História When we're together, it rains - Capítulo 47


Escrita por: ~

Postado
Categorias Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Afrodite, Annabeth Chase, Apollo, Ares, Artemis, Atena, Atlas, Bianca di Angelo, Calipso, Caronte, Charles "Charlie" Beckendorf, Chris Rodriguez, Clarisse La Rue, Connor Stoll, Cronos, Dionísio, East, Éolo, Eros (Cupid), Febe, Frank Zhang, Frederick Chase, Grover Underwood, Hades, Hazel Levesque, Hefesto, Hera (Juno), Hermes, Hiperíon, Hylla Ramírez-Arellano, Íris, Jano, Jason Grace, Júniper, Leo Valdez, Luke Castellan, Malcolm, Miranda Gardiner, Nêmesis, Nico di Angelo, Niké (Nice), Oceano, Octavian, Paul Blofis, Percy Jackson, Perséfone, Personagens Originais, Phobos, Piper McLean, Pollux, Poseidon, Prometeu, Quíron, Rachel Elizabeth Dare, Reyna Avila Ramírez-Arellano, Sally Jackson, Silena Beauregard, Thalia Grace, Tique, Travis Stoll, Treinador Gleeson Hedge, Tyson, Will Solace, Zephyros, Zeus, Zoë Nightshade
Tags Amor, Annabeth Chase, Aventura, Luke Castellan, Mistério, Musical, Percabeth, Percy Jackson, Romance
Visualizações 229
Palavras 1.825
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Esporte, Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Saga, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, eu sei que demorou mas vocês já sabem o motivo, né?
Então, esse capítulo não é muito grande mas decidi postar pra vocês não ficarem com abstinência.

Capítulo 47 - Um passo a frente.


Lara caminhou uns passos com a cabeça baixa e eu já estava voltando para o Olympus até que ela me chamou.

- Não, espera. - disse ela e eu parei.- Isso não tá certo. Eu não vou contar para ele... Eu só... Eu não sei.

- Você só não quer que ele se machuque, eu entendo. E também entendo que você gosta dele então você só está usando todos os seus recursos para consegui-ló.

Ela mudou o peso de perna, desconfortável.

- Não é bem isso... É que se você ainda gostar dele, eu não tenho a menor chance. Então, eu preciso que você me fale a verdade, Annabeth. Não quero que nenhum de vocês sofra por mim. Mas eu já cansei de ficar esperando o Percy fazer algo, então eu vou agir. Só não quero jogar em um jogo perdido, entende? Eu preciso saber se você, realmente, sente alguma coisa por ele?

Atrás da Lara, vi que Percy se aproximava.

Aquilo era definitivo. Percy parou instantemente ao ouvir a pergunta dela, ele ouviria a minha resposta.

Meu coração estava disparado, o que eu diria mudaria tudo.

Eu não queria mentir, mas ao olhar para Percy, olhar de verdade, vi o quanto ele não estava bem. Grandes olheiras, os olhos aflitos, estava pálido. Eu era a culpada por isso, eu tinha feito aquilo com ele. Eu era tóxica, estava fazendo mal para Percy. Estar na vida de Percy só o fazia mal e não consigo viver com a culpa. Não com a culpa de ter feito uma enorme bagunça na vida dele.

Abaixei a cabeça, pensando. Respirei fundo e olhei nos fundos dos olhos de Percy.

- Eu não sinto mais nada por Percy Jackson.

Lara franziu o cenho e olhou para onde eu olhava e então perdeu a cor.

A expressão de Percy era uma máscara, no fazia ideia do que ele pensava. Ele apenas travou o maxilar e levantou o queixo. Percy sustentava meu olhar o que me deixava nervosa.

- Vamos. - ele chamou Lara, sem ao menos desviar o olhar.

- Lara, ainda tenho algumas coisas para falar com você.

Lara ainda parecia muito nervosa mas respirou fundo e de direcionou a Percy.

- Pode ir na frente, eu já vou.

Percy bufou e o ouvi murmurar um 'tanto faz' enquanto ia para escola.

Lara olhava para o chão e limpava suas mãos na calça.

- Olha, eu não queria que você tivesse que dizer isso na frente dele... É sério, eu...

- Tá tudo bem. - digo apesar de sentir que não está. - Preciso ir ao Aqua... E preciso continuar com a Beth.

Lara levantou a cabeça rapidamente.

- O que?

- Lembra quando você disse que tinha algo acontecendo? Então, realmente tem. - ela abriu a boca para falar mas logo a interrompi.- Não posso falar sobre isso. Mas para manter o Percy e todo mundo salvo eu preciso continuar com isso.

Lara analisou meu rosto por alguns instantes. Meu coração martelava, eu precksava da ajuda dela, caso contrário não seria nada fácil a minha vida. Não que ela fosse fácil.

- Pega. - ela me entrega uma chave. - É de um armário de vassouras que tem o Aqua, é o único lugar que precisa de chave para entrar. Eu se fosse você ia agora, não tem ninguém lá.

Assenti um pouco chocada com a reação dela.

- A escola...

- Eu vou dar um jeito para você entrar depois. E o Marcus está na outra esquina, se não quiser responder muitas perguntas é melhor ir agora.

Eu estava sem palavras. Ela estava realmente me ajudando sem nem saber para que apenas com a informação que isso manteria Percy seguro. Talvez ela seja a pessoa certa para ele e não eu.

- Obrigada.

Me apressei para dobrar a esquina antes que Marcus pudesse me ver.

Ventava bastante. Esta frio. Ainda não nevava, apesar de ter nevado há dois dias mas a neve não se prendeu ao chão. O frio era mais o vento cortante batendo em meu rosto. O estranho é que ontem, quando fui a escola não senti frio, apesar de ser tarde da noite. Acho que talvez a adrenalina não tenha permitido o frio.

Caminho até o Studio e vou pela lateral dele. Eu iria atravessá-lo para chegar ao Aqua mais facilmente.

No caminho encontro Apolo encostado na parede do Studio mexendo em seu celular.

Tento passar por ele sem ser percebida mas não dá certo.

- Annabeth? O que está fazendo aqui?

Paro bruscamente e com um xingamento me viro para ele. Forço um sorriso mas eu estava pensando em alguma desculpa para dar então sai como um negócio mais desesperado.

- Ahn... Eu estou dando só uma passadinha.

- Você não devia estar na escola?

- Sim! Só que bem... Hoje, justo hoje, é o dia em que...ahn, o dia dos alunos andarem pela comunidade e, bem, eu estou fazendo isso.

Apolo levantou uma sobrancelha.

- Você está matando aula, Annabeth Chase?

- O que? Não! É claro que não... Eu só...

- Tudo bem. Eu entendo. Eu já tive meus dias de matar aula na minha época de adolescente.

- Apolo, você tem vinte anos. Praticamente um adolescente ainda.

- Eu prefiro o termo jovem adulto. Mas... se bem adolescente serve. Inclusive, eu devia estar em uma reunião sobre a economia do Studio mas eu tô aqui jogando no meu celular.

- Que responsável.

- Olha quem fala. Aliás, aquelas reuniões são chatas. Fontaine dizendo o tempo todo sobre disciplina e não manchar o nome do Studio e blá blá blá.

Eu não podia perder tempo conversando com Apolo.

- Eu tenho que ir, Apolo. - falo me virando e continuando o meu caminho.

Ouço Apolo me chamar novamente mas eu realmente queria voltar para a escola o quanto antes.

Paro na frente do Aqua e o observo por alguns segundos, a grande construção azul me lembrava muitas coisas. Muitas tardes que passei com Percy e Marcus ali o vendo nadar, isso mesmo até antes de termos algo.

Teve até a icônica competição entre Percy e Marcus para ver quem dava duas voltas completas antes e é óbvio que Percy ganhou.

Sorri ao lembrar daquelas doces lembranças. Era tudo mais simples e fácil, apenas três amigos rindo e se divertindo nada demais nisso.

Resiprei fundo e entrei.

Aqua era um local grande e eu não sabia exatamente por onde procurar.

Decidi olhar nos andares de cima, onde era menos provável achar algo mas ia olhar por garantia.

Subi as escadas e lá de cima ainda tinha uma visão perfeita das três piscinas que ali possuía.

O andar de cima era mais para o escritório de Poseidon e salas de reuniões e coisas assim.

Depois de dar uma boa olhada parei na frente dos armários dos atletas e já que abrir armários não era um problema por mim, abri um por um.

A única coisa estranha que encontrei foi no armário de Percy, tinha um taco de beisebol e uma espada. Não estranhei o fato de ser uma espada, já que eu mesma andava com uma adaga, estranhei estar com ele. Do que ele queria se defender?

Apesar daquilo ter me intrigado deixei de lado e terminei minha vistoria por cima. Nada. Não encontrei nada.

Desci por outra escada e uma coisa me chamou atenção, exatamente na reta da escada tinha para parede revestida com papel de parede e notei uma saliência: uma porta.

Terminei de descer as escadas pulando de dois em dois degraus e me aproximei da porta.

Possuía uma fenda, onde deveria ficar a maçaneta. O papel de parede estava rasgado, supus que era para a porta ser aberta.

Eu precisava de algo para usar de maçaneta. Tentei com a adaga e não adiantou. Peguei a chave do armário de vassouras que Lara havia me entregado.

O abro e procuro algo que possa me ajudar, decidindo ficar com uma chave de fenda.

- Tem que servir. - digo para mim mesma.

Volto até a porta e coloco a chave de fenda no buraco e forço um pouco. Então, a porta de abre.

Era uma espécie de armario. Alguns casacos grandes pendirados.

Em uma prateleira tinha alguns pares de luva assim como a embalagem do veneno usado para envenenar Percy.

Aquilo era o armário do ajudante de Luke.

Tinha também ácido sulfúrico, ácido nítrico, tolueno, álcool e alguns funis e beckers. Eu sabia o que aqueles ingredientes juntos formavam: alguém estava tentando fazer T.N.T. 

Rapidamente peguei tudo e guardei na mochila.Assim que terminei, ouvi a porta da frente se abrir.

Fechei a porta e, talvez por instinto, me escondi embaixo da escada, a lateral esquerda era de madeira e tinha uma fresta por onde passa entrar e já a direita tinha uma parede. Os degraus tinham um grande espaço entre eles, sendo assim eu conseguia ver tudo que acontecia ali ao redor.

No instante seguinte uma pessoa entrou no meu campo de visão. Eu não conseguia identificar se era um homem ou uma mulher, vestia um enorme casaco preto e calças também da mesma cor.

Mas eu sabia quem era, apenas por duas coisas: uma maçaneta na mão e o par de luvas pretas. Quem quer que seja, era o ajudante de Luke.

Meu coração disparava e o medo aumentava a cada segundo causando calafrios, minha nuca se arrepiou. Eu queria me esconder porém me forcei a ficar ali o observando colocar a maçaneta na porta e a girar.

Ele entrou no armário e ficou alguns instantes lá dentro. Eu sabia o que ele procurava, seu kit de bombas. O ajudante dá um passo para trás e fecha a porta com raiva, o que faz meu coração parar. Dá dois chutes na porta entretanto não emite nenhum som.

O único som que eu ouvia no momento era minha respiração acelerada. E acho que ele também ouviu. Sua cabeça de levantou de supetão e rapidamente ele se virou de frente para a escada.

O susto foi tão grande que me encostei na parede. Sem fazer barulho, alcancei a adaga na minha bota.

Fechei os olhos criando coragem, eu tinha que ver seu rosto.

Apertei mais o cabo da adaga e voltei a olhar entre os degraus.

A pessoa estava com o capuz do casaco, o que dificultava a visão mas eu conseguiria ver o rosto se não estivesse coberto por uma máscara de panda.

O que?, foi só o que eu pensei.

O que eu menos esperava nesse momento era ver o ajudante de Luke com uma máscara de plástico com um panda fofo estampado.

Por que um panda? Isso nem faz sentido. Quer dizer, eu não conseguia ter medo dele agora.

Como se tivesse ouvido meus pensamentos, o panda foca os olhos na escada e começa a se aproximar.

É, agora pandas me davam medo.

Quando ele estava perto do primeiro degrau, seu telefone toca e ele sai para atender.

Eu estava ofegante e com as pernas bambas mas se eu iria sair dali, essa era a hora.

Quando sai do Aqua, o vento gelado me acordou, agora eu conseguia pensar claramente sem o medo de ser assassinada por um panda maníaco.

Eu tinha conseguido pegar os ingredientes para a próxima jogada de Luke, isso me deixava um passo a frente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...