni, ja o que o Tom abriu não trouxe nem uma consequência a Mewni... Terra... MewTerra... Seja lá o que virou essa dimensão. - Moon Burtterfly 

- Não trouxe nem uma consequência... Ainda. - Marco Butterfly 

Enquanto isso no submundo... 

Tom estava meio para baixo. Embora querendo voltar para o submundo, ele sabia que todos os seus amigos estavam lá. 

- Olá meu caro rapaz... - ???

Uma estatueta humana se aproximou, o ser estranho se encontrava encapuzado, não dava para ver sua face. 

- Quem é você?? - Tom Lucitor 

- Me chamam de muitos nomes... Mas o meu nome realmente não importa. Me diga, você esta tão triste, o que houve? - ??? 

- Isso não é problema seu. - Tom Lucitor 

- Ouvi dizer que um pequeno demonio esta triste por causa que nunca mais vai ver seus amigos. Estou certo disso? - ??? 

Tom se assustou e olhou para aquela pessoa. 

- C-como você sabe? - Tom Lucitor 

- Como eu sei não importa... Me diga, estou certo disso? - ???

Tom afirmou com a cabeça 

- Eu tenho uma coisinha, na qual pode lhe ajudar... - ???

Tom não falou nada, apenas esperou a tal pessoa lhe falar o que ele tinha dizer. 

- Tenho aqui comigo, um objeto magico que permite te levar aonde quiser e quando quiser. - ??? 

Tom se levantou. 

- Me mostre! O que?! - Tom Lucitor 

- O Objeto Magico pode te ajudar de varias maneiras, mas como tudo, lhe traz consequência. Toda magia vem com um preço. - ???

- Não importo no que posso passar, afinal sou o principe do submundo! Todos me pedem por algo e tem sempre um preço, eu sei como funciona essas coisas. Estou disposto a pagar seja qual for o preço. - Tom Lucitor 

O misterioso encapuzado lhe entrega uma caixa enveludada, Tom imediatamente pega e abre a caixa, pegando o misterioso objeto magico que ali contia. 

- Isso é uma... - Tom Lucitor 

Continua...  


Notas Finais


Já acabou de ler? Bom no final de semana tem mais!

Obrigada por todos os favoritos e visualizações, embora sendo poucas. Em apenas poucas horas teve um "grande" começo!

- Tia Heckapoo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...