História Where have you been? - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Adolescentes, Comedia, Drama, Kpop, Mistério, Romance
Visualizações 9
Palavras 1.158
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Poesias, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 11 - Discover


Fanfic / Fanfiction Where have you been? - Capítulo 11 - Discover

Zackary

- To saindo mãe! Dizia subindo na bicicleta. Era de manhã e estava indo para a escola, fiz meu percurso de sempre, eu vou de bicicleta pela calçada e passo na frente da casa da sra.Johnson, mas sou sempre cumprimentado  pela sua neta. Depois disso passo pela feira onde pego uma das maçãs do sr. Gilbert do qual ouço gritando "como anda sua mãe?" e eu respondo com um "Ótima". Depois eu passo na frente da cafeteria Sunday, onde vejo rapidamente dobrar a esquina, dentro do carro, o senhor e a sra.Sanchez discutindo. No fim entro na rua certa e desço da bicicleta onde deixo a mesma na frente da escola. 

- Vê se atende minhas ligações! 

- Eu vou pensar! 

Por um instante achei que fosse a Carly, mãe da Lamie. Mas não, era um garoto moreno que estava no carro da Sra.Lenmson, ele trazia Lamie para escola. - Quem era aquele? Me perguntava sozinho, enquanto observava a garota com cabelos castanhos, amarrados frouxamente adentrar a escola. Ela nem me viu, sempre tão atenta. 

Andei atrás dela pelo corredor e ela nem notou, era incrível como qualquer roupa caía bem nela. Mesmo se fosse uma simples calça jeans e uma blusa branca, ela tinha algo que mudava tudo e não era sua jaqueta da Adidas. Ela ficava linda com as roupas mais simples, aliás isso me lembrava de uma coisa, eu tinha emprestado à ela meu moletom, mas eu não poderia pedir de volta já que não nos falavamos mais. Derrepente o sinal toca e ela olha para trás, caralho tava tão distraído que não percebi o horário, eu me virei instantaneamente quando ela olhou,  mas, ela ainda não tinha me percebido. A garota passou reto, indo para a sala e eu fui logo atrás. 

As aulas foram chatas como sempre, tirando física claro. Quando fomos para o intervalo eu pensei em talvez tentar conversar com ela, eu sabia que tinha sido um merda, e não tinha desculpa para isso, eu queria ser amigo dela, mas reencontrar aquele cara me fez ficar inseguro disso. E falando nele... Lamie estava conversando com Roger, por que? Eu tentei me aproximar mas não conseguia ouvir nada, derrepente eles começam a correr pela quadra, sério isso? Eu sei que fui um merda, mas ela começa a andar com ele? Justo ele? Qual o problema dela? Mas pensando bem eu não sou nada dela, eu voltei para sala e coloquei meus fones tentado me distrair, mas aquilo continuava a vir em meus pensamentos. Por que eles estão juntos?

Não demorou muito para que o intervalo acabasse, porém demorou para eles voltarem. Eu estava ficando louco mas não tinha motivo pra isso não é? ....  passaram alguns minutos e finalmente eles voltaram, juntos e com o garoto novo. Roger olhava pra ela enquanto ela vinha para sua classe, quando seus olhos pararam em mim ele virou na outra direção e se sentou. Eu não tinha nada com ela, nem mesmo éramos amigos ainda, mas, eu não me segurei e perguntei. 

- Por que está saindo com o Roger? Nós discutimos e mais uma vez eu consegui ser um merda. Admito. 

Eu fiquei tão puto com ela por estar saindo com ele que não conseguia me controlar,  eu alevantei e quis sair dali, Roger vinha na nossa direção e eu bati em seu ombro para chamar a atenção dele, quando ele olhou eu falei para ele se dirigir para o mesmo lugar onde as "crianças estavam brincando", depois disso eu sai e fui para quadra. Não conseguia conter minha raiva, ela tava mesmo saindo com aquele idiota e só porque eu fui um babaca. A culpa podia ser minha, mas o Roger merecia isso. Não demorou para a aula acabar, talvez porque estava distraído suficiente com minha raiva. Roger veio mesmo até o meu encontro e ficamos cara a cara finalmente. 

- O que você quer? Roger perguntava com as mãos nos bolsos olhando para o lado.

- Eu que pergunto. Você está destruindo meus relacionamentos. Dizia me aproximando. 

- Não meu amigo, você mesmo destruiu eles. Ele dizia agora me olhando

- O que pensa que ta fazendo andando por aí com a Lamie?

- Por que isso te interessa? Vocês não são amigos. Ele dizia ficando tenso

- Não, não somos. Mas o que te faz pensar que você é? Eu falava já pronto pra meter a mão na cara dele.

- Talvez nos não sejamos mesmo, talvez seja mais que isso. 

- Acha mesmo que alguém como você, com seu histórico, tenha chances? eu consegui provoca lo, ele me acertou um soco mas ele nunca foi o melhor nas brigas, e eu era mais forte. Consegui subir por cima dele e acertar seu rosto. Mas logo depois já estavamos sendo separados pela Lamie e o diretor. Roger como sempre fugiu do diretor mas eu tive que acompanha lo, e agora ele estava me levando na enfermaria e dizendo que ia ligar para meus pais. Mas embora tenha dado nisso, onde Lamie estava agora? 

Não demorou para minha mãe me buscar e fazer aquela cara de decepção.  Quando chegamos em casa ela me deu umas lições de moral e dizia que violência não resolve nada. Eu estava com as mãos totalmente fudidas mas isso era irrelevante, eu tinha que pedir desculpas a Lamie, então sentei na calçada e esperei a garota aparecer.



Sabe é incrível quando você para de fazer as coisas e só se concentra em algo. Eu fiquei horas na frente de casa esperando a Lamie mas não a vi, apenas o garoto de hoje cedo se despedindo da Sra.Lenmson, que a mesma me cumprimentou. Depois disso meu pai chegou em casa me deu um "oi" e entrou. Já estava ficando tarde e eu estava desistindo já, quando a senhora Lenmson sai de sua casa no telefone, dizendo umas coisas sem sentido como "pare de ligar" ou "nos deixe em paz", ela entra no carro e vai embora. Isso me deixou curioso, mas não tanto quanto a garota que descia do taxi que parou agora na frente da casa. Era Ally, como não poderia reconhece la, mas, o que ela fazia aqui? Ela bateu na porta várias vezes e depois olhou o ambiente, foi quando ela me notou.

- Você. .. ela diz franzindo o cenho

- Oi Ally. digo acenando

- Diga a Lamie que passei. ela fala indo até o carro. Mas eu a impeço segurando em seu pulso. 

- Desde quando conhece a Lamie? Pergunto sério.

- Me solta, por que se interessa? ela fala se livrando bruscamente da minha mão.

- Ally! Por que está interessada na Lamie? pergunto nervoso já. 

- Não te interessa! Eu não gosto de você e não preciso te dizer nada! ela dizia com raiva e entra dentro do taxi.

- Ally! 

Droga! O que ela estava fazendo? Por que está interessada na Lamie? Que droga, o que ela estaria pensando, acho que já está na hora da Lamie saber a respeito dessa garota.




Notas Finais


Adicionem aos fav ★♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...